Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ciclovia e Ciclofaixa.

15 de outubro de 2013 3

Um post para explicar a diferença, afinal ainda gera uma pequena confusão entre a população, mesmo entre alguns ciclistas.

Ciclovia:
Via aberta ao uso público, destinada ao trânsito exclusivo de bicicletas, separada da via pública de tráfego motorizado por meio-fio ou obstáculo. Também é separada de área destinada à circulação de pedestres, por dispositivo semelhante ou através de desnível.

ciclovia

Ciclovia na Av. Beira Mar Norte em Florianópolis.

Ciclofaixa:
Via aberta ao uso público, caracterizada como faixa destinada ao trânsito exclusivo de bicicletas, demarcada na pista de rolamento ou calçadas por sinalização especial.

ciclofaixa

Ciclofaixa na rua Bocaiúva em Florianópolis

Via de tráfego compartilhado:
Via aberta ao uso público, caracterizada como pista compartilhada com o trânsito de veículos motorizados, bicicletas e pedestres. Será via preferencial ao pedestre quando demarcada na calçada e preferencial à bicicleta quando demarcada na pista de rolamento.

Esta definições estão no Manual do Ciclista editado pelo IPUF/PMF

Temos ainda a Ciclofaixa de Lazer:
É uma ciclofaixa temporária normalmente ativada aos domingos e feriados, com sinalização específica indicando seu uso.  Pela sua característica é voltada principalmente para o uso da bicicleta como lazer.  Aqui em Florianópolis temos a Ciclofaixa de domingo no continente, passando pela orla,  interligando Itaguaçu ao Estreito.

Quando muitos dizem que as ciclovias e ciclofaixas não estão interligadas, é porque provavelmente não conheçam as Ciclorotas, estas nada mais são do que o conjunto de infraestrutura cicloviária existente mais ruas e avenidas, formando assim o caminho a ser percorrido ligando um ponto da cidade a outro, garantindo assim a mobilidadde por bicicletas, pois não é possível implantar ciclovias em todas as vias de uma cidade.
Foras das ciclovias, precisamos de respeito e baixas velocidades dos motorizados, garantindo assim o fluxo dos veículos com segurança. Um sério problema que temos aqui em Floripa, é desrespeito por uma parcela de motoristas que insistem em estacionar sobre as ciclofaixas e,  para que o trânsito “funcione” é necessário cumprir as ” regras” por todos que integram o mesmo, pedestres, ciclistas e motoristas (carros e motos).

A bicicleta é um veículo Art. 96 do Código de Trânsito Brasileiro.

Cicloabraços e boas pedaladas….

 

 

 

Comentários (3)

  • Marco diz: 15 de outubro de 2013

    Muito boa informação. Nossa segurança é importante. Abraço!

  • Progressão Geométrica… | Ciclos de Vida diz: 29 de abril de 2014

    [...] algumas dificuldades com a falta de infraestrutura  cicloviária, como  exemplo a ausência das ciclovias e ciclofaixas. Precisamos de  bicicletários seguros, principalmente  nos terminais do transporte  coletivo, [...]

Envie seu Comentário