Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A volta de Sérgio Ávila

31 de janeiro de 2011 0


Depois de passar por União da Vila do IAPI, Acadêmicos de Gravatai e Império da Zona Norte o mágico das cores  está de volta. Conhecido pelo seu bom gosto, finesse e detalhismos, Sergio Ávila está chegando às pressas para continuar o trabalho de um dos seus maiores ídolos que é Guaracy Feijó. Sérgio está de volta ao Carnaval, agora na Academia de Samba Praiana.

A escola nos últimos quatro anos não tem feito Carnavais que lhe tire da zona de  rebaixamento. No Carnaval passado ficou em último lugar salva por uma ato administrativo da presidencia da Aecpars, visto que entrou faltando um carro.  Com o discurso de que não carrega nehum ressentimento por problemas anteriores, Sérgio Ávila volta por conta de uma força maior, que é a responsabilidade de um profissional e respeito ao público.

Seu otimismo se dá pela sintonia que encontrou na escola. Uma bateria ótima comandada por Chiqunho (ex-IAPI), Alexandre Belo (ex-Imperatriz),  um puxador de muita qualidade, que vai levar um samba promissor. A sintonia continua e traz para a escola pessoas que se somam a este trabalho. É o caso de Perez, ferreiro e artesão de mão cheia, artista completo segundo Ávila, e muito ligado à escola. Há também o concurso do artista plastico Curió, que traz gente e um trabalho reconhecido também. Na sua chegada, ele trensformou o barracão em apenas quatro dias. Já deixou dois carros com a ferragem pronta e encaminha acabamento.
Do tempo curto, disse ter vivido esta mesma exigência em outra acasiões, com muito pouco tempo para fazer o Carnaval, não mais do que 40 dias. Sua confiança é maior porque tem a informação de fantasias que virão do Rio e de São Paulo. Trás de seu ateliê fantasias de luxo em quantidade suficiente para todos os carros.
Muitas outras coisas vêm de sua empresa especializada em eventos tal como tecidos e material em geral de uso em barracão.

Sérgio Ávila mostra maior contentamento porque com ele voltam muitas pessoas da escola que estavam afastadas, bem como um grande grupo de amigos do teatro, das sociedades e  parentes, que sempre gostaram muito de Carnaval.

O melhor exemplo é o retorno do coreógrafo e professor de dança Edson Garcia, que vem com uma ala de passo marcado inteira e pronta, e que já ensaia forte para o desfile. Sérgio já está trabalhando de forma muito organizada no barracão da Praiana, e para colocar a escola em desfile terá mais de 20 pessoas em atividade no Porto Seco.
Disse com os pés no chão que fará um desfile muito bonito, porque o tema ajuda muito: “Academia de Samba Praiana, Pelos Caminhos da Vida fiz Minha Pátria. Sou Cigano, Sou do Mundo, Sou Feliz.
Há uma especulação muito grande de que em função das dificuldades da escola, ela seria a primeira candidata ao rebaixamento que este ano será de três escolas. Logo, para quem só tinha dificuldaes e transtronos, parace que a Academia de samba Praiana recebe a benção de Santa Sara, A Virgem Negra dos Ciganos.

Depois de passar por União da Vila do IAPI, Acadêmicos de Gravatai e Império da Zona Norte o mágico das cores  está de volta. Conhecido pelo seu bom gosto, finesse e detalhismos, Sergio Ávila está chegando às pressas para continuar o trabalho de um dos seus maiores ídolos que é Guaracy Feijó. Sérgio está de volta ao Carnaval, agora na Academia de Samba Praiana. A escola nos últimos quatro anos não tem feito Carnavais que lhe tire da zona de  rebaixamento. No Carnaval passado ficou em último lugar salva por uma ato administrativo da presidencia da Aecpars, visto que entrou faltando um carro.  Com o discurso de que não carrega nehum ressentimento por problemas anteriores, Sérgio Ávila volta por conta de uma força maior, que é a responsabilidade de um profissional e respeito ao público.  Seu otimismo se dá pela sintonia que encontrou na escola. Uma bateria ótima comandada por Chiqunho (ex-IAPI), Alexandre Belo (ex-Imperatriz),  um puxador de muita qualidade, que vai levar um samba promissor. A sintonia continua e traz para a escola pessoas que se somam a este trabalho. É o caso de Perez, ferreiro e artesão de mão cheia, artista completo segundo Ávila, e muito ligado à escola. Há também o concurso do artista plastico Curió, que traz gente e um trabalho reconhecido também. Na sua chegada, ele trensformou o barracão em apenas quatro dias. Já deixou dois carros com a ferragem pronta e encaminha acabamento.

Do tempo curto, disse ter vivido esta mesma exigência em outra acasiões, com muito pouco tempo para fazer o Carnaval, não mais do que 40 dias. Sua confiança é maior porque tem a informação de fantasias que virão do Rio e de São Paulo. Trás de seu ateliê fantasias de luxo em quantidade suficiente para todos os carros. Muitas outras coisas vêm de sua empresa especializada em eventos tal como tecidos e material em geral de uso em barracão. Sérgio Ávila mostra maior contentamento porque com ele voltam muitas pessoas da escola que estavam afastadas, bem como um grande grupo de amigos do teatro, das sociedades e  parentes, que sempre gostaram muito de Carnaval.

O melhor exemplo é o retorno do coreógrafo e professor de dança Edson Garcia, que vem com uma ala de passo marcado inteira e pronta, e que já ensaia forte para o desfile. Sérgio já está trabalhando de forma muito organizada no barracão da Praiana, e para colocar a escola em desfile terá mais de 20 pessoas em atividade no Porto Seco. Disse com os pés no chão que fará um desfile muito bonito, porque o tema ajuda muito: “Academia de Samba Praiana, Pelos Caminhos da Vida fiz Minha Pátria. Sou Cigano, Sou do Mundo, Sou Feliz. Há uma especulação muito grande de que em função das dificuldades da escola, ela seria a primeira candidata ao rebaixamento que este ano será de três escolas. Logo, para quem só tinha dificuldaes e transtronos, parace que a Academia de samba Praiana recebe a benção de Santa Sara, A Virgem Negra dos Ciganos.



Envie seu Comentário