Tempora

23 out19:17

Temporais causaram estragos em pelo menos 26 municípios

Pelo menos 26 municípios catarinenses tiveram prejuízos com os temporais ocorridos entre segunda e terça-feira. Três deles já decretaram situação de emergência: Ilhota, Matos Costa e São João do Itaperiú.

Em Matos Costa cerca de 200 casas foram danificadas segundo o representante da Defesa Civil local, Anderson Luiz Carneiro.  Já foi distribuída lona para 40 residências e a Defesa Civil do Estado encaminhou mais sete rolos com 800 metros quadrados. Carneiro disse que o município vai solicitar telhas de cimento amianto para auxiliar as famílias carentes.

Em Ilhota o telhado de cerca de 50 casas foi danificado pelo granizo.  Em São João do Itaperiú foram atingidas 70 casas e uma escola. O coordenador regional da Defesa Civil, Antonio Edval Pereira, disse que as famílias foram atendidas com lonas e o município também deve solicitar telhas ao Estado. A escola Catulino Onofre Rosa, que tem 80 alunos, teve as aulas suspensas.

Outra cidade que teve grande número de casas atingidas foi Chapecó. Cerca de 200 pessoas, de 60 residências, foram afetadas, todas residentes no distrito de Marechal Bormann. Ontem elas tentavam arrumar o estrago. A maioria das famílias é de baixa renda e enfrenta dificuldade para comprar as telhas. A Defesa Civil do município distribuiu lona e fez um levantamento para buscar auxílio do Estado.

Em Joaçaba uma família ficou desalojada em virtude de deslizamento, no bairro Santa Tereza. De acordo com a Celesc cerca de 40 mil pessoas chegaram a ficar sem energia elétrica por causa dos temporais.


MUNICÍPIOS ATINGIDOS: 26

São João do Itaperiú (decretou emergência devido ao granizo, 60 casas e uma escola municipal  danificados)

Ilhota (Decretou emergência em virtude do granizo, mais de 50 casas atingidas)

Matos Costa (decretou emergência devido ao granizo e vendaval, 200 casas danificadas)

Blumenau (granizo e alagamento. Muro de um supermercado caiu e atingiu um ônibus)

Gaspar (granizo)

Lages (granizo e alagamento)

Santo Amaro da Imperatriz (alagamento)

Correia Pinto (vendaval)

Guaramirim (granizo e vendaval, 30 atendimentos)

Caçador (granizo e vendaval)

Calmon (granizo e vendaval)

Pirabeiraba (alagamento)

Ituporanga (Registrou ventos de 115 quilômetros por hora. Foram 71 casas e 650 pessoas atingidas, uma delas levemente ferida)

Chapecó (vendaval e alagamento que atingiu 60 casas no Distrito de Marechal Bormann)

Rio do Sul (granizo)

Itaiópolis (vendaval e granizo)

São Francisco do Sul

Jaraguá do Sul (vendaval destelhou 24 casas)

Joinville (granizo com alguns estragos na produção de hortifrutigranjeiros)

Barra Velha (granizo)

Araquari (granizo 3 casas destelhadas)

Garuva  (vendaval derrubou uma árvore sobre um caminhão na SC 415)

Concórdia (53 chamadas de vendaval e alagamentos nos bombeiros)

Balneário Camboriú (ruas alagadas, um carro caiu num buraco)

Joaçaba (desabamento parcial de casa)

Itajaí (deslizamento de terra)

Comente aqui