Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 18 abril 2012

Chapecoense está fora da Copa do Brasil

18 de abril de 2012 15

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

No primeiro tempo a Chapecoense marcou forte, saiu na frente, mas nos últimos minutos o Cruzeiro encontrou o caminho do gol e empatou. Mas no segundo tempo o Cruzeiro dominou a partida e tirou o time do Oeste da competição. Cruzeiro 4 x 1 Chapecoense.

Aos 9 minutos Eliomar recebeu a bola na intermediária e mandou para o gol. O chute sai torto e fraco.

Onze minutos depois Eber recebeu dentro da área, bateu forte e bola passou raspando na trave.

Aos 32 minutos Eliomar chutou forte, a bola bateu em Fabiano, sobrou para o zagueiro sozinho dentro da área. Ele bateu cruzado no canto direito de Fábio e abriu o placar. Este foi o sétimo gol dele na temporada. Fabiano é o artilheiro da Chapecoense.

O gol do empate saiu aos 44 minutos. Marcos cruzou pela direita, o goleiro Rodolpho tentou dar um tapa na bola, que bateu no peito de Thiago Carvalho e entrou.

Nos três minutos de acréscimo o Cruzeiro tentou de todas as maneiras virar o jogo, mas não conseguiu.

O primeiro tempo terminou Cruzeiro 1 x 1 Chapecoense.

No final da primeira etapa o zagueiro Fabiano, autor do gol da Chapecoense agradeceu à Deus o gol. – Graças a Deus pude estar ali na hora certa e fazer o gol. Mas depois do gol demos uma relaxada e time grande tem que ficar atento o tempo todo. Sofremos o gol, mas vamos voltar para o segundo tempo e tentar a vitória – disse.

Segundo Tempo

Aos 15 minutos Vágner Mancini fechou no time. Foram duas alterações. Saíram Wallyson e Marcos, para a entrada de Roger e Elber. Na Chapecoense, Itamar Schulle tirou Willian para a entrada do lateral Esquerdinha.

Seis minutos depois Wellington Paulista pegou de canhota, bateu forte no canto do goleiro Rodolpho e marcou. Foi um belo gol do atacante aos 21 minutos.

Aos 29 minutos Anselmo Ramon marcou o terceiro gol. Atacante fez uma bela jogada na entrada da área do Verdão, passou no meio de três e chutou cruzado.

Três minutos depois Roger lançou no pé de Wellington Paulista dentro da área, que fez o quarto gol da partida de cobertura na saída do goleiro. Esse foi o segundo dele na partida.

A Chapecoense até tentou reverter o placar mas não conseguiu. O tentava chegar nas oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em três participações. Nas outras duas foi eliminado na segunda fase, por Internacional (2008) e Atlético/MG (2010).

Com o resultado: Cruzeiro 4 x 1 Chapecoense, o Verdão está fora da Copa do Brasil. Agora as atenções do time voltam para o Campeonato Catarinense. Domingo o Verdão enfrenta o Avaí na Ressacada.

FICHA

CRUZEIRO

Fábio, Marcos (Elber), Thiago Carvalho, Victorino, Everton, Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Montillo (Amaral), Wallyson (Roger), Anselmo Ramon, Wellington Paulista.

Técnico: Vágner Mancini

CHAPECOENSE

Rodolpho, Fabiano, Leonardo, Souza, Eliomar (Rafael Mineiro), Wanderson, Diogo Roque, Athos, Neném, William (Esquerdinha), Éber (João Paulo).

Técnico: Itamar Schulle

GOLS

Thiago Carvalho (44min 1ºT), Wellington Paulista (21min e 32min 2ºT), Anselmo Ramon (29min 2ºT) – Cruzeiro

Fabiano (32min 1º T) – Chapecoense

Cartões Amarelos

Wallyson, Roger, Amaral – Cruzeiro

Willian, Souza, Leonardo – Chapecoense

Local: Arena do Jacaré – Sete Lagoas/MG

Leonardo e Athos escalados para o jogo desta quarta-feira

18 de abril de 2012 0

Itamar Schulle não vai poupar o zagueiro Leonardo e o meia Athos na partida contra o Cruzeiro. A partida inicia daqui a pouco na Arena do Jacaré em Sete Lagoas/MG.

Chapecoense

1 – Rodolpho

2 – Fabiano

3 – Leonardo

4 – Souza

11 – Eliomar

5 – Wanderson

7 – Diogo Roque

8 – Athos

10 – Neném

6 – William

9 – Éber

Confira o Banco do Verdão

12 – Juliano

13 – Dema

14 – Gustavo

15 – Rafael Mineiro

16 – Esquerdinha

17 – Diego Telles

18 – João Paulo

Copa do Brasil: Cruzeiro x Chapecoense

18 de abril de 2012 1

Marco Antônio Astoni e Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cruzeiro e Chapecoense decidem quem enfrenta o Atlético/PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG. Como o primeiro jogo, semana passada, em Chapecó, terminou empatado por 1 a1, quem vencer se classifica. Empate sem gols dá a vaga ao Cruzeiro. Novo 1 a 1 leva a vaga para a disputa de pênaltis. Igualdade por dois ou mais gols classifica a Chapecoense.

Montagem sobre foto de Edu Cavalcanti / Agência RBS

O time mineiro vai para o jogo com três atacantes, mais uma vez. O trio formado por Wallyson, Wellington Paulista e Anselmo Ramon está bem entrosado e preparado para ajudar o sistema defensivo do Cruzeiro na marcação.

Pelo lado catarinense, a ordem é surpreender. Ainda que possa poupar alguns jogadores para a disputa das semifinais do Campeonato Catarinense, contra o Avaí, a Chapecoense sonha em avançar para as oitavas da competição nacional pela primeira vez em sua história.

O árbitro da partida será Wilson Luiz Seneme, que será auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Luis Marques.

MINUTO A MINUTO

FICHA DO JOGO

CRUZEIRO

1 – Fábio

2 – Marcos

3 – Thiago Carvalho

4 – Victorino

6 – Everton

5 – Leandro Guerreiro

8 – Marcelo Oliveira

10 – Montillo

7 – Wallyson

9 – Anselmo Ramon

11 – Wellington Paulista

Banco reserva:

12 – Rafael

13 – Mateus

14 – Gilson

15 – Amaral

16 – Fábio Lopes

17 – Roger

18 – Elber

CHAPECOENSE

1 – Rodolpho

2 – Fabiano

3 – Leonardo

4 – Souza

11 – Eliomar

5 – Wanderson

7 – Diogo Roque

8 – Athos

10 – Neném

6 – William

9 – Éber

Banco reserva:

12 – Juliano

13 – Dema

14 – Gustavo

15 – Rafael Mineiro

16 – Esquerdinha

17 – Diego Telles

18 – João Paulo

Quem está fora

Cruzeiro: Três jogadores estão no departamento médico do Cruzeiro, todos com contusões musculares. São eles o lateral Diego Renan, o zagueiro Léo e o atacante Walter.

Chapecoense: A Chapecoense não tem nenhum jogador suspenso ou lesionado. O técnico Itamar Schulle e o preparador físico Anderson Paíxão optaram em poupar o meia Athos e o zagueiro Leonardo para a partida contra o Cruzeiro, já que o time disputa no domingo a semifinal do catarinense contra o Avaí.

Fique de Olho

Cruzeiro: Thiago Carvalho vai fazer sua quarta partida como titular do Cruzeiro, a segunda consecutiva. O zagueiro acredita que uma boa sequência de jogos vai fazer com que sua forma técnica chegue perto da ideal, para assim assumir a titularidade definitivamente.

Chapecoense: Souza, zagueiro e capitão da equipe, fez dois gols no jogo da classificação para a segunda a fase. E no primeiro jogo contra o Cruzeiro marcou o gol na Arena Condá, que garantiu a partida de volta.

Curiosidades

* A Chapecoense tenta chegar nas oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em três participações. Nas outras duas foi eliminado na segunda fase, por Internacional (2008) e Atlético-MG (2010).

* Como mandante, será a primeira partida do Cruzeiro fora de Belo Horizonte, pela Copa do Brasil. Na Arena do Jacaré, o time azul conseguiu 29 vitórias, nove empates e oito derrotas, em 46 jogos.

* Os dois times estão nas semifinais dos seus campeonatos regionais. O Cruzeiro enfrenta o América-MG pelo Mineiro e a Chapecoense encara o Avaí, pelo Catarinense.

* Em 47 jogos como mandante na Copa do Brasil, o Cruzeiro venceu 34 vezes. A Chapecoense, em três partidas como visitante, nunca venceu.

Schulle: “temos que ter uma boa marcação”

18 de abril de 2012 0

O técnico Itamar Schulle realizou ontem pela manhã o coletivo no Índio Condá, antes da viagem para Minas Gerais. Após o treinamento ele concedeu a seguinte entrevista.

Sirli Freitas / Agência RBS

Diário Catarinense: Após o jogo contra o Criciúma você afirmou que poderia poupar alguns jogadores contra o Cruzeiro. A diretoria lhe deu carta branca. O que você decidiu?

Itamar Schulle: A questão não é de poupar mas tirar um ou dois jogadores que tem risco de jogar e ter uma lesão. Jogamos as duas últimas partidas com campo molhado e pesado. Alguns jogadores sentiram dor muscular e isso acende a luz amarela. Temos que estar atentos. Nesse momento se um jogador se machucar não fica fora só do jogo contra o Cruzeiro e a semifinal do Catarinense. Não tem mais tempo para recuperar. Por isso temos que ter cuidado. O Leonardo não deve jogar e não pretendo usar o Athos também, a não se em caso de necessidade.

DC: E o atacante Éber?

Schulle: Se ele iniciar a partida não deve ser usado o tempo inteiro.

DC: Isso é priorizar o Catarinense em detrimento da Copa do Brasil, certo?

Schulle: Não entendo dessa forma. O Cruzeiro deixou quatro jogadores fora no campeonato mineiro. Não podemos expor jogadores e colocá-los sem ter a certeza de que eles possam atuar os 90 minutos. E a gente tem um grupo. O Leonardo não vai jogar mas tem o Dema. Todos são úteis.

DC: Qual a estratégia para tentar eliminar o Cruzeiro?

Schulle: O Cruzeiro é uma equipe que busca sempre o gol. Tanto que na maioria dos jogos marcaram mais de dois gols. Temos que ter uma boa marcação, não dar espaço. Isso não quer dizer ser retrancado. Temos que ter a posse de bola e manter o equilíbrio.

Copa do Brasil ou Catarinense: O dilema de Schulle

18 de abril de 2012 0

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Usar força máxima contra o Cruzeiro hoje à noite e buscar a classificação inédita para a terceira fase da Copa do Brasil ou poupar forças para a semifinal do Campeonato Catarinense no domingo. Esse é o dilema que o técnico Itamar Schulle a partir das 21h50 comanda a Chapecoense contra o Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Sirli Freitas / Agência RBS

Como o jogo de ida, no Índio Condá, foi 1 a 1, a Chapecoense precisa vencer ou então empatar por dois ou mais gols de diferença. Empate sem gols dá Cruzeiro e novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

Desde o final do jogo contra o Criciúma, no domingo, o treinador já cogitou poupar alguns atletas pelo desgaste de jogos nas quartas-feiras e domingo. Schulle teme perder jogadores por lesão para a semifinal de domingo, contra o Avaí. A direção do clube deu carta branca para o técnico decidir. É consenso na Chapecoense que as chances reais de título são a do Campeonato Catarinense.

Mas há também um sentimento de que não é impossível derrotar o Cruzeiro em Sete Lagoas, mesmo com amplo favoritismo dos mineiros. –Não tem como comparar os times, mas nem sempre ganha o melhor e sim o mais eficiente- declarou o zagueiro Souza, que joga contra o Cruzeiro e está suspenso contra o Avaí.

Os jogadores demonstraram intenção de jogar hoje pois um confronto contra o Cruzeiro é uma vitrine. Athos disse que por ele estaria em campo. –Pra mim não tem problema jogas as duas, estou me sentindo bem- disse o jogador, ainda na segunda-feira. Mas Itamar Shulle afirmou que deve poupar o meia, mais o zagueiro Leonardo e o atacante Eber. Com isso entram Rafael Mineiro, Dema e João Paulo. O principal desfalque seria Athos, que participou da maioria dos gols da Chapecoense desde a sua chegada. Schulle disse que a intenção é não usá-lo. Mas, se chegar no segundo tempo e a Chapecoense tiver uma chance de classificar, provavelmente o técnico vai chamá-lo.

O Cruzeiro também terá alguns desfalques. O lateral Diego Renan e o atacante Walter, que entrou no segundo tempo e fez o gol de empate no primeiro jogo, estão lesionados. E o zagueiro Leo está suspenso. Na zaga entra Thiago Carvalho. Na lateral joga Amaral ou Marcos. Outra dúvida é entre Roger e Wallyson