Série C

11 set13:49

Tarde de decisão

A Chapecoense enfrenta neste domingo o Santo André, às 16h no Estádio Bruno José Daniel, com o objetivo de garantir a vaga para a segunda e decisiva fase da Série C.

Para isso, terá que vencer o Santo André e torcer para que o Brasil-Pe não vença o Joinville. O técnico Mauro Ovelha deve mudar o time em quatro posições. Sem Amaral Rosa, suspenso, Marcos Alexandre entra na saga.

Diego Felipe deve aparecer no lugar de Diogo Roque, que sente dor no joelho. Sagaz ganhou a vaga de Medina por opção técnica. O lateral Aelson, que volta de suspensão e substitui Fabinho, terá uma torcida especial. Ele espera que a mãe Francisca Ribeiro, e amigos com quem jogou no futebol amador de Osasco-SP, estejam na torcida.

O volante Everton Cezar aposta que o time terá um desempenho bem diferente do que na rodada passada.

- Temos que entrar ligados para render bem – destacou.

O atacante Jean Carlos disse que o objetivo é garantir a vaga logo. Mauro Ovelha, que enfrentou problemas para treinar, pela chuva e alguns jogadores com problemas médicos, disse que o time precisa estar concentrado.

- Nosso maior problema é o Santo André, que melhorou muito – acredita.



Ficha Técnica


Santo André

André Luiz; Marcelo, Daniel Gigante, Sandoval, Andrezinho; Batata, Juninho, Luizinho, Cristiano Brasília; Raul, Vanderlei. Técnico: Rota.


Chapecoense

Rodolpho; Kleber Goiano, Groli, Marcos Alexandre, Sagaz; Diego Felipe, Everton Cezar, Neném, Aelson; Jean Carlos, Neílson. Técnico: Mauro Ovelha.


Arbitragem: Ítalo Medeiros de Azevedo, auxiliado por Marcelo Braz Mariano e Daniel Luiz Marques.

Horário: 16h

Local: Estádio Bruno José Daniel, Santo André-SP.

Comente aqui
09 set17:54

Medina vai pro banco

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


O ala direito Medina não deve iniciar a partida contra o Santo André, domingo, em São Paulo. No coletivo desta sexta o técnico Mauro Ovelha testou Sagaz no time titular. A escolha foi técnica.

Outra mudança é a improvisação do volante Marcos Alexandre na zaga, no lugar do suspenso Amaral Rosa.

–Estou pronto para ajudar o time onde for preciso- afirmou.

A terceira mudança é o retorno de Aelson na ala esquerda, no lugar de Fabinho.

Ovelha fez ainda uma terceira alteração. O volante Diogo Roque não treinou devido a uma lesão no joelho e pode nem viajar para São Paulo. O time embarca às 14h30 de sábado no vôo da Avianca.

O volante Everton Cezar, que chegou a tomar soro pela manhã em virtude de uma virose, treinou normalmente. Outro que teve um problema similar foi o volante Rodrigo Thiesen, mas voltou a treinar. Na semana passada foi Jean Carlos e a família que tiveram problemas estomacais. E até o diretor de futebol Cadu Gaúcho foi parar no hospital.

O técnico Mauro Ovelha espera que ninguém mais seja vítima dessa virose. Afinal, ele precisa todo mundo inteiro para a partida decisiva em Santo André.

Comente aqui
07 set22:27

Ovelha tem dificuldade para substituir Amaral Rosa

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


O técnico Mauro Ovelha está com dificuldades para encontrar um substituto para o zagueiro Amaral Rosa, que terá que cumprir suspensão no jogo do próximo domingo, contra o Santo André.

O zagueiro Dema, passou por cirurgia na segunda-feira e para por seis meses. De Lazzari continua no departamento médico devido a uma lesão num dos tendões de Aquiles. E os prováveis substitutos, os volantes Diogo Roque e Marcos Alexandre, não estão 100%. Marcos Alexandre não treinou ontem, pois sentiu dores num dos joelhos. Diogo Roque saiu mais cedo, pelo mesmo motivo.


Em compensação o treinador conta com a volta do ala Aelson, que cumpriu suspensão na partida contra o Joinville.


Ontem Ovelha separou o time em dois grupos, para treinar fundamentos. Uma parte fez o trabalho de finalização e o restante trabalhou fundamentos de defesa.


Hoje o treinador pretende fazer um coletivo para começar a definir o time que enfrenta o Santo André.


Ovelha considera que a derrota para o Joinville por 2 a 0 já é assunto que já foi conversado com o grupo e agora resta pensar no Santo André. –Mostramos o problema mas agora temos que dar confiança ao grupo- afirmou. Ele destacou que o desempenho no domingo foi abaixo justamente em pontos que o time tem sido forte durante a competição e, por isso, acredita na recuperação.


A Chapecoense é vice-líder do Grupo D da Série C do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos, dois a menos que o líder Joinville. O Caxias está em terceiro, com oito. Dois times passam para a segunda fase

Comente aqui
06 set18:20

Conversa, academia e bola

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


Hoje o dia foi de conversa, academia e treino para a Chapecoense. Na reapresentação, pela manhã, o técnico Mauro Ovelha conversou com o grupo a respeito da derrota para o Joinville, por 2 a 0, no domingo.

De acordo com o gerente de futebol do clube, Cadu Gaúcho, foi uma conversa normal que ocorre após cada jogo. Claro que elas geralmente duram um pouco mais após as derrotas. Cadu afirmou que os jogadores ficaram tristes após o jogo, pois não tiveram um bom desempenho, mas sabem que tem condições de buscar a recuperação.


Na tarde desta terça os titulares fizeram um trabalho físico de tração com os elásticos e os reservas treinaram em campo reduzido.


Domingo, dia 11, a Chapecoense joga contra o Santo André em São Paulo e no dia 18 recebe o Caxias na Arena Condá.

Comente aqui
05 set11:55

Depois da derrota, folga na Chapecoense

O time do norte quebrou uma invencibilidade de 23 jogos do Verdão dentro de casa. Com a vitória por 2 a 0, o JEC assumiu a liderança do Grupo D com 12 pontos. A Chapecoense manteve os 10 pontos e caiu para o segundo lugar.


Frases dos jogadores sobre o jogo de ontem.


“Foi uma derrota inesperada mas faz parte do futebol. Temos que superar isso. Temos um grupo bom e essa derrota não pode geral desconfiança” – Rodolpho, goleiro da Chapecoense


“É muito difícil vencer a Chapecoense na Arena Condá mas marcamos forte e conseguimos a vitória que nos dá condições de buscar a classificação em casa. Mas não tem nada garantido” – Bruno Rangel, atacante do Joinville

Reapresentação nesta terça-feira


Os jogadores se reapresentam nesta terça-feira, às 9h. Durante a manhã os atletas fazem um treinamento leve na academia do clube.


Para tarde está marcado treino leve com bola. O local ainda não foi definido pela diretoria da Associação.


Os treinamentos visam a próxima partida. No domingo, 11 de setembro, a Chapecoense viaja para o ABC Paulista e enfrenta o Santo André-SP, quinto do grupo D, com sete pontos.

Comente aqui
04 set22:48

JEC quebra invencibilidade da Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


O Joinville quebrou no domingo, quatro, uma invencibilidade de 23 jogos da Chapecoense na Arena Condá e assumiu a liderança do Grupo D na Serie C do Campeonato Brasileiro, ao vencer por 2 a 0. Os gols foram marcados por Bruno Rangel, aos 19 minutos do segundo tempo, e Aldair, já nos acréscimos. O Joinville agora tem 12 pontos. A Chapecoense caiu para o segundo lugar, com 10 pontos. O Caxias tem oito e Brasil e Santo André tem sete.

A Chapecoense iniciou o jogo tranquila pois não perdia em seus domínios há um ano, três meses e 16 dias. Já o Joinville precisava da vitória para não depender de outros resultados para classificar.


No primeiro tempo o jogo foi de muita transpiração e pouca inspiração. Os zagueiros levaram vantagem sobre os artilheiros Ronaldo Capixaba, do Joinville, e Neílson, da Chapecoense.


Sobrou espaço para o atacante do Joinville, Bruno Rangel, tentar o gol. Mas ele errou em duas oportunidades no final do primeiro tempo. No início do segundo tempo ele arriscou novamente, mas a bola foi para fora. De tanto insistir, a bola sobrou para ela num chute de Jaílton que Rodolpho espalmou para o lado. Desta vez o atacante mandou para a rede e encaminhou a vitória do time visitante.


A Chapecoense tentou ir para cima do adversário para buscar o empate mas o Joinville estava bem posicionado na defesa e, num contra-ataque, ampliou, com Aldair. Foi a senha para a torcida da Chapecoense ir embora e a do JEC fazer a festa.


O gerente de futebol Nazareno Silva elogiou a atuação do grupo e disse o objetivo era sair de Chapecó com um resultado positivo e assim depender apenas de si para buscar a classificação. –Voltamos com o controle na mão do JEC- afirmou.


O técnico Mauro Ovelha elogiou a atuação do adversário e disse que é preciso ter calma. Na próxima rodada o Joinville joga em casa, contra o Brasil, e garante a classificação com uma vitória ou talvez até com um empate.


A Chapecoense vai a Santo André e ainda tem mais um jogo em casa, contra o Caxias. Os dois times catarinenses tem boas chances de classificação para a segunda fase.

Comente aqui
04 set18:07

Chapecoense perde para o Joinville em casa

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br


Nem o apoio da torcida ajudou o time do Oeste a vencer. Em um jogo equilibrado onde pontuar era preciso a Chapecoense não conseguiu segurar o Joinville. Chapecoense 0 x 2 Joinville foi o placar final.

Após um primeiro tempo morno os times voltaram bem na segunda etapa. Aos 19 minutos Bruno Rangel marcou o primeiro para o time do norte. O segundo foi marcado aos 46 minutos por Aldair, substituto de Rangel.


Com essa vitória o Joinville vai para 12 pontos e assume a liderança da Chave D da Série C do Campeonato Brasileiro. A Chapecoense cai para o segundo lugar, com 10.


>> Confira a galeria de fotos da partida


Frase dos técnicos


“O Joinville foi superior e o resultado é um alerta para nós. Não jogamos bem mas precisamos ter calma e trabalhar para fazer um bom jogo contra o Santo André”, Mauro Ovelha, técnico da Chapecoense.


“Conseguimos vencer o paredão dos três zagueiros da Chapecoense e saímos na frente. Com isso eles tiveram que se abrir e coloquei o Aldair para aproveitar os contra-ataques. Agora deixa eu festejar e a partir de terça-feira começo a pensar no time que enfrenta o Brasil-RS, Arturzinho, técnico do Joinville.


>> Torcida da Chapecoense saiu antes

>>  Apenas 20 torcedores do JEC.


FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE (0)

Rodolpho, Kleber Goiano (Rafael Bittencourt), Groli, Amaral Rosa, Medina, Diogo Roque, Everton Cezar, Neném (Leandrão), Fabinho, Jean Carlos (Lucca), Neílson. Técnico: Mauro Ovelha.


JOINVILLE (2)

Ivan, Tiago Real (Mateus), Renato Santos, Fabiano Silva, Pedro Paulo, Gilton, Glaydson, Ricardinho, Bruno Rangel (Aldair), Jailton (Ramon) e Ronaldo Capixaba. Técnico: Arturzinho.


Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado Rosnei Scherer e Neuza Inês Back.


Cartões Amarelos:

Fabinho (35min 1º T); Amaral Rosa (12min 2º T); Lucca (23min 2º T); Everton Cesar (35min 2º T) Chapecoense.

Jailton (35min 1º T); Bruno Rangel (23min 2ºT) Joinville.


Gols: Bruno Rangel (19min 2º T) e Aldair (46min 2ºT) Joinville.


Local: Arena Condá, em Chapecó

Comente aqui
04 set07:29

Chapecoense 0 X 2 Joinville

Nas duas vezes que a Chapecoense recebeu o Joinville em casa, o Verdão venceu. Desde 29 de maio de 2010, o JEC não conquista um jogo na Arena Condá. Segundo o Blog JEC na rede, em 69 jogos, o time do norte teve apenas 18 vitórias, enquanto a Chapecoense venceu 28 vezes.  Foram registrados 79 gols da Chapecoense e 63 para o Joinville. E se depender dos jogadores e da torcida esses números vão aumentar para o Verdão .

O jogo decisivo e que garante classificação para a segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro está marcado para às 15h deste domingo, quatro, na Arena Condá.


Acompanhe a partir das 15h o minuto a minuto aqui no clicRBS Chapecó.




O técnico Mauro Ovelha considera que o jogo é importantíssimo e será definido em detalhes. Por isso conta com o apoio do torcedor. Além de Aelson ele não terá Dema, que sofreu uma lesão no joelho direito. Em compensação, voltam o zagueiro Groli e o volante Diogo Roque. São as opções do treinador para encarar mais este clássico catarinense.


Chapecoense X Joinville

Horário: 15h

Local: estádio Arena Condá, em Chapecó

Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado Rosnei Scherer e Neuza Inês Back

Ingressos: R$ 50 (Cadeiras), R$ 40 (Social), R$ 30 (Geral). Estudantes pagam R$ 15 na Geral e R$ 20 na Social. Aposentados pagam R$ 15 e Crianças de 8 a 12 anos pagam R$ 5.

Comente aqui
02 set16:32

Jogo decisivo no Oeste

Jogo decisivo. Os dois times precisam da vitória para se classificar à segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C. A Chapecoense está em primeiro na chave D com 10 pontos e tem um jogo a menos que o Joinville. O time do norte, com seis jogos e 9 pontos, precisa do resultado positivo.

O técnico Mauro Ovelha faz um treinamento com portões fechados, nesta sexta-feira, na Arena Condá. O motivo é dificultar que algum informante do Joinville observe o treinamento tático.


O treinador tem duas dúvidas. Na zaga pode escalar Kleber Goiano ou Marcos Alexandre. No meio, há uma disputa entre Diogo Roque e Diego Felipe. Diogo Roque seria o titular mas vem sentindo dores no joelho.


O Verdão realiza mais um treino na manhã de sábado.


Joinville


O time do norte comandado pelo técnico Arturzinho, chegou na tarde desta sexta-feira em Chapecó. O JEC está hospedado num hotel no centro da cidade. A equipe treina no campo do bairro Belvedere.


Na manhã de sábado, Arturzinho comanda o último trabalho antes da partida. O jogo começa às 15 horas na Arena Condá, no domingo.


Ingressos:

Cadeira: R$50

Social Coberta: R$40

Geral: R$30

Meia Social Coberta: R$ 20

Estudante (Geral): R$ 15

Aposentados: R$15

Crianças (oito a 12 anos): R$ 5


Postos de Venda:

Palácio dos Esportes – Maidana Esportes – Posto de Marco – Oeste Cel TIM da Avenida – Davi Esportes

Comente aqui
01 set08:04

Marcos Alexandre pode ser opção para defesa

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


Depois de três meses sem jogar o volante Marcos Alexandre voltou a disputar uma partida oficial no domingo passado, contra o Brasil de Pelotas.

 




Groli, Marcos Alexandre e Sagaz.




Ele entrou no segundo tempo do jogo contra o time gaúcho no lugar do zagueiro Dema, que saiu lesionado.


Como Dema vai passar por cirurgia no joelho direito e ficará até seis meses parado, Marcos Alexandre vira alternativa para o técnico Mauro Ovelha. Até porque ele já atuou várias vezes como terceiro zagueiro, inclusive no Campeonato Catarinense.


O volante também fez uma cirurgia de menisco e cartilagem no joelho esquerdo, após o campeonato Catarinense. Sua última partida havia sido a final contra o Criciúma, vencida por 1 a 0, no dia 15 de maio.


O jogador agradeceu o trabalho dos departamentos médico, de fisioterapia e preparação física, que proporcionaram uma recuperação rápida em virtude da gravidade da cirurgia.


-Estou feliz por poder novamente ajudar o time- disse o jogador.


Ele não deve iniciar a partida de domingo contra o Joinville, já que o zagueiro Groli volta de suspensão e os outros dois jogadores do setor, Amaral Rosa e Kleber Goiano, foram bem.


Além disso ele precisa de um pouco mais de ritmo de jogo, mesmo tendo atuado bem contra o Brasil.


Mesmo assim o jogador acredita que já tem condições de atuar os 90 minutos. Por isso está treinando forte. Ele considera o jogo de domingo, contra o Joinville, um clássico. Por isso prevê uma partida bem disputada. Quem ganhar encaminha a classificação para a segunda fase.


–Será uma decisão – prevê o volante.

Comente aqui