SC

05 jul15:49

Aeroporto de Chapecó pode ser liberado para operação de voos nesta sexta-feira

O Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso de Chapecó pode ter a operações para voos liberada nesta sexta-feira. A informação é da Assessoria da Prefeitura de Chapecó.

Às 16h30 será realizada uma coletiva de imprensa na sala de reuniões do Gabinete. O secretário de defesa do cidadão Sergio Wallner e o Procurador Thiago Etges vão apresentar as definições repassadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

No começo da tarde o colunista do Diário Catarinense Roberto Azevedo havia adiantado a informação no  Blog dele.


Comente aqui
05 jul14:46

Calor diminui e temperaturas começam a despencar em SC nesta sexta-feira

Danilo Duarte | danilo.duarte@diario.com.br

A temporada de calor em Santa Catarina durante o inverno está chegando ao fim. A massa de ar seco e frio presente sobre o Estado dá lugar às baixas temperaturas. A máxima não deve passar de 22ºC.

>> Confira mais detalhes no Blog do Puchalski

De acordo com o meteorologista do Grupo RBS Leandro Puchalski, o frio ainda deve continuar durante todo o fim de semana, com temperaturas ainda mais baixas.

A temporada de calor em Santa Catarina durante o inverno está chegando ao fim. A massa de ar seco e frio presente sobre o Estado dá lugar às baixas temperaturas. A máxima não deve passar de 22ºC.


Confira a previsão de máximas na sexta-feira

Serra: 10 a 12ºC

Oeste: 16 a 18ºC

Sul: 16 a 18ºC

Litoral: 19 a 21ºC

Vale do Itajaí: 20 a 22ºC

Norte: 20 a 22ºC


O calor começou em 27 de junho, quando a massa de ar seco começou a influenciar na barreira que se formou sobre toda a região Sul e os Estados vizinhos, impedindo a presença de nuvens e por consequência não permitindo a queda nas temperaturas.


Possibilidade de chuva na sexta-feira

Segundo Puchalski, na sexta-feira deve haver predomínio de nuvens no Estado com possibilidade de chuva a qualquer hora no Oeste, Serra e Sul, onde o volume de chuva deve ser maior. Nas demais regiões, a indicação é de muitas nuvens, poucas aberturas de sol e previsão de chuva para o decorrer da tarde, mas principalmente para à noite.


Frio aumenta no fim de semana

A massa de ar frio vai chegando com força de maneira bem gradativa no fim de semana quando deve haver frio em todas as regiões. No sábado, as máximas da tarde não devem subir ficando em boa parte do estado entre 16ºC e 18ºC com destaque para o oeste com 14ºC a 16ºC e na Serra onde não passa de 10ºC.

No domingo deveremos, a previsão é de um dia clássico de inverno, com temperaturas do amanhecer bem abaixo de 0ºC na Serra, dos 10ºC no Litoral e entre 4ºC a 6ºC em grande parte das cidades.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
05 jul09:47

Chegada de frente fria começa a causar chuva em parte de Santa Catarina

A quinta-feira ainda deve ser um dia com temperaturas altas para a estação, mas começam a ficar mais baixas. A máxima não deve ultrapassar os 28ºC na Grande Florianópolis e no Litoral Norte do Estado.

>> Confira mais detalhes no Blog do Puchalski


Além da presença do sol, algumas nuvens encobriram o céu de Chapecó pela manhã.


Uma camada de nevoeiro, típica da estação pelo choque térmico nas temperaturas mais altas no solo e o resfriamento do ar, foi registrada no amanhecer, mas com intensidade menor do que a registrada na quarta-feira.

O tempo deve ficar instável em todo o Oeste e nas cidades ao Sul do Estado em função da aproximação de uma frente fria. Nas demais regiões, deve haver muitas nuvens.

A partir de sexta-feira, o tempo começa a ficar instável em todas as regiões e a frente fria vinda da Argentina deve causar chuva mal distribuída em várias partes do Estado até sábado.

Os ventos que sopram de nordeste a noroeste não deve ultrapassar os 50 Km/h, mas ajudam a diminuir a sensação de ar abafado que ainda deve ser percebida nesta semana.

DIÁRIO CATARINENSE


Comente aqui
04 jul08:51

Cresce a procura pelo ensino à distância em Santa Catarina

Gabrielle Bilttenbrun | gabriell.bilttenbrun

Entre uma viagem e outra de trabalho, Adilson Spanhol, 35 anos, passou oito anos tentando fazer um curso de graduação. Para ele que em um dia acorda em Manaus, no Amazonas, e no outro, em Garopaba, no Litoral Norte do Estado, parecia impossível comparecer à sala de aula todos os dias. No ano passado, ele encontrou a alternativa: o curso à distância de Gestão da Tecnologia da Informação, na Unisul. Apenas em dia de prova ele tem que comparecer ao campus de Palhoça, na Grande Florianópolis.

>>> Confira mais notícias do Caderno Vestibular no blog

As aulas diárias Adilson pode acompanhar dos quartos de hotel por onde passa. O custo mais acessível também facilitou para que o técnico de equipamentos de telefonia e informática endossasse as estatísticas de Ensino à Distância (EAD) do país.

Em 2010, no último censo do Ministério da Educação (MEC), foram registradas 930.179 matrículas nesse tipo de ensino, enquanto em 2001, foram 5.359 matrículas. Para o chefe do Departamento do EAD do Instituto Federal de SC (IFSC), Paulo Roberto Weigmann, esses números só vão aumentar.

De acordo com ele, os estudantes que ficam reféns dos horários do trabalho e aqueles que moram em cidades onde não há instituições de ensino superior estão apostando na modalidade. Ele acredita que o EAD é uma forma de democratização do ensino e é uma fórmula de sucesso.

— É possível dizer com segurança que é uma modalidade que deu certo. No primeiro curso do IFSC, foram quase 4 mil alunos e a expectativa é que a instituição tenha em torno de 10 a 12 mil alunos nos próximos anos. A solicitação dos estudantes é muito grande — ressalta o professor.

Para a coordenadora-adjunta da Universidade Aberta do Brasil _ programa que promove a integração entre universidades e a formação de professores para a viabilização da EAD _ na Universidade Federal (UFSC), Roseli Zen Cerny, não há restrições para quem quer optar pela modalidade, que já conta com 3.514 alunos na instituição.

— Quem já tem disciplina, terá mais facilidade. Mas, no decorrer dos cursos da UFSC, se criam condições para que o aluno desenvolva autonomia e concentração nos estudos — afirma.

As instituições também vêm trabalhando para garantir o padrão de qualidade nos cursos EAD. Por isso, Adilson sabe que ainda precisa de muito tempo em frente ao computador e aos livros, antes de conseguir o diploma. Mesmo assim, só há o que comemorar.

— É bem puxado mas finalmente consegui achar um curso que se encaixa com a minha rotina.

Comente aqui
03 jul14:09

Suinocultor transfere criação para o Centro-Oeste

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A cada crise Santa Catarina vai perdendo produtores especializados na criação de suínos. Alguns abandonam a atividade e outros vão tentar a sorte em outro lugar, com menos custos. É o caso de Adair Cella, que há cinco anos fechou os chiqueiros em Chapecó, onde tinha 200 fêmeas que produziam quatro mil leitões por ano. Ele e mais seis sócios, sendo cinco do Oeste de Santa Catarina e dois que estavam no Mato Grosso, montaram uma granja de suínos em Tapurah/MT.

Foram investidos R$ 30 milhões na estrutura que abriga 170 funcionários e uma produção de 324 mil suínos por ano. Cella disse que a opção por ir para o Centro Oeste foi em virtude das dificuldades ambientais e custo de produção, já que milho é mais barato no Centro Oeste. Além disso no Mato Gosso o modelo de produção é diferente do que fazia em Chapecó. Aqui ele era responsável pelos insumos e lá a remuneração é por leitão produzido, sendo os insumos e assistência técnica bancados pela agroindústria.

- O suíno tá na mão da indústria- constata.

Ele vê que o antigo modelo de produção familiar, em pequena escala, não sobrevive. Na comunidade de Colônia Cella, onde continua morando com a família, Adair lembra que, em menos de 10 anos, restaram apenas cinco dos mais de 20 criadores de suínos.

– Se eu tivesse ficado produzindo aqui teria fechado igual o chiqueiro- lembrou. Agora a estrutura serve para criar algumas galinhas, guardar lenha e depósito.

>> Crise assombra o Oeste catarinense

O secretário-executivo do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados de Santa Catarina, Ricardo Gouvêa, alerta que as indústrias já estão migrando para o Centro Oeste, onde o custo de produção é mais barato.

– É preciso uma política de abastecimento de grãos em Santa Catarina senão é certo que mais indústrias vão migrar- sentenciou Gouvêa.

Ele lembrou que Santa Catarina é o berço da avicultura e suinocultura, mas que vem perdendo espaço e já perdeu a liderança na produção e exportação do frango.

- O que mantém a liderança na suinocultura é o status sanitário diferenciado- explicou.

Para o vice-presidente da Aurora Alimentos, Neivor Canton, os custos de produção atraem para o Centro-Oeste onde o milho custa R$ 16, contra R$ 25 para Santa Catarina. Por isso ele considera questão de sobrevivência implantar a ferrovia Norte Sul, para trazer milho para Santa Catarina.


Comente aqui
02 jul09:12

Semana começa com temperatura de até 32ºC e sol entre nuvens em SC

A primeira semana de julho começa com tempo estável em todas as regiões de Santa Catarina. A massa de ar seco e frio sobre o Estado mantém o sol presente praticamente durante todo o tempo, com algumas nuvens ao longo do dia.

>> Confira mais detalhes no Blog do Puchalski

O destaque fica novamente para as altas temperaturas fora de época. De acordo com a previsão da Epagri/Criam, a máxima pode chegar a 32ºC no Sul e 30ºC na Grande Florianópolis.

Os ventos sopram de nordeste a noroeste e podem chegar a 50 Km/h nas regiões Extremo-Oeste e Sul de SC, enquanto a previsão é que não passe de 40 Km/h nas demais regiões.

Ao longo dos próximos dias, a condição deve ser semelhante já que a massa de ar seco e frio deve ficar sobre Santa Catarina até o fim desta semana e se deslocar em direção ao Norte do Brasil.

Desta forma, as noites devem ter temperatura agradável e até um pouco mais baixa em função da perda de calor provacada pela ausência de nuvens que mantenham o calor próximo ao solo.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
29 jun09:26

Temperaturas podem passar de 30ºC nesta sexta-feira em SC, indica previsão

A semana com temperaturas altas para a estação termina com previsão de máximas acima de 30ºC em Santa Catarina. De acordo com a Epagri/Ciram, a máxima pode chegar a 32ºC no Sul do Estado. Na Grande Florianópolis, os termômetros devem marcar até 27ºC.

>>  Confira mais detalhes no Blog do Puchalski

Segundo a previsão da Epagri, além das altas temperaturas, o Estado deve continuar com predomínio do sol e poucas nuvens ao longo do fim de semana. A explicação é a presença de uma massa de ar seco sobre grande parte de SC e de estados vizinhos.

Em todas as regiões os ventos que sopram de nordeste a noroeste podem chegar a 50 Km/h, com exceção do Sul, onde a velocidade pode chegar a 60 Km/h.

A causa é o deslocamento de uma massa de ar frio vinda do Uruguai e que atravessa o RS e pode causar chuvas isoladas e passageiras na região.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
28 jun14:32

Chega a 152 o número de municípios em situação de emergência em SC

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Com o decreto de São Ludgero, subiu para 152 o número de municípios em situação de emergência, devido à estiagem, em Santa Catarina.

Segundo a com a Defesa Civil do Estado chega a 826.815 mil o número de pessoas afetadas. Conforme avaliação de danos da Defesa de 142 municípios, dos 152 afetados, os prejuízos na agricultura e pecuária chegam a R$ 728.292 milhões.


152 municípios em situação de emergência

Abelardo Luz

Abdon Batista

Agrolândia

Água Doce

Águas de Chapecó

Águas Frias

Alto Bela Vista

Armazém

Anchieta

Anita Garibaldi

Atalanta

Araranguá

Arabutã

Arroio Trinta

Arvoredo

Balneário Gaivota

Bandeirante

Barra Bonita

Belmonte

Bocaina do Sul

Bom Jesus

Bom Jesus do Oeste

Braço do Norte

Brunópolis

Caibi

Campo Erê

Campos Novos

Capinzal

Catanduvas

Caxambu do Sul

Celso Ramos

Chapecó

Concórdia

Cordilheira Alta

Coronel Freitas

Coronel Martins

Correia Pinto

Criciúma

Cunha Porã

Cunhataí

Descanso

Dionísio Cerqueira

Entre Rios

Ermo

Erval Velho

Faxinal dos Guedes

Flor do Sertão

Formosa do Sul

Forquilhinha

Fraiburgo

Frei Rogério

Galvão

Grão Pará

Guaraciaba

Guarujá do Sul

Guatambu

Herval d´Oeste

Ibiam

Ibicaré

Içara

Imbuia

Iomerê

Ipira

Iporã do Oeste

Ipuaçu

Ipumirim

Iraceminha

Irani

Irati

Itá

Itapiranga

Ituporanga

Jaborá

Jacinto Machado

Jardinópolis

Joaçaba

Jupiá

Lacerdópolis

Lajeado Grande

Lindóia do Sul

Luzerna

Macieira

Maracajá

Maravilha

Marema

Meleiro

Modelo

Mondaí

Nova Erechim

Nova Itaberaba

Novo Horizonte

Ouro

Ouro Verde

Paial

Palma Sola

Palmitos

Paraíso

Passos Maia

Peritiba

Pinhalzinho

Pinheiro Preto

Piratuba

Planalto Alegre

Ponte Alta

Ponte Serrada

Praia Grande

Presidente Castello Branco

Princesa

Quilombo

Rio das Antas

Rio do Campo

Riqueza

Romelândia

Saltinho

Salto Veloso

Santa Helena

Santa Rosa do Sul

Santa Terezinha

Santa Terezinha do Progresso

Santiago do Sul

São Bernardino

São Carlos

São Domingos

São João do Oeste

São João do Sul

São José do Cedro

São José do Cerrito

São Lourenço do Oeste

São Ludgero

São Miguel da Boa Vista

São Miguel do Oeste

Saudades

Seara

Serra Alta

Siderópolis

Sombrio

Sul Brasil

Tangará

Tigrinhos

Timbé do Sul

Treze Tílias

Tunápolis

Turvo

União do Oeste

Urupema

Vargeão

Vargem

Vargem Bonita

Videira

Xanxerê

Xavantina

Xaxim


Lista atualizada do dia 28 de junho de 2012, pela Defesa Civil.


Comente aqui
27 jun09:09

Com poucas nuvens, sol deve predominar em todas as regiões de Santa Catarina

O tempo deve se manter estável nesta quarta-feira em todas as regiões de SC. A presença de uma massa de ar frio e seco sobre o Estado é a responsável pelo tempo firme, segundo a Epagri/Ciram.

Pela manhã, nevoeiros se formaram em pontos isolados, formados pelo choque de temperatura entre o ar e o solo. Estas nuvens logo se dissipam, à medida que o dia fica mais quente.

Segundo o monitoramento online da Epagri/Ciram, a temperatura mais baixa no amanhecer foi registrada em Urupema, na Serra, onde fez 3,4ºC. Na Capital, chegou a 12,9ºC. O dia começou mais quente em Timbé do Sul, com 16,9ºC.

Nesta quarta, os termômetros podem chegar a 25ºC no Litoral Norte e 24ºC no Extremo-Oeste. Na Grande Florianópolis, a máxima deve ser de 23ºC.

Os ventos podem chegar a 35 Km/h e sopram de nordeste a norte ao longo do dia em todas as regiões, exceto no Sul do Estado, onde podem chegar a 40 Km/h.

No fim da tarde, as temperaturas começam a diminuir rapidamente, uma vez que a massa de ar seco faz com que haja poucas nuvens e o calor se dissipe.


Semana de tempo seco

Conforme o meteorologista do Grupo RBS Leandro Puchalski, o sol deve continuar a aparecer entre nuvens nos próximos dias em todas as cidades catarinenses.

O amanhecer poderá ter nevoeiros em função da diminuição da temperaturas. No entanto, estes nevoeiros se dissipam permitindo a presença do sol ao longo do dia.

A explicação da Epagri/Ciram para as baixas temperaturas é a presença de uma massa de ar frio e seco. Em função disso, o calor irradiado pelo sol chega ao solo durante o dia. No entanto, permite que este calor se dissipe durante a noite.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
26 jun10:41

Temperatura permanece baixa e sol fica firme em SC até o fim da semana

A massa de ar frio e seco sobre Santa Catarina deixa o tempo firme e com baixas temperaturas nesta terça-feira. Situação semelhante a registrada na segunda-feira ainda deve se persistir até o fim desta semana, deixando o dia seco e com temperaturas agradáveis.

>> Confira mais detalhes no Blog do Puchalski

Nesta terça, as temperaturas podem chegar a 23ºC na Serra, no Vale do Itajaí e Litoral Norte. Na Grande Florianópolis os termômetros podem chegar a marcar 22ºC. No início da manhã, as temperatura não chegaram a ultrapassar os 14ºC.

Em função desta massa de ar frio e a rápida elevação nas temperaturas ao amanhecer, uma camada de nevoeiro voltou a se formar nas primeiras horas do dia, mas que logo foi se dissipando.

Nesta terça, os ventos sopram de sudeste a nordeste no litoral e de leste a nordeste nas demais regiões, com intensidade fraca a moderada, não passando de 35 Km/h.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui