Verão

20 nov12:21

São Miguel Fashion Day é nesta terça-feira

Os desfiles do ‘São Miguel Fashion Day’, que vai apresentar a coleção Verão 2013, acontece nesta terça-feira, a partir das 20h, no Villa Grill em São Miguel do Oeste.

O evento é organizado pela Escola de Modelos de Andrea Osachuki em parceria com a Associação Comercial e Industrial de São Miguel do Oeste – Acismo. A atividade é beneficente e contará com a presença de aproximadamente 15 empresas do município desfilando com a nova coleção da estação.

Uma das tendências da coleção são as cores em tons pastel que dão um ar delicado aos looks, enquanto cores cítricas, como o rosa-choque, verde-limão e amarelo e laranja transmitem a alegria a que o verão remete. Os tecidos listrados e com estampas de formas geométricas estão entre os destaques preparados pelas grifes para o próximo verão. As flores, que já apareceram em coleções e semanas de moda passadas, continuam em alta.

A entrada é de R$ 5 mais um quilo de alimento não perecível, que será doado para a Pastoral da Criança de São Miguel do Oeste.


Comente aqui
19 mar09:08

Semana começa com tempo instável e temperaturas de até 30ºC em SC

A segunda-feira começa com o tempo instável em praticamente todas as regiões de SC. De acordo a previsão da Epagri, o sol aparece em boa parte do Estado, embora haja mais nuvens entre a Serra e o Litoral. As temperaturas não devem passar de 30ºC, segundo o órgão que monitora as condições climáticas.

>> Confira mais detalhes no Blog do Puchalski

Além de mais nuvens, o dia deve ser marcado por chuviscos no início e fim do dia, principalmente no Litoral Norte do Estado.

Em função da presença do sol, as temperaturas devem subir rapidamente durante o dia, mas variando entre 12ºC e 20ºC no amanhecer e com máximas previstas de 30ºC no Extremo-Oeste e 28ºC na Grande Florianópolis.

Não há previsão de temporais para esta segunda-feira e os ventos, que sopram de nordeste a leste, devem ser de fraca intensidade, não passando de 35 Km/h. Esta é a última semana do verão, que aos poucos vai dando lugar para o outono.


DIÁRIO CATARINENSE


Comente aqui
02 mar17:44

Confira o vídeo com a transformação das três finalistas do Verão Top Model

As três finalistas da Verão Top Model passaram por uma transformação na quinta-feira. Bethina Steiner, de Criciúma, Débora de Silva, de Rio Negrino, e Jaqueline Oliveira, de Chapecó, passaram pelas mãos do top maquiador Daniel Hernandez. A nova promessa do universo fashion será revelada no sábado.

>> Aproveite para votar!

Consagrado no mundo fashion por ser um dos maquiadores mais requisitados das semanas de moda brasileiras, Daniel já cuidou das belezas de Ivete Sangalo, Kate Moss e Britney Spears.

O beauty artist aproveitou para ousar nas finalistas. A loira Bethina ganhou um look platinado, a morena de olhos claros Débora, ficou ruiva e Jaqueline incorporou a típica morena jambo brasileira.

O conceito da produção de moda respeitou a beleza criada por Hernandez. Bethina foi transformada em uma deusa futurista, Débora foi a diva hollywoodiana e Jaqueline a guerreira étnica. O resultado final foi clicado pelo fotógrafo catarinense Walmor de Oliveira.


Assista ao vídeo:

Comente aqui
01 mar16:22

Jaqueline Oliveira está na final do Verão Top Model

Bethina Steiner (Criciúma), Jaqueline Oliveira (Chapecó) e Débora da Silva (Rio Negrinho). Eis as três finalistas do concurso Verão Top Model 2012, promoção da RBS TV, que elegerá amanhã, ao vivo, antes do Jornal do Almoço, a nova promessa fashion de Santa Catarina.

O público também poderá escolher a nova top votando pelo telefone. A votação já começou e vai até amanhã às 12h20.


Para votar em:

Jaqueline Oliveira ligue – 48  84010390 – opção 1

Débora Silveira ligue  48 8401 0390 – opção 2

Bethina Steiner ligue 48  8401 0390 – opção 3

O custo é de uma ligação local de celular, mais impostos cobrados pela operadora.


O trio foi escolhido com base no desempenho que tiveram nas provas realizadas na mansão do Costão Golf, ao longo desta semana. Foras aulas de passarela, maquiagem, vida saudável e mercado da moda. Hoje, as beldades mostram tudo o que aprenderam no fashion film dirigido pelo fotógrafo Fábio Cabral, paulista que mora em Florianópolis há 16 anos.

Nesta fase da disputa, será cobrada delas uma performance cênica, diferente do posicionamento estático geralmente exigido para as fotografias.

Fábio Cabral segue os passos do fotógrafo inglês Nick Knight pioneiro no segmento. Os fashion films são considerados uma tendência mundial. A nova proposta substitui os catálogos em papel e já conquistou as grifes internacionais e nacionais. Eles lembram um making of, a diferença é que têm diretor, roteiro, sonorização e edição cinematográfica.

- Nós dirigimos a menina e a tratamos como uma atriz – diz ele.

A novidade de divulgação no mundo da moda pode tornar-se um viral, com divulgação pelo YouTube, Vimeo, sites e redes sociais. O cuidado é de longa-metragem, mas o fashion film tem cerca de 1 minuto. Editado, pode ser considerado um comercial e veiculado na TV.

Há ainda uma questão ecológica ligada ao trabalho, que economiza papel, já que o catalogo é produzido em vídeo.

Para a final do concurso, amanhã, as roupas luxuosas de Martha Medeiros foram escolhidas para vestir com requinte as três candidatas. A marca da grife são as rendas e as tramas feitas à mão para a alta costura. A vencedora do Verão Top Model terá direito a um contrato de R$ 50 mil com a agência Mega Model SP.


1 comentário
27 fev21:08

Chapecoense vence primeira prova

A primeira prova do Verão Top Model foi marcada pelo extremo grau de dificuldade. Nossas seis semi-finalistas tiveram que interpretar ao lado de dois integrantes do Circocan. Com looks muito sofisticados, as candidatas enfrentaram o calor do set e posaram para as lentes do catarinense Gilson de Rezende.



Jaqueline veste André Lima.





>> Confira com detalhes os looks das meninas e o resultado da prova.


A grande vencedora do dia foi Jaqueline Oliveira de Chapecó. Em segundo lugar Aline Gabriela Pisa, de Blumenau, e Débora Rosângela da Silva, de Joinville.

As três vencedoras receberam um vale compras no valor de R$500,00 no Shopping Neumarkt de Blumenau.

Nesta terça-feira a prova é de passarela com Namie Wihby.

Comente aqui
24 fev09:38

Horário de verão termina neste domingo e relógios devem ser atrasados uma hora

Quando o fim de semana chegar, terão sido 133 dias em que o horário ficou alterado nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste. A partir de 0h do domingo, os relógios devem ser atrasados em uma hora. Segundo a Celesc, a economia gerada neste período é de aproximadamente R$ 103 milhões, já que o sistema de segurança para sobrecarga deixou de ser acionado.

Os dados preliminares da companhia que fornece energia elétrica para Santa Catarina indicam uma redução de 4,9% na carga do sistema elétrico da Celesc Distribuição (160MW) e 0,5% na energia (38GWh ou 12,5MW médios) em sua área de concessão.

Essa redução equivale a 75% da carga de Florianópolis ou 35% da carga do município de Joinville no horário de ponta durante o período do HV. Em relação à redução no consumo de energia, o valor representa aproximadamente o consumo, durante o período do horário de verão, de cidades do porte de Campos Novos, com 12.663 unidades consumidoras, ou 9,8% do consumo de Blumenau ou ainda 34,5% do consumo de Lages.

Com os dias ficando mais longos, o objetivo do horário de verão é reduzir o consumo de energia e aproveitar mais a luz do sol durante a estação mais iluminada. Agora que a luminosidade volta ao padrão do ano, os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões em que o horário de verão é aplicado.

Contribuíram para esta economia a combinação de fatores como a mudança de comportamento dos consumidores residenciais e o término do expediente de trabalho ainda com luz natural, associados ao atraso no início da iluminação pública.

Os ganhos referentes ao custo evitado na segurança operacional resultarão em benefícios econômicos de R$103 milhões de reais, com a redução de geração térmica, no período de outubro de 2011 à fevereiro deste ano. Essa edição do horário começou dia 16 de outubro e teve o período mais longo desde a implantação do horário de verão, em 1985.

Na última edição, que durou 126 dias, os dados do ONS indicaram redução de 5% na carga do sistema elétrico da Celesc Distribuição (150MW) e 0,5% na energia (12MWmédios) em sua área de concessão. A redução foi equivalente a 70% da carga de Florianópolis ou 65% da carga de Blumenau no horário de ponta durante o período.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
23 fev09:53

Horário de verão termina no domingo, dia 26

À zero hora do domingo, dia 26, o Horário de Verão (HV) chega ao fim e os brasileiros que vivem nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste devem atrasar o relógio em uma hora. Essa edição do horário começou dia 16 de outubro e teve duração de 133 dias, o período mais longo desde a implantação do Horário em 1985.

Os dados preliminares indicam uma redução de 4,9% na carga do sistema elétrico da Celesc Distribuição (160MW) e 0,5% na energia (38GWh ou 12,5MW médios) em sua área de concessão. Essa redução equivale a 75% da carga de Florianópolis ou 35% da carga do município de Joinville no horário de ponta durante o período do HV. Em relação à redução no consumo de energia, o valor representa aproximadamente o consumo, durante o período do HV, de um município como Campos Novos, com 12.663 unidades consumidoras, 9,8% do consumo do município de Blumenau ou 34,5% do consumo do município de Lages.

Com os dias mais longos, o objetivo é reduzir o consumo de energia e aproveitar mais a luz do sol durante o verão. A conjugação de fatores como a mudança de comportamento dos consumidores residenciais e o término do expediente de trabalho ainda com luz natural, associados ao atraso no início da iluminação pública, reduz a coincidência com o consumo comercial e industrial de energia elétrica, acarretando uma diminuição na demanda máxima no horário de ponta de cada distribuidora de energia e, por conseqüência, do Sistema Interligado Nacional.

Os ganhos referentes ao custo evitado na segurança operacional resultarão em benefícios econômicos de R$103 milhões de reais, com a redução de geração térmica, no período de outubro de 2011 à fevereiro de 2012. Desse total, R$4,5 milhões referem-se ao despacho de térmica evitado nas usinas no subsistema Sul, R$95,5 milhões no subsistema Sudeste/Centro-Oeste e aproximadamente R$3 milhões no estado da Bahia. Os ganhos referentes ao custo evitado de geração térmica devido à redução prevista no horário de pico no SIN poderão ser da ordem de R$77 milhões. Os ganhos referentes à racionalização de investimentos em geração e/ou transmissão para o atendimento ao aumento de carga do período de verão poderão ser traduzidos pelo custo evitado de investimento na construção de térmicas a gás natural (US$750/kW), para atender à ponta, da ordem de US$2,1 bilhões ou R$3,8 bilhões no SIN.

Na última edição, que teve 126 dias em vigor, os dados do ONS indicaram redução de 5% na carga do sistema elétrico da Celesc Distribuição (150MW) e 0,5% na energia (12MWmédios) em sua área de concessão. A redução foi equivalente a 70% da carga de Florianópolis ou 65% da carga de Blumenau no horário de ponta durante o período do HV. Em relação à redução no consumo de energia, o valor representou aproximadamente o consumo, durante o período do HV, de um município como Campos Novos, com 12.296 unidades consumidoras, 23,3% do consumo de Criciúma, 9,3% do consumo de Blumenau, 4,3% do consumo de Joinville, 19,5% do consumo de Chapecó e 34,4% do consumo de Lages.

O principal efeito esperado nas áreas do Sistema Interligado Nacional – SIN, onde há a implantação do Horário de Verão, é a redução da carga máxima durante o horário de ponta, entre 18h e 22h. A aplicação dessa medida vem sendo praticada nas regiões geográficas onde sua eficácia tem sido comprovada, garantindo atendimento às áreas críticas, proporcionando folgas à operação para efetivação de manutenções em instalações de geração e transmissão do SIN e economia relacionada à redução de geração térmica para manter níveis adequados de suprimento aos centros de consumo.



Fonte: ASCOM/SC


Comente aqui
20 fev10:15

Horário de verão só termina no próximo dia 26

Termina no dia 26 de fevereiro a maior temporada de horário de verão desde 1985. Os relógios devem ser atrasados em uma hora em 10 Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além da Bahia e do Distrito Federal.

Neste ano, o período teve 133 dias, pois quando há coincidência entre o dia previsto para o término do horário de verão e o domingo de Carnaval, o encerramento ocorre no fim de semana seguinte. No caso, dia 26 de fevereiro de 2012. O objetivo é evitar que, no meio da folia, a população se esqueça de ajustar os relógios.

A estimativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é a de que o horário de verão permita uma economia entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões para o País. Considerando-se todos os Estados atingidos pela medida, a diminuição da demanda estimada de eletricidade é de 4,6%, ou o equivalente a 2.650 megawatts.

Agência Estado

Comente aqui
19 fev19:30

Prato de verão: prepare um peixe delicioso em apenas 20 minutos

Mauren Rigo | mauren.rigo@diario.com.br

A combinação peixe e camarão cai como uma luva nos dias de calor. O chef Marcelo Coelho, do Bate Ponto, restaurante que fica em Santo Antônio de Lisboa, em Floripa, ensina um clássico da cozinha internacional.

O Filé de Peixe à Moda Lilo é mais conhecido como Belle Meunière, composto por camarões, champignon e alcaparras. É um prato marcado pela leveza e pelo aroma tentador. Outra vantagem é que você não deve levar mais de 20 minutos para prepará-lo. Pronto para manusear as panelas?


Filé à Moda Lilo (Belle Meunière)


Ingredientes:

500g de dourado.

110g de camarão descascado.

80g de champignon.

80g de alcaparras.

100ml de vinho branco seco.

1 colher (sopa) de cebola picada.

Pimenta, sal e salsinha a gosto.

2 colheres (sopa) de manteiga.

300g de batata pequena cozida.


Modo de fazer

- Tempere o filé com sal e pimenta. Coloque para grelhar com um fio de azeite até o peixe dourar dos dois lados. Reserve. Em uma frigideira, leve ao fogo a cebola com a manteiga. Em seguida, acrescente os camarões até dourarem.

- Coloque o champignon e as alcaparras. Por fim, acrescente os 100ml de vinho e deixe cozinhar por, no máximo, mais cinco minutos.

- Para preparar a batata, cozinhe-a na água ou no vapor. Não deixe que fique muito mole. Retire a casca e tempere com manteiga, sal e salsinha.

- Sirva o peixe com molho de camarão e a batata sauté.




REVISTA DE VERÃO



Comente aqui
17 fev12:03

Derrapada ou cantada? Muitos romances não acontecem porque você não sabe chegar no alvo

Mauren Rigo | mauren.rigo@diario.com.br

Você avista um bonitão do outro lado do bar. Ele te encara. Você encara. Ele te encara de novo. Você dá um sorrisinho. “Ele, realmente, é o meu número”, você pensa. O moço se aproxima…

— E aí, gatinha! Quer borrar o batom?

— Como é que é? — você pergunta, pensando onde o garanhão teria escondido a educação.

— Eu quero saber se eu posso ficar com a menina mais gata desta festa. Imediatamente, você revida:

— Não! Claro que não!

— E com você, eu posso?

Tá bom, você pode até dar uma chance ao rapaz pela cantada infeliz e perdoá-lo pelo desaforo. Mas confesse: você escolheria esse cara para ser o pai dos seus filhos? Se ele já se apresentou desse jeito, imagine o repertório que o bonitão pode guardar na manga.

O que acontece é que cantada é uma questão de momento e de oportunidade. A frase pode ser batida ou soar sem graça. E aí, a garota-alvo precisa ser muito espirituosa para dar trela ou ter muita paciência para não mandar o moço catar coquinho.

Para a jovem Renata Hulse, 16 anos, uma cantada só vale se for interessante:

— Tem que ser algo assim: se você quer ficar comigo dê uma risadinha, se não quer, dê um mortal para trás.

Como um mortal pode ser arriscado, vale a pena conhecer um pouco mais o rapaz. Na maioria das vezes, o melhor é o simples “oi, tudo bem?”. A amiga de Renata, Antonella Possa Mai, 16, é adepta da aproximação tradicional e dá uma dica ao macharedo:

— Homens, por favor, não deem cantada!


>> Leia mais matérias da Revista de Verão


PODE ROLAR

Me chama de Alzheimer que eu te faço esquecer da hora.


— Oi, teu pai é dono do McDonald’s?

— Não, por quê?

— Porque eu amo muito tudo isso!


Tu acreditas em amor à primeira vista? Ou queres que eu passe por aqui novamente?


— Prazer meu nome é Arlindo, mas pode me chamar de “lindo”, porque o “ar” eu perdi logo que te vi.


— Você trabalha no Google?

— Não, por quê?

— Porque você tem tudo o que eu procuro.


— Ei, senta aqui comigo.

— Pra quê?

— Pra esquecer o Alex.

— Que Alex?

— Tá vendo? Já esqueceu dele!


DESISTA

— Oi, gatinha! Quer borrar o batom?


— Teu pai vende beliche?

— Não, por quê?

— E esses dois “coxão” aí?


Você não é horário de verão mas eu adoraria perder uma hora com você!


Me chama de carboidratos e deixa eu acabar com a sua dieta!


— Seu pai é piloto? Porque você é um avião.


Alguém soltou um pum, vamos sair daqui? Minha casa ou a tua?

Comente aqui