Tecnologia

19 set18:20

Chapecó ganhará Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos

O Sistema Fiesc formalizou a parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) para apoio ao Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos, que será implantado em Chapecó.

O acordo de cooperação foi assinado nesta quarta, dia 19, pelo presidente do Fiesc, Glauco José Côrte; pelo diretor regional do Senai-SC, Sérgio Roberto Arruda; e pelo representante do IICA Marcos Sánchez-Plata, na abertura do Seminário Internacional de Industrialização da Carne.

A cooperação prevê a promoção de soluções competitivas na área de processamento de aves, segurança de alimentos e execução de projetos conjuntos no continente americano. Os trabalhos poderão ser na forma de assessoria direta, por meio de missões técnicas, capacitação de especialistas e intercâmbio de conhecimentos e informações. Desde 2011, as duas entidades realizaram em conjunto duas edições (uma em andamento) da Escola de Processamento Avícola, em Chapecó, e, com a assinatura do convênio, a atividade se consolida como evento anual.

A parceria com o IICA cumpre a estratégia do Senai de buscar instituições de referência nacionais e internacionais na implantação e operação dos Institutos de Tecnologia. O IICA atua em todo o continente americano e é especializado em agricultura e meio rural.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
31 ago17:15

Escola estadual de Chapecó sediou Feira de Ciências e Tecnologia

Estudantes de 11 escolas estaduais participaram nesta sexta-feira, (31), no ginásio de esportes da escola estadual Tancredo Neves, em Chapecó, da quarta edição da Feira Regional de Ciências e Tecnologia. A promoção foi da Gerência Regional de Educação da SDR Chapecó, em parceria com escolas dos nove municípios de abrangência da secretaria regional. Três trabalhos serão escolhidos para representar a Gered na Feira Estadual, que ocorrerá em Lages de 17 a 19 de outubro.

Os estudantes usaram toda a criatividade para apresentar soluções para o meio ambiente. Da escola estadual Valesca Parizotto, de Chapecó, saiu o projeto de reciclagem de óleo de cozinha.

-No início do projeto fizemos a coleta do material. Os estudantes traziam de casa e pudemos transformar o material em barras de sabão – disse o jovem Lucas Chaves, de 15 anos, acompanhado da colega Daili dos Santos, de 13 anos, que também apresentou o trabalho aos visitantes.

Os alunos da escola estadual Rudolfo Luzina, de Nova Erechim, montaram um trabalho juntamente com o professor de física, Evandro Cunha, para automatizar e facilitar o trabalho dos criadores de frango. Através de um programa de computador o trabalho braçal foi informatizado.

- O agricultor pode aquecer o aviário, manter a temperatura, subir as cortinas. É levar a tecnologia para o campo – disse o estudante Allan Kornell.

Com um trabalho artesanal os alunos da escola estadual Tancredo Neves mostraram como é possível gerar energia através do sol e do vento. Com uma maquete gigante, eles utilizaram um ventilador para simular uma torre aeólica.

- O vento faz girar a turbina que fornece energia para esta mini cidade – disse a estudante Andreza Partichelli.

A colega Patrícia Oliveira, do mesmo grupo, também explicava aos visitantes a importância destes tipos de energia. O ginásio da escola ficou tomado de maquetes e experimentos. Alunos da APAE também desenvolveram um trabalho relacionados a fontes de energia.

Alunos da Escola Estadual Luiza Santin, de Chapecó, montaram um sistema de automação em uma maquete, que possibilitava mudar a tabela do basquete ou a posição das arquibancadas de um ginásio de esportes com apenas dois comandos eletrônicos. Da EEB Lígia Remus, da comunidade de Alto da Serra em Chapecó, veio o projeto “Fazendo a nossa parte”, onde os alunos realizavam a reciclagem do papel durante a exposição. Participaram da feira regional, estudantes da partir do 6º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio.

- O que nos chamou a atenção foi a criatividade dos alunos e a qualidade dos trabalhos. O que eles desenvolveram em sala de aula com os professores está sendo muito bem apresentado na feira regional – elogiou a gerente regional de educação Ana Vedana.


Comente aqui
30 ago09:30

Pequenas empresas mostram sofisticação e tecnologia na Mercomóveis 2012

Requinte, sofisticação, qualidade, conforto e beleza são os principais atributos observados pelos visitantes que passam pelas 14 micro e pequenas empresas que apresentam seus produtos num espaço de 450 metros quadrados na Mercomóveis 2012 através de uma parceria com o Sebrae/SC. A 8a edição do evento prossegue até a sexta-feira, dia 31, no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó.

Ao chegar no estande da Ferrotelli Design de Coronel Freitas, o visitante tem a impressão de estar numa confortável sala decorada com diferentes tipos de poltronas, além dos demais itens de decoração que compõem o ambiente, tornando-o agradável, confortável e aconchegante. Com foco em poltronas giratórias, o empreendimento fornece seus produtos para lojistas do oeste, litoral catarinense, Paraná e Rio Grande do Sul. Os valores variam de R$ 565 a R$ 2.200.

As peças são criadas pela proprietária Liliane Martelli que desenha os produtos e conta com o auxílio da arquiteta Camila Picolotto para a confecção. Fundada há um ano, os principais modelos oferecidos são a poltrona “terni”, a poltrona “rosa”, a “belluno”, a “ravenna”, a “messina” e a “grande rosa” – um dos destaques do evento. “O formato de uma enorme rosa vermelha dá visibilidade e tem atraído o olhar de diversos visitantes”, salienta Liliane.

A “firenze” possui um diferencial que lembra um espartilho nas costas – o que a torna feminina. “A“ravenna” também chama a atenção pelas linhas retas, tendência que está em alta, e pelo formato anatômico que contribui para um conforto ainda maior”, destaca Camila.

A empresa participa do Projeto de Fortalecimento de Polos Industriais, desenvolvido por meio do programa Nova Economia@SC, iniciativa do Governo do Estado e Sebrae/SC.

O proprietário da ML Móveis Odirlei Longo, empresa com foco em móveis sob medida e que atua há três anos com vendas diretas ao consumidor, disse está feliz em expor na Mercomóveis 2012.

- Seria inviável participar da feira se não fizéssemos parte do projeto de Desenvolvimento de Polos Industriais. Essa oportunidade é fundamental para ampliação de nossa rede de contatos e, consequentemente, a concretização de novas vendas – disse Longo.

Os empresários Mario e Arlete Kurowsky, apresentam na feira as camas e cômodas de madeira maciça fabricadas pela Saraiva Móveis & Esquadrias de São Bento do Sul. O empreendimento oferece aos lojistas 12 modelos que incluem cama de casal com seis gavetas, beliche, cômoda sapateira, cômoda com 12 gavetas, bicama com três gavetas, criado mudo com 3 gavetas, entre outros. Atualmente, a empresa comercializa cerca de 350 peças mensais destinadas a lojas de São Paulo e Rio de Janeiro.

- Os empreendimentos fazem parte do Projeto de Fortalecimento de Polos Industriais e têm a oportunidade de expor gratuitamente – realça o coordenador do Núcleo da Indústria do Sebrae/SC, Roberto Tavares de Albuquerque.


Projeto Nova Economia@SC

O Projeto de Fortalecimento dos Polos Industriais faz parte do programa Nova Economia@SC – iniciativa do Governo do Estado e Sebrae, formado por cinco projetos: juro zero (com empréstimos sem juros e acompanhamento especializado para microempreendedores individuais), polos industriais (para o fortalecimento das micro e pequenas empresas em polos setoriais), polos de economia verde (para o uso de resíduos industriais na criação de novas empresas), desenvolvimento territorial (para estímulo ao surgimento de empreendimentos sustentáveis em áreas de menor desenvolvimento humano) e ilumina (para levar internet banda larga a comunidades com menor desenvolvimento humano). De acordo com o coordenador regional do oeste, Enio Alberto Parmeggiani, os investimentos chegam a R$ 70 milhões – R$ 50 milhões do Estado e R$ 20 milhões do Sebrae/SC.

O presidente da Mercomóveis 2012 Nivaldo Lazaron Junior e o presidente das entidades promotoras da feira – Associação e do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Amoesc/Simovale) – Osni Verona, destacam a importância da parceria para oportunizar às micro e pequenas empresas da região a participação em um dos maiores eventos do setor no País.


Comente aqui
16 ago15:29

Tudo pronto para a 5ª Feira Regional de Ciências e Tecnologia

O município de Anchieta sedia nesta quinta, 16, e sexta-feira, 17, a 5ª Edição da Feira Regional de Ciências e Tecnologia. A atividade é promovida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, por meio da gerência de Educação (Gered) e acontece na sede da escola de Educação Básica Osni Paulino da Silva (POPS).

De acordo com a integradora de Ensino Médio da SDR Dionísio Cerqueira, Simone Niedermaier, a atividade tem por objetivo proporcionar aos professores e alunos a cultura das Feiras de Ciências, incentivar a construção de atividades de iniciação científica frente à pesquisa inovadora nos diversos campos do conhecimento na educação básica, visando saberes científicos e tecnológicos. Os projetos serão avaliados por profissionais de diversas áreas da região.

- A Feira de Ciências envolve alunos do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) dos municípios de São José do Cedro, Princesa, Dionísio Cerqueira, Anchieta, Palma Sola e Guarujá do Sul. Estão envolvidos no projeto 13 escolas estaduais, 66 expositores e 22 trabalhos nas mais diversas áreas – pontua Simone.

Os classificados vão representar a SDR Dionísio Cerqueira na Feira Estadual de Ciências e Tecnologia, que será realizada em Lages no mês de outubro. Serão três trabalhos classificados: um na modalidade Ensino Fundamental; um de Ensino Médio Regular e um de Ensino Médio Técnico e Profissional (EMIEP).


Feira das Profissões

Paralelamente também acontece a I edição da Feira das Profissões, que objetiva levar ao conhecimento dos alunos e da comunidade em geral diferentes profissões. Participam alunos do Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA.

De acordo com a gerente de Educação, professora Nilza Suffredini, a Feira das Profissões tem a perspectiva de criar nos jovens o significado e a importância de uma formação superior.

- Ela acontece nos mesmos moldes da Feira de Ciências e serão apresentadas pesquisas relacionadas a diversas profissões. Os trabalhos foram realizados pelos alunos e professores. Também serão realizados testes vocacionais para alunos do Ensino Médio que estão as vésperas de prestar vestibular e ingressando no mercado de trabalho – disse Nilza.

As profissões que cada escola vai explanar com os alunos foram elencadas pela gerência de Educação da SDR. Foi realizado sorteio para saber qual escola falaria de determinada profissão. Serão abordados aspectos da arquitetura, odontologia, geologia, engenharia química, técnico em eletrônica, direito, jornalismo, entre outros. No total, serão apresentadas 24 profissões com 66 participantes/expositores.


Comente aqui
16 ago14:41

Sustentabilidade foi tema de Feira de Ciências e Tecnologia em escola de Chapecó

A escola estadual Tancredo Neves de Chapecó, realizou nesta semana, a Feira de Ciências e Tecnologia. O evento contou com a participação dos alunos das cinco turmas de 1ª série de Ensino Médio Integral; três turmas de 2ª série; 01 turma de 3ª série do Ensino Médio Regular; seis turmas de 7ª série; cinco turmas de 8ª série e duas turmas de Correção de Fluxo, do Ensino Fundamental. Esta foi a segunda feira realizada na escola neste ano. No primeiro semestre houve a feira do conhecimento, aberta à comunidade.

Nesta feira os trabalhos tiveram como tema central a “sustentabilidade. O assunto foi desenvolvido em todas as disciplinas com objetivo de demonstrar a produção de energia em todas as suas formas. Os trabalhos práticos e criativos foram julgados por convidados da rede municipal de ensino e da Gered. Além do conhecimento obtido nestes trabalhos, os alunos repassam as informações às pessoas que visitam a unidade escolar, o que lhe proporciona a capacidade de interagir com as pessoas. Afinal, os trabalhos são o resultado do que os estudantes aprenderam nos conteúdos.

Após a exposição foram premiados os trabalhos: Casa Sustentável, na categoria Ensino Fundamental, elaborado pelos alunos da 8ª série e Correção de Fluxo; e o trabalho Produção de Energia, elaborado pelos alunos da 2ª e 3ª séries na categoria Ensino Médio.

- A criatividade, o conhecimento despertado, o entusiasmo dos alunos fez com que a Escola como um todo se mobilizasse e participasse ativamente. Vimos também a alegria e orgulho dos pais com o trabalho dos filhos – comemorou a assessora Elisabete Dal Piva.

A escola estadual Tancredo Neves, fica localizada no Bairro Efapi, em Chapecó, possui 37 turmas e cerca de 1,2 mil alunos.


Comente aqui
17 mai16:33

Projeto GeraçãoTec oferece cursos gratuitos

O GeraçãoTEC, programa desenvolvido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), em parceria com o Pólo Tecnológico do Oeste Catarinense (DEATEC), a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e Instituto Internacional de Inovação (i3) visa formar mais profissionais para incrementar o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC´s), e estimular o desenvolvimento econômico catarinense.

O programa irá gerar oportunidades para jovens e adultos catarinenses ao atender a demanda por profissionais treinados no setor de tecnologia, que será a base para a introdução de uma nova economia em Santa Catarina. A nova economia é caracterizada pela valorização de novas ideias e inovação que garantam qualidade de vida aos cidadãos, desenvolvimento econômico e respeito ao meio ambiente.

- O setor de TI, não só da região Oeste mas em todo o Brasil, está com falta de mão de obra capacitada. O governo do Estado sabendo do potencial deste segmento está oportunizando a capacitação baseado no resultado do mapeamento realizado no ano de 2012 para suprir de imediato a necessidade e é importantíssimo que nós interessados auxiliamos principalmente na divulgação -enfatiza Francis Marcel Post, presidente do DEATEC.

As inscrições foram abertas no dia 23 de abril e seguem o até dia 25 de maio pelo site www.geracaotec.sc.gov.br. O curso é gratuito e serão disponibilizadas 60 vagas em Chapecó e 30 em Joaçaba.

Os Candidatos devem ter mais de 17 anos, ter o ensino médio completo ou estar cursando o ultimo ano e não estar trabalhando diretamente com a programação/desenvolvimento de sistemas.

Em Chapecó serão disponibilizadas 30 vagas para linguagens .NET/PHP e outras 30 para Delphi/Java e as aulas serão no período vespertino. Em Joaçaba serão 30 selecionados para estudarem Delphi/Java.

Cada curso terá a duração de 260 horas que será ministrado em aproximadamente 90 dias. A lista dos alunos formados será repassada as empresas do setor de tecnologia com grande probabilidade de absorver 100% com contratação imediata.

Além do curso que é gratuito cada aluno receberá uma bolsa auxílio total de R$ 500,00 como ajuda de custos e para custeamento das despesas de translado.

Maiores informações no 49 3324-4342.


Comente aqui
25 abr09:39

Vaquinha virtual é alternativa para quem cria projetos tecnológicos

Marina Goulart | marina.goulart@zerohora.com.br

Uma startup nos Estados Unidos resolveu criar um aparelho eletrônico no estilo “empresa de garagem”. É um smartwatch (relógio inteligente) que se conecta a smartphones e reproduz funcionalidades como acessar a internet. Para o projeto decolar, precisava de US$ 100 mil. Os criadores decidiram anunciar o produto em um site de crowdfunding, uma espécie de vaquinha moderna, em que qualquer pessoa pode contribuir com pequenos e médios valores. O grupo arrecadou US$ 100 mil em duas horas. Em 28 horas, já eram US$ 1 milhão. E a cifra não para de crescer.

— Quando o projeto começou, a empresa tinha cinco pessoas. No fim da primeira semana, foi preciso contratar mais cinco e alterar o plano de negócios para acomodar esse interesse extraordinário — diz Shauna Roberts, representante da empresa.

É no crowdfunding que os professores pardais da era digital têm encontrado a solução para concretizar seus projetos de tecnologia. Foi assim com a Metamáquina, uma impressora 3D criada por três jovens de São Paulo.

O produto foi apresentado no site Catarse. Quem quisesse colaborar ganhava prêmios que iam de um adesivo a uma impressora, dependendo do valor da contribuição. Em cerca de dois meses, foram levantados R$ 30 mil, mais do que os R$ 23 mil necessários.

— Além de viabilizar o projeto, é um bom termômetro de aceitação. Assim já vemos que existe um mercado e interesse para isso. Se ninguém tivesse contribuído, ficaríamos nos questionando se valeria realmente entrar no negócio — diz Felipe Moura, co-fundador da empresa.

As cotas iam de R$ 15 — que dava direito a um adesivo e crédito como apoiador da máquina — a R$ 7,6 mil — com direito a um equipamento completo, montado, mais treinamento. Um grupo de cem pessoas de Porto Alegre, inclusive inovou ao se unir em colaboração para arrecadar o suficiente para comprar uma máquina: foi um crowdfunding dentro do crowdfunding.

— O importante é ter um bom projeto e uma rede de contatos. Se a pessoa tem 60 dias para arrecadar o dinheiro, é melhor gastar os primeiros dias afinando o projeto e a divulgação do que lançar a proposta sem convicção. Também notamos que ter paixão e acreditar na própria ideia é muito importante — diz o cofundador do Catarse, site de crowdfunding onde a Metamáquina foi anunciada.

Uma febre nos Estados Unidos que ainda não decolou no Brasil é o crowdfunding de jogos. Profissionais experientes, conhecidos na indústria dos games, usam o prestígio para arrecadar os milhões necessários para fazer bons títulos.

Até quem não tem problemas em conseguir investidores de maneira tradicional tem procurado o crowdfunding. A Double Fine Productions é uma produtora de games norte-americana que já lançou títulos de sucesso.

Mas ao criar o jogo Double Fine Adventures, decidiu driblar o controle dos grandes investidores, para ter mais liberdade ao criar o produto. A primeira etapa do plano deu certo. O game conseguiu arrecadar US$ 3,3 milhões em investimentos.

Outros projetos:

Powerpot

A panela que gera energia elétrica para recarregar gadgets. Útil em acampamentos e

regiões remotas, onde é fácil fazer fogo, mas impossível achar uma tomada.

Arrecadou US$ 69 mil

thepowerpot.com


Soundslug

O aparelho do tamanho de um pendrive que grava músicas tocadas por streaming.

Arrecadou US$ 16,2 mil.

soundslug.com


ZERO HORA

Comente aqui
29 mar14:07

EXPEN 2012 é aberta em Chapecó

A EXPEN 2012 – Feira de Multissoluções em Gestão, Serviços e Tecnologia foi aberta nesta quinta-feira, dia 29,, no Salão Nobre Nelson Galina, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, com a presença de autoridades, expositores, empresários e visitantes. A feira permanece aberta para visitação nesta quinta-feira até às 22 horas, na sexta-feira, das 14 às 22 horas e no sábado, dia 31, das 8 às 12 horas. A entrada é gratuita, mediante credenciamento através do site www.feiraexpen.com.br ou na recepção do evento.

Os organizadores estimam que cerca de 8 mil visitantes, além de 70 expositores fecharão negócios na ordem de 2,5 milhões de reais. O público conhecerá soluções em software, hardware, sistemas de informação, ferramentas web, telefonia executiva, consultoria empresarial, gestão empresarial, financeira, de processos, de marketing e gestão de recursos humanos, recrutamento e seleção, agência de publicidade, terceirização e capacitação profissional.

A coordenação da EXPEN está a cargo do diretor de desenvolvimento de núcleos setoriais da ACIC, Francis Marcel Post. – A EXPEN integra a comemoração dos 65 anos da ACIC e é um presente à sociedade e seus associados vindo de encontro ao compromisso com a qualidade, promovendo e buscando soluções para o crescimento de seus associados – disse o diretor.


Comente aqui
17 fev14:20

Tecnoeste 2012 em Concórdia

O Show Tecnológico Rural do Oeste Catarinense, o Tecnoeste 2012, inicia no dia 29 de fevereiro, em Concórdia, cidade berço de atividades como a suinocultura e a avicultura. O evento é tradicionalmente realizado pela Copérdia – Cooperativa de Produção e Consumo Concórdia e pelo IFC – Instituto Federal Catarinense – Campus Concórdia.

Com foco na Gestão da Propriedade Rural e seus Resultados, o Tecnoeste 2012 abre possibilidades de conhecimento aos produtores do Oeste Catarinense. Através de produtos e serviços, o evento busca auxiliar os agricultores e pecuaristas no dia-a-dia do campo. Entre os destaques do Tecnoeste está a diversidade das produções. – Nossa cooperativa é formada por cooperados de 10 diferentes segmentos agropecuários, lidamos com empreendedores rurais de pequenas, médias e grandes propriedades, por isso consideramos de extrema importância a participação de todas as culturas e atividades – destaca o coordenador geral do evento, Vanduir Martini.

O Tecnoeste 2012, através do objetivo de difundir tecnologias, com foco na gestão das propriedades, apresentará soluções nas áreas da Avicultura, Fruticultura, Meio Ambiente, Bovinocultura de leite, Suinocultura, Piscicultura, Ovinocultura, Horto Medicinal e Agricultura em Geral. – A Agregação de Valores, Novas Alternativas de Produção e soluções importantes como o Reflorestamento estarão em destaque nesta edição – reforça o coordenador Geral do IFC Concórdia, Antônio Cecconello.

O evento também contará com a Exposição e Dinâmica de Máquinas e Equipamentos. O Tecnoeste 2012 terá Máquinas de plantio direto mecanizadas, pulverizadores, Sistemas de Irrigação, Ensilagem de Culturas de Verão, Distribuidor de Lanço, Removedor de Cama Aviária, Equipamentos Estacionários e demonstração de máquinas.


Comente aqui
13 fev08:10

Acic lança EXPEN 2012

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó – Acic, lança na quarta-feira, dia 15, às 7h30, durante café da manhã à imprensa no salão nobre do Lang Palace Hotel, a EXPEN 2012 – Feira de Multissoluções em Gestão, Serviços e Tecnologia.

O evento é uma iniciativa da Acic, através dos Núcleos das Empresas de Base Tecnológica, do Jovem Empreendedor e de Consultorias. A feira acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de março, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó.

Os visitantes poderão conferir a exposição de soluções em software, hardware, consultoria empresarial, gestão de processos, gestão de recursos humanos, terceirização, gestão de marketing e capacitação profissional. A feira integra diferentes atividades econômicas e apresenta soluções referentes ao planejamento, abertura e estruturação de novas empresas, empreendedorismo, crédito, legalização, tributação, uso e aplicações de ferramentas tecnológicas, entre outros serviços fundamentais para as empresas.

Com o slogan “Sua empresa mais competitiva”, a composição da feira contempla espaços para os participantes apresentarem seus produtos e serviços, possibilitando assim a geração de negócios e network, área destinada à realização de workshops, minicursos e palestras. Em 750 metros quadrados estarão mais de 70 empresas e instituições que envolvem todas as etapas de uma empresa.

A coordenação da feira está a cargo do diretor de desenvolvimento de núcleos setoriais, Francis Marcel Post. A previsão é de que a feira estimule mais de R$ 1,8 milhão em negócios e atraia 7 mil visitantes.

- É uma oportunidade única para o empreendedor, não importando o porte ou fase do seu empreendimento, encontrar em um só lugar várias soluções essenciais para a gestão do negócio e por ser promovida pela Acic, a feira ganha força no âmbito regional, sendo divulgada em diversas associações e instituições parceiras – complementa.

Haverá palestra com o professor e consultor em gestão empresarial Waldez Luiz Ludwig, com o presidente da Vonpar Ricardo Vontobel e apresentação do grupo de teatro Seu Chico. Também estão previstos oito workshops e sessão de negócios em parceria com o Sebrae. A Equipe de Competições Tecnológicas “Araranguá Intruders” da UFSC de Araranguá demonstrará uma competição oficial de “futebol de robôs”.

A entrada para visitação é gratuita, mediante credenciamento que está disponível através do site www.feiraexpen.com.br. A feira tem o patrocínio do BRDE e apoio da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC), Unimed, Badesc, Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (DEATEC) e Vonpar.

A feira tem o apoio do SENAI, SEBRAE, Prefeitura Municipal de Chapecó e a UNOESC.



Comente aqui