Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A volta do “gigante” Dema

20 de março de 2012 2

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A vitória de domingo da Chapecoense contra o Marcílio Dias marcou a estreia do técnico Itamar Schulle, a quebra de um jejum de oito jogos sem vitória e o retorno do zagueiro Dema, que ficou sete meses e 20 dias sem disputar uma partida oficial.

Sirli Freitas / Agência RBS

Mesmo depois de tanto tempo ele compensou a falta de ritmo de jogo com muita vibração e dedicação durante a partida. Já no primeiro “bico” que deu na bola a torcida aplaudiu. Depois, quando afastou de cabeça um cruzamento e na sequência defendeu um chute com o pé, um torcedor gritou: “Esse é o Dema”. Às vezes até o zagueiro Souza, que companheiro de zaga, era confundido com ele. O atleta de 33 anos vibrava a cada jogada certa, como se comemorasse um título. Nos momentos de dificuldade, batia palmas para incentivar os companheiros. –Tudo o que eu faço procuro fazer de coração- disse, após a partida.

Dema era o símbolo de um time que tirava o peso das costas. A equipe voltava a vencer. E ele retornava depois de um calvário. O atleta de 1,91 metros, que chegou a jogar basquete na adolescência, teve um rompimento nos ligamentos do joelho no dia 28 de agosto do ano passado, na abertura do returno da Série C do Campeonato Brasileiro, contra o Brasil de Pelotas.

Foram dois meses só de tratamento após a cirurgia. –Minha esposa Mônica e minha filha Vitória me deram muita força- lembrou. Depois vieram a fisioterapia e academia. Somente após cinco meses e três semanas, voltou a trabalhar como grupo.

No final de fevereiro, finalmente pôde treinar com bola. –Estava ansioso pois queria ajudar de alguma forma- lembrou o jogador. No ano passado ele foi um dos destaques na conquista do Campeonato Catarinense mas não conseguiu ajudar o time a subir para a Série B do Campeonato Brasileiro. Também viu de fora o time acumular oito jogos sem vitória. Seu retorno coincidiu com a retomada das vitórias.

Dema agora que voltar a fazer bonito na Copa do Brasil, onde foi campeão em 2005, pelo Paulista de Jundiaí. –É uma competição que coloca os jogadores em evidência- explicou. Sua meta é ajudar o time a vencer o São Mateus, amanhã, para classificar para a segunda fase e enfrentar o Cruzeiro.

Ontem iniciou a obra de reforço na cobertura da ala Oeste, que está interditada. Hoje o trabalho deve ser concluído e após será solicitado uma audiência com o Ministério Público para liberar o setor.

Comentários (2)

  • Cristian diz: 20 de março de 2012

    cara o dema é demais, eu torço pro jec, mas tenho que concordar que ele é um gigante, muito bom jogador, vocês de chapecó tem que dar ainda mais força pra ele, pois quando ele pegar ritmo de jogo, vai ter muita equipe correndo atras dele, se liga chapecoense!

  • Gabriel Dias diz: 20 de março de 2012

    Cristian: Cara ele joga muito, a cada bola chutada para frente, a cada jogada ele sempre está apoiando, gritando e dando apoio aos jogadores. E eu tenho certeza que ele é o jogador que mais apoiamos no time. Desde o ano passado nós, torcedores da Chapecoense, sempre apoiamos o Dema e com certeza já é ídolo para muitos torcedores.

Envie seu Comentário