Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chapecoense tem a terceira melhor defesa

22 de setembro de 2011 5

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um dos trunfos da Chapecoense para buscar uma vaga na Série B do Campeonato Brasileiro é o bom desempenho da defesa, a terceira melhor entre os 20 clubes que disputaram a primeira fase.

O time do Oeste catarinense levou sete gols em oito jogos, mesmo desempenho do Paysandu. Nesse quesito só foram melhores o Brasiliense-DF, com cinco gols, e a Luverdense-MT, com seis.

Um dos responsáveis por esse bom resultado é o goleiro Rodolpho, que desde que chegou no time, no final do returno do Campeonato Catarinense, vem mantendo média inferior de um gol sofrido por jogo.

O goleiro considera que a defesa mais difícil foi num chute à queima-roupa num chute de Luiz Carlos na vitória por 3 a 2 diante do Brasil-Pe, na Arena Condá. E a defesa mais importante foi num chute de Athos, da marca do pênalti, que garantiu a vitória contra o mesmo Brasil, por 1 a 0, em Pelotas. Ele dedicou aquela vitória ao filho Davi, que completava dois anos.

Mas o goleiro divide o bom desempenho a um esforço coletivo.

–Todo mundo ajuda marcar- explicou. Até os atacantes Jean Carlos e Neílson voltam ao campo de defesa para desarmar.

Rodolpho destacou a responsabilidade de substituir um ídolo do clube, Nivaldo, que estava lesionado quando foi contratado.

–Nós somos um grupo – ressaltou o goleiro.

Ele chegou na Chapecoense como o goleiro do Náutico na Batalha dos Aflitos, em que o Náutico perdeu em casa para o Grêmio depois de perder dois pênaltis.

– Agora quero ficar conhecido pelos títulos e conquista na Chapecoense – projetou.

Na quinta o técnico Mauro Ovelha fez um coletivo na Arena Condá. No início ele fez apenas uma mudança em relação ao time que iniciou o jogo contra o Caxias, no domingo passado. Everton Cezar, que cumpriu suspensão, voltou ao time titular, no lugar de Rodrigo Thiesen. Depois o treinador testou os três reforços que chegaram para a segunda fase, o ala Nequinha, o zagueiro Neguette e o meia Diogo Oliveira. Saíram, respectivamente, Sagaz, Amaral Rosa e Neném.

O time embarca sábado pela manhã para Brasília. Na segunda-feira enfrenta o Brasiliense, às 16 horas, em Taguatinga-DF.

O objetivo de Rodolpho e Cia é não tomar gols.

Comentários (5)

  • Sandrão – JOINVILLE diz: 23 de setembro de 2011

    Realmente, o Rodolpho é um grande goleiro!!

    Sorte aos amigos do Oeste. Tomara que no final de tudo, estejamos todos comemorando o acesso dos 2 clubes catarinenses: Chape e JEC !

  • Francisco diz: 23 de setembro de 2011

    Darci Debona, o Verdão busca vaga na série B e não na C como vc coloca acima.

  • JAIR JOINVILLE diz: 24 de setembro de 2011

    PLACAR DO JOGO DE BRASILIA : BRASILIENSE 3 X 1 CHAPEC. OS INDIOS VÃO CAIR NA REAL. SERIE C JA TA BOM DE MAIS P ELES .

  • Fabiano Toledo diz: 26 de setembro de 2011

    BOA SORTE AOS CATARINENSES!

    VAMOS SUBIR MEU VERDÃOOOO!!

Envie seu Comentário