Saúde

21 ago16:56

Saiba como passar imune à oscilação de temperatura e evitar gripes e resfriados

O calor em pleno agosto e as mudanças bruscas de temperatura têm sido inimigos imitimos da saúde de muita gente. Dor de cabeça e no corpo, coriza e falta de disposição são comuns no período de troca de estação.

Contudo, gripe e resfriado são doenças diferentes. Enquanto o resfriado é causado por um vírus mais brando, apresentando sintomas como nariz irritado e coriza e dor de cabeça, a gripe é mais resistente, dura até uma semana e pode dar febre.


Para evitar que a imunidade do corpo baixe, segue algumas dicas para resistir à loucura dos termômetros:

- Dormir bem à noite, de seis a oito horas por dia;

- Ingerir frutas cítricas como a laranja e a tangerina, que são ricas em vitamina C;

- Ter uma alimentação rica em verduras;

- Praticar exercícios físicos;

- Ingerir muito líquido;

- Evitar lugares fechados com pouca circulação de ar;

- Ficar atento ao termômetro para não errar na roupa. O ideal é sair com roupas leves, mas sempre acompanhado de um casaco.

DONNA ZH



Comente aqui
21 ago16:25

Multivacinação em Palmitos, mais de 210 crianças foram vacinadas no dia “D”

A Semana de Multivacinação iniciada em todo o país no sábado, dia 18 de agosto, levou 216 crianças para o posto de saúde em Palmitos. As crianças de zero a cinco anos de idade passaram por avaliação e vacinação. De acordo com a Enfermeira da Vigilância Epidemiológica Franciole Mallmann, foram atualizados os cartões de vacina e vacinadas as crianças que estavam com o mesmo desatualizado.

- Convidamos os responsáveis que tragam as crianças para a sala de vacina até a sexta-feira, dia 24 de agosto para atualizar as carteirinhas – disse Franciole.

Estão sendo disponibilizadas 11 vacinas, contra 17 diferentes tipos de doenças. A campanha contempla todas as vacinas da atenção básica.


Comente aqui
18 ago15:10

Médicos desfazem principais mitos em torno da homeopatia

Reconhecida como especialidade médica no Brasil desde a década de 80 e incentivada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a ser implantada em todos os sistemas de saúde do mundo, a homeopatia é a opção terapêutica com aceitação cada vez maior entre os brasileiros. Mas é verdade que os tratamentos homeopáticos estiveram sempre à sombra de mitos, que mais atrapalham do que ajudam pessoas que poderiam se beneficiar da homeopatia na hora de buscar tratamento.

Mesmo cercada de informações confusas, “pouquíssimos pacientes abandonam o uso da homeopatia em busca da alopatia, fato que, no caminho contrário, acontece cada vez mais”, afirma Yechiel Moises Chencinski, médico pediatra e homeopata.

— Os medicamentos homeopáticos são eficazes tanto em doenças crônicas como em doenças agudas — comenta o especialista Fabio Almeida Bolognani, presidente da Federação Brasileira de Homeopatia (FBH).

Para esclarecer os principais mitos que rondam a opção terapêutica, médicos especialistas e uma farmacêutica do maior fabricante mundial desses medicamentos ajudam a esclarecer os mitos sobre o tratamento homeopático.


:: Medicamentos homeopáticos são apenas bolinhas de açúcar. Não fazem efeito.

Segundo o Chencinski, os remédios homeopáticos, assim como os alopáticos, utilizam o efeito placebo em suas composições. No entanto, não são compostos de bolinhas de açúcar: são medicamentos com princípios ativos ultradiluídos


:: A homeopatia só é eficiente em doenças crônicas.

A médica pediatra Geisa Quental explica que não existe essa diferença. Tanto as doenças crônicas quanto agudas podem ser tratadas pela homeopatia com rapidez.

:: Quem adere à homeopatia não deve fazer tratamentos alopáticos, para não misturar as coisas.

Segundo Zan Mustachi, médico geneticista e pediatra e diretor-clínico do Centro de Estudos e Pesquisas Clínicas de São Paulo, essa afirmação não é verdadeira. Tanto a concomitância quanto qualquer cambialidade entre alopatia e homeopatia são aceitas.

:: Homeopatia só pode ser considerada uma medicina preventiva.

Fabio Bolognani, da FBH, esclarece que, na verdade, quando falamos em doenças crônicas, as formas de tratamento em geral tendem a ser preventivas.


:: Para a homeopatia, as doenças somente surgem quando há um desequilíbrio emocional.

As doenças podem ter causas externas também, como no caso de uma contaminação ou um acidente. O que a homeopatia acredita é que sintomas emocionais compõem o conjunto sintomático que, se não levado em conta, torna o tratamento parcial.


:: Não é fácil tratar com homeopatia porque tem que tomar bolinhas de hora em hora.

Cada tratamento varia de acordo com a necessidade do paciente. Dependendo do grau de intensidade e dos sintomas da doença, o estímulo ao sistema imunológico deve ser mais ou menos frequente.


:: O tratamento é muito longo.

Cada caso é um caso e requer um tipo de tratamento. Dependendo da doença, pode ser necessário um tratamento por tempo prolongado para retornar o paciente ao seu equilíbrio, sem necessidade de usar qualquer medicamento continuadamente, explica Chencinski.


VIDA E SAÚDE

Comente aqui
14 ago17:18

Confira dez sinais de que seu filho precisa usar óculos

Se na idade pré-escolar uma em cada 20 crianças sofre de algum problema de visão, quando chegam ao ensino fundamental esse índice passa para uma em quatro. Essa diferença de cinco vezes entre as proporções faz com que muitas vezes os pais, e mesmo os professores, demorem a se dar conta do problema.

— Tive uma paciente de seis anos que enfrentava sérias dificuldades de alfabetização porque tinha 12 graus de miopia em um olho e, até então, não havia sido diagnosticada. Pais e até mesmo professores devem estar sempre atentos às crianças e estimulá-las a usar óculos ou tampões sem preconceito, quando necessário. Trata-se de uma medida temporária e que pode impedir o comprometimento do rendimento escolar — diz o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo.

Ele aponta dez sinais de que a criança precisa usar óculos.


::: Reclamar de dor de cabeça

— Se a criança reclama com alguma frequência de dor de cabeça quando está em aula ou ainda quando faz a lição de casa, é preciso investigar. Principalmente se reclama de “dor na testa”. Afinal, ela pode estar fazendo um esforço extra para enxergar direito — afirma o especialista.


::: Sentar muito perto da televisão

— Ainda que as telas dos televisores tenham aumentado bastante nos últimos anos, algumas crianças insistem em sentar bem próximas à tevê, dando sinais claros de que talvez sofram de miopia. O mesmo é válido para games de bolso ou livros. Se o seu filho tiver o costume de aproximar os olhos de tudo o que precisa enxergar é um sintoma que precisa ser investigado — conta Neves.


::: Apertar os olhos para ler

— Quando a criança aperta um dos olhos para enxergar, pode ser que inconscientemente esteja querendo melhorar o foco e usando o olho bom para ver bem. Trata-se de um sintoma clássico que deve ser avaliado — explica.


::: Andar de cabeça baixa

— Há casos em que a criança estrábica ou com desequilíbrio no músculo ocular, acaba tendo dupla visão ao focar um objeto ou olhar para baixo. Para se sentir mais segura, passa a andar sempre com a cabeça baixa, na tentativa de prevenir problemas mais sérios como quedas — afirma.


::: Lacrimejar excessivamente

— Algumas crianças não fecham os olhos totalmente enquanto dormem. Essa condição leva a um ressecamento noturno e, para compensar, os olhos passam o dia lacrimejando espontaneamente, o que atrapalha muito a visão correta e, inclusive, o relacionamento com os colegas de classe — alerta.


::: Coçar os olhos insistentemente

— Esse é um sinal clássico de fadiga ocular e deve ser investigado. Tanto pode ter origem em problemas de visão como pode estar relacionado à conjuntivite. Nos dias em que a umidade do ar está baixa, essa condição se intensifica tanto que pode até provocar lesões nas pálpebras — conta.


::: Mostrar dificuldade com a leitura

— Quando a criança, já alfabetizada, não consegue ler uma sentença sem se perder nas palavras ou pular linhas, pode ser sintoma de astigmatismo ou ainda de estrabismo e deve ser investigado — recomenda.


::: Acompanhar a leitura com um dedo

— Eis outro sinal perceptível durante a leitura. Se a criança não conseguir ler sem recorrer ao dedo indicador, pode não ser apenas uma mania, mas um caso de ambliopia (síndrome do olhinho preguiçoso), em que as letras e palavras parecem muito próximas, dificultando a leitura — explica.


::: Demonstrar sensibilidade à luz

— Esse é outro sinal fácil de reconhecer. Quando a criança demonstra incômodo exagerado em ambiente muito iluminado ou ainda sob luz solar, pode ser sinal de exotropia, um tipo de estrabismo — aponta.


::: Tapar um olho com a mão

— Há crianças que automaticamente tapam um dos olhos com a mão para enxergar melhor com o “olho bom”. Isso pode acontecer durante as atividades escolares ou até mesmo de lazer, como ver tevê. Tanto pode indicar um problema de ambliopia, como de estrabismo. Por isso, não pode passar sem ser devidamente investigado por um oftalmologista — conclui.


VIDA E SAÚDE



Comente aqui
13 ago13:12

Cuidados fundamentais para combater a oleosidade da pele

Se manter normalmente a pele bonita e saudável já é complicado, a dificuldade só aumenta quando a oleosidade aparece. Os poros alargados deixam a pele brilhante e são fontes de acne. Saiba os cuidados fundamentais que podem ajudar a evitar o problema:

> Lavar o rosto e limpar a pele pelo menos duas vezes ao dia.

> Usar sabonetes específicos para pele oleosa, com ácido ou enxofre na composição que evitam a produção de sebo.

> Aplicar géis com antibióticos ou alfa hidroxiácidos, que fazem a renovação celular e controlam a secreção sebácea.

> Usar filtros solares diariamente com fórmulas especiais para pele oleosa.

Caso o problema seja hormonal, é importante visitar um dermatologista para iniciar um tratamento.


DONNA ZH



1 comentário
09 ago11:26

Campanha gratuita de orientação da saúde da visão será realizada em Chapecó

A campanha `Viver – Porque Ver é Viver` tem o objetivo de orientar a população sobre as principais doenças da visão em pessoas com mais de 60 anos. A ação gratuita será realizada pela Clínica Bonfante no dia 18 de agosto em Chapecó.

A ação oferecerá cartilha educativa, orientação médica e exames gratuitos da saúde da visão, como mapeamento da retina, ultrassonografia ocular e tomografia de coerência ótica 3D (OCT).

Essas avaliações devem ser feitas anualmente a partir dos 50 anos de idade para detecção precoce de doenças como catarata, glaucoma, retinopatia diabética e degeneração macular relacionada à idade (DMRI), sendo esta última, a principal causa de cegueira em pessoas com mais de 60 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo a doença atinge cerca de 3 milhões de brasileiros.

O atendimento gratuito será oferecido para as primeiras 250 pessoas com 50 anos que fizeram o agendamento de horário pelo telefone (49) 3323-0910.


Serviço

Campanha `Viver – Porque Ver é Viver´

Data: 18 de agosto de 2012 (sábado)

Horário: 8h às 12h

Local: Clínica Bonfante (Av. Getúlio Vargas, 681S, Centro – Chapecó/SC)

Importante: o atendimento é limitado a 250 pessoas com 50 anos ou mais. É necessário levar carteira de identidade (RG).

Agendamento: deve ser realizado previamente por meio do telefone (49) 3323-0910.


Comente aqui
08 ago10:11

Identificação correta da silhueta ajuda a potencializar o treino físico

Cada pessoa tem uma constituição física — o chamada biotipo. É reconhecendo as características dessa compleição que se chega ao treino ideal. O professor de educação física Rodrigo Andrade explica que há três tipos básicos: o ectomorfo, o mesomorfo e o endomorfo.

— Além da identificação dos traços físicos da pessoa, alguns exames também são importantes para determinar o perfil. Temos que entender que, dependendo do biotipo, o resultado dos exercícios pode ser um pouco melhor, mas esse não é um fator determinante na eficácia da atividade — ressalta.

Porém, a divisão em biotipos deve ser encarada apenas como uma orientação geral.

— Existem fatores como idade, restrições relacionadas à saúde, motivação para a atividade, objetivos e até as necessidades do praticante. Tudo isso é muito importante na escolha da atividade física — enfatiza Sérgio Nunes, especialista em qualidade de vida.


Para cada corpo, uma resposta

É importante ter em mente que ninguém se encaixa em apenas um desses tipos. As maiorias das pessoas possuem características de todos os tipo físicos, apesar de um deles ser dominante. E saber disto é útil para quem pratica atividades físicas, pois seu tipo de corpo dita o treinamento que você deve seguir, além de prever os resultados que você vai alcançar.

A princípio, uma pessoa ectomorfa não precisa se preocupar em perder gordura para conseguir um bom físico, porém precisará treinar forte para desenvolver e manter grandes músculos. Endomorfos, por outro lado, sempre travam uma luta contra a balança, mas podem trocar gordura por músculos e esculpir corpos proporcionais e fortes. Já os mais sortudos, os mesomorfos, são capazes de desenvolver músculos mais rapidamente. Mas em todos os casos, disciplina é fator fundamental.


Os três biotipos:

1. Ectomorfo (figura à esquerda)

— São pessoas mais magras, com pequena porcentagem de gordura.

— Podem ter o metabolismo mais acelerado.

— Geralmente, têm estrutura física mais alongada — pernas e braços mais compridos — e são, aparentemente, mais frágeis.

— Ainda que não tenham facilidade para engordar, os indivíduos com esse perfil dominante devem ter cuidado com a alimentação, que deve ser balanceada.

— Sob a orientação de um nutricionista, podem equilibrar a alimentação com a adição de carboidratos e proteínas.

— Atividades que proporcionem ganho de massa muscular, como musculação, podem ser uma opção.


2. Mesomorfo (figura ao centro)

— Porte físico mais esbelto e definido. Ombros largos, massa corporal bem distribuída.

— Esses indivíduos têm mais facilidade para ganhar massa muscular.

— Seguindo uma dieta nutricional adequada, podem perder gordura mais rápido que os demais.

— Uma boa opção para os treinos é procurar atividades que intercalem membros superiores e inferiores.


3. Endomorfo (figura à direita)

— O corpo é mais arredondado, com acúmulo de gordura na região abdominal.

— Esse perfil acumula gordura com mais facilidade.

— Têm que regular mais a alimentação que os demais.

— Estatura mais baixa, membros mais curtos.

— O metabolismo, geralmente, é mais lento.

— Devem adotar atividades aeróbicas, que proporcionem perda de gordura, e prestar atenção às articulações, que podem sofrer com a sobrecarga durante os exercícios.

— É importante entender que uma pessoa obesa não pertence, necessariamente, a esse biotipo, já que uma série de fatores deve ser levada em conta.


VIDA E SAÚDE

Comente aqui
07 ago18:07

Assaltar a geladeira à noite pode ser sintoma de distúrbio alimentar

Especialistas da Associação Brasileiro para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica alertam que episódios frequentes de excessiva fome noturna podem ser sintoma de um transtorno alimentar: a Síndrome Alimentar Noturna (SAN). Segundo a entidade, a síndrome afeta cerca de 3 milhões de brasileiros.

A SAN caracteriza-se por maior ingestão calórica no período noturno, sobretudo após as 19 horas, despertares durante a noite para comer e falta de apetite durante as manhãs. Além de afetar a qualidade do sono, a Síndrome Alimentar Noturna é um fator de pré-disposição à diabetes e obesidade.

A alimentação predominantemente noturna cria um desbalanço no metabolismo, tornando-o mais lento durante o dia e levando o organismo a estocar os nutrientes nos períodos de maior consumo e menor gasto energético, o período noturno. Cerca de 10% dos obesos e 27% dos obesos mórbidos possuem a síndrome. Além disso, a síndrome predispõe quadros de obesidade.

De causa exata ainda desconhecida, o problema tem o estresse e a má distribuição do volume de alimentos e calorias ingeridos como dois fatores ligados a seu surgimento. Soma-se a eles a insônia e má alimentação durante o dia.

— Os portadores relatam um aumento do consumo alimentar, usualmente após o jantar, ou apresentam despertares noturnos para comer ou beber — explica o psiquiatra Alexandre Pinto de Azevedo, autor de um estudo sobre a síndrome.

Um quadro de SAN começa a se consolidar quando a fome ou vontade de comer do indivíduo diminui durante o dia e surge fortemente a noite, após as 19h. A dieta deixa de ser normal quando 55% ou mais da ingestão calórica diária ocorre após esse horário. Habitualmente, nesse período ingere-se cerca de 15% das calorias diárias.

— O paciente precisa comer bastante para conseguir se sentir satisfeito e dormir. Durante o dia, ele nem se lembra de comer — explica a endocrinologista e diretora da Abeso, Claudia Cozer.

Segundo ela, os alimentos mais procurados em episódios de compulsão possuem maiores valores calóricos, ricos em gordura e carboidratos finos (açúcares, pães, doces) — aqueles que, geralmente, estimulam a liberação de endorfinas, os neurotransmissores ligados à sensação de prazer e bem-estar.


Reeducação

O tratamento se dá por meio de reeducação alimentar, terapia cognitiva comportamental e medicamentos anticompulsivos, em casos mais extremos. A sertralina é a medicação mais indicada, pois regula o padrão alimentar noturno com redução dos despertares. A trazodona e o topiramato também controlam o impulso alimentar e regularizam o padrão de sono.


VIDA E SAÚDE

Comente aqui
06 ago13:16

Suco de maracujá pode ser aliado de diabéticos

De origem tropical e conhecido pelo seu sabor azedinho e poder calmante, o maracujá é indicado para o consumo de diabéticos, pois apresenta o poder de baixar as taxas de açúcar no sangue, além de apresentar bons teores de vitaminas A e C, complexo B e sais minerais.

Rica em pectina, substância indicada pelo seu alto poder emagrecedor, essa fruta é uma excelente bloqueadora de gordura, ou seja, impede que o organismo absorva parte desse nutriente presente nos alimentos. Todos esses elementos combinados dão ao maracujá o poder antioxidante, além de ser indicado para baixar a pressão.

No entanto, a nutricionista Viviane Franco alerta que, apesar dos indícios de que a fruta auxilia no tratamento de diabetes, não há evidências científicas para o seu uso em serem humanos, pois os testes foram feitos em ratos com diabetes induzida.


Aprenda a fazer bolo de maracujá

:: Ingredientes

— 5 unidades de clara de ovo

— 1 pitada de sal

— 1 xícara (chá) de farinha de maracujá

— 1 1/2 xícara (chá) de açúcar

— 4 xícaras (chá) de farinha de trigo

— 1 xícara (chá) de leite

— 6 colheres (sopa) de margarina

— 2 colheres (sopa) de fermento químico em pó


:: Cobertura

— 1 xícara (chá) de polpa de maracujá

— 1 pacote de coco ralado


:: Modo de preparo

Em um recipiente, coloque a margarina, o açúcar e misture. Acrescente aos poucos a farinha de maracujá, a farinha de trigo e o leite aos poucos. Adicione o fermento. Bata as claras em neve com o sal e misture levemente à massa. Leve ao forno médio (180ºC), em fôrma untada. Ao bolo ainda quente, adicione a polpa de maracujá batida no liquidificador e espalhe o coco ralado.


Fonte: nutricionista Viviane Franco


BEM-ESTAR



Comente aqui
06 ago10:44

Alerta: acne pode ser agravada pelo estresse

Reduzir um pouco o estresse de todos os dias vai melhorar sua vida em aspectos que você nem imagina. A pele é um exemplo. Entre as causas da acne em adultos, uma bem frequente é o estilo de vida corrido e cheio de preocupações da mulher.

Além da acne, o estresse pode influenciar no aparecimento de pontos avermelhados ou extra secos e no surgimento precoce de sinais de envelhecimento. Tudo isso acontece porque o estresse inibe a capacidade da pele de se curar sozinha. Em picos de nervosismo e preocupação alguns hormônios aumentam e disparam a produção de oleosidade, a grande causadora da acne.

Para dar um alívio para a pele, não durma antes de fazer uma boa limpeza e uma massagem facial com um produto específico. Os que têm poder antinflamatório, como aqueles com chá verde, são ótimas escolhas.

DONNA ZH


Comente aqui