Série C

26 out23:16

Tupi or not to be

Para continuar sonhando com uma vaga na Série B a Chapecoense precisa vencer o Tupi, neste sábado, às 16 horas, no Índio Condá. Só uma vitória sobre os mineiros garante uma vaga na segunda fase, no mata-mata que vai definir os classificados para a Série B.

Em caso de empate a Chapecoense dependeria de uma vitória do Caxias sobre o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Uma derrota elimina o time do Oeste e seria uma decepção geral, pois o time já poderia ter se classificado com três rodadas de antecedência, mas perdeu os dois últimos jogos fora, contra Oeste e Madureira.

Isso acabou inibindo um pouco a torcida. Mesmo assim a diretoria tomou medidas, como a promoção de ingressos antecipados por R$ 10 na Geral e Sociais. O ingresso normal é R$ 30 e R$ 40.  –Queremos lotar o estádio para motivar ainda mais- afirmou o presidente, Sandro Pallaoro.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Gilberto Badalotti, incentivou as lojas a decorarem suas vitrines.

Para o atacante Rodrigo Gral, que busca seu gol número 500, disse que a principal meta é a vaga para Série B. –É hora de unirmos toda a região atrás do resultado- conclamou.

O clima no clube é um misto de seriedade e confiança. Ontem pela manhã, enquanto os diretores se reuniam com o técnico Gilmar Dal Pozzo, no centro do gramado do Índio Condá, todos sem esboçar sorrisos; os jogadores demonstravam um clima alegre no aquecimento.

O técnico Gilmar Dal Pozzo afirmou que o motivo da confiança é a sequência de bons jogos que a equipe fez em casa, onde, nos últimos três jogos, fez 4 a 0 no Caxias, 3 a 1 no Duque de Caxias e 3 a 0 no Brasiliense.

Para o jogo decisivo o técnico conta com o retorno do meia Athos, que cumpriu suspensão. Ele e Neném serão os homens da criatividade para abastecer o ataque. A novidade é que o atacante Henrique inicia a partida. Rodrigo Gral, Jô e Cristiano brigam pela outra vaga. Tudo para que a Chapecoense não encerre precocemente sua participação na Série C e adie novamente o sonho do acesso.


FICHA TÉCNICA


CHAPECOENSE


Nivaldo


Fabiano

André Paulino

Rafael Lima

Gilton



Wanderson

Paulinho Dias

Neném

Athos


Rodrigo Gral

Henrique


Técnico: Gilmar Dal Pozzo


TUPI


Rodrigo


Henrique

Wesley Ladeira

Fabrício Soares

Jean Batista


George

Bruno Araújo

Bruno Paiva

Glauber


Fabinho

Cassiano


Técnico: Antonio Carlos Roy



Horário: 16h

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva auxiliado por Luiz Souza Santos Renesto e Luciano Roggenbaun (trio do Paraná).

Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó

Ingressos: Valor promocional de R$ 10, para Estudante, Geral e Social. Nas cadeiras o valor é R$ 50. Vendas antecipadas no Maidana Esportes, Palácio dos Esportes, Posto de Marco e Sensação do Mate no Shopping Pátio Chapecó.

Comente aqui
26 out23:05

Henrique é titular

Pela primeira vez desde que chegou na Chapecoense o atacante Henrique vai iniciar uma partida como titular. A confirmação foi dada pelo técnico Gilmar Dal Pozzo, em entrevista coletiva realizada na sexta-feira. -O Henrique está pedindo passagem- disse o treinador, sobre o jogador que entrou no segundo tempo da partida contra o Madureira e marcou o único gol do Verdão na derrota por 2 a 1. Henrique já tem dois com a camisa do Verdão. A outra vaga no ataque está entre Rodrigo Gral, Cristiano e Jô.

O confronto contra o Tupi inicia às 16 horas, no Condá.

Comente aqui
26 out22:57

Preço promocional é prorrogado até a hora do jogo

O preço promocional de ingressos a R$ 10 para os setores Geral e Social (Cobertas) foi estendido até o início da partia entre Chapecoense e Tupi, às 16 horas deste sábado, na Arena Condá. Inicialmente a promoção só iria até às 11h30 deste sábado. O presidente do clube, Sandro Pallaoro, disse que o objetivo de ampliar a promoção e garantir um bom público para o jogo decisivo. A Chapecoense precisa de uma vitória para classificar para a segunda fase da Série C.

Comente aqui
22 out22:07

Chapecoense na obrigação

Uma classificação que parecia fácil, ficou complicada. A Chapecoense está na obrigação de vencer o Tupi, no próximo sábado, às 16 horas, no Índio Condá, para garantir uma das quatro vagas do Grupo B para a próxima fase da Série C.


Tudo por causa das duas derrotas consecutivas fora de casa, contra Oeste (1×0) e Madureira (2×1). Com os resultados a Chapecoense perdeu a vice-liderança e caiu para o quinto lugar, fora da zona de classificação. Os catarinenses foram ultrapassados pelo Oeste (28 pontos), Caxias (27 pontos) e Duque de Caxias (os mesmos 26 pontos da Chapecoense mas oito vitórias contra sete da Chapecoense).
Mesmo assim a Chapecoense só depende das próprias forças porque o Duque de Caxias e o Caxias se enfrentam na última rodada. Outro problema da derrota para o Madureira é que, mesmo classificando, o time de Gilmar Dal Pozzo dificilmente ficará em primeiro ou segundo lugar do grupo. Os dois primeiros garantem o segundo jogo do “mata-mata” em casa. O líder Macaé, 29 pontos, e o vice líder Oeste, com 28, jogam em casa.
O mais provável é que a Chapecoense classifique em terceiro ou quarto, decidindo a vaga na Série B fora de casa. Se ficar em quarto provavelmente pega o Fortaleza.
O técnico Gilmar Dal Pozzo reconheceu que o time jogou mal fora de casa mas está confiante, pois o time depende apenas de suas forças e joga em casa. –Temos uma chance boa, na nossa casa e com a nossa torcida- avaliou.
Ele espera um bom público para ajudar o time a garantir a vaga na segunda fase. –Temos que mobilizar a torcida para o último jogo. Para o técnico não é momento de ficar pensando na derrota para o Madureira. –Se ficarmos lamentando vai influenciar no jogo de sábado- concluiu.
O presidente do clube, Sandro Pallaoro, lamentou que o time desperdiçou as chances de classificação antecipada. –Agora é tudo ou nada- declarou. O presidente disse que é hora de dar um puxão de orelha mas também passar tranquilidade- afirmou. Afinal o time precisa apenas repetir o que vinha fazendo nos últimos jogos em casa, onde goleou Caxias (4 a 0), Duque de Caxias ( 3 a 1) e Brasiliense (3 a 0).

Comente aqui
20 out16:59

Chapecoense vacila novamente

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br


Pela segunda vez consecutiva a Chapecoense vacilou fora de casa e novamente foi derrotada, desta vez por 2 a 1, para ao Madureira, neste sábado, em Madureira. Com o resultado a Chapecoense mantém os 26 pontos e pode perder a vice-liderança até o final da rodada.

O início do primeiro tempo foi equilibrado, com poucas chances de gol. Apesar de ter três atacantes a Chapecoense quase não levou perigo ao gol adversário. Uma das poucas chances de marcar foi com Fabiano, de cabeça, aos 31 minutos, mas a bola foi para fora. No final do primeiro tempo o Madureira passou a dominar a partida. Derlei teve uma chance de marcar, mas também errou.

Aos 45 minutos, Paulinho Dias entrou de carrinho em Carlinhos e cometeu pênalti. Já nos descontos, Derlei cobrou e abriu o marcador.

O Madureira continuou melhor no início do segundo tempo. Rafael Lima evitou o segundo gol do time da casa, que aos 19 minutos ficou com um jogador a menos, pela expulsão de Patrick. Mesmo com um jogador a menos o Madureira ampliou aos 21 minutos, num chute de fora da área de Jean.

Somente aos 33 minutos a Chapecoense fez valer a vantagem numérica. Dudu Figueiredo fez boa jogada e tocou para Henrique marcar. Mas faltou força para buscar o empate. Agora fica tudo para a última rodada, sábado, contra o Tupi, no Condá.



FICHA TÉCNICA


MADUREIRA-2: Cléber, Patrick, Zé Carlos, Roberto Jr e Zeca; Gilson, Rodrigo, Michel Santos, Carlinhos (Paulo Vítor); Jean (Vitor Silva) e Derlei. Técnico: Luiz Cláudio


CHAPECOENSE-1: Nivaldo, Fabiano, André Paulino (Souza), Rafael Lima e Gilton (Dudu Figueiredo); Wanderson, Paulinho Dias e Neném; Cristiano (Henrique), Rodrigo Gral e Jô. Técnico: Gilmar Dal Pozzo


Gols: Derlei (M), aos 46 minutos do primeiro tempo. Jean (C), aos 21 minutos, Henrique (C), aos 33 minutos

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Júnior, auxiliado por Marcos Vinícius Gomes e Wesley Moreira de Carvalho

Cartões amarelos: Roberto Jr, Cléber, Vitor Silva e Rodrigo (M); Gilton, Paulinho Dias e Souza (C).

Expulsão: Patrick (M), aos 19 minutos do segundo tempo.

Local: Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira-RJ

Público: 378 pessoas

Renda: R$ 2.240

1 comentário
19 out19:12

Vale a vaga antecipada

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense viajou na sexta-feira, para o Rio de Janeiro, com a missão de conquistar a vaga antecipada para a segunda fase da Série C no confronto deste sábado, às 15h, contra o Madureira. A partida será no estádio Aniceto Moscoso.

Uma vitória já garante a classificação, pois somente três times poderiam ultrapassar o time catarinense, já que Caxias e Duque de Caxias se enfrentam na última rodada. Um empate também pode servir, desde que o Santo André derrote o Duque de Caxias, em São Paulo.

O técnico Gilmar Dal Pozzo disse que o objetivo é não deixar para a última rodada, quando a Chapecoense joga em casa, contra o lanterna Tupi. Por isso ele pode até escalar três atacantes.

Dal Pozzo não poderá contar com o meia Athos, que está suspenso. Em compensação conta com a volta do volante Paulinho Dias, que vem sendo um dos principais jogadores do time nesta Série C.

O jogador, que não atuou na derrota para o Oeste, em virtude de um corte no joelho, foi o autor de um dos gols na vitória contra o Brasiliense, na rodada anterior. A lesão ocorreu justamente naquele jogo, ao chocar-se contra uma placa de publicidade, ainda no primeiro tempo. Naquele jogo Dias recebeu um curativo no intervalo e, mesmo com dor, voltou para o jogo e fez o gol que abriu caminho para a vitória.

No entanto na semana seguinte não conseguiu treinar. Para este jogo, o volante disse que está bem preparado. –Nessa semana consegui trabalhar normalmente- explicou. O jogador está confiante pois o grupo vem atuando bem. –A meta é voltar do Rio classificados- explicou.

Paulinho Dias já tem um acesso da Série D para a Série C com o Joinville, em 2010. Agora quer o acesso para a Série B.

FICHA TÉCNICA


MADUREIRA


Cléber


Diego Renan

Zé Carlos

Roberto Jr

Zeca


Gilson

Caio

Michel Santos

Carlinhos


Jean

Bruno Luiz


Técnico: Luiz Cláudio


CHAPECOENSE


Nivaldo


Fabiano

André Paulino

Rafael Lima

Gilton



Wanderson

Paulinho Dias

Neném


Cristiano (Dudu)

Rodrigo Gral


Técnico: Gilmar Dal Pozzo


Horário: 15h

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Júnior, auxiliado por Marcos Vinícius Gomes e Wesley Moreira de Carvalho

Local: Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira-RJ

Comente aqui
18 out18:07

Chapecoense faz escala em Floripa

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense viajou para Florianópolis no início da tarde desta quinta-feira, onde faz uma escala antes de embarcar para o Rio de Janeiro. Na sexta-feira, às 9 horas, o técnico Gilmar Dal Pozzo comanda um treinamento no campo suplementar da Ressacada.

Na lista dos 18 jogadores que viajaram ficaram de fora o meia Athos, suspenso, e o zagueiro Leonardo, lesionado. Apenas Athos vinha jogando como titular. Em compensação retorna ao grupo o volante Paulinho Dias, que não atuou na derrota por um a zero para o Oeste, no sábado passado.

O embarque para o Rio de janeiro está previsto para às 13h37 desta sexta-feira. O confronto contra o Madureira é sábado, às 15 horas, no Rio de Janeiro.

Comente aqui
16 out15:16

Eliomar pode voltar na segunda fase da Série C

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br


O ala Eliomar pode voltar a jogar pela Chapecoense na segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro. De acordo com o técnico Gilmar Dal Pozzo, o ala voltou a treinar com o grupo nessa semana. -A expectativa é que ele esteja à disposição para os jogos decisivos- avaliou o técnico.

Sem o ala, que se lesionou o ligamento do joelho direito na partida contra o Macaé, a Chapecoense perde uma de suas principais jogadas, que é o apoio do jogador e goleador do time, com cinco gols.

Dal Pozzo disse que o time vem jogando bem mesmo sem Eliomar, mas gostaria de contar com ele. -Aumenta minhas opções- explicou.

A Chapecoense tem mais duas partidas, contra o Madureira, sábado, no Rio de Janeiro, e contra o Tupi, em casa, no final de semana seguinte. Basta uma vitória para garantir a vaga na segunda fase.

Comente aqui
16 out14:58

Athos fora e Paulinho Dias volta

A Chapecoense tem uma baixa e um retorno para a partida de sábado, contra o Madureira, no Rio de Janeiro. O meia Athos está suspenso. Mas o volante Paulinho Dias recuperou-se do corte no joelhoe esquerdo e está à disposição do treinador Gilmar Dal Pozzo.

O time retornou aos trabalhos na segunda-feira. Resta saber como Dal Pozzo vai armar o time para o confronto contra os cariocas. Ele pode simplesmente trocar o meia pelo volante, que jogaria mais adiantado. A Chapecoense é vice-líder do Grupo B, com 26 pontos, depende de uma vitória para garantir a vaga antecipada à segunda fase.

Comente aqui
12 out15:15

Chapecoense busca classificação antecipada

Darci Debona/ darci.debona@diario.com.br

Uma vitória contra o Oeste, nesta sexta, às 19h30, em Itápolis-SP, pode garantir a classificação antecipada da Chapecoense para a segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Só que além de vencer o time catarinense ainda depende de um tropeço do Vila Nova, amanhã, contra o Madureira. Aí garantiria a vaga matematicamente, pois não poderia ser alcançada nem pelo Oeste e nem pelo Vila Nova.

Para o técnico da Chapecoense, Gilmar Dal Pozzo, três pontos já são suficientes, independentemente de outros resultados. –Com uma vitória estaremos classificados- avaliou. Isso porque somente uma combinação improvável de resultados tiraria o time do Oeste da segunda fase.

A Chapecoense é vice-líder do Grupo B, com 26 pontos, perdendo a liderança para o Macaé apenas no saldo de gols. Um empate também não é um resultado ruim, pois o Verdão manteria uma distância de quatro pontos do Oeste.

Mas a meta da Chapecoense não é apenas classificar. O time quer ficar entre os dois primeiros para, na segunda fase, quando ocorre o mata-mata, decidir o segundo jogo, e a vaga na Série B, em casa.

-Eu vim para a Chapecoense pensando na Série B- declarou o volante Wanderson, autor de um gol de falta na vitória por 3 a 0 contra o Brasiliense.

Para este jogo Gilmar Dal Pozzo contra com o retorno do meia Neném, que vem sendo um dos destaques do time no campeonato. Em compensação perdeu o volante Paulinho Dias, que sofreu um corte no joelho na partida contra o Brasileiense, no sábado passado. Neném entra no lugar de Rafael Mineiro. E Dudu assume a vaga de Paulinho Dias.

O atacante Rodrigo Gral viajou pela primeira vez para uma partida fora, pela Chapecoense. Ele busca o gol 500 de sua carreira.

Comente aqui