Série C

26 jul16:08

Camisa 150 do meia Neném será leiloada

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A camisa comemorativa aos 150 jogos do meia Odair Souza, o Neném, na Chapecoense será leiloada. O atleta usou a camisa na partida contra o Macaé/RJ, válida pela quarta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. O jogo foi no domingo, dia 22 de julho.

Para participar do leilão os torcedores devem encaminhar um lance para o email marketing@chapecoense.com com nome completo, endereço e telefone.

>> Schulle testa mudanças na Chapecoense

O leilão iniciou com o lance mínimo de R$ 150 e os lances podem ser encaminhados até o sábado, dia 11 de agosto.

A entrega da camisa será no domingo dos pais, dia 12 de agosto, antes da partida ente Chapecoense e Oeste/SP.

De acordo com a diretoria, caso tenha empate, será validado o maior e último lance do dia. O pagamento deverá ser efetuado na secretaria do clube. Maiores informações no telefone 49 3324-6688.


Comente aqui
25 jul17:57

Schulle testa mudanças na Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O técnico Itamar Schulle testou nesta quarta-feira, dia 25 de julho, algumas mudanças em relação à equipe que atuou no empate contra o Macaé, domingo passado.

No treino, realizado na sede campestre Giacondo Cella, no bairro Trevo, ele retirou o meia Neném e colocou o volante Paulinho Dias. Também sacou o zagueiro Leonardo e pôs Fabiano. A terceira mudança foi a saída do lateral direito Chicão, recuando o meia Eliomar para o setor e colocando mais um zagueiro, André Paulino. Com isso ele sai do 4-3-3 utilizado no domingo e passa para um 3-5-2, que é o esquema que a Chapecoense está mais acostumada a jogar nos últimos anos.

A Chapecoense enfrenta o Duque de Caxias, pela quinta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, no próximo sábado, às 16 horas, no estádio Romário Faria, em Duque de Caxias/RJ.


Comente aqui
25 jul07:50

Direção cobra mais atenção da Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Mesmo após a derrota para o Caxias e o empate em casa contra o Macaé, que gerou protesto de alguns torcedores, o técnico Itamar Schulle segue bem cotado com a direção.

– Precisamos ter calma- afirmou o presidente Sandro Pallaoro. O diretor de futebol Mauro Stumpf, que criticou as substituições contra o Macaé, disse que sua reclamação foi pontual.

–Não contesto o trabalho dele, que considero um dos melhores, só achei que ele errou nas substituições – explicou.

O outro diretor de futebol do clube, Cadu Gaúcho, disse que ontem foi realizada uma conversa com o grupo no vestiário, que é normal nas terças-feiras, onde foi cobrado resultado. Mas em nenhum momento foi questionado o trabalho do treinador.

- O trabalho dele é bom o que houve foi uma cobrança do grupo por mais atenção nos jogos- disse Cadu.

Ele citou o gol de empate do Macaé, no domingo, que foi numa cobrança de falta que a defesa não cortou e a bola entrou direto.

– Nos últimos jogos tomamos muito gol besta – lembrou o diretor.

O próprio técnico concedeu ontem uma entrevista coletiva onde reconheceu a pressão.

–É um momento difícil em que temos que buscar a vitória pois ela muda tudo – explicou.

No próximo sábado a Chapecoense enfrenta o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Schulle disse que vai buscar fora os pontos perdidos em casa. E afirmou que está em busca do time ideal e por isso fará algumas mudanças.

– Não vou sair da Chapecoense por falta de trabalho ou omissão – declarou.

Mas o treinador disse saber que, na falta de vitórias, o treinador geralmente acaba sendo a vítima. Mas ele assume que a pressão é só com ele.

– Preciso dar tranquilidade para os jogadores – afirmou.

Na segunda-feira os jogadores da Chapecoense que não atuaram contra o Macaé fizeram um amistoso em Erechim/RS, contra o Ypiranga. O time catarinense venceu por 2 a 1


Números de Schulle

Jogos: 15

Competições: 8 pelo Catarinense, 3 pela Copa do Brasil e 4 pela Série C

Vitórias: 6

Empates: 4

Derrotas: 5

Pontos: 22

Aproveitamento: 48,8%




Comente aqui
24 jul08:42

Direção da Chapecoense apóia Schulle

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Mesmo após a derrota para o Caxias e o empate em casa contra o Macaé, que gerou protesto de alguns torcedores, o técnico Itamar Schulle segue bem cotado com a direção.

– Precisamos ter calma – afirmou o presidente Sandro Pallaoro.

O diretor de futebol Mauro Stumpf, que criticou as substituições contra o Macaé, disse que sua reclamação foi pontual.

– Não contesto o trabalho dele, que considero um dos melhores, só achei que ele errou nas substituições – explicou.

Na tarde da segunda-feira, dia 23 de julho, os jogadores da Chapecoense que não atuaram contra o Macaé fizeram um amistoso em Erechim/RS, contra o Ypiranga. O time catarinense venceu por 2 a 1.

O próximo jogo da Chapecoense pela Série C é sábado, contra o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.


Comente aqui
23 jul14:31

Chapecoense terá dois jogos seguidos fora de casa pela Série C

A equipe comandada por Itamar Schulle se prepara para duas partidas fora de casa. No sábado dia 28 a equipe enfrenta o Duques de Caxias e no sábado seguinte, dia 4 de agosto, joga contra o Brasiliense em Brasília.

A programação de treinos inicia com folga nesta segunda-feira. Porém, os atletas que não participaram da partida contra o Macaé/RJ, fazem um jogo treino com a equipe do Ypiranga de Erechim/RS. A partida será às 15h na cidade vizinha.

A reapresentação da equipe está marcada para esta terça-feira, as 15 horas.


Comente aqui
23 jul09:18

Jô estreou com muita vontade e disposição

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O atacante Jô, 22 anos, fez uma partida de muita vontade e disposição, mas com pouco resultado. Já no primeiro lance ele fez uma boa jogada pela esquerda e cruzou para a área, mas a zaga do Macaé tirou. Mostrou muita velocidade, movimentação e também disposição para ajudar na marcação. Aos nove minutos ajudou a roubar uma bola na defesa e lançou Eliomar no ataque, que chutou fraco para a defesa do goleiro do Macaé.


>> Macaé estraga a festa de Neném

No segundo tempo tentou alguns chutes para o gol, que saíram tortos. Ainda recebeu um cartão amarelo pois o árbitro entendeu que ele simulou um pênalti.

Comente aqui
23 jul08:03

Macaé estraga a festa de Neném

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A tarde que começou com festa no Ìndio Condá, com os 150 jogos de Neném e a estreia do atacante Jô, terminou com decepção e xingamentos pelo empate por 1 a 1 com o Macaé. Com o resultado a Chapecoense caiu para a sétima posição no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro, com cinco pontos.

Depois de um primeiro tempo pouco inspirado, a Chapecoense conseguiu abrir o placar aos quatro minutos da etapa final, com Eliomar. Mas o lateral Elton estragou a festa numa cobrança de falta, aos 21 minutos, que passou pela zaga e pelo goleiro Rodolpho, igualando o marcador.

Com o resultado tanto o técnico Itamar Schulle balançou pois recebeu críticas da torcida e até de alguns torcedores. Na próxima rodada a Chapecoense enfrenta o Duque de Caxias, no Rio De Janeiro, no sábado.


Entrevista com Neném

“A Chapecoense é parte da minha vida”

O número 150 nas costas foi uma homenagem que a Chapecoense fez a Neném, no jogo de ontem, indicando o número de jogos pelo clube, incluindo 25 amistosos. Neném chegou em Chapecó no final de 2009 e, no ano seguinte, já foi vice-campeão catarinense e conquistou o acesso para a Série C. No ano seguinte ficou um semestre no Joinville mas depois voltou para Chapecó e conquistou o Campeonato Catarinense de 2011. Um pouco abatido após o jogo, onde chegou a ser substituído no segundo tempo, ele concedeu a seguinte entrevista:


Diário Catarinense: Neném, a festa dos teus 150 jogos acabou sendo incompleta?

Neném: Não foi o que nós queríamos. Esperava comemorar com uma vitória.Até conseguimos fazer o gol mas eles empataram de bola parada. O negócio agora é trabalhar.


Diário Catarinense: O que está faltando no time?

Neném: Nosso time sempre teve uma postura de marcação forte e acho que precisamos acertar isso novamente. Precisamos conversar. Tem que dar uma chacoalhada pois viemos de dois resultados negativos.


DC: O que representa esses 150 jogos pela Chapecoense?

Neném: É uma história. Uma parte da minha vida está na Chapecoense, onde estou há três anos e pouco. Me motiva defender essa camisa. Às vezes o resultado não sai como a gente espera mas fico feliz pelas conquistas que tive aqui.

Comente aqui
22 jul13:25

Jô estreia na Chapecoense contra o Macaé

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O atacante Jô é atração da Chapecoense neste domingo para vencer o Macaé, a partir das 15h30, no Índio Condá, e assim voltar ao grupo dos quatro primeiros colocados do Grupo B na Série C do Campeonato Brasileiro.

Jonathan Oliveira da Silva tem apenas 22 anos mas foi contratado pela diretoria da Chapecoense como a solução para melhorar o rendimento do ataque do clube, que tem apenas três gols em três jogos.

– Ele é jovem mas já tem bastante experiência – avalizou o técnico Itamar Schulle, que durante a semana treinou com Jô no time titular.

- Estou pronto e se Deus quiser vou estrear com uma vitória- disse o jogador, que teve sua documentação liberada.

Gaúcho de Porto Alegre, Jô começou a treinar aos 12 anos nas categorias de base do São José-RS. Em 2007 foi para o Cruzeiro-RS, onde se destacou e chegou a ser contratado por empréstimo para jogar na equipe Sub-23 do Inter-RS, em 2010.

Lá treinou ao lado do xará Jô, que está no Atlético-MG.

– O D’Alessandro e o Tinga me chamavam de Jô pequeno, para diferenciar – lembrou o jogador de 1,69 metro.

Apesar dos cinco gols na Copa RS foi liberado e acabou disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, pelo Vila Nova. Teve uma passagem pela Luverense-MT e voltou ao Cruzeiro, onde fez três gols no Campeonato Gaúcho de 2012.

Estava tratando de uma transferência para jogar a Segunda Divisão da Alemanha quando não houve acerto financeiro e acabou aceitando uma proposta da Chapecoense.

– Queria sair um pouco do Rio Grande do Sul e abrir novos mercados – explicou.

Ele já conhecia Itamar Schulle e alguns jogadores da Chapecoense, como o meia Athos, com quem deve tabelar hoje.

Além de Jô Schulle conta com o retorno de Lê e Eliomar, que também jogarão no ataque. Schulle vai mudar o esquema de 3-5-2 para um 4-3-3. Tudo para deixar a sexta posição no Grupo B, com quatro pontos, e superar o vice-líder Macaé, que tem seis pontos.

Comente aqui
21 jul08:34

Chapecoense precisa vencer para voltar ao G4

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense enfrenta neste domingo o Macaé, às 15h30, na Arena Condá, necessitando da vitória para voltar ao grupo dos quatro que se classificam para a segunda fase do campeonato. Depois da derrota para o Caxias o time de Itamar Schulle caiu para a sexta posição, com quatro pontos em três jogos. O Macaé é o vice-líder, com seis.

Para esta partida Itamar Schulle deve promover três mudanças. Saem o lateral Rafael Mineiro, o zagueiro Fabiano e o atacante Thuram para a entrada de três atacantes: Jô, Lê e Eliomar. Jô, contratado junto ao Cruzeiro/RS, fará sua estreia.


Minuto a Minuto




FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE

Rodolpho

Chicão

Leonardo

Souza

Willian

Wanderson

Athos

Neném

Eliomar

Técnico: Itamar Schulle



MACAÉ

Luís Henrique

Edson

Ramon

Douglas Assis

Edu Piana

Gedeil

Wagner

Norton

Wallacer

Zambi

William

Técnico: Toninho Andrade


Horário: 15h30

Arbitragem: Alinor Silva da Paixão, auxiliado por Adair Carlos Mondini e Rafael Trombeta.

Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó

Ingressos: R$ 15 (estudantes, aposentados e crianças entre 8 e 12 anos), R$ 30 (geral), R$ 50 (cadeiras)


Comente aqui
19 jul14:42

Venda de ingressos para Chapecoense x Macaé/RJ inicia nesta quinta-feira

A Associação Chapecoense de Futebol divulgou na tarde desta quinta-feira os valores dos ingressos para o jogo Chapecoense x Macaé/RJ. A partida válida pela quarta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro 2012 será às 15h30 do domingo, dia 22 de julho.


Valores dos ingressos

R$ 15 – na geral, para estudantes, aposentados e menores de 8 a 12 anos.

R$ 30 – na geral

R$ 50 – nas cadeiras


Pontos de venda

Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Posto de Marco e Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó.

Comente aqui