Técnico

21 nov11:10

Dal Pozzo segue no comando do Verdão

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O técnico da Chapecoense, Gilmar Dal Pozzo, renovou contrato com o clube e deve permanecer no Verdão até o final de 2013. A Assessoria de Imprensa da Chapecoense informou também que a comissão técnica permanece a mesma na temporada 2013.

Dal Pozzo, que estreou com uma vitória de 4 a 0 em cima do ex-time, o Caxias, na Série C, vai comandar o Verdão no Campeonato Catarinense e no Campeonato Brasileiro da Série B.

A primeira partida do Estadual será fora de casa, contra o Joinville, no dia 20 de janeiro de 2013.


1 comentário
15 nov09:29

Gilmar Dal Pozzo quer seguir no Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Com a conquista do acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro Gilmar Dal Pozzo entrou para a galeria dos treinadores vencedores da Chapecoense, onde recentemente figuraram Agenor Piccinin (campeão Catarinense de 2007) e Mauro Ovelha (campeão de 2011 e comandante do acesso da Série D para a Série C em 2009).

Natural de Quilombo-SC, onde morou até os dois anos antes de ir para o Rio Grande do Sul, Dal Pozzo tem estilo similar ao de Tite, técnico do Corinthians, com quem Dal Pozzo foi campeão Gaúcho de 2000. Na época, ele era goleiro. Atuou também como goleiro do Avaí. Entre 2004 e 2005.

Em 2008, iniciou a carreira de treinador, no Veranópolis. No mesmo ano venceu a Copa RS pelo Pelotas. Foi contratado pela Chapecoense na metade do returno da Série C, quando o time, então treinado por Itamar Schulle, perdeu para o Vila Nova e deixou a zona de classificação.

Dal Pozzo estreou com vitória por 4 a 0 contra seu ex-time, o Caxias. E seguiu vencendo em casa, com cinco vitórias em cinco jogos, todas por goleada. Só o desempenho fora que ainda não está bom, com três derrotas e um empate em quatro jogos. Mesmo assim garantiu a tão sonhada vaga na Série B.

Para o treinador a conquista é reflexo da qualidade do grupo, que adotou uma postura diferente após sua chegada. Ele mudou o posicionamento, reforçou a marcação e incutiu vibração num time que parecia desanimado.

O resultado é que atualmente o treinador já foi convidado para continuar no clube pela atual diretoria, embora ainda ocorra uma eleição no dia 28 de novembro. Para coroar o sucesso, resta agora buscar o título da Série C, o que representaria incluir a Chapecoense entre os times catarinenses com títulos nacionais.


Entrevista com Gilmar Dal Pozzo

Diário Catarinense: Você sendo natural de Quilombo, aqui do Oeste Catarinense, como é conquistar o acesso por um clube da região?

Dal Pozzo: Para mim é a sensação do dever cumprido. A minha família me ligou depois da conquista. Eles estavam muito felizes pois moraram muito tempo na região. Eu saí com dois anos daqui. Comemoramos muito. Mas agora já é hora de trabalhar. Sou irrequieto. Tenho obsessão por conquistas.

DC: Como você vai encarar o Oeste, que é um adversário que a Chapecoense já enfrentou duas vezes, com uma vitória e uma derrota?

Dal Pozzo: As duas equipes já se conhecem e dificilmente terão grandes mudanças. O Oeste tem um sistema diferente de jogar, que é um 3-6-1, que às vezes se transforma num 3-5-2. Tivemos muitas dificuldades contra eles. O que vai fazer a diferença é o foco, o nível de concentração e o nível de eficiência.

DC: A tentativa é novamente de abrir uma boa vantagem no primeiro jogo para administrar nos segundo, como fez com o Luverdense?

Dal Pozzo: A ideia sempre é apresentar um bom futebol. O importante é não tomar gol em casa nos 90 minutos. Uma a zero para nós já é goleada.

DC: Você pretende continuar no clube em 2013.

Dal Pozzo: Tenho uma vontade de continuar e a diretoria também. Mas essa eleição da diretoria não veio numa boa hora. Alguma coisa a gente está conversando. Mas isso não pode atrapalhar a nossa preparação para a semifinal. Não podemos tirar o foco.



Comente aqui
02 out10:23

Chapecoense é vice do grupo na Série C

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Nesta terça-feira todo o elenco da Chapecoense se reapresenta às 15 horas na Arena Condá. De acordo com a Assessoria do Clube, o treino será, provavelmente, no campo do Trevo. Quinze minutos antes do início dos trabalhos o técnico Gilmar Dal Pozzo concede entrevista coletiva na sala de imprensa na Arena Condá. Ele volta a falar com o jornalista somente na sexta-feira, dia 5.

Em 14 jogos , sendo seis vitórias, cinco empates e três derrotas, na Série C do Campeonato Brasileiro 2012 a Chapecoense esta na vice-liderança do Grupo B, com 23 pontos. Agora a equipe se prepara para a partida do sábado, contra o Brasiliense.

>> Acompanhe mais informações do Verdão no Blog da Chapecoense

Programação da semana 02 à 07/10

terça-feira (02/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


quarta-feira (03/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


quinta-feira (04/10)

manhã: descanso

tarde: treino às 15h


sexta-feira (05/10)

manhã: treino às 9h

tarde: descanso


sábado (06/10)

manhã: treino às 9h para os não relacionados

tarde: 16h – Chapecoense X Brasiliense/DF – na Arena Condá


domingo (07/10)

descanso o dia todo.


Comente aqui
10 set16:07

Gilmar Dal Pozzo é o novo técnico da Chapecoense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Gilmar Dal Pozzo é o novo técnico da Chapecoense. A informação é do diretor de futebol Mauro Stumpf. Ele deve ser apresentado nesta terça-feira em Chapecó.

Dal Pozzo estava no comando do Veranópolis/RS.


1 comentário
10 set15:58

Itamar Schulle não é mais o técnico da Chapecoense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Itamar Schulle não é mais o técnico da Chapecoense. Ele deixou o cargo no começo da tarde desta segunda-feira, após uma reunião com a Diretoria do Clube. No sábado, após a derrota por 1 a 0 para o Vila Nova/GO, Schulle fez algumas declarações que incomodaram a diretoria. Uma delas foi dizer que deixaria o cargo a disposição.

- Resolvemos manter a decisão dele e agora estamos atrás de um novo nome – disse o diretor de futebol Mauro Stumpf.

Na sexta-feira, dia 14 de setembro o técnico completaria seis meses no comando da Chapecoense.

- Só tenho a agradecer a diretoria, equipe, torcida e a imprensa por esse período em Chapecó – disse Schulle. Ele disse ainda que quer o bem a equipe e pediu desculpas caso tenha ofendido alguém com as suas declarações.

- Quero pedir desculpas, mas a minha intenção não foi essa – disse Itamar que vai ficar morando em Chapecó com a família até aparecer uma nova proposta.

- Neste período vou aproveitar para cuidar da minha saúde – completou.


Comente aqui
06 set11:34

Joceli dos Santos é o novo técnico do Concórdia

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A Diretoria do Concórdia Atlético Clube (Cac) anunciou na manhã desta quinta-feira, dia 6, o nome do novo técnico da equipe. Joceli dos Santos será apresentado na segunda-feira, dia 10. A informação é do vice-presidente do clube, Roberto Detoni.

O time disputa o returno do Campeonato Catarinense da Divisão Especial.


Comente aqui
04 set11:29

Técnico do Concórdia foi dispensado

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A Diretoria do Concórdia Atlético Clube (Cac) deve anunciar ainda nesta terça-feira o nome do novo técnico e do treinador de goleiros. A informação é do vice-presidente do clube, Roberto Detoni.

- Estamos em negociações e os nomes devem ser anunciados ainda hoje – disse Detoni.

Até o anúncio, o diretor de futebol Joseílton de Almeida, assume o cargo de treinador interinamente. O técnico Nestor Simionato e o treinador de goleiros Gilban Andrade Gonçalves foram dispensados na noite da segunda-feira, dia 3 de setembro.

O time, que não passou da primeira fase Série D do Campeonato Brasileiro, está na disputa apenas o Campeonato Catarinense da Divisão Especial.

- Fizemos a melhor campanha e agora esperamos o segundo turno – disse Detoni.

O vice-presidente disse ainda que o principal projeto da equipe é o acesso a Divisão Principal.


Comente aqui
15 mar19:41

Schulle quer recuperar confiança da Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Com atraso de 1h15, devido ao trânsito na viagem de Novo Hamburgo para Chapecó, o novo treinador da Chapecoense, Itamar Schulle, foi apresentado nesta quinta-feira em Chapecó. Em compensação ele considera que não chegou tarde para recuperar a Chapecoense, que não vence há oito jogos, sete no estadual e um na Copa do Brasil.

-Ninguém somou todos esses pontos sem ter qualidade – disse o novo comandante, em relação aos 21 pontos que o time tem no Catarinense. Schulle disse que vai conversar com os jogadores e demonstrar que eles têm capacidade. O treinador afirmou que alguns atletas podem estar passando por mau momento e que sua missão é recuperar a autoconfiança do time.

O perfil do novo treinador indica que ele é exigente e disciplinador, mais ao estilo de Mauro Ovelha e diferente do antecessor Gilberto Pereira, que tinha um estilo mais “bonachão’. –Tem que ter trabalho, luta, empenho e dedicação- afirmou. Para ele nenhum jogador pode se acomodar por achar que é titular.

Ele preferiu não comentar sobre a derrota de quarta-feira na Copa do Brasil, por 2 a 1, para o São Mateus, pois não assistiu ao jogo. –Não vou comentar pelo que os outros falam- argumentou. Apenas afirmou que o resultado é reversível. Mas prefere se concentrar no jogo de domingo, em casa, contra o Marcílio Dias.

Schulle disse que, a partir de domingo, começa uma série de seis decisões para a Chapecoense. Ele considera que a Chapecoense tem condições de disputar o título. –Foi por isso que eu vim para cá- declarou.

Sobre a necessidade de reforços, disse que primeiro vai conversar com a diretoria. O treinador deve assinar contrato até o final da Série C do Campeonato Brasileiro. A delegação da Chapecoense iria retornar do Espírito Santo durante a madrugada.

Comente aqui
15 mar10:39

Itamar Schulle será apresentado nesta quinta-feira

O novo técnico da Chapecoense, Itamar Schulle será apresentado na tarde desta quinta-feira em Chapecó.

A coletiva está marcada para às 16h na sala de imprensa do clube.

Schulle ouviu pela rádio o jogo de estreia do Verdão na Copa do Brasil.

Comente aqui
13 mar20:05

Itamar Schulle quer buscar títulos na Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O técnico Itamar Schulle foi anunciado no final da manhã desta terça-feira como o substituto de Gilberto Pereira no comando da Chapecoense. Natural de Ituporanga/SC, o técnico de 44 anos atuou quatro anos no Juventus de Jaraguá do Sul, onde conquistou um acesso no Catarinense. Também treinou Brusque onde conquistou o primeiro turno do Catarinense de 2011 e uma vaga na Série D do campeonato Brasileiro. Passou ainda por Figueirense, Criciúma, Joinville, Brasil de Pelotas, e Novo Hamburgo, entre outros.

O novo técnico, que vai comandar a equipe no domingo contra o Marcílio Dias na Arena Condá, deve ser apresentado na tarde desta quinta-feira em Chapecó. Por telefone, concedeu a seguinte entrevista para o Diário Catarinense.


Diário Catarinense: Vocês estava bem no Novo Hamburgo, onde foi vice campeão da Taça Piratini, o que o fez optar pela Chapecoense?

Itamar Schulle: Já estava há quase 10 meses no Novo Hamburgo o que no Brasil é muito tempo. Na Chapecoense tenho a chance de disputar o Catarinense, a Copa do Brasil e a Série C. É uma vitrine maior. E eu estou sempre em busca de novos desafios.


DC: Quem você conhece do atual grupo?

Schulle: Já trabalhei com o Marcos Alexandre, o Leandrinho, o Leonardo e mais um ou dois. Outros eu joguei contra. Conheço a maioria do plantel.


DC: Acha que tem condições de brigar pelo Catarinense?

Schulle: A Chapecoense nos últimos anos sempre está brigando por título. Acho que temos condições de disputar o título do Catarinense, fazer uma boa campanha na Copa do Brasil e conseguir a vaga para a Série B do Campeonato Brasileiro.


DC:Precisa de muitos reforços para o atual elenco?

Schulle: Primeiro vou precisamos avaliar bem o atual grupo.


DC: Você foi escolhido para dar uma mexida no grupo que parecia apático nas últimas rodadas, esse é o perfil que pretende dar ao time?

Schulle: Tem que ter vibração, dedicação e vontade, principalmente no futebol. Todo o dia tenho que provar que sou capaz.


DC: Em outras vezes você chegou a ser cogitado para treinar a Chapecoense, por que não houve acerto?

Schulle: Nunca recebi convite oficial da Chapecoense.


DC: Então sua meta na Chapecoense será brigar por títulos?

Schulle: Quero deixar de ser vice. Fui vice pelo Botafogo da Paraíba, vice da Taça Piratini, agora quero ser campeão.


DC: Isso lembra o técnico Mauro Ovelha, que tinha só vices e foi campeão na Chapecoense?

Schulle: Torci muito por ele na final do ano passado. Ele merecia. Agora quero realizar os meus sonhos, os sonhos da torcida, dos jogadores e da direção.


Comente aqui