Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chapecoense encara Brasil-RS no Índio Condá

14 de agosto de 2011 0

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Verdão quer voltar a vencer para subir na tabela de classificação

Vencer ou vencer. Esta é a missão da Chapecoense contra o Brasil-RS neste domingo, às 16h, no Índio Condá, na avaliação do diretor de Futebol, Cadu Gaúcho. Com uma vitória, o time catarinense, que tem quatro pontos, alcança o time gaúcho, com sete, junto com o Joinville, na primeira posição do Grupo D do Campeonato Brasileiro.

O técnico Mauro Ovelha classifica o jogo como “importantíssimo”. Para isso, ele conta com o retorno do zagueiro Groli, um dos destaques do time na conquista do campeonato catarinense. De Lazzari vai para o banco.

A outra mudança do treinador é tática. Ele retira o ala direito Medina e coloca o meia Rafael Bitencourt no setor. O meia entrou na posição no decorrer dos três jogos anteriores, contra Caxias, Santo André e Joinville. Agora, começa pela primeira vez como titular.

— Há tempo venho esperando essa oportunidade — comemorou Bitencourt.

No coletivo de sexta-feira, Mauro Ovelha parou o treinamento várias vezes para corrigir o posicionamento da equipe. Ele pediu muita concentração aos jogadores.

— É um jogo de muita pressão e responsabilidade — justificou.

O treinador considera que os jogos contra o Brasil-RS podem definir o encaminhamento de uma das vagas para a próxima fase.

A direção do clube aposta no fator local, onde o time não perde há 22 jogos. Por isso, fez uma promoção de preço único de R$ 15 na Geral, metade do preço que vinha sendo praticado. O time do Oeste quer mais uma vez fazer valer a força do Índio Condá, que foi decisivo na conquista do tetracampeonato catarinense.

Ficha técnica:

Chapecoense x Brasil de Pelotas

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

Data: 14/08/2011 (domingo).

Horário: 16h (de Brasília).

Arbitragem: Wagner dos Santos Rosa, auxiliado por José Amilton Pontarolo e Juliano Fernandes da Silva.

Chapecoense

Rodolpho; Dema, Groli e Amaral Rosa; Rafael Bittencourt, Diogo Roque, Everton Cezar, Neném e Aelson; Jean Carlos e Neilson. Técnico: Mauro Ovelha.

Brasil de Pelotas

Vanderlei; Jackson, Jonas, Asprilla e Nill; Carlos Alberto, Léo Medeiros, Guilherme e Athos; Luiz Carlos e Marcos Denner. Técnico: Beto Almeida.

Envie seu Comentário