Unocultural

20 set13:03

O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo será apresentado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O projeto Unocultural apresenta nesta quinta-feira, dia 20 de setembro, a última peça da Trilogia Lugosi em Chapecó. O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo, inspirado no texto inédito de Fernando Bonassi será apresentado gratuitamente às 20 no Teatro do Sesc. É preciso retirar os ingressos com uma hora de antecedência na secretaria do Sesc.

Em cena o ator catarinense Renato Turnes e na direção artística Jefferson Bittencourt.

>> Acompanhe a AGENDA do clicRBS Chapecó

Sinopse: Um ator revela sua condição perturbadora: dividido em dois, ele convive com seu duplo, habitando a mesma carne. Em ações planejadas ele revela a tensão sinistra: um ser soturno sobrevive ocultando-se sob a aparência de um outro, estabelecendo um cruel jogo de espelhos. Enquanto descreve sua bizarra coexistência, o ator traz à vida outros monstros. Espectros que conduzem sua performance derradeira. Um mistério teatral cercado por aparições de fragmentos de obras clássicas e de filmes antigos de terror B.


TEATRO Trilogia Lugosi – O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo [Projeto Unocultural]

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc – Chapecó/SC

Entrada Gratuita

[é preciso retirar o ingresso uma hora antes na secretaria do Sesc]



Comente aqui
04 set16:43

Tributo à milonga

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A milonga, estilo musical originado na Espanha e difundido principalmente na Argentina, Uruguai e sul Brasil, é a base do show que será apresentado nesta quarta-feira, a partir das 20 horas, no Lang Palace Hotel, em Chapecó.

O compositor gaúcho Vitor Ramil e o violonista argentino Carlos Moscardini vão apresentar as músicas do disco “délibáb”, lançado em 2010. As 12 faixas foram gravadas em Buenos Aires. Ramil compôs as músicas para versos de poemas de Jorge Luís Borges, escritor argentino que é uma das referências da literatura mundial, e do gaúcho João da Cunha Vargas.

Irmão da dupla Kleiton & Kledir, Ramil, Ramil já produziu nove discos e também é escritor, sendo autor do livro “A estética do frio”.

O show em Chapecó faz parte do projeto Unocultural, que tem como objetivo propiciar ao público do Oeste de Santa Catarina contato com diversas artes e que não estão no cenário atual da mídia.

Em 2012 foram seis shows musicais com artistas de Chapecó, Curitiba e Porto Alegre, além de duas exposições, uma do grupo “Isto Não é Uma Fotografia”, que reúne artistas plásticos de Chapecó, e outra do desenhista Samicler Gonçalves, que também é de Chapecó.

Para o coordenador do projeto Unocultural, Roberto Panarotto, a idéia é oferecer ao público algo diferente do que ele está acostumado.

– Queremos algo diferente, que cause um estranhamento- explicou. A proposta é pela diversidade de manifestações culturais.

Panarotto argumentou que Vitor Ramil tem um foco mais regional, mas que dialoga com o Brasil inteiro. Ele destacou que a milonga, por exemplo, vai além das fronteiras da América do Sul. No disco “délibáb” há ainda a relação entre a música e a literatura.

Além do show, Ramil também participará de uma conversa com artistas e público interessado na Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Unochapecó), na terça-feira, às 20 horas. A Unochapecó é a patrocinadora do Unocultural. Para a apresentação de Ramil e Moscardini também houve captação de recursos da Lei Roaunet.

Os eventos são gratuitos e os ingressos para o show de amanhã devem ser retirados com duas horas de antecedência, no Lang Palace Hotel.


Show com Vitor Ramil e Carlos Moscardini

Dia: 5 de setembro, quarta-feira

Hora: 20h

Local: Auditório do Lang Palace Hotel (Rua Nereu Ramos, 1057 E, em Chapecó)

Ingresso: Entrada franca, ingressos são limitados e devem ser retirados no local a partir das 18h


Comente aqui
03 set16:22

Cantor Vitor Ramil sobe ao palco no Projeto Unocultural

O projeto Unocultural, criado pela Unochapecó para incentivar ações no cenário artístico-cultural de Chapecó e região, com artistas locais ou de fora, recebe nesta semana a presença do músico gaúcho Vitor Ramil. Dentro da programação que celebra o aniversário dos 10 anos da Unochapecó, ele estará presente em dois eventos.

Para esta terça-feira, 4 de setembro, está programada mesa-redonda com o artista, no auditório do bloco G, com início às 19h30. Vitor Ramil debaterá temas relacionados à sua carreira, cultura e literatura, encerrando a noite com sessão de autógrafos e coquetel na Livraria Universitária da Unochapecó. A entrada será gratuita, mas os ingressos são limitados e serão distribuídos uma hora antes no local do debate.

Na quarta-feira haverá show de Vitor Ramil, promovido pelo Unocultural, no auditório do Hotel Lang Palace, aberto ao público, sem custo. O show iniciará às 20h e os ingressos serão distribuídos duas horas antes, no próprio auditório do hotel.


O show de Vitor Ramil

O novo show de Vitor Ramil tem como base o repertório de seu mais recente disco. O espetáculo marca também o lançamento do primeiro DVD do artista. Trata-se de um documentárioque acompanha o CD como bônus, com extras que incluem performance ao vivo, clipe e fotos.

Vitor Ramil gravou esse trabalho em Buenos Aires, acompanhado de Carlos Moscardini, um dos mais importantes violonistas argentinos da atualidade. Combinando os violões de cordas de aço de Vitor e a guitarra criolla de Moscardini, os dois registraram milongas compostas por Vitor para os versos que o poeta argentino Jorge Luis Borges escreveu para este gênero musical e para poemas do gaúcho João da Cunha Vargas. Borges é um autor mundialmente consagrado, enquanto Vargas, que foi um gaúcho, um homem do campo, somente agora começa a ser descoberto. Os dois poetas estariam completando 110 anos de vida em 2010.

O disco conta também com a participação de Caetano Veloso, que divide com Vitor os vocais de Milonga de los morenos. Através desse trabalho, a milonga desfaz-se das amarras do regionalismo e se afirma como síntese original e moderna da musicalidade brasileira e platina, abarcando aquilo que ambas possuem de mais universal.

No show, Vitor Ramil e Carlos Moscardini apresentam todo o repertório de 12 milongas do disco, além de milongas do disco Ramilonga – A estética do frio. Apesar de ser um disco e um show dedicados a um único gênero, a milonga, é marcante a variedade rítmica, harmônica e melódica, as texturas sutis e o colorido sonoro dos arranjos.

O show já foi apresentado em Buenos Aires, com duas noites no Teatro 25 de mayo, e retornou três noites para o Notorious e Rosário. Em Porto Alegre, os concertos ocorreram no Teatro Bourbon Country e por três noites no Theatro São Pedro. A apresentação também já passou por São Paulo, no Teatro do Sesc Pompéia, e por Pelotas, no Theatro Guarany. Em novembro 2010 foi apresentado no Teatro Solar de Botafogo, no Rio de Janeiro. Em fevereiro 2011 retornou a São Paulo e foi apresentado ainda em Montevideo e Punta Ballena, no Uruguai. Seguirá, também, para Curitiba e para o Nordeste do Brasil, com apresentações já programadas para Juazeiro do Norte, Souza e Nova Olinda.


Comente aqui
28 ago14:03

Vitor Ramil fará show em Chapecó

O gaúcho Vitor Ramil fará show em Chapecó na quarta-feira, dia 5 de setembro. A apresentação dentro do Projeto Unocultural, será às 20h no Auditório do Lang Palace Hotel. A entrada é gratuita. Como os ingressos são limitados devem ser retirados no local a partir das 18h.

O novo show de Vitor Ramil baseia-se no repertório de seu mais recente disco, Délibáb. O espetáculo marca também o lançamento do primeiro DVD do artista. Trata-se de um documentário (com extras que incluem performance ao vivo, clipe e fotos) que acompanha o CD como bônus.

Vitor Ramil gravou este trabalho em Buenos Aires, acompanhado de Carlos Moscardini, um dos mais importantes violonistas argentinos da atualidade. Combinando os violões de cordas de aço de Vitor à guitarra criolla de Moscardini, os dois registraram milongas compostas por Vitor para os versos que o poeta argentino Jorge Luis Borges escreveu para este gênero musical, e também para poemas do gaúcho João da Cunha Vargas. Borges é um autor mundialmente consagrado. Vargas, que foi um gaúcho, um homem do campo, só agora começa a ser descoberto. Os dois poetas estariam completando 110 anos de vida em 2010.

O disco conta também com a presença de Caetano Veloso, que divide com Vitor os vocais de Milonga de los morenos.

Através deste trabalho a milonga desfaz-se das amarras do regionalismo e se afirma como síntese original e moderna da musicalidade brasileira e platina, abarcando aquilo que ambas possuem de mais universal.

No show, Vitor Ramil e Carlos Moscardini apresentam todo o repertório de 12 milongas do disco, além de milongas do disco Ramilonga – A estética do frio.

Apesar de ser um disco e um show dedicados a um único gênero, a milonga, é marcante sua variedade rítmica, harmônica e melódica, as texturas sutis e o colorido sonoro dos arranjos.



05/09

SHOW Vitor Ramil – Projeto Unocultural

Horário: 20h

Local: Auditório do Lang Palace Hotel – Chapecó/SC

Entrada franca, ingressos são limitados e devem ser retirados no local a partir das 18h

Informações: 49 3322-0028



Comente aqui
20 ago15:45

Projeto Unocultural apresenta show com John Filme

No dia 25 de agosto, aniversário de Chapecó, sobem ao palco da Unocultural, a banda John Filme. A banda Chapecoense fará uma apresentação no Teatro do Sesc, às 20h. A entrada é gratuita, porém é preciso retirar o ingresso no local com uma hora de antecedência.

John filme é um nome próprio. Próprio de uma banda que se reúne para pensar música. Música é um meio de transmitir sensações. Sensações acontecem pela força do sentimento em estado bruto. Fazer música em conjunto, é um eterno compartilhamento de energia e alegria. Esses são os principio básicos que toda banda deveria ter. O que vier depois disso é lucro.

Como todo grupo (musical ou não), nos reunimos por afinidade e elementos em comum. Primeiro veio a amizade e com ela uma parceria musical. Mesmo sem qualquer pretensão, começamos a ensaiar aquilo que gostávamos de tocar. Sempre acompanhados por músicos que admiramos e que nos inspiram. Conforme aumentava a quantidade de referencias que trazíamos pro sótão (local dos encontros e ensaios), crescia também a vontade de ter uma voz própria, uma nome próprio, uma identidade sonora.

Começam a surgir algumas melodias baseadas em pura diversão e energia. A partir daí, externamos algumas criações através de gravações caseiras e alguns amigos puderam partilhar da mesma energia que estávamos expelindo em acordes. Achamos que seria legal compartilhar tudo isso.

Mesmo não explorando as possibilidades poéticas das canções, não nos enxergamos como um trio instrumental. Não aceitamos o rótulo e justificamos de maneiram muito simples. Os ouvintes tem em suas mentes: imagens próprias de universos bem pessoais e ao mesmo tempo pré-estabelecidos. Não queremos guiar ninguém com as palavras, mas queremos um público que tenha a sensibilidade ao interpretar as vibrações sonoras e mecânicas provenientes de objetos de madeira (e não de carne e osso).

Sobre intensos questionamentos e perguntas reflexivas, foi inventada a justificativa disso tudo: John Filme. A expectativa em torno disso é um futuro compromissado com ouvintes de todos os tipos, mas que saibam apreciar boa música.


Integrantes da banda:

Emanuel “Gringo” Perez – Baixo

Fernando Paludo – Bateria

Akira Fukai – Guitarra


Projeto Unocultural – Banda John Filme

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc – Chapecó/SC

Entrada Gratuita


Comente aqui
09 ago18:27

Projeto Unocultural apresenta exposição O que te alimenta...

O grupo Isto não é uma Fotografia, criado em novembro de 2008, durante uma aula de fotografia do curso de pós-graduação Artes Visuais: Criatividade: Arte e Tecnologias da Unochapecó, objetiva o experimentalismo. No coletivo, formado por artistas plásticos e fotógrafos, são realizadas pesquisas e desenvolvidos trabalhos nas mais diversas técnicas, tendo sempre a fotografia como base.

Para a exposição O que te alimenta… apresentada dentro do Projeto Unocultural 2012 o grupo convidou a artista plástica paulista Cris Campana para escrever o texto de apresentação:


Vivi lugares.

Na vida, na infância.

Penso sonhos, rodeado de personagens.

Me alimento do que fui.

Ao voltar meus pensamentos

revisito memórias

enquanto penso formas que constroem caminhos,

tempo passado e feliz.

Desenhos e palavras se misturam

na simplicidade de ensinamentos

na relação comidas lembranças

nessa história que é escrita diariamente.

Conheci estes artistas da forma mais intensa que se pode entender,

lendo-os, um a um, silenciosamente.

Cada texto, estudo, resultados de pesquisas e vivências individuais chegavam a mim, encharcados dos sentimentos mais profundos.

Me apropriei de frases e palavras significativas de seus textos e as realinhei em forma de poema estreitando laços entre artista e espectador alimentando-os mutuamente.


Integram o coletivo: Aracéli Nichelle, Audrian Cassanelli, Cristina Luviza Battiston, Diana Chiodelli, Juliano Zanotelli, e Luciano Guralski.


O escritor português, Luis Serguilha, conheceu o trabalho do Grupo através da artista Cris Campana e escreveu um texto sobre a exposição.

Rodopiar das vozes dançantes para emancipar o próprio alimento do corpo. No fundo, buscar o inacessível da antropofagia, o saber do não saber dentro da instabilidade, da substância oculta do mundo. O alimento move-se nas superfícies multiformes: é a energia corporal cênica, nas linhas vibratórias de um vitral-cristal infinito de metamorfoses.


Projeto Unocultural 2012

EXPOSIÇÃO Coletiva O que te alimenta … do Grupo Isto não é uma Fotografia

Data: sexta-feira, 10 de agosto

Horário: 19h30

Local: Ateliê da Cristina (Rua Quintino Bocaiúva, 304D – centro de Chapecó/SC



Comente aqui
19 jul18:02

Samicler Gonçalves participa do Projeto Unocultural

Desenhista e quadrinista reconhecido no Brasil através do seu personagem mais famoso, o Cometa, publicação independente que lhe valeu o prêmio de melhor gibi nacional em 2007 e melhor desenhista nacional em 2008. O artista Samicler Gonçalves participa do Projeto Unocultural 2012. A abertura da exposição será nesta sexta-feira, dia 20 de julho no Ateliê da Cristina, em Chapecó. Depois a mostra vai circular por 20 dias no Supermercado Celeiro Itália de Chapecó.

O personagem Cometa existe desde a década de 1990, mas foi somente em 2004 que ele conseguiu viabilizar a publicação do personagem, resgatando a discussão sobre super-heróis nacionais e potencializando o mercado de quadrinhos nesse segmento. Sua primeira publicação aconteceu em 1992 no gibi Força Total. Depois disso se aventurou em publicações mais alternativas como fanzines, animações, além de trabalhos com publicidade.

Em 2007 publicou histórias dos Super-heróis da natureza e atuou no mercado de quadrinhos norte americano desenhando o Phantom (editora Moonstone) e cards exclusivos do personagem Batman para DC Comics.

Em seu currículo, uma vasta experiência como professor de desenho, artes plásticas, produção de desenhos animados, ilustração de livros infantis entre outros.


Projeto Unocultural

Exposição Samicler Gonçalves

Abertura: 20 de julho, às 19h30

Local: Ateliê da Cristina (Rua Quintino Bocaiúva, 304 D, Centro)

Entrada gratuita

Comente aqui
15 jul10:01

Samicler Gonçalves participa do Projeto Unocultural

Desenhista e quadrinista reconhecido no Brasil através do seu personagem mais famoso, o Cometa, publicação independente que lhe valeu o prêmio de melhor gibi nacional em 2007 e melhor desenhista nacional em 2008. O artista Samicler Gonçalves participa do Projeto Unocultural 2012. A abertura da exposição será nesta sexta-feira, dia 20 de julho no Ateliê da Cristina, em Chapecó. Depois a mostra vai circular por 20 dias no Supermercado Celeiro Itália de Chapecó.

O personagem Cometa existe desde a década de 1990, mas foi somente em 2004 que ele conseguiu viabilizar a publicação do personagem, resgatando a discussão sobre super-heróis nacionais e potencializando o mercado de quadrinhos nesse segmento. Sua primeira publicação aconteceu em 1992 no gibi Força Total. Depois disso se aventurou em publicações mais alternativas como fanzines, animações, além de trabalhos com publicidade.

Em 2007 publicou histórias dos Super-heróis da natureza e atuou no mercado de quadrinhos norte americano desenhando o Phantom (editora Moonstone) e cards exclusivos do personagem Batman para DC Comics.

Em seu currículo, uma vasta experiência como professor de desenho, artes plásticas, produção de desenhos animados, ilustração de livros infantis entre outros.


Projeto Unocultural

Exposição Samicler Gonçalves

Abertura: 20 de julho, às 19h30

Local: Ateliê da Cristina (Rua Quintino Bocaiúva, 304 D, Centro)

Entrada gratuita


1 comentário
25 jun14:32

Projeto Unocultural tem show da banda V´Yes

A banda V’YES, da cidade de Chapecó formada de maneira inusitada no princípio de 2009 por quatro acadêmicos de medicina, em uma das muitas conversas na universidade, descobriram em comum uma paixão mais do que acadêmica, um encanto pela música e suas variadas manifestações. Reunidos inicialmente na garagem, seguindo a cartilha ao pé da letra, Tiago Flores (baixo e voz), Leonardo Carbonera (teclados e voz), Ronaldo de Oliveira (guitarra) e João Lajús (bateria) comentavam sobre o destino ter colocado um músico de cada instrumento na mesma sala e no mesmo ano da faculdade, com tamanha paixão pela música.

Alguns meses após os primeiros ensaios surgiu a primeira canção, intitulada “Pra onde é que foi”, e pintou a idéia de ver como ela ficaria gravada. Na mesma fornada, vieram as canções “Morena”, “Epílogo” e “Confissão”. A coisa foi ficando séria. Para a gravação da música “Morena”, a banda incorporou o baterista Rafael Tagliari, fechando o quinteto, assumindo o posto de João Lajús que passaria para violão e voz, assumindo a composição das músicas.

No início de 2011 ficou pronto o primeiro álbum da V’YES, intitulado “Tudo está de volta em seu lugar”, que conta com 10 canções próprias, misturando os mais variados estilos, desde MPB e pop rock nacional, ao samba rock e o rock inglês, sempre fazendo valer essa mistura de escolas.

A banda chapecoense fará apresentação dentro do Projeto Unocultural no dia 1º de julho. A apresentação está marcada para as 20h, no Teatro do Sesc em Chapecó. A entrada é gratuita.


Projeto Unocultural – banda V´Yes

Domingo, 1º de julho

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc em Chapecó

Entrada gratuita [é preciso retirar os bilhetes com uma hora de antecedência]


Comente aqui
29 mai10:29

Social: Shows Mordida e Red Tomatoes

Confira as fotografias das apresentações das bandas Mordida e Red Tomatoes no projeto Unocultural em Chapecó:

 

Comente aqui