Voleibol

18 dez11:35

Superliga B 2013 já está definida

18 de janeiro de 2013. Essa é a data que marca a estreia do voleibol masculino de Chapecó na Superliga B, na próxima temporada. A segunda divisão do voleibol brasileiro reunirá oito equipes de seis estados: três de São Paulo, um do Rio de Janeiro, um de Minas Gerais, um de Goiás, um do Paraná e um de Santa Catarina. As equipes foram divididas em dois grupos com quatro times cada.

 O representante catarinense é a Aprov/Unoesc/Chapecó. Os chapecoenses estão no grupo A, junto com Atibaia (SP), Monte Cristo (GO) e Brasil (RJ), este representado pela seleção brasileira infanto-juvenil. Serão quatro quadrangulares classificatórios, um em cada cidade, e que garantirão os dois primeiros colocados na semifinal. No grupo B estão São Caetano e São José dos Campos, ambos de São Paulo, além do Olympico (MG) e Foz do Iguaçu (PR).

“As duas chaves ficaram equilibradas e todos estão reforçando, por isso a certeza de ter uma competição muito acirrada”, destacou o técnico da Aprov/Unoesc/Chapecó, Nilson Rex.

Fase classificatória

O primeiro quadrangular envolvendo a equipe chapecoense está marcado para os dias 18, 19 e 20 de janeiro na cidade de Atibaia, em São Paulo. O segundo quadrangular do grupo será disputado em Chapecó nos dias 01, 02 e 03 de fevereiro, no ginásio Ivo Silveira. Depois, nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro, as equipes voltam a se enfrentar em Goiania (GO), com transmissão de todos os jogos pelo Sportv. E a última rodada de classificação está marcada para 07, 08 e 09, no Rio de Janeiro.

As semifinais estão marcadas para 16, 19 e 20 de março. A decisão da competição será no dia 24 de março, às 13h, com transmissão ao vivo pelo Sportv. A Superliga B garante uma vaga para a Superliga Nacional 2013/2014.

Além da transmissão pelo canal Sportv, todos os jogos da Superliga Série B serão transmitidos ao vivo pelo Internet.

Preparação

A equipe da Aprov/Unoesc/Chapecó fará uma pausa nas atividades no fim desta semana e se reapresentará no dia 02 de janeiro. “Como o tempo é curto, já estamos trabalhando na preparação e o mesmo tempo mexendo no elenco. Mesmo assim, precisamos dar uma parada para que os atletas possam descansar da temporada desgastante que tivemos em 2012”, explicou Rex.

 

Comente aqui
19 nov14:30

Voleibol masculino de Chapecó fecha temporada 2012 com título dos Jasc

Um jogo histórico, dez títulos de Jasc para cada lado e todos os ingredientes necessários de uma grande final. A decisão do voleibol masculino dos 52º Jogos Abertos de Santa Catarina colocou frente a frente as duas principais equipes do estado na atualidade. Florianópolis, representante do estado na Superliga, e Chapecó, que vai disputar a Superliga B.

Depois de sofrer duas derrotas por 3 sets a 2 nas finais do estadual, a Aprov/Unoesc/Chapecó superou o favoritismo da equipe da capital e venceu a decisão dos JASC 2012 por 3 sets a 2. Foi a 11º título do voleibol masculino chapecoense na principal competição de Santa Catarina, o qual não conquistava desde 1995.

O jogo

No primeiro set, Florianópolis ganhou tranquilo. Abriu 16 a 10 e fechou em 25 a 23. Chapecó reagiu no segundo set e fechou em 25 a 20, empatando o jogo. A equipe da Capital esteve na frente novamente ao fechar o terceiro set em 25 a 18, dando a impressão que venceria o jogo. Mas o representante do oeste, comandados pelos experientes Joel e Badá, além do oposto Rodrigo, mostrou forças e fechou o 4º set em 25 a 19. O set de desempate foi dominado desde o início pela equipe de Chapecó, que abriu 4 a 0, depois fez 8 a 4 antes da virada, manteve a diferença e fechou o jogo em 15 a 11, em mais de 2h 30min.

- Nós vínhamos fazendo grandes jogos contra Florianópolis, mas nos momentos decisivos eles levavam a vantagem. Dessa vez, o nosso time acreditou até o fim e fomos premiados com este título – desabafou o técnico de Chapecó, Nilson Rex.

Foi o desfecho de uma temporada brilhante, que recolocou Chapecó no cenário do voleibol brasileiro. Em 2012, a equipe da Aprov/Unoesc/Chapecó participou de sete competições e em todas esteve na final. Além do título dos Jasc, Chapecó também foi campeão nos regionais dos Jogos Abertos de SC, dos Jogos Universitários Catarinense, das Olimpíadas Universitárias Brasileira e da etapa sul da Liga Nacional. O vice-campeonato veio na etapa final da Liga Nacional e no Campeonato Catarinense.


Comente aqui
16 nov15:02

Voleibol de Chapecó e Blumenau duelam por vaga na final do Jasc

A partir das 19h desta sexta-feira, 16 de novembro, chapecoenses e blumenauenses entram em quadra para definir o segundo finalista da 52ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina no voleibol masculino. A competição encerra neste sábado, em Caçador.

- São duas equipes de tradição e que colecionam títulos dos Jasc – disse Nilson Rex, técnico da equipe de Chapecó. Rex disse ainda que o jogo deve ser bem equilibrado dentro de quadra.

Até agora a Aprov/Unoesc/Chapecó soma quatro vitórias e um derrota na competição. O único revés foi contra Florianópolis, na fase de grupos, por 3 sets a 0. Nas quartas de final, Chapecó venceu Brusque por 3 sets a 0.

A final do voleibol masculino dos Jogos Abertos de Santa Catarina está marcada para às 14h deste sábado, no ginásio de esporte Paulo Schieffler.


Comente aqui
28 set14:49

Voleibol Masculino de Chapecó vai encarar Superliga B 2013

A equipe de voleibol masculino adulto de Chapecó confirmou nesta quinta-feira, 27 de setembro, a participação na Superliga B, em 2013. A confirmação foi feita pelo presidente da Associação Pró Vôlei (Aprov) e também técnico da equipe masculina, Nilson Rex, junto à Federação Catarinense de Voleibol (FCV) e à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

- Vamos aceitar esse desafio de voltar ao cenário nacional, onde o passo seguinte será o retorno a elite do voleibol brasileiro – disse Rex.

No fim de agosto, a equipe de Chapecó recebeu o convite da CBV para participar da Superliga Série B após os chapecoenses terem conquistado o vice-campeonato da Liga Nacional, realizado em Chapecó.

De acordo com Nilson Rex o projeto para 2013 ainda não está viabilizado por completo, mas o foco é concretizá-lo o quanto antes.

- Nosso prazo de confirmação venceria na segunda-feira, dia 1º de outubro, e da mesma forma não teríamos tempo hábil de confirmar todos os parceiros para a próxima temporada – disse o dirigente.

Agora a equipe tem até o final do ano para viabilizar o projeto de 2013.


Comente aqui
06 set09:26

Voleibol Masculino de Chapecó fará amistoso em Florianópolis

Bruna Bernardes | bruna.bernardes@rbsonline.com.br

Apresentado oficialmente na última segunda-feira, o Super Imperatriz Vôlei estreia nesta quinta-feira, 6, diante da torcida. A equipe de Floripa recebe Aprov/Unoesc/Chapecó para uma partida amistosa, às 20h, no Capoeirão. O time do Oeste foi campeão da última edição da Liga Nacional (competição de acesso à Superliga B), realizada em Chapecó, em agosto.

Um duelo catarinense para dar às boas vindas aos torcedores do esporte, que não compareciam ao ginásio há seis meses, desde a eliminação da extinta Cimed da Superliga.

— Escolhemos fazer este jogo de apresentação à nossa torcida contra Chapecó, por se tratar de um duelo catarinense. Queremos fortalecer isso — disse Marcelo Vanzelotti, supervisor da equipe.

A entrada é gratuita.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
31 ago12:23

Voleibol Masculino de Chapecó é convidado para a Superliga B

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) confirmou o convite para que o voleibol masculino de Chapecó participe da Superliga B, em 2013. A Aprov/Unoesc/Chapecó tem até o fim do mês de setembro para dizer sim ou não à segunda divisão do voleibol brasileiro.

Com a desistência da equipe de Morro da Fumaça, que representou Santa Catarina em 2012 na Superliga B, o convite foi automaticamente feita ao clube chapecoense que sagrou-se vice-campeão da Liga Nacional no fim de semana passado.

- O campeão da Liga tinha a vaga garantida pelo regulamento, mas como houve uma desistência, acabou abrindo uma segunda vaga para a competição – explicou o presidente da Associação Pró-Vôlei de Chapecó e técnico da equipe masculina, Nilson Rex.

De acordo com Rex, nas próximas duas semanas vamos nos reunir com os atuais patrocinadores da equipe e também com outros possíveis apoiadores para buscar viabilizar financeiramente a participação de Chapecó neste calendário nacional.

- Está etapa já vinha sendo traçada dentro do nosso projeto e agora precisamos que mais algumas portas se abram para concretizar o planejamento – disse Rex.

Segundo o dirigente, a estimativa é que sejam necessários pelo menos R$ 30 mil a mais no orçamento do clube para viabilizar a participação de Chapecó na Superliga B, entre dezembro de 2012 e março de 2013. O campeão da Série B garante uma vaga na Superliga 2013/2014.

Comente aqui
27 ago09:54

Voleibol Masculino de Chapecó é vice na Liga Nacional

O ginásio de esportes Ivo Silveira parecia o velho caldeirão das décadas de 80 e 90. Completamente lotado, o palco da final da Liga Nacional 2012 colocou frente a frente as duas melhores campanhas da fase decisiva. Aprov/Unoesc/Chapecó e Escola do Corpo, de São José dos Campos (SP) disputaram o título da competição e também uma vaga na Superliga B 2012/2013. A competição encerrou no sábado, dia 25 de agosto.

No primeiro set, os chapecoenses usaram bem o saque e desperdiçaram poucos contra-ataques. Mesmo assim, o equilíbrio foi a tônica. Chapecó fechou em 25 a 22. Na segunda parcial os donos da casa estiveram desligados o tempo todo e os paulistas venceram com folga, 25 a 17. A história se repetia até a metade do terceiro set, mas aí os chapecoenses despertaram em quadra e a torcida levantou na arquibancada. Os dois times seguiram se alternando no marcador, mas no último ponto do set o time de São Paulo montou um paredão e fechou no bloqueio, 25 a 23. O quarto set foi administrado o tempo todo pelos paulistas, que venceram por 25 a 20, 3 sets a 1, em 2 horas de jogo.

- Enfrentamos um grande adversário e um ginásio lotado. Esse título é muito importante para o nosso projeto – falou o técnico paulista Reinaldo Bacilieri.

Pelos lados de Chapecó, o abatimento entre os jogadores era visível, mas o técnico Nilson Rex enalteceu a campanha feita durante o torneio.

- As duas equipes estão de parabéns. Eles mereceram o título e para nós valeu por este resgate do torcedor. Nosso objetivo é retornar a Superliga e vamos lutar por isso. Hoje, provamos que a torcida quero o retorno – disse Rex.

Na decisão de terceiro e quarto lugar, a Unifor (CE) venceu Monte Cristo (go) por sets 1.


Comente aqui
25 ago08:04

Chapecó quer a Série B também no vôlei

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O voleibol de Chapecó pode atingir a Série B nacional antes do futebol. Para isso a Aprov/PMC/Unoesc precisa vencer hoje a Escola do Corpo-SP, na final da Terceira Divisão da Liga Nacional 2012. O confronto, que será transmitido pelo Sportv, inicia às 19h30, no Ivo Silveira.

As duas equipes foram as melhores entre as seis que se classificaram para a fase final, disputada em Chapecó. Ao todo 27 equipes disputaram o nacional. O campeão tem acesso garantido para a Superliga B no ano que vem.

-Estamos resgatando um pouco da história do voleibol de Chapecó- lembrou o técnico Nilson Rex, que na década de 90 participou a equipe do Frigorífico Chapecó, que chegou a ser o terceiro melhor time do país.

Naquela época a equipe contava com jogadores de seleção, como Giba, Giovani e Carlão, além dos argentinos Milincovic e Weber. O técnico era Renan.

Um dos remanescentes dos tempos áureos do vôlei de Chapecó, o ponteiro Badá, 38 anos, estará em quadra hoje. Há 15 anos Chapecó não tem um time na principal divisão do país. A proposta da Aprov é resgatar a modalidade na cidade. Pelo menos o público já demonstrou que comprou a ideia, pois o público chegou a atingir 800 pessoas em algumas noites. A expectativa é de mais de mil pessoas na final.


Comente aqui
24 ago08:53

Aprov Chapecó está na final da Liga Nacional de Voleibol Masculino

Na decisão e nos braços do torcedor. Assim que fez o último ponto da vitória de Chapecó sobre o Monte Cristo, de Goiás, Jean Badalotii, o Badá, foi comemorar junto com a torcida. O apoio que veio da arquibancada do Ivo Silveira foi fundamental para o triunfo por 3 sets 1, que garantiu os donos da casa na final da Liga Nacional de Voleibol Masculino.

A quarta vitória seguida veio na base da superação. Errando muitos saques e desatenta em quadra, a equipe chapecoense perdeu o primeiro set, 23 a 25. Na segunda parcial, os anfitriões não tomaram conhecimento e fecharam em 25 a 18.

Mas foi a partir do terceiro set que o torcedor começou a fazer a diferença. Incentivando e vibrando com cada ponto, o time correspondeu em quadra com grandes jogadas. A Aprov/Unoesc/Chapecó virou o placar com 25 a 20. No quarto set a história se repetiu. Da arquibancada vinham os gritos de “É Chapecó”. Coube a Badá fazer o último ponto e sacramentar a vitória em 25 a 23.

Última rodada

O resultado garantiu Chapecó na decisão da Liga Nacional 2012 com uma rodada de antecedência. O adversário na final será a Escola do Corpo, de São Paulo, que também venceu todos os oponentes até aqui. Nesta sexta-feira, 24, as duas equipes se enfrentam apenas para cumprir tabela.

- Vamos ver amanhã pela manhã se vamos poupar alguns jogadores, até porque temos os uns atletas com idade avançada – brincou o técnico Nilson Rex.

A rodada desta sexta-feira começa às 16h com o clássico do Amapá, Placa Esporte e Zona Sul. Às 18h se enfrentam Unifor (CE) e Monte Cristo (GO). E às 20h tem Aprov/Unoesc/Chapecó e Escola do Corpo. A final da Liga Nacional será neste sábado, às 19h30, no ginásio Ivo Silveira, com transmissão ao vivo pelo canal Sportv.

A Liga Nacional reúne os campeões de cada região do Brasil e apenas o campeão garante vaga na Superliga B, em 2013.

Comente aqui
22 ago08:09

Equipe de Voleibol chapecoense conquista a segunda vitória na Liga Nacional

O time evoluiu, o público aumentou e a Aprov/Unoesc/Chapecó conquistou a segunda vitória na fase final da Liga Nacional de Vôlei Masculino. O adversário da vez foi o Zona Sul Esporte Clube, outra equipe do Amapá que levou 3 a 0 dos chapecoenses. O triunfo deixou Chapecó na liderança do torneio ao lado da Escola do Corpo, de São Paulo.

Assim como na estreia, o time dominou as ações desde o princípio. Sacando bem e com precisão no bloqueio, os chapecoenses precisaram de apenas 20 minutos para vencer o primeiro set por 25 a 17. No início do segundo set, um apagão deixou os donos da casa cinco pontos atrás do marcador. Nilson Rex parou o jogo, sacudiu os atletas e o time virou o placar. No final, 25 a 15 depois de novos 20 minutos.

E para repetir o mesmo enredo do primeiro jogo, o terceiro set foi o mais equilibrado. O que desequilibrou a favor de Chapecó foi o saque. Somente o ponteiro André Tiepo aplicou uma sequencia de quatro pontos diretos no serviço.

- Hoje encaixou. A prioridade é evoluir a cada jogo para chegarmos na decisão – disse Tiepo. No final, 25 a 20 no set em 23 minutos.

Para o capitão da equipe, o levantador Joel, a equipe melhorou, mas jogou apenas para superar o adversário.

- Não pode ser assim, precisamos impor o nosso ritmo de jogo. Espero que essa evolução seja constante para chegarmos bem na reta final – avaliou Joel.

>> Confira a programação da competição na AGENDA

Nesta quarta-feira, 22, os chapecoenses voltam à quadra do ginásio Ivo Silveira às 20h. O adversário na terceira rodada é a Unifor, do Ceará. Nos outros jogos da segunda rodada a Escola do Corpo (SP) fez 3 sets a 0 no time de Fortaleza. Já o Monte Cristo (GO) venceu o Placa Esporte Clube (AP) também por 3 a 0.

Na primeira fase todas as equipes jogam entre si. Os dois primeiros colocados fazem a final no sábado, 25 de agosto, com transmissão ao vivo pelo canal Sportv. A Liga Nacional reúne os campeões de cada região do Brasil e apenas o campeão garante vaga na Superliga B, em 2013.

Comente aqui