Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Colchonetes viram guarda-chuva

08 de setembro de 2011 0

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br


Os jogadores da Chapecoense descobriram uma nova função para os colchonetes. Eles viraram proteção contra a chuva na tarde de quinta, quando o time desembarcou do ônibus para treinar no ginásio da Paróquia Santo Antônio.

Apesar do aguaceiro os atletas demonstraram bom humor. O volante Marcos Alexandre afirmou que o tempo atrapalhou a preparação para o jogo de domingo, contra o Santo André, mas isso pode ser compensado pelo conhecimento que um jogador tem do outro, já que a base do grupo é a mesma que disputou o estadual.

Marcos Alexandre disse que está pronto para voltar a atuar os 90 minutos e pode ser o substituto de Amaral Rosa, suspenso. Ele ficou três meses parado devido a uma cirurgia e depois disso só entrou no jogo contra o Brasil-RS, em Pelotas.

Para o preparador físico Alexandre Andreis, o trabalho no ginásio é uma compensação. –Não é a mesma coisa que treinar na grama- explicou. Ele considera que o ideal é sempre treinar na grama, que é o piso de jogo. Além disso, o impacto do ginásio é maior. O volante Diogo Roque, que está se recuperando de uma lesão no joelho, foi poupado.

Nesta quinta o grupo faria um coletivo na Arena Condá. Em vez disso acabou realizando trabalhos de força, tração e agilidade, no ginásio. A equipe viaja no sábado para São Paulo.

Envie seu Comentário