Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O caminhar....

25 de outubro de 2018 0

Quando falamos em mobilidade urbana, parece que estamos esquecendo do modal mais antigo da humanidade.

O caminhar!

Ao longo dos milhares de anos de evolução, nosso corpo foi “projetado” para caminhar, e para andar por longos períodos e distâncias.
Somos uma “máquina” muito eficiente neste sentido. Tanto é que podemos caminhar por horas a fio sem desgaste absurdo do corpo e de energia.
Somos seres “caminhantes”.

Mas a “tecnologia” nos afastou do modal que faz a gente alcançar todos os outros. Para chegar na Bicicleta, para chegar no ponto de ônibus, para acessar o metrô, embarcar no transporte marítimo e até para chegar no transporte individual motorizado (carro) precisamos caminhar. Mas hoje em dia, com escada rolante, elevadores, o carro (sério fator de estímulo à preguiça) e outros, “esquecemos” de caminhar. Trazendo com grande intensidade em nossas vidas, o sedentarismo. Provavelmente o fator que mais desencadeia doenças e outros em nossa espécie.

Andar a pé ou simplesmente caminhar, é agradável, custo zero, sustentável e ainda confere saúde ao praticante.
Inclusive é uma forma de perceber o caminho.
Quer conhecer uma cidade, um bairro? Caminhe!

Mas, como disse acima parece que esquecemos disso. Precisamos uma “reviravolta” no olhar para a cidade, para a mobilidade urbana. Precisamos de calçadas e passeios adequados, sinalização, ou seja, acessibilidade.
Precisamos de redução das velocidades permitidas de motorizados transitar na cidade, ISTO É FUNDAMENTAL.
Caminhar antes da mais nada é um direito, de todos os pedestres; crianças, jovens, idosos, cegos, com mobilidade reduzida e os cadeirantes.
Aqui deixo uma reflexão; – Criando um caminho adequado com segurança para cadeirantes, todos os demais também serão beneficiados.
Teremos “andabilidade ou caminhabilidade”, e que é algo extremamente benéfico para a cidade.

A mobilidade urbana ou seja, circular com conforto e segurança a pé ou em bicicleta é um direito, e é fundamental para cidades mais democráticas e menos excludentes. 

Que tal começar a caminhar mais, começa um pouco a cada dia, verás que, e serás muito mais “parte” viva da cidade. 

Eu caminho mais de 10 quilômetros todos os dias, sou pedestre e ciclista em 99% dos meus deslocamentos urbanos.
Confesso que algumas vezes sou surpreendido por uma chuva e acabo me molhando,  as vezes demoro um pouco por parar na caminho e conversar com outras pessoas, as vezes esqueço da hora por visitar comércios, as vezes encontro eventos, e as vezes apenas caminho sem pressa. Mas não tenho me atrasado em meus compromissos, tudo é uma questão de sair na hora certa, pois no caminhar não existe a desculpa de;
- Me atrasei por causa do congestionamento! hehehe

Caminhar na cidade, costumo dizer que é a arte do reencontro; 
com uma vida mais saudável,
com amigos,
e principalmente a integração com a cidade.

IMG_4726

 

 

Envie seu Comentário