Série C

13 jul08:03

Chapecoense sem Eliomar, Lê e Cristiano

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense viaja no início da tarde de hoje, para Caxias do Sul/RS, sem o meia-atacante Eliomar e o atacante Cristiano. Eliomar está acompanhando a filha Sofia, que nasceu prematura e continua hospitalizada. Cristiano viajou para Minas Gerais onde casa no sábado. Como o atacante Lê está com o nariz fraturado, Thuram e Neném devem ser os titulares.

O confronto contra o Caxias é no domingo, às 15 horas, no estádio Francisco Stédile.

Comente aqui
12 jul18:43

Eliomar não viaja com a Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O meia-atacante Eliomar, um dos destaques do time na vitória por 3 a 2 sobre o Vila Nova, vai desfalcar o time contra o Caxias, no domingo, dia 15 de julho. Ele não viaja com a delegação que parte nesta sexta-feira, para o Rio Grande do Sul.

O motivo é que a filha de Eliomar, Sofia, que nasceu prematura, está na UTI do Hospital Regional do Oeste. Ela nasceu com apenas 1,9 quilo, no dia 26 de junho.

Na quarta-feira, comissão técnica e jogadores fizeram uma oração pela menina antes do treino. Sofia é a primeira filha de Eliomar.


Comissão técnica e jogadores fizeram uma oração pela menina antes do treino.



Comente aqui
12 jul10:44

Torcida Organizada Garra Independente organiza viagem para Caxias do Sul

A Torcida Organizada Garra Independente da Chapecoense organiza uma viagem para Caxias do Sul. A Chapecoense partida na cidade gaúcha da terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

A saída está marcada para as 3h45 da madrugada em frente ao Ginásio Silveira. O retorno para Chapecó será logo após a partida. O valor da viagem, por pessoa, é de R$ 50.

Informações no telefone (49) 9974-6344 com Bruna Carminatti.

Comente aqui
12 jul09:57

Técnico Mauro Ovelha esconde a escalação do Caxias para enfrentar a Chapecoense pela Série C

Adão Júnior | adao.junior@pioneiro.com

Para encarar o antigo clube, Mauro Ovelha aposta no mistério. Pelo menos, até o coletivo da tarde desta quinta-feira. O técnico do Caxias ainda não revelou se vai escalar o lateral-esquerdo Badé e passar Mateus para o meio-campo:

— Vai depender se o atleta estará nas melhores condições físicas. Vamos conversar bastante e ver a real condição dele nos dois coletivos, quinta e sexta-feira.

Nesta quarta, Ovelha comandou um treino técnico, com muitas conclusões a gol, jogadas de cruzamentos e confronto mano a mano. Jean na zaga e Adriano no ataque foram os destaques. Ainda não está definido se o esquema vai ser o mesmo 3-5-2 do jogo contra o Oeste.

— Vamos analisar o adversário primeiro. Claro que alguém vai ter que sair, mas temos dois dias para definir — desconversou o treinador grená.

Comente aqui
11 jul10:44

Chapecoense treina em dois períodos nesta quarta-feira

A equipe comandada por Itamar Schulle segue o ritmo de treinos. Nesta quarta-feira a equipe realizou trabalhos no campo do Trevo pela manhã.

Às 15h15 acontece uma coletiva na sala de imprensa da Arena Condá. Após os atletas devem realizar trabalhos físicos. O local ainda não foi definido.

No domingo, dia 15 de julho, a Chapecoense enfrenta o Caxias em Caxias do Sul. A partida é válida pela terceira rodada da Série C.

Comente aqui
11 jul08:08

Herói quase por acaso

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


O autor do gol da vitória da Chapecoense no domingo, contra o Vila Nova, teve o nome inspirado no campeão mundial da Copa de 1998, Thuram. O baiano Rogério Conceição do Rosário, 21 anos, ganhou o apelido de um cabeleireiro que jogava peladas com Thuram. Ele gostou do apelido e ficou. No domingo, com a lesão de Lê, que fraturou o nariz, Thuram ganhou uma oportunidade. Acabou fazendo o terceiro gol do time, que garantiu o terceiro lugar no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. Na reapresentação de ontem, ele contou ao Diário Catarinense sobre sua comparação com o craque francês.

“Gosto de ser chamado de Thuram. Acompanhei a carreira dele. Sou um pouco parecido no aspecto físico mas, no futebol, não muito, a não ser talvez na raça, na vontade de jogar”.


FUTEBOL

Thuram sempre foi atacante. É um jogador de bastante movimentação e rapidez. Chuta com os dois pés e é bom de cabeceio. Mas precisa aprimorar alguns fundamentos.


CARREIRA

A carreira do Thuram da Chapecoense é bem curta. Ele não teve formação de base e jogava futebol amador na Bahia até os 19 anos. Daí foi convidado por um empresário para jogar no Porto-SC, para disputar o estadual de juniores. No ano passado, foi indicado para o técnico Itamar Schulle. O treinador lembra que Thuram não conseguia dar três embaixadas com uma bola de borracha e até estava pensando em dispensá-lo. Mas Thuram fez dois gols num coletivo e mais outro em jogo treino e ficou. Fez dois gols na Copa RS e disputou algumas partidas do Gauchão. Acabou assinando por dois anos com o Atlético-PR e foi emprestado para a Chapecoense.


LUTA

Ao contrário do craque francês, o atleta da Chapecoense não é muito ligado à luta política. Seu negócio mesmo é jogar futebol.

Comente aqui
10 jul09:58

Chapecoense está em busca de atacante

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense busca com urgência um atacante para suprir as baixas de Mateus Paraná, que sofreu uma cirurgia no joelho esquerdo, e Lê, que no domingo teve uma fratura de nariz, no confronto contra o Vila Nova. Mateus Paraná está praticamente fora da Série C e Lê deve ficar duas semanas sem jogar.

O presidente do clube, Sandro Pallaoro, disse que a intenção era definir a contratação até esta terça-feira, para que inscrever o jogador já para o jogo contra o Caxias, domingo, em Caxias do Sul.

A Chapecoense está em terceiro no Grupo B da Série C, com quatro pontos. Macaé e Madureira tem seis.

Na segunda-feira, dia 9 de julho, o grupo teve folga. Os trabalhos reiniciam nesta terça com treinamento em dois turnos.


Comente aqui
09 jul11:30

Programação de treinos da Chapecoense para a semana

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Após a vitória, de virada, por 3 a 2 contra o Vila Nova/GO, os jogadores da Chapecoense tem folga nesta segunda-feira.

De acordo com a Assessoria do Clube na terça e quarta-feira a equipe treina em dois períodos, pela manhã, às 9h e a partir das 15h30. Os locais ainda não foram definidos.

Na quinta-feira, dia 12, os atletas folgam pela manhã e realizam trabalhos à tarde.

Na sexta, dia 13, acontece um treino pela manhã, provavelmente na Arena Condá, e a tarde a equipe viaja para Caxias do Sul.

A partida, válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C,  está marcada para as 15h do domingo, dia 15, no Estádio Francisco Stedile em Caxias.


Comente aqui
09 jul11:13

Lê passou por cirurgia e está fora do jogo contra o Caxias

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O atacante Leonardo Hermes Lau, o Lê, da Chapecoense passou por cirurgia na noite do domingo, dia 8 de julho e está fora do jogo contra o Caxias. Ele fraturou o nariz após uma dividida de bola durante a partida contra o Vila Nova, válida pela segunda rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o médico Carlos Fogaça, que operou o atleta, Lê está bem e deve ter alta na manhã desta segunda-feira.

- A cirurgia foi tranqüila e agora precisamos acompanhar a recuperação do atleta – disse o médico.

Fogaça disse ainda que o atleta pode voltar aos trabalhos físicos e de academia na quinta-feira, dia 12.

- Contra o Caxias ele está fora, mas acreditamos que ele esteja bem e possa jogar com uma proteção no jogo contra o Macaé – completou Fogaça.

A partida contra o Macaé, válida pela quarta rodada, será no domingo, dia 22 de julho na Arena Condá.


Comente aqui
09 jul07:55

Vitória em homenagem à Sofia

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Dos três gols da vitória da Chapecoense contra o Vila Nova, no domingo, dia 8 de julho, na Arena Condá, dois foram em homenagem à Sofia, filha do jogador Eliomar. Ela nasceu prematuramente no dia 26 de junho.

Eliomar nem viajou para Araras/SP, para enfrentar o Santo André, na rodada passada, para ficar com sua esposa Andressa. Mas  no domingo ele queria de todo o jeito fazer um gol para homenagear mãe e filha, que continua hospitalizada, para ganhar peso.

Ele correu muito, buscou a bola, chegou a entrar a dribles na área no primeiro tempo, mas chutou para fora. Caído no chão, Eliomar bateu a cabeça várias vezes no chão martizirando-se pelo erro.

Quem acabou comemorando primeiro foi o zagueiro Toninho, do Vila Nova, que aos 25 minutos subiu livre na área da Chapecoense e cabeceou para a rede.

No segundo tempo a Chapecoense voltou com outra disposição e com Neném no lugar de Dudu. E em sete minutos virou o jogo. No primeiro gol, aos cinco minutos, Leonardo aproveitou o rebote do goleiro Júlio César e empatou. Na comemoração, ele, Souza, Fabiano, Athos, Thuram e Eliomar imitaram a comemoração que Bebeto fez na Copa de 94, como se estivessem balançando um bebê. Gesto que Eliomar pretende repetir em breve, com sua filha.

>> Acompanhe a ficha técnica do jogo

Dois minutos depois o “pai coruja” finalmente fez o dele e comemorou com o dedo na boca, como se fosse uma chupeta.

O Vila Nova ainda tentou estragar a comemoração, com um gol de Rafael Vaz, de pênalti, aos 34 minutos. Mas a Chapecoense contava com Thuram, que entrou no lugar de Lê, para garantir a felicidade da família Silva e de tantas outras que torcem pelo Verdão.

- Espero que a minha filha possa em breve estar em casa comemorando com a gente- declarou Eliomar, ao final da partida.

Com o resultado a Chapecoense foi a quatro pontos em dois jogos. O próximo confronto da Chapecoense é domingo, dia 15, contra o Caxias,  em Caxias do Sul.

Comente aqui