Udesc

10 dez09:00

Alunos reclamam das condições do prédio da Udesc em Pinhalzinho

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Em meio a uma lavoura de soja desponta o prédio do curso de Engenharia de Alimentos da Udesc, em Pinhalzinho. A proximidade com o campo até seria boa, para estar próximo das matérias-primas, não fossem os transtornos que os alunos enfrentam para estudar na unidade. O prédio inaugurado em 2005 está com mofo tanto na parte externa, quanto na parte interna. A pintura está descascando. As paredes e até o teto apresentam rachaduras e, quando chove, tem professor dando aula com as goteiras pingando na cabeça.

Além disso, na semana passada houve até queda de energia, o que obrigou alguns alunos a concluírem provas com o auxílio de uma lanterna.

– O nosso prédio é esquecido pelo governo, que nos deixa estudar num prédio sem a mínima estrutura necessária – reclamou por email a estudante Shalu Posanske Corrêa.

Outro problema é o acesso e o isolamento do curso, que fica a três quilômetros do centro da cidade. Para quem mora numa cidade maior pode até parecer pouco. Mas para uma cidade de 16 mil habitantes, que não tem ônibus coletivo, é muito. Os alunos tiveram que contratar transporte. Inicialmente não tinha nem cantina para os alunos fazerem lanche, o que foi resolvido recentemente.

Além disso não há um trevo de acesso ao campus na BR 282, o que tem provocado acidentes e até mortes, segundo os alunos.

Os problemas da Udesc em Pinhalzinho geraram até uma reunião entre alunos e coordenação de curso, na quinta-feira passada. Muitos alunos também reclamam dos problemas de infraestrutura mas evitam comentar por temer que seja cancelado uma das principais reivindicações deles, que é a instalação de usinas, que são mini-indústrias, para as aulas práticas.

Todos os alunos ouvidos ressaltam que a parte teórica do curso é muito boa e que os professores são de qualidade. Inclusive há casos de alunos que foram direto da graduação para o doutorado, na Unisersidade de São Paulo, e vários alunos que passaram no mestrado, na Universidade Federal de Santa Catarina. Isso mesmo com uma infraestrutura que deixa a desejar.

A má qualidade do prédio da Udesc em Pinhalzinho gerou até uma Ação Civil Pública, proposta pelo Ministério Público, em 2009. A Promotoria de Justiça de Pinhalzinho sustenta que fez uma perícia que constatou a não aplicação de R$ 53,8 mil dos R$ 817 mil pagos pelos governos municipal e estadual. Onze pessoas, entre proprietários da construtora responsável, administradores da época e responsáveis pela fiscalização, estão sob suspeita. Houve até bloqueio judicial de bens. O prazo de defesa já encerrou e o processo deve ser julgado no próximo ano.


O que diz a Udesc

O chefe do Departamento de Engenharia de Alimentos da Udesc, Gilmar de Almeida Gomes, reconheceu que a unidade apresenta problemas desde a sua instalação, mas que o curso vem tendo bom desempenho mesmo com essas dificuldades. Ele informou na próxima quarta-feira será assinado um contrato de locação de um prédio e equipamentos para a montagem da usinas. Estão previstas usinas de suco, leite, carne e cereais. Há também um projeto de construção de mais um prédio próprio, com 4,6 mil metros quadrados, para a instalação das usinas e laboratórios, orçado em R$ 5 milhões. Ele disse que a burocracia muitas vezes atrasa algumas ações, mas que ela é necessária para o controle do dinheiro público.

A diretora do Centro de Educação Superior do Oeste, Renata Mendonça Rodrigues, disse que Udesc enfrentou neste ano um problema financeiro, mas que está em processo de licitação a reforma do prédio. Além disso, por estar em ação judicial, a reforma precisa de autorização judicial.

Há também a previsão de criação de um laboratório de análise de leite, credenciado pelo Ministério da Agricultura, para atender a região.

Renata reconheceu que o campus de Pinhalzinho é isolado mas que há espaço para a ampliação de prédios e cursos, o que deve ser feito. Ela espera iniciar o novo prédio das usinas para as aulas práticas e o laboratório de leite até 2016. A área é de 3,5 hectares, o equivalente a quatro campos de futebol.


O que diz o Dnit

De acordo com a assessoria de imprensa do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, o acesso ao campus de Pinhalzinho, na BR 282, está previsto no pacote de obras de R$ 700 milhões do projeto Crema II, que vai restaurar 1,2 mil quilômetros em Santa Catarina, fazer 33 quilômetros de terceiras faixas e implantar 33 interseções, uma delas a da Udesc, em Pinhalzinho. A obra já foi licitada e a ordem de serviço deve ser assinada até o dia 20 de dezembro.


Udesc no Oeste

Alunos: 803

Cursos: Zootecnia (Chapecó), Enfermagem (iniciou em Palmitos e, a partir de 2013, será totalmente em Chapecó), Engenharia de Alimentos (Pinhalzinho) e Tecnologia em Produção Moveleira (Palmitos)



Comente aqui
23 set17:23

Udesc Chapecó tem vaga para quatro cursos no vestibular de verão 2013

As inscrições para o vestibular verão 2013 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) através do site Vestibular Udesc prosseguem até o dia 5 de outubro com 1650 vagas distribuídas em 48 cursos gratuitos. Quatro deles são oferecidos pelo CEO – Centro de Educação Superior do Oeste- da universidade, com sede em Chapecó. São eles: Enfermagem, com 30 vagas, e Zootecnia, 45 vagas, em Chapecó; Engenharia de Alimentos, 45 vagas, em Pinhalzinho, e Tecnologia em Produção Moveleira, 40 vagas (noturno), em Palmitos.

O curso de Enfermagem, que começou em março de 2004, na cidade de Palmitos, transferido a partir deste ano para Chapecó, é considerado, segundo avaliação do Enade – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes – o melhor de Santa Catarina. Com ênfase em saúde pública, a partir do advento do SUS – Sistema Único de Saúde – o curso enfrenta o desafio de promover a estruturação de um novo modelo de atenção à saúde que priorize os programas de interesse coletivo. Com duração de 4 anos e seis meses, Enfermagem forma profissionais aptos a exercer atividades de atenção à saúde nas áreas de assistência, pesquisa e ensino; desenvolver os modelos assistencial e o gerencial identificando problemas, e implementar ações de assistência de enfermagem específicas.

Zootecnia, com ênfase em produção animal sustentável, começou em março de 2004, e a primeira turma colou grau em julho de 2008. Em 2007 obteve o conceito 5 (máximo) pelo Enade, e, em 2011 conseguiu o maior conceito CPC –Conceito Preliminar do Curso – no Brasil. Zootecnia forma profissionais aptos a resolver ou diminuir problemas tecnológicos socioeconômicos, gerenciais e administrativos ligados ao agronegócio como possibilitar a utilização racional dos recursos disponíveis a fim de conservar o equilíbrio do ambiente.

Já o curso de Engenharia de Alimentos, localizado em Pinhalzinho, tem duração de cinco anos. Forma profissionais aptos ao desempenho das atividades de engenharia aplicados à indústria de alimentos nos seus diferentes setores; atua em todos os setores da industrialização de alimentos, no gerenciamento de processos produtivos de indústrias ou no gerenciamento do seu próprio negócio.O profissional trabalha também no desenvolvimento de pesquisas ou projetos industriais, no desenvolvimento de novos produtos, além de colaborar na elaboração de políticas, normas técnicas, preservação da saúde pública e na satisfação dos consumidores.

O curso de Tecnologia em Produção Moveleira, em Palmitos, funciona à noite e tem duração de três anos. O acadêmico do curso superior da Udesc atua no planejamento, concepção, controle e avaliação do processo produtivo de móveis. Trabalha no controle de qualidade do produto final, na pesquisa e implantação de novas tecnologias e na coordenação da manutenção produtiva e preventiva do maquinário e de instalações industriais moveleiras. O profissional é conhecedor dos processos na linha de produção e das tecnologias de acabamento, montagem e embalagem, assim como das madeiras e suas combinações com outros materiais.

Mais informações sobre os quatro cursos da Udesc Chapecó podem ser obtidas no portal do Centro de Educação Superior do Oeste. Informações sobre os outros 44 cursos oferecidos pela Udesc podem ser encontradas no Guia do Vestibulando.


Provas

As provas do vestibular de verão 2013 serão aplicadas em oito cidades de Santa Catarina, no dia 11 de novembro, em duas etapas, das 9h às 13h e das 15h às 19h30. A primeira etapa será composta de 60 questões objetivas e múltipla escolha (português, língua estrangeira, matemática e biologia). A segunda etapa também terá 60 questões objetivas (física, química, história e geografia) e a prova de redação.


Comente aqui
04 set14:47

Udesc abre vaga em Chapecó para professor substituto na área de Educação Física

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) está com inscrições abertas para o processo seletivo 11/2012 que irá contratar um professor substituto, em caráter temporário, pelo prazo máximo de quatro anos (na falta de um professor efetivo). A vaga é para o Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), em Chapecó, na área de conhecimento de Educação Física.

As inscrições devem ser feitas na Rua Benjamin Constant, 84E, no Centro, até o dia 10 de setembro.

- Esta vaga foi aberta para atender a outra que não foi preenchida no edital anterior – explica o pró-reitor de Ensino da Udesc, Luciano Hack.

As provas serão aplicadas de 17 a 19 de setembro. O processo seletivo terá avaliação de títulos e prova de conhecimentos (escrita e didática), que pode ser complementada com prática experimental e/ou com defesa de produção intelectual.

O edital, o anexo e o requerimento de inscrição do processo seletivo 11/2012 podem ser encontrados no site da Udesc.



Comente aqui
01 mai08:50

Inscrições para vestibular de inverno da Udesc encerra no dia 4 de maio

A Udesc, através do Centro de Educação Superior do Oeste – CEO lançou neste vestibular de inverno novo curso de graduação em Palmitos. O curso Superior de Tecnologia em Produção Moveleira vem atender uma demanda da região.

O tecnólogo em Produção Moveleira atua no planejamento, concepção, execução, controle e avaliação do processo produtivo de móveis. É conhecedor dos processos na linha de produção e das tecnologias de acabamento, montagem e embalagem, assim como das madeiras e suas combinações com outros materiais.

O curso será noturno, com duração de 3 anos, aulas de segunda à sexta-feira e aulas aos sábados. Para esta edição do vestibular são 40 vagas disponíveis.

As inscrições para o vestibular Udesc 2012/2 seguem até dia 4 de maio através do endereço www.vestibular.udesc.br. No Campus Oeste – Centro de Educação Superior do Oeste a UDESC oferece os cursos de Enfermagem e Zootecnia em Chapecó; Engenharia de Alimentos em Pinhalzinho e Tecnologia em Produção Moveleira em Palmitos.

A Universidade do Estado de Santa Catarina esta presente na região oeste desde 2004. Hoje a universidade conta com três campi: Pinhalzinho, Palmitos e Chapecó oferecendo ensino Público, gratuito e de qualidade.


Comente aqui
10 abr10:25

Udesc abre 1.360 vagas para 34 cursos no vestibular de inverno

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) abriu inscrições nesta segunda-feira para o vestibular de inverno 2012. Nesta edição, são oferecidas 1.360 vagas em 34 cursos gratuitos da instituição em dez unidades distribuídas pelo Estado. Os interessados devem se inscrever pelo site da Udesc até o dia 4 de maio.

— A novidade deste ano é o curso de Tecnologia em Produção Moveleira, em Palmitos, no Centro do Educação Superior do Oeste — diz a coordenadora do vestibular, Rosângela de Souza Machado.

Em Florianópolis, as oportunidades são para os cursos de Administração (vespertino e noturno), Administração Pública, Ciências Econômicas, Educação Física (Bacharelado e Licenciatura), Fisioterapia, História e Pedagogia.

A unidade de Balneário Camboriú oferece o curso de Engenharia do Petróleo. Em Joinville, as vagas são para os cursos de Ciência da Computação, Matemática, Química, Física, Tecnologia em Análises de Desenvolvimento de Sistemas e para as Engenharias (Civil, Produção e Sistemas, Elétrica e Mecânica).

Em Lages, os interessados podem se inscrever nos cursos de Agronomia, Medicina Veterinária, Engenharia Ambiental e Engenharia Florestal.

A Udesc oferece ainda, de forma gratuita, neste vestibular de inverno 2012, os cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia da Pesca, em Laguna; Enfermagem, Engenharia de Alimentos, Tecnologia em Produção Moveleira e Zootecnia, no Oeste Catarinense; Ciências Contábeis, Sistemas de Informação e Engenharia Sanitária, em Ibirama; e Sistemas de Informação e Engenharia de Produção Mecânica, em São Bento do Sul.


Cotas

A Udesc continua adotando o sistema de cotas neste vestibular com 20% das vagas destinadas para estudantes que tenham cursado integralmente o Ensino Fundamental e Médio em instituições públicas de ensino, e outras 10% das vagas estão reservadas para pessoas do grupo racial negro.


Provas

As provas serão aplicadas no dia 3 de junho em duas etapas, das 9h às 12h30 e das 15h às 19h30. A primeira etapa será composta de 60 questões objetivas e múltipla escolha (matemática, biologia, história e geografia).

A segunda etapa também terá 60 questões objetivas (português, química, física e língua estrangeira) e a prova de redação. Outras informações podem ser obtidas no edital 2/2012 do vestibular ou pelo telefone (48) 3321-8098.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
06 mar17:30

Vestibular de inverno 2012 da Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgou, nesta terça-feira no www.vestibular.udesc.br, as cinco obras literárias de leitura obrigatória para o vestibular de inverno 2012, que acontece no dia 3 de junho.


A lista de livros é a seguinte:

1. Memórias de um Sargento de Milícias, de Manoel Antônio Almeida;

2. Ao som do realejo, de Péricles Prade;

3. Jorge, um brasileiro, de Oswaldo França Júnior;

4. A Cidade Ilhada, de Milton Hatoun;

5. Treze Cascaes, de Adolfo Boss e Outros.


- É necessário o conhecimento sobre o contexto social, cultural, histórico e estético das obras. A leitura dessas obras desenvolve a capacidade de análise, interpretação de textos e a identificação das características dos diversos gêneros literários – disse a coordenadora do vestibular da Udesc, Rosângela Souza Machado.


Inscrição

A coordenação do vestibular informa ainda que a inscrição para o vestibular de inverno 2012 será aberta na primeira quinzena de abril.

Outras informações no 48.3321-8098 ou pelo site da Udesc.


FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SC


Comente aqui
06 mar16:39

Gincana faz integração dos calouros da UDESC

A UDESC promoveu na quinta-feira dia primeiro de março a Gincana dos Calouros. Realizado na sede da Abecelesc o evento reuniu aproximadamente 100 alunos dos três cursos da UDESC – Engenharia de Alimentos, Enfermagem, Zootecnia.

Na chegada todos os alunos receberam camisetas, em seguida os diretores do centro bem como os coordenadores de curso fizeram a acolhida apresentando suas funções dentro do centro. Os alunos foram divididos em equipes e organizados pelos professores de educação física para participaram de atividades esportivas, artísticas e culturais. – A moçada suou a camisa – disse a secretária acadêmica Cristiane Gubert.

A UDESC, através do Centro de Educação Superior do Oeste – CEO esta presente na região Oeste desde 2004. Como Universidade Pública, oferece gratuitamente os cursos de graduação em Enfermagem (Palmitos/ Chapecó), Engenharia de Alimentos (Pinhalzinho) e Zootecnia (Chapecó), os quais figuram entre os melhores do estado de acordo com a última avaliação do MEC


Comente aqui
13 fev15:47

Udesc abre inscrições para concurso público de professores efetivos

Nesta segunda-feira a Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc abriu inscrições para o concurso público que irá contratar 75 professores efetivos para atuar em 11 centros da universidade a partir deste ano. As inscrições vão até 7 de março e devem ser feitos diretamente no Centro que oferta a vaga ou via Sedex.

- O concurso servirá para atender a demanda de cursos novos, renovar o quadro de professores e para dar suporte aos cursos de pós-graduação – afirma a pró-reitora de Ensino da Udesc, Sandra Makowiecky.

Das 75 vagas, 14 são para o Centro de Educação Superior da Região Sul (Ceres), em Laguna; dez para o Centro de Ciências Veterinárias (CAV), em Lages; nove para o Centro de Educação do Planalto Norte (Ceplan), em São Bento do Sul; oito para o Centro de Educação a Distância (Cead), em Florianópolis; oito para o Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), nas cidades de Chapecó, Palmitos, Pinhalzinho.

O Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), em Joinville; o Centro de Artes (Ceart), em Florianópolis; e o Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí (Cesfi), em Balneário Camboriú; irão contratar, cada um, seis professores. O Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), em Florianópolis, e o Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi) oferecem, cada um, três vagas. Também serão contratados dois professores para o Centro de Ciências Humanas e da Educação (Faed), em Florianópolis.

O concurso público terá prova de títulos e prova de conhecimentos (escrita e didática), que pode ser complementada com prática experimental e/ou com defesa de produção intelectual. As provas serão aplicadas de 16 a 19 de abril de 2012. A remuneração básica para o regime de trabalho de 40 horas é de R$ 5.026,96 para os professores com mestrado e R$ 6.535,62 para doutores. Além do salário base, os aprovados receberão auxílio-alimentação, no valor de R$ 18,18 por dia trabalhado.

O edital 3/2011 apresenta as condições e requisitos para inscrição, as ementas de cada vaga e a ficha de inscrição.


Processo seletivo

A Udesc também está recebendo inscrições, até esta sexta-feira (17), para o processo seletivo 1/2012 que irá contratar 34 professores substitutos, em caráter temporário, pelo prazo máximo de quatro anos (na falta de um professor efetivo). Os interessados devem se inscrever nos Centros que ofertam as vagas ou via Sedex.

As vagas, para diversas áreas de conhecimento, são destinadas para nove Centros da instituição nas cidades de Florianópolis, Joinville, Lages, Ibirama, São Bento do Sul, Palmitos e Chapecó.


O edital com todas as informações pode ser encontrado no site.


Comente aqui
08 fev15:15

Udesc abre primeiro processo seletivo de 2012

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) abriu, nesta terça-feira, o primeiro processo seletivo de 2012 para a contratação de 34 professores substitutos, em caráter temporário, pelo prazo máximo de quatro anos (na falta de um professor efetivo). As inscrições seguem até o dia 17 de fevereiro e devem ser feitas no Centro em que oferta a vaga ou via Sedex.

As vagas, para diversas áreas de conhecimento, são destinadas para nove Centros da instituição nas cidades de Florianópolis, Joinville, Lages, Ibirama, São Bento do Sul, Palmitos e Chapecó.

- Este processo seletivo irá suprir as vagas de professores que estão em cargos administrativos, de licença ou afastados para capacitação – informa a pró-reitora de Ensino da Udesc, Sandra Makowiecky.

As provas serão aplicadas de 27 a 29 de fevereiro. O processo seletivo terá avaliação de títulos e prova de conhecimentos (escrita e didática), que pode ser complementada com prática experimental e/ou com defesa de produção intelectual.

O edital completo com todas as informações pode ser encontrado no site http://www.udesc.br/?id=956.


Comente aqui
23 nov15:34

Udesc tem o melhor curso de Zootecnia do país

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Apesar de ter apenas sete anos o Curso de Zootecnia da Udesc em Chapecó conseguiu a melhor avaliação no país entre os cerca de 100 cursos da área, com nota 4,06 no Conceito Preliminar do Curso. De acordo com o professor Diovani Paiano, um dos fatores do bom resultado foi a nota do Enade, que foi de 4,12. –Isso é sinal de que os alunos estão saindo bem preparados- explicou.

O chefe do Departamento de Zootecnia e coordenador do Curso, Diego Cucco, atribui o resultado a um quadro de professores qualificado.

-Temos 100% dos professores efetivos, que são 13, com Doutorado- argumentou.

Outro diferencial do curso é o foco na sustentabilidade, em que avalia o impacto ambiental das produções de suínos e aves e propõe alternativas para solucionar os problemas. Há disciplinas como suinocultura sustentável, avicultura ecologicamente sustentável e pecuária orgânica. O professor Marcel Boiago disse que os alunos aprendem a ter noções de como transformar os dejetos em energia, com a construção de biodigestores.

O curso também realiza projetos de pesquisa sobre indicadores de sustentabilidade e biodiversidade na produção animal e vegetal, impacto da produção animal no solo e qualidade dos ovos comercializados, entre outros.

Para o estudante Heverton Biazzi, que está no oitavo semestre de um total de dez, a boa avaliação representa uma vantagem na hora de buscar um emprego. Seu colega Cleisson Trevisan, de Xavantina, disse que os alunos já entram com uma noção de produção, pois a maioria é proveniente da agricultura familiar. Isso ajuda durante o curso. Outro fator é o bom corpo docente.

–É a qualidade dos professores aliado ao empenho dos alunos- conclui.

O curso tem cerca de 300 alunos e há 1,5 ano está no prédio novo, inaugurado no bairro Santo Antônio. Há vários laboratórios como nutrição, solos, fisiologia vegetal, antatomia, parasitologia e microbiologia. Uma fazenda de 63 hectares foi adquirida em Guatambu para instalar unidades produtivas e receber aulas práticas e pesquisas.

-Nosso desafio é manter o bom conceito do curso- disse o coordenador.



1 comentário