Série C

04 out14:27

Definida arbitragem para Chapecoense x Brasiliense/DF

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o trio de arbitragem para a partida de sábado entre Chapecoense x Brasiliense/DF. O jogo será às 16 horas na Arena Condá.

O árbitro Fabrício Neves Correa será auxiliado por Paulo Cesar Silva Faria e Fabio Rodrigo Rubinho.


Comente aqui
03 out08:30

Três atletas no DM da Chapecoense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Além do meia Eliomar, que lesionou os ligamentos do joelho direito, outros três atletas estão no departamento médico da Chapecoense: Rodolpho, Mateus Paraná e Marcos Alexandre completam a lista.

O caso do volante Marcos Alexandre é o mais crônico. Ele ficou praticamente um ano sem jogar em virtude de uma lesão no joelho. Depois de recuperado, chegou a atuar contra o Macaé, no Rio de Janeiro. Só que no dia 28 de setembro, novamente voltou ao departamento médico, após lesionar a panturrilha.

– São 20 dias em recuperação – projetou o fisioterapeuta do clube, Guilherme Dias de Carli.

O atacante Mateus Paraná ainda se recupera da cirurgia feita no joelho esquerdo, no dia 26 de junho. Ele rompeu o ligamento patelar durante um treinamento na Arena Condá. Paraná deve ficar ainda dois meses parado.

Já o goleiro Rodolpho, 31 anos, que está fora da Série C, se recupera da cirurgia no joelho feita no início de agosto.

-Ele deve ficar mais quatro meses em recuperação – disse Guilherme.


Comente aqui
03 out07:55

Em busca dos 500 gols

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Ao marcar um dos gols da Chapecoense na vitória por 3 a 1 contra o Duque de Caxias, no domingo, o atacante Rodrigo Gral ficou a apenas um de atingir a marca de 500 gols, segundo seus cálculos.

Para se ter uma ideia do quanto isso representa, Pelé fez 1283 e, Ronaldo Nazário, maior artilheiro de todas as Copas, fez 518 gols. No entanto o jogador da Chapecoense não está levando em conta apenas jogos oficiais. Seu critério é o seguinte: se teve juiz e súmula, tá valendo.

Com isso entram até os seis gols que marcou num Torneio Metropolitano de Porto Alegre, que disputou em 1993, aos 16 anos, pelo Inter-RS, até o gol no empate por 2 a 2 no amistoso da Chapecoense com o time Sub 23 do Atlético Paranaense, em agosto, no Índio Condá.

Uma boa parcela dos gols é das categorias de base. Dos gols que marcou pelo Grêmio, 172 são das categorias de base. O jogador de 35 anos está confiante de que essa marca pode acontecer já no próximo sábado, quando a Chapecoense enfrenta o Brasiliense, às 16 horas, no Índio Condá. Tanto que já mandou fazer camisetas com sua foto e a marca 500 gols.

– Vou distribuir para os familiares – declarou Gral.

Até agora ele jogou apenas um tempo no amistoso contra o Atlético-PR, onde marcou um gol, 57 minutos contra o Caxias, onde participou de dois gols, e 53 minutos contra o Duque de Caxias, contra quem fez um gol.

Desde que chegou na Chapecoense, Rodrigo Gral tem feito a diferença. Quanto estreou, contra o Caxias, o time estava há três jogos sem marcar. Nesse jogo, fez quatro, três com Gral em campo. Na partida seguinte, contra o Macaé, Gral foi poupado devido a uma lesão na coxa esquerda e o time ficou no 0 a 0. No jogo seguinte, contra o Duque de Caxias, ele voltou e a Chapecoense fez 3 a 1, dois enquanto estava em campo. Mesmo tendo atuado em apenas dois tempos dos 14 jogos que a Chapecoense disputou, ele estava em campo em 1/3 dos gols do time no campeonato. Por isso ele está confiante que vai atingir logo sua marca pessoal. E assim poderá ajudar um objetivo coletivo, que é levar a Chapecoense para a Série B. Mas aí são outros 500.


Entrevista:

“O gol 500 será consequência do trabalho”

DC: Ansioso para fazer o gol número 500?

Gral: O gol 500 foi consequência do trabalho. Uma hora vai sair, até pela minha função em campo, que é a de atacante. Mas o objetivo principal é levar a Chapecoense para a Série B.


DC: Mesmo tendo chegado durante o campeonato o seu entrosamento está bom, tanto que nos dois tempos que você estavam em campo, na Série C, o time fez cinco gols, o segredo é a conversa durante o jogo?

Gral: O grupo é muito bom, sozinho a gente não consegue nada. Além disso o Gilmar posiciona o time mais ofensivo, o que colabora, pois ficamos mais perto do gol. A equipe conta com jogadores inteligentes, como Neném e o Athos. E a gente conversa bastante para facilitar o passe ou ajudar o companheiro.


DC: Você já se considera um ídolo da torcida?

Gral: Não, eu sou um torcedor. Isso me fez voltar para cá. Fiquei 10 anos fora do país e me propus a voltar para jogar no clube do meu coração. Saí daqui cedo e nunca tinha jogado pela Chapecoense ou disputado um catarinense. Aqui, quando fiz o gol, depois do jogo era um monte de gente ligando, mandando mensagens. Vejo as pessoas na rua pedindo para fazer gol. Posso ir visitar minha avó, comer feijão e arroz com meus tios, ver meus amigos do colégio e do futsal. Isso que é mais gostoso. Abri mão de muitas coisas para viver isso.


GOLS MAIS IMPORTANTES

# Grêmio 2 x 1 Guarany-PAR, pelas oitavas de final da Taça Libertadores de 1997- “Tínhamos perdido o primeiro jogo por 1 a 0, no Paraguai. Estávamos vencendo o jogo e, aos 40 minutos, o Guarany empatou. Houve uma confusão e o técnico Evaristo de Macedo tinha sido expulso. Saímos com a bola no meio, o Marcos Paulo deu uma casquinha e ela sobrou para o Paulo Nunes, que não dominou e na sobra eu chutei prensado com o zagueiro empatando a partida. Fomos para os pênaltis e vencemos.


# Jubilo Iwata 1 x 0 Cerezo Osaka, na final da Copa do Imperador do Japão, em 2003- “Aos 25 minutos do segundo tempo recebi um cruzamento na área, dominei, driblei o zagueiro e, quando o goleiro saiu, coloquei no canto, fazendo o gol do título.


# Brasil 2 x 2 Uruguai, pelas eliminatórias do Mundial Sub-20, em 1999- “Estávamos perdendo por 2 a 1 e eu recebi um lançamento na área e, quando dominei, consegui tirar o zagueiro, só que fiquei com pouco ângulo, mesmo assim chutei e bola passou pelo meio das pernas do goleiro, empatando o jogo. O gol garantiu a classificação para o Mundial da Nigéria.”


# Chapecoense 2 x 2 Atlético-PR, amistoso, em agosto de 2012. “É um gol que marcou bastante pois foi meu primeiro gol pela Chapecoense. O Dudu cruzou no primeiro pau e eu fiz o gol de cabeça.”


Ficha técnica

Data de nascimento: 21/02/1977

Local: Chapecó/SC

Altura: 177cm

Clube atual: Chapecoense/SC



Clubes

- Inter (1993)

- Grêmio/RS (1994-1997)

- Juventude/RS (1998)

- Grêmio/RS (1999-2001)

- Flamengo/RJ (2001)

- Sport/PE (2001)

- Júbilo Iwata/Japão (2002-2005)

- Yokohama Marinos/Japão (2005)

- Omiya Ardija/Japão (2006)

- Al-Khor/Qatar (2007-2009)

- Al-Sadd/Qatar (2009)

- Bahia/BA (2010)

- Santa Cruz/PE (2011)

- DPMM/Brunei (2012)




Títulos

- Singapure League 1st stage (2012)*

- Campeonato Pernambucano (2011)

- Qatar Crow Prince Cup (2008)

- Xerox Cup (2004)

- J.League (2002)

- Campeonato Carioca (2001)

- Campeonato Gaúcho (1999)

- Copa Sul-Minas (1999)

- Campeonato Gaúcho (1998)

- Troféu Colombino/Espanha (1997)

- Copa do Brasil (1997)

- Campeonato Brasileiro (1996)

- Recopa Sul-Americana (1996)

- Campeonato Gaúcho (1996)

- Campeonato Gaúcho (1995)


*A equipe do DPMM disputa desde 2009 a Liga Nacional da Cingapura



Títulos/Base

- Brasileiro de Seleções (1996)

- Campeonato Gaúcho (1996)

- SBS Cup/Japão (1996)

- Torneio Romeu Goulart Jacques (1994)

- Campeonato Gaúcho (1994)

- Campeonato Metropolitano (1993)



Gols*

- Inter/RS (1993) | 6

- Grêmio/RS (1994-1997) | 195

- Juventude/RS (1998) | 27

- Grêmio/RS (1999-2001) | 20

- Flamengo/RJ (2001) | 1

- Sport/PE (2001) | 25

- Júbilo Iwata/Japão (2002-2005) | 88

- Yokohama Marinos/Japão (2005) | 9

- Omiya Ardija/Japão (2006) | 12

- Al-Khor/Qatar (2007-2009) | 52

- Al-Sadd/Qatar (2009) | 8

- Bahia/BA (2010) | 22

- Santa Cruz/PE (2011) | 4

- DPMM/Brunei (2012) | 5

- Chapecoense (2012) | 2

* Mais 23 assinalados pela Seleção Brasileira de Base



Comente aqui
02 out12:25

Neném está fora do jogo de sábado e três estão pendurados

Neném está suspenso para o jogo do sábado contra o Brasiliense/DF. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Duque de Caxias/RJ.

Também estão pendurados com o segundo amarelo: Wanderson, Fabiano e Souza.


Comente aqui
02 out12:08

Eliomar está fora do returno da Série C

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Eliomar, o artilheiro da Chapecoense, com quatro gols, está fora do returno da Série C. O meia lesionou o ligamento do joelho direito na partida contra o Macaé no Rio de Janeiro e vai ficar três semanas sem jogar com a equipe.

– Ia chutar a bola para o gol quando recebi um carinho de um zagueiro do Macaé – disse o meia.

Mesmo com a dor ele ficou até o fim do jogo, pois já haviam sido realizadas as três alterações. A lesão foi no final da partida.

>> Acompanhe mais informações do Verdão no Blog da Chapecoense

De acordo com o fisioterapeuta da equipe, Guilherme Dias Carli, o atleta está bem e faz trabalho de fisioterapia duas vezes por dia.

Eliomar está confiante no tratamento e quer voltar para a partida com o Tupi/MG, em casa. A partida está marcada para o domingo, dia 28 de outubro.

Comente aqui
02 out10:23

Chapecoense é vice do grupo na Série C

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Nesta terça-feira todo o elenco da Chapecoense se reapresenta às 15 horas na Arena Condá. De acordo com a Assessoria do Clube, o treino será, provavelmente, no campo do Trevo. Quinze minutos antes do início dos trabalhos o técnico Gilmar Dal Pozzo concede entrevista coletiva na sala de imprensa na Arena Condá. Ele volta a falar com o jornalista somente na sexta-feira, dia 5.

Em 14 jogos , sendo seis vitórias, cinco empates e três derrotas, na Série C do Campeonato Brasileiro 2012 a Chapecoense esta na vice-liderança do Grupo B, com 23 pontos. Agora a equipe se prepara para a partida do sábado, contra o Brasiliense.

>> Acompanhe mais informações do Verdão no Blog da Chapecoense

Programação da semana 02 à 07/10

terça-feira (02/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


quarta-feira (03/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


quinta-feira (04/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


sexta-feira (05/10)

manhã: treino às 9h

tarde: descanso


sábado (06/10)

manhã: treino às 9h para os não relacionados

tarde: 16h – Chapecoense X Brasiliense/DF – na Arena Condá


domingo (07/10)

descanso o dia todo.


Comente aqui
01 out14:25

Jogo-treino da Chapecoense contra o Ypiranga é cancelado

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O jogo-treino da Chapecoense contra o Ypiranga foi cancelado. A partida seria nesta tarde em Erechim. Os atletas que não jogaram contra o Duque de Caxias/RJ, vão realizar trabalhos na academia e campo da Arena Condá. Os atletas que participaram da partida do domingo têm folga nesta segunda.

A equipe se prepara para a partida do próximo sábado contra o Brasiliense/DF.

O Verdão está na vice-liderança do Grupo B, da Série C do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos.

A reapresentação de todo o elenco está marcada para as 15h da terça-feira na Arena Condá.


Comente aqui
01 out10:39

Chapecoense faz jogo-treino contra o Ypiranga

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Duque de Caxias/RJ no domingo, o técnico Gilmar Dal Pozzo comanda a equipe em um jogo-treino contra o Ypiranga. A partida será no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim.

O trabalho faz parte da preparação para a partida contra o Brasiliense/DF. O Verdão está na vice-liderança do Grupo B, da Série C do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos.

Os atletas que participaram da partida do domingo têm folga nesta segunda. A reapresentação de todo o elenco está marcada para as 15h da terça-feira na Arena Condá.


Comente aqui
30 set20:29

Sete pontos com Gilmar Dal Pozzo

DARCI DEBONA|darcidebona@diario.com.br

O técnico Gilmar Dal Pozzo está invicto nos três jogos em que comandou a Chapecoense. Seu retrospecto é de duas vitórias e um empate, somando sete pontos. Na estreia, contra o Caxias, vitória por 4 a 0. No Rio De Janeiro, contra o Macaé, empate sem gols. Neste domingo, contra o Duque de Caxias, vitória por 3 a 1. 

Além disso a equipe tem jogado bem. E já tem jogadas ensaiadas como numa falta em que Jô ficou na cara do gol e mandou a bola na trave.

Além dos três gols a Chapecoense teve ontem 18 finalizações, sendo três bolas na trave. O técnico Gilmar Dal Pozzo elogiou o envolvimento do grupo, que entendeu sua proposta de trabalho. O time da Chapecoense já começa a marcação no campo adversário. A pressão deu resultado no terceiro gol, em que a zaga carioca falhou na saída de bola.

Comente aqui
29 set17:02

Gilton conhece o caminho da Série B

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um jogador que já conhece o caminho da Série B é a novidade da Chapecoense para o confronto deste domingo, às 16 horas, contra o Duque de Caxias, no Índio Condá.

O lateral esquerdo Gilton, que no ano passado ajudou o Joinville no acesso da Série C para a Série B, agora quer repetir o feito pelas cores do Verdão. -Se Deus quiser agora vou ajudar a Chapecoense a subir- afirmou.

Ele já atuou no Condá algumas vezes. No ano passado teve uma derrota, por 2 a 1, na semifinal do returno do Catarinense, e outra vitória, por 2 a 0, na Série C do Campeonato Brasileiro. Agora ele pode ser redimir com a torcida do Verdão, já que no ano passado ajudou a eliminar o time do Oeste.

- A torcida da Chapecoense ajuda, dá confiança para os jogadores- afirmou. Gilton disse que, apesar de ter chegado há pouco mais de uma semana, está preparado para o jogo.

– Estou 100% – afirmou o lateral.

Sua meta é fazer um bom campeonato pela Chapecoense e, quem sabe, voltar ao Japão, onde atuou por 3,5 anos. Lá também conquistou um acesso, para a primeira divisão, em 2009, pelo Cerezo Osaka. Também atuou no Kashima Antlers e no Nigata.

Gilton disse que pretende fazer bons cruzamentos para os atacantes e assim conquistar a vitória sobre o Duque de Caxias. Com uma vitória a Chapecoense, que tem 20 pontos e está na terceira posição, pode assumir a liderança do grupo. Isso porque Duque de Caxias e Macaé iniciaram a rodada com 22 pontos.

Além da estreia de Gilton o técnico Gilmar Dal Pozzo conta com a volta de Rodrigo Gral, recuperado de lesão. Na única partida em que jogou, contra o Caxias, a Chapecoense marcou quatro gols.


FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE


Nivaldo

Fabiano

Leonardo

André Paulino

Gilton

Paulinho Dias

Wanderson

Neném

Athos

Rodrigo Gral

Técnico: Gilmar Dal Pozzo



DUQUE DE CAXIAS

Fernando

Valdir

Paulão

Edmário

Alexandre Silva

André Gomes

Juninho

Marco Goiano

Thiago Souza

Bruno Veiga

Charles Chad

Técnico: Vinícius Eutrópio


Arbitragem: Marcos Mateus Pereira, auxiliado Cicero Alessandro de Souza e Leandro dos Santos Ruberdo

Horário: 16 horas

Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó

Ingressos: R$ 15 (estudantes, aposentados e crianças entre 8 e 12 anos), R$ 30 (geral), R$ 40 (cobertas) e R$ 50 (cadeiras)



Comente aqui