Transportadores

27 jul10:50

BR 282 está interditada para caminhões de cargas em Maravilha e São Miguel do Oeste

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Desde as 7 horas desta sexta-feira a BR 282 está interditada em Maravilha e São Miguel do Oeste. Apenas caminhões de carga são impedidos de transitar. Automóveis, ambulâncias e cargas vivas estão liberados. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a Manifestação dos Transportadores de Cargas não tem previsão de término. Porém a Justiça Federal expediu interdito proibitório para que a rodovia seja liberada. Ação judicial pode ser cumprida a qualquer momento.

Na quinta-feira a BR 163 também foi trancada em Dionísio Cerqueira.

Segundo o coordenador do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) em Santa Catarina, Odimar Roman, a manifestação não tem prazo para terminar.

- Vamos ficar paralisados até recebermos uma resposta do governo – disse Roman. Ele informou ainda que a paralisação pode continuar no final de semana e com isso poderá faltar mercadorias nos grandes centros.

O coordenador do movimento disse ainda que deve ser realizada nesta tarde uma manifestação no Trevo de entrada de Chapecó, na BR 282. O horário ainda não foi definido.

Em São Miguel do Oeste cerca de 50 motoristas estão paralisados no trevo de entrada da cidade. Em Maravilha a rodovia está trancada no Km 605.

A manifestação iniciou no dia 25 de julho Dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. A categoria reivindica oito pontos de reivindicação. Entre elas os motoristas não aceitaram a Lei 12.619, sancionada pela presidente da República Dilma Rousseff, que regulamenta a profissão de motorista do transporte de cargas e de passageiros. A Lei entra em vigor nesta sexta-feira.

Na prática, as regras proíbem os profissionais de dirigir por um período superior a quatro horas sem descanso mínimo de 30 minutos. Além disso, a nova lei também obriga os motoristas a ter repouso diário de 11 horas a cada 24 horas e descanso semanal de 30 horas para motoristas empregados.


Fechada também em Catanduvas, no Meio-Oeste

A BR 282 está fechada no Km 406, em Catanduvas. Cerca de 80 manifestantes estão no local. De acordo com a PRF a previsão é que a pista seja liberada até as 12h.


Comente aqui
10 jul16:12

Nova audiência para dar fim a greve dos transportadores de valores é marcada em SC

A desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho-SC, Viviane Colucci, marcou uma nova audiência de conciliação entre os empresários e os empregados do setor de transporte de valores de Santa Catarina para esta terça-feira, às 17h, no Tribunal Regional do Trabalho.

O objetivo é tentar fazer empresários e trabalhadores do setor chegarem a um acordo para por fim à greve que já causa transtornos à população que está com dificuldades em encontrar dinheiro para sacar nos caixas eletrônicos do Estado.

Vão participar da audiência, pelo segmento patronal, as empresas autoras do dissídio, além do Sindicato das Empresas de Segurança Privada, Transportes de Valores e Escolta Armada de Santa Catarina (Sindesp). Os trabalhadores serão representados pelo sindicato da categoria, o Sintravasc. A audiência é aberta ao público em geral.


A NOTÍCIA



Comente aqui
09 jul12:50

Dicas para driblar a falta de dinheiro e pagar contas

A falta de cédulas nos bancos está sendo causada pela greve dos transportadores de valores, no entanto os bancos continuam abertos e com serviços funcionando. O pagamento de contas continua sendo processado normalmente nos bancos e meios eletrônicos (autoatendimento, internet e telefone).

O consumidor que se sentir prejudicado pela falta de dinheiro nos terminais deve imprimir um comprovante e, com o papel em mãos, procurar Procon e Banco Central para reclamar seus direitos.

Sem dinheiro nos bancos, consumidores podem recorrer aos correspondentes casas lotéricas (da Caixa) e Correios (do Banco do Brasil). Nos caixas de supermercado é possível pagar algumas faturas com cartão de débito.

No caso de um débito que não possa ser pago com boleto, cheque ou transferência direta entre contas-corrente, especialistas aconselham negociar prorrogação do prazo para pagamento até que o serviço bancário normalize.

O motivo é a greve dos trabalhadores das empresas de transporte de valores. O Sindicato dos Empregados em Transportes de Valores (Sintravasc) estima que 1,3 mil funcionários estão de braços cruzados em Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Itajaí, Joinville e Chapecó. A paralisação iniciou no dia 2 de julho. Trabalhadores de Tubarão, Joaçaba e Lages, por outro lado, retornaram ao trabalho na quarta-feira, dia 4 de junho.

Nesta segunda-feira acontece uma audiência de conciliação na 2ª Vara de Trabalho em Itajaí. De acordo com a advogada do Sindesp, Thais Pazin, caso os sindicatos não entrem em acordo será encaminhado um dissídio coletivo e a Justiça do Trabalho que irá decidir quais reivindicações, tanto dos empregados, como das empresas serão atendidas.


Comente aqui