Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Neném é remanescente dos confrontos contra o Brasiliense

24 de setembro de 2011 0

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Enfrentar o Brasiliense não é novidade para alguns jogadores do grupo da Chapecoense, como o meia Neném e os alas Aelson e Sagaz. Eles enfrentaram o time calango no ano passado, pela Copa do Brasil.

No primeiro jogo a Chapecoense fez 3 a 0 na Arena Condá e, no jogo de volta, em Brasília, perdeu por 2 a 1 mas passou para a segunda fase. Aelson jogou na primeira partida e Sagas na segunda. Neném foi o único a atuar nos dois jogos sabe como enfrentar o time do Distrito Federal.

-Temos que jogar com inteligência pois eles tem um time bom e o campo lá e grande- afirmou.

Além disso os jogadores terão que se adaptar ao calor do Centro Oeste. –Lá é bem mais abafado- lembrou.

No entanto o meia da Chapecoense ressaltou que a situação agora é diferente da Copa do Brasil, pois os times estão numa chave e ninguém tem vantagem. Ele tem uma estratégia para largar bem na segunda fase da Serie C.

–Temos que marcar bem e explorar os contra-ataques- argumentou.

Outra arma é a bola parada. Vários gols da Chapecoense nasceram em cobranças de falta de Neném. Inclusive o gol do título catarinense, que Carlinhos Santos, do Criciúma, cabeceou contra o próprio gol.

O meia que já está próximo de 100 jogos pela Chapecoense, quer mais uma conquista, que seria o acesso para a Série B.

O técnico Mauro Ovelha ainda não definiu o time que vai enfrentar o Brasiliense, segunda-feira, às 16 horas, em Taguatinga-DF. Ontem ele fez trabalho de dois toques.

A equipe viajou às 6h15 deste sábado. Ovelha disse que vai esperar os dois treinamentos que pretende fazer no Distrito Federal, sábado e domingo, antes de escalar os 11 titulares.Um dos motivos é que ele conta com três reforços para a segunda-fase: o ala Nequinha, o zagueiro Neguette e o meia Diogo Oliveira.

– Os três tem chances de jogar- confirmou o treinador.

Envie seu Comentário