Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chapecoense aposta no bom retrospecto do Catarinense

21 de fevereiro de 2012 3

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense está curtindo o Carnaval na liderança do Catarinense. Mas a vantagem para o Avaí é de apenas um ponto, o Figueirense está na cola e o time do Oeste vai decidir o turno longe de seus domínios. São dois jogos, contra o Altético, em Ibirama, e Criciúma, no Heriberto Hülse.

Resta saber se o time de Gilberto Pereira tem cacife para garantir o título fora de casa. Nos últimos cinco anos, a Chapecoense tem crescido nos momentos decisivos. No ano passado, sob o comando de Mauro Ovelha, só conquistou o título graças a uma campanha formidável no returno, que garantiu as partidas decisivas no Condá, com a vantagem do empate. Nas últimas duas rodadas a Chapecoense tinha que vencer o Concórdia e o Brusque fora de casa, para não ser ultrapassado pelo Figueirense, e cumpriu a missão.

Em 2007 o time largou mal e depois fez uma campanha memorável, com 19 jogos sem perder. O atacante Jean Carlos, que estava em toda a campanha de 2007 e chegou na fase final de 2011, lembra que um dos jogos mais importantes foi contra o Atlético, em Ibirama. O Criciúma seria campeão antecipado se vencesse o returno. A Chapecoense venceu o Atlético por 3 a 2, em Ibirama, com um gol nos descontos.

Agora o Atlético novamente está no caminho da Chapecoesne, em mais uma partida decisiva. E Jean Carlos deverá iniciar sua primeira partida como titular em 2012 justamente em Ibirama. Ele tem boas lembranças de lá. E confia que a Chapecoense pode buscar o título do turno fora de casa.

O meia Neném, que foi campeão com a Chapecoense em 2011, confia no peso da camisa verde.

– A Chapecoense é um time de tradição que cresce nos momentos decisivos- avaliou.

Ele lembrou que, em 2009, o time precisava vencer o Avaí na Ressacada para chegar na final. E conseguiu bater o Leão em seus domínios, por 1 a 0. O único problema é que, na final, o Avaí cobrou a conta com juros e correção monetária, num histórico 6 a 1 com show de Marquinhos.

Neném disse que agora é o momento dos jogadores mais experientes do time “chamarem” a responsabilidade.

– Temos dois jogos importantes que podem nos dar uma boa vantagem- explicou o meia, sobre a possibilidade de classificação antecipada para as semifinais.

Para isso o time conta também com o experiente Nivaldo, de 37 anos, que já passou pelo sucesso dos dois títulos catarinenses de 2007 e 2011, da conquista da vaga na Série C e também das “amareladas” diante dos times mineiros no nacional.

O técnico Gilberto Pereira sabe que os confrontos são difíceis e não quer criar um clima de otimismo junto à torcida. Mas acredita que seu grupo tem potencial de chegar no título do turno. Ele avaliou que a parada do Carnaval é um bom momento de corrigir o rumo do time, que venceu as cinco primeiras partidas e agora vem de dois tropeços. Ele também quer fazer parte positiva da história da Chapecoense.

Comentários (3)

  • fiedler diz: 21 de fevereiro de 2012

    Aqui em Ibirama a parada é dura , principalmente porque também temos chances de sermos campeões neste primeiro turno … Saudações Atleticanas …

  • juliano diz: 21 de fevereiro de 2012

    verdão vai ganha as duas e vai ser campeão de novo dale chape

  • seco vills diz: 22 de fevereiro de 2012

    fiedler,…vão sonhando,…faz parte…mais não hj,,,pois nosso furacão do oeste vai arrrasar o atlético…vamo verdão vamos ser campeão….

Envie seu Comentário