Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chapecoense vence o Brasil-Pe por 3 a 1 pela Série C

14 de agosto de 2011 0

Verdão do Oeste saiu atrás, mas virou o jogo pra cima da equipe gaúcha

Embalados pela torcida e numa tarde nublada em Chapecó, o verdão do Oeste entrou em campo contra o Brasil-Pe, pela quinta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, com a missão de vencer.

A primeira oportunidade de gol foi o time gaúcho aos 4 minutos. Quatro minutos depois, o atacante Marcos Denner , aproveitou a falha no sistema defensivo da Chapecoense e marcou o primeiro gol para o Xavante.

O lateral esquerdo Aelson caiu e reclamou de dor no braço direito, o jogador saiu do estádio de ambulância. Com a lesão, Ovelha deixou o time mais ofensivo, colocando Medina no lado direito e o zagueiro Amaral como lateral esquerdo.

Depois de muitas tentativas e algumas jogadas, foi num lance individual que saiu o empate. Aos 30 minutos, o atacante Neilson invadiu a área do Brasil e marcou para o verdão. Após o empate o jogo continuou equilibrado. Aos 36 minutos, a zaga da Chapecoense falhou e Rodolpho fez uma bela defesa num chute de Marcos Denner.

NO INTERVALO

Uma confusão na torcida do Brasil-Pe chamou a atenção durante o intervalo. Uma camiseta da Chapecoense pode ter sido o motivo. A Polícia Militar foi chamada e conteve o tumulto.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou tensa e com a torcida pressionando o time de arbitragem. Logo aos 2 minutos, Jean Carlos da Chapecoense perdeu a oportunidade de aumentar o placar.

Com a ideia de dar mais agilidade ao time, o técnico Beto Almeida colocou o volante João Emir, no lugar de Nill.

Neílson, artilheiro do jogo com três gols

E foi numa jogada brilhante entre Jean Carlos e Neílson que saiu o segundo da Chapecoense. Aos 10 minutos, o atacante marcou o segundo gol na partida e comemorou ‘ligando’ para a torcida com a sua chuteira.

Aos 15 minutos, o time gaúcho invadiu a área do verdão e quase marca mais um. Após falhar o goleiro Rodolpho se recuperou e defendeu o chute de Luiz Carlos.

E mais uma vez a parceria Jean Carlos e Neilson deu certo. Neílson fez o terceiro gol dele e do verdão aos 28 minutos.

Nos momentos finais da partida começaram as expulsões: aos 33 minutos, Diego Roque do Verdão foi expulso, ele já tinha 2 cartões amarelos. Após uma confusão com o gandula o jogador Asprilla do Brasil, foi expulso aos 41 e aos 43 foi a vez de Groli da Chapecoense.

E com a chegada da chuva o juiz apita o final da partida: Chapecoense 3 x 1 Brasil-Pe. O jogo de volta está marcado para o dia 28 de agosto em Pelotas.

HOMENAGEM AO PAI

O jogador Neílson, destaque da partida com 3 gols homenageou o pai que mora em Marilia, interior de São Paulo. Após marcar o segundo gol ele pegou a chuteira e ligou para o pai. Esse é o quarto gol dele na Série C.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE (3)

 Rodolpho, Groli, Dema, Amaral Rosa, Rafael Bitencourt (Diego Felipe), Diogo Roque, Everton Cezar, Neném (Rodrigo Thiesen), Aelson (Medina), Jean Carlos e Neílson. Técnico: Mauro Ovelha.

BRASIL-RS (1)

Vanderlei, Jackson, Jonas, Asprilla, Nill (João Emir), Carlos Alberto, Guilherme (Rafael Xavier), Athos, Léo Medeiros (Juninho), Luiz Carlos e Marcos Denner. Técnico: Beto Almeida.

Arbitragem: Wagner dos Santos Rosa, auxiliado por José Amilton Pontarolo e Juliano Fernandes da Silva.

Gols: Marcos Denner (8 minutos) – Brasil-Pe; Neílson (30 min. 1T); Neilson (10 min. 2T); Neílson (28 min. 2T) – Chapecoense.

Cartões amarelos: Everton Cezar, Dema e Rodolpho(Chapecoense); Guilherme, Athos e Marcos Denner(Brasil-Pe).

Cartões Vermelhos: Diogo Roque (33 min. 2T); Asprilla (41 min. 2T) Brasil-Pe; Groli (43 min. 2T) Chapecoense.

Local: estádio Arena Condá, em Chapecó

Envie seu Comentário