Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dia Mundial sem Carros

20 de setembro de 2016 0
dmsc11-300x212

Imagem retirada de; http://www.wk3.com.br/blog/22-de-setembro-dia-mundial-sem-carro/

O dia mundial sem carros, nada mais é do que uma data para refletirmos sobre esse uso indiscriminado e desenfreado do transporte individual motorizado.
“Congestionamentos não são um problema, são apenas uma relação causa versus efeito.”
Com esta frase podemos resumir o que a priorização quase absoluta do investimento e promoção de um modal apenas vem causando, ou seja, o dia 22 de setembro vem como um alerta e reflexão da pergunta; Preciso ir de carro?
Para conferir mobilidade urbana, para reduzir poluição sonora, poluição do ar, do ambiente e ter fluxo nas ruas, é imprescindível reduzir drasticamente o número de carros nas ruas (inclusive o estacionamento de carros nas vias).

Então 22 de setembro vem como um “desafio” para todos nós, deixar o transporte individual motorizado em casa!!!
É um desafio que traz novas percepções da cidade, confere saúde para o usuário e economia, OPS…como?

Primeiro esqueça o carro na garagem.
Vamos?
Sair a pé caminhar alguns quarteirões, lembrando que o pedestrianismo é o “modal” de deslocamento mais antigo e principal do ser humano, que inclusive foi “feito” para percorrer longas distâncias e que confere muita saúde. Caminhar é provavelmente uma das melhores formas de “perceber” a cidade.
Pedalar a tua bicicleta, lembrando que quase toda casa tem alguma bicicleta, muitas guardadas lá no fundo da garagem, tire ela de lá, limpe lubrifique, regule os freios e a corrente e saia para curtir em velocidade segura o entorno da tua residencia. Vais te surpreender como é prática, rápida e muito, muito econômica.
Se por exemplo tiveres que ir muito mais longe, experimente o transporte coletivo, e mesmo que ele possa ser mais demorado que ir de carro, poderás ter a oportunidade de conhecer e conversar com outras pessoas e quem sabe ir lendo o jornal ou livro.
bike x bus

Poderás estar pensando muitas coisas, e conheço todas elas (desculpas, problemas, preguiça, etc, etc, etc).

Vivemos numa cidade, local de encontro de pessoas, uma sociedade, um ambiente coletivo;
“Precisamos de pequenos “sacrifícios” individuais para beneficiar a coletividade.”


Adesivos A rua é de todos
Cidades com maior uso da Bicicleta, apresentam uma melhor qualidade de vida.

 

 

Envie seu Comentário