Xaxim

17 nov08:00

Diplomata anuncia suspensão de atividades

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Diplomata anunciou que vai suspender as atividades na unidade de Xaxim, assim que terminar o abate dos 10 milhões de frangos que estão alojados no campo. A empresa enfrenta dificuldades financeiras e entrou com um pedido de recuperação judicial. Em nota a Diplomata afirmou que ainda no mês passado solicitou desbloqueio de valores, o que não foi atendido, dificultando o fluxo de caixa da empresa. Os cerca de cinco mil funcionários devem ter férias coletivas, segundo a nota.

Na quinta-feira foram abatidos mais de 100 mil aves em Xaxim mas, na sexta-feira, foram abatidos apenas alguns animais, que acabaram servindo para ração.

A maioria dos cerca de mil funcionários participou de um ato público na Praça Frei Bruno, durante a manhã, que pedia uma solução para a crise. Entre eles estava Cleosmar Nunes que só recebeu 50% do salário de outubro. A eles se somaram avicultores, funcionários das empresas de Xaxim e lideranças políticas de toda a região.

São 650 avicultores integrados à unidade. Antonio Mendo disse que tem R$ 8 mil para receber e está com aviário parado. Outro avicultor, Valdecir de Sordi, tem R$ 14 mil para receber e rescindiu o contrato com a Diplomata, via judicial, passando a trabalhar com a Aurora.

A Aurora, aliás, vem sendo citada como a alternativa para assumir a unidade. No entanto a direção da cooperativa afirmou que não está negociando com a Diplomata e que só fará isso se a unidade voltar para a massa falida da Chapecó.

A Diplomata e a massa falida estão discutindo judicialmente a propriedade da unidade. O síndico da massa falida, Alexandre Brito de Araújo, afirma que houve um arrendamento e que a unidade é da massa falida da Chapecó. O complexo de Xaxim é avaliado em R$ 186 milhões.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Xaxim, Aldicir Alessi, calcula que já houve uma queda de 35% nas vendas do comércio, pelo atraso nos pagamentos de avicultores, funcionários e fornecedores. Ontem o comércio fechou as portas e colocou laços pretos para apoiar o ato.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Carnes de Xaxim, Pedro Kalinoski, disse que 300 funcionários já foram demitidos.



Comente aqui
16 nov14:57

Aurora nega negociação com a Diplomata

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

A Aurora Alimentos informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não está negociando com a Diplomata para assumir a unidade de Xaxim. Na manhã desta sexta-feira, essa possibilidade foi citada em discursos na Praça Frei Bruno, em ato que reuniu cerca de duas mil pessoas, incluindo avicultores, funcionários e lideranças sindicais e políticas.

De acordo com a direção da Aurora, se a gestão da unidade voltar para a massa falida da Chapecó Alimentos, a cooperativa poderá analisar essa possibilidade.

No entanto a prioridade da agroindústria é a compra da unidade arrendada da Chapecó Alimentos em Chapecó, onde abate atualmente 600 mil suínos por ano.


Comente aqui
16 nov11:38

Ato público pede solução para a crise da Diplomata

Darci Debona| darci.debona@diario.com.br

Cerca de duas mil pessoas participaram de um ato público na manhã desta sexta-feira, na Praça Frei Bruno, em Xaxim. Eles pediram uma solução para a crise da Diplomata, que em 2003 arrendou a unidade da massa falida da Chapecó Alimentos.

Desde o início do ano a Diplomata vem enfrentando dificuldades financeiras o que tem provocado atraso nos pagamentos de avicultores, fornecedores e funcionários, atraso no fornecimento de ração, cortes de energia elétrica e demissões.

Estiveram presentes no ato lideranças dos avicultores, Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes e Derivados, empresários, deputados federais e prefeitos, entre outros. Eles sugeriram que a justiça determine o arrendamento da unidade para outra empresa, com o objetivo de garantir a continuidade na produção e nos empregos.

A Diplomata informou que está em processo de recuperação judicial e que isso está afetando o seu funcionamento. A empresa pretende dar férias coletivas para os funcionários até reestabelecer a normalidade no funcionamento.


Comente aqui
23 out19:08

Prefeito de Xaxim é afastado

O prefeito de Xaxim, Gilson Vicenzi, está afastado do cargo desde a tarde de segunda-feira por decisão liminar do juiz Christian Dalla Rosa, da 2ª Vara da Comarca de Xaxim. O motivo teria sido a suspensão de alguns serviços públicos após a eleição de 7 de outubro, onde Vicenzi era candidato à reeleição e foi derrotado pelo candidato da oposição, Idacir Orso (PMDB).

Na semana passada o juiz já havia determinado a retomada de serviços que estavam prejudicados após a eleição, em que o magistrado entendeu ocorrer retaliação política do administrador pelo resultado negativo do pleito. O juiz comparou a ação à postura de monarcas medievais.

Na oportunidade o juiz determinou o reestabelecimento do atendimento às condições anteriores à eleição, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

As decisões partiram de ação civil pública encaminhada pelas promotoras da comarca de Xaxim, Fabiana Mara Silva Wagner e Diana da Costa Chierighini. Elas argumentaram que houve denúncias de interrupção no transporte escolar, no Pronto Atendimento de Saúde, exames médicos, fisioterapia domiciliar e no convênio com o Hospital Frei Bruno, situado no município.

Como a situação não foi normalizada a promotoria encaminhou uma Ação de Improbidade Administrativa, por entender que o prefeito dava mostras de desprezo pelos poderes instituídos. –O objetivo foi garantir o bom andamento dos serviços e reestabelecer a ordem pública- explicou a promotora Diana da Costa Chierighini. Ela afirmou que os atos de Vicenzi volavam os princípios que regem a administração pública.

E afirmou que o vice, Adacir Araldi, que assumiu o executivo, pode ser responsabilizado judicialmente se não retomar a normalidade dos serviços. Araldi informou através de assessoria de imprensa de que não iria se pronunciar até se interar melhor da situação.


COTRAPONTO


O prefeito afastado de Xaxim, Gilson Vicenzi, disse que está recorrendo da decisão judicial e está confiante em voltar ao cargo. –Houve uma falta de entendimento- argumentou. Vicenzi reconheceu que houve redução dos cargos comissionados, embora não lembre quantos, e de convênios.

Mas nega que tenha ocorrido paralisação de atendimento em represália ao resultado negativo nas urnas. Ele afirmou que as medidas foram tomadas para se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal, que não permite aos administradores deixarem dívidas para seus sucessores.

-Não houve nenhuma paralisação na saúde, educação, transporte escolar ou no atendimento no hospital de Xaxim- argumentou.

1 comentário
11 out07:48

Eles querem ultrapassar fronteiras

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@diario.com.br

Sid Folk’s Trio, formado por um catarinense, um paranaense e um gaúcho, na cidade de Xaxim, oeste catarinense, quer ultrapassar fronteiras e, através da música, levar o som para novos horizontes.

O grupo dos amigos Sid Geremia (vocalista), Wagner Kinappe (banjo) e Chico Carvalho (percussão) começou como uma diversão para os professores de música. Das festas de amigos começaram a tocar em bares e cafés da região. A cada nova apresentação o grupo fortaleceu uma identidade própria inspirada no folk, country e rock’n’roll. Agora, com três anos de formação, o grupo conquista novos espaços no cenário musical dos estados do Sul.

No show, de cerca de três horas, além de country music e dos imortais Bob Dylan e Neil Young, o grupo apresenta clássicos como Creedence Clearwater Revival e Lynyrd Skynyrd. Mesmo investindo no formato acústico, o rock’n’roll permeia as apresentações. Algo que chama a atenção de quem acompanha o show é um instrumento inusitado e comumente encontrado nas áreas de serviço: uma tábua de lavar roupas. Isso mesmo, o objeto, que custa em média R$ 27, é um poderoso instrumento de percussão. Aliás, no youtube diversos vídeos ensinam como tocar a washboard.

Além dos tradicionais violão, guitarra e banjo, o vocalista arrebenta com as gaitas de boca, instrumento característico do folk e do blues. Em cada apresentação, o vocalista Sid utiliza cerca de 10, das suas 25 harmônicas.

O desafio atual do trio, acostumado a apresentar músicas cover, é mostrar a essência da banda através de composições próprias.

— Temos algumas escritas e queremos gravá-las em breve — disse Sid.

O mentor do grupo explica que é diferente ter influência no folk e tocar o estilo musical. Por isso eles estão compondo também em inglês. Sid brinca que se as letras fossem em português seria como se o samba, ritmo brasileiro, fosse cantado em japonês.

— A música não teria a mesma emoção — compara.

Para os integrantes, o Oeste tem muito potencial na música, além de grandes músicos com uma sonoridade bem particular.

— O espaço ainda é um pouco restrito, mas vamos aos poucos ultrapassando fronteiras — completou.



Agende-se

O quê: show do Sid Folk’s Trio

Quando: sexta-feira, 12/10

Onde: Kasa Café, Xaxim

Quanto: R$ 15 antecipado, R$ 20 no local.

Informações: (49) 9992-3355 e www.facebook.com/sid.trio


DIÁRIO CATARINENSE


Comente aqui
30 ago08:47

Dupla Humberto e Ronaldo fazem show em Xaxim

No sábado dia 1º de setembro a dupla Humberto e Ronaldo fazem show na Maltaria em Xaxim. A dupla é conhecida pelos hits: “E deixe o tempo ver”, “Palavras de adeus”, “Sonho bobo”, “To beijando outra” e o mais recente sucesso “Só vou beber mais hoje”.

Em Chapecó os ingressos podem ser adquiridos no Posto do Guri, Posto Marcon, Palladium e no QGDO Centro. Em Xaxim: O Boticário e Posto Mascarelo. Xanxerê: Pasteca ou online na blueticket.com. br. Os portões serão abertos a partir das 23h.


SHOW Humberto e Ronaldo

Horário: 23h

Local: Maltaria – Xaxim/SC

Ingressos: Pista: R$ 25 e Área Vip: R$ 40

Camarote e informações pelo telefone: (49) 9987-6787


Comente aqui
28 ago14:43

Projeto Alimentação Saudável tem continuidade em Colégio de Xaxim

Alunos do 1º ano do ensino fundamental do Colégio Geração Construtiva, de Xaxim, realizaram na última semana mais uma etapa do projeto sobre alimentação, que tem por objetivo estimular o consumo de alimentos saudáveis, principalmente frutas e verduras. Para isso, a turma vem participando de uma série de atividade para que este objetivo possa ser alcançado, como por exemplo, a participação das avós na escola, trazendo os pratos preferidos dos netos, a preparação de alimentos pela turma e o estudo das vitaminas e benefícios de cada alimento para o corpo.

Desta vez, os alunos aprofundaram os estudos sobre a origem dos alimentos e terminaram a construção do conhecimento com uma atividade prática, a professora propôs que os alunos trouxessem massinha de modelar e preparassem um prato que lhes chamasse a atenção por algum motivo, seja pelos benefícios, estética, vitaminas ou sabor.

Segundo a professora, Maura Brandalise, os alunos se empenharam muito em lembrar as características dos alimentos e replicá-los com todos os detalhes.


Comente aqui
25 ago16:01

Projeto da Unochapecó constrói casas de materiais natural

O Projeto de Extensão Habitação e Qualidade de Vida, da Unochapecó está finalizando a construção de uma residência piloto na cidade de Xaxim, no Bairro Santa Terezinha. O projeto, que tem por objetivo amenizar os problemas de acesso à habitação de qualidade utilizando a técnica de bioconstrução, consiste na utilização de materiais naturais na construção de residências. A obra utiliza materiais como tijolos de adobe, pedra e bambu, além do “pau a pique”, que é uma massa formada por serragem, terra, fibras vegetais, pó de brita, cal, cimento e água, estruturadas por madeira.

A bioconstrução é focada em tecnologias sociais, aplicadas à construção civil executando um projeto piloto em habitação, capacitando os moradores do bairro para a utilização da técnica da permacultura que é a técnica de organizar ambientes sustentáveis, sociais e financeiramente viáveis, que consiste na reutilização de matérias como gafaras pets, caixas tetra pak para a construção projetos como aquecedores solares de baixo custo, cisternas para captação e armazenagem de água das chuva e produção de alimentos para consumo próprio.

Sete famílias foram selecionadas pelo Centro de Referencia de Assistência Social (Cras) do Bairro Santa Terezinha, e estão envolvidas no processo de construção do projeto piloto. O compromisso firmado com a Prefeitura de Xaxim ainda prevê a construção de mais seis residências, em lotes vizinhos. As técnicas construtivas adotadas se valem de materiais locais e naturais como barro, pedra e bambu.

Nos últimos quatro meses, a coordenadora do projeto, professora Christine Scherer e bolsistas da Unochapecó, juntamente com dois bioconstrutores da cidade de Arabutã vem capacitando as sete famílias de Xaxim, através de oficinas práticas que envolvem técnicas de educação popular além da técnica da construção da residência. A construção do projeto piloto com área de 68m², divididos em dois andares, será feita de acordo com as necessidades das famílias, deixando as residências com um pouco da identidade dos futuros moradores. Os projetos elétricos e sanitários também serão repassados aos moradores.

As fases construtivas evoluem de forma mais lenta, tendo em vista o caráter de capacitação profissional. Atualmente a residência já possui cobertura faltando ainda algumas paredes, reboco e pintura. O projeto da Unochapecó ainda prevê a construção de uma cisterna de 4,5 mil litros e a instalação de aquecedores de água, tudo feito pelas mãos das famílias. O dono da primeira residência será sorteado na conclusão do projeto piloto e sua avaliação dará início aos processo de construção das demais casas.

Segundo a coordenadora do projeto, Christine Scherer , a bioconstrução é uma técnica inovadora enquanto proposta habitacional de interesse social e urbano na região. “A mesma é de baixo custo, envolve a participação da comunidade beneficiada, apresenta um modelo que proporciona conforto e habitabilidade em conformidade com aspectos bioclimáticos, além de ter maior durabilidade que as casas de alvenaria”, acrescenta. Outro ponto positivo do projeto é o fato de que as sete famílias disponibilizam 12 horas semanais para a construção do projeto além de saírem capacitados e prontos para a construção das outras casas.

O projeto foi desenvolvido pela Unochapecó com apoio da Prefeitura Municipal de Xaxim, que fez a doação dos terrenos de interesse social, R$ 25 mil reais em materiais para construção de casa, e o Cras, que selecionou as famílias contempladas.


Comente aqui
24 ago14:37

Três municípios da AMAI recebem nota maior que 6 no Ideb na rede municipal

Três municípios que integram a Associação dos Municípios do Alto Irani (AMAI) alcançaram nota maior que 6 na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Esta média é considerada correspondente a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

As três melhores notas na região da AMAI, na rede municipal de ensino, avaliando as séries iniciais foram: Vargeão – 6,6; São Domingos – 6,2 e Xaxim – 6,1. Com estas informações em mãos, o MEC estabelece metas para a melhora do ensino no país. Com estes índices, os municípios ficaram acima da média brasileira que foi de 4,7 e a do Estado de 5,7.

Com o Ideb, ampliam-se as possibilidades de mobilização da sociedade em favor da educação, uma vez que o índice é comparável nacionalmente e expressa em valores os resultados mais importantes da educação: aprendizagem e fluxo.


Comente aqui
16 ago09:39

Maratonista de Xaxim quer chegar a elite

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O maratonista Wivson Souza, 23 anos, que é natural de Recife/PE, mudou com a família há 10 anos para a cidade de Xaxim. E foi aqui no Oeste Catarinense que o sonho de menino se tornou realidade.

- Sempre corria quando pequeno, mas não imaginava que isso poderia se tornar uma profissional – conta o maratonista que fez sua estreia no esporte em 2008, na Maratona Internacional de Florianópolis.

Wivson se prepara para mais uma competição. Ele vai disputar a 3ª Maratona Internacional Maurício de Nassau, na sua terra natal. A prova será no dia 30 de setembro.

- Estou com as passagens na mão, que ganhei de uma agência de viagens de Xaxim, mas preciso ainda de ajuda para hospedagem e outros gastos – contou Wivson. Ele disse ainda que essa é a primeira prova que vai participar em 2012, depois da recuperação de uma lesão.

O pernambucano, que é tímido na entrevista, se mostra um fera dentro das pistas. Prova disso são os prêmios que tem conquistado. Destaque para os primeiros lugares no Encontro Catarinense de Bombeiros conquistados em 2008 na cidade de Chapecó, 2010 em Blumenau, e 2011 em Florianópolis.

- Quero o primeiro lugar mais uma vez este ano – disse o maratonista que vai competir em Lages.

Wivson recebe apoio de lojas e academia de Xaxim, mas está em busca de patrocínio. Empresários interessados em ajudar o atleta podem entrar em contato pelo telefone 49 8882-6865.


Comente aqui