Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Ciclistas reais...

02 de agosto de 2017 0

Baseado em fatos reais.

De repente eu a vi, pedalando em roupas comuns. Sim, muitos ainda não entendem.
Confesso que chamou minha atenção. Me dirigi até ela e dei bom dia. Começamos a prosear:

-Eu trabalho numa casa, e minha patroa me deu esta bicicleta!
-Sempre fui de transporte coletivo, mas os congestionamentos eram frequentes, principalmente na volta quando estava mais cansada e com vontade de chegar no meu lar.

Eu complementei; -Pois é tem muito carro na rua bloqueando o fluxo de veículos e pessoas.
-Verdade, agora que eu venho de bicicleta, nunca mais fiquei parada, e já faço isto há uns dois anos!
-Complementei; -E a saúde deve ter ficado boa, não?
-Nossa nem fico mais cansada final do dia e acho que não compro remédio para nada faz teeeeeeeempo! (risos)

ciclofaixadedomingoDetalhe ela vinha pedalando em um dia de semana, no espaço da Ciclovia de Domingo,  e me relatou que foi este espaço que a estimulou a usar a bicicleta!

Perguntei quem era a patroa dela, não quis se identificar, respeitei, por isso nem foto, nem o nome da ciclista  escreverei aqui.
Mas o relato vale a pena.

Fiquei curioso, pois como conheço muitos (as) ciclistas, quem sabe conhecia.
Durante a conversa, como já escrevi acima, ela disse que as vezes atrasava e gastava um bom dinheiro. A patroa conversou com ela. Como morava perto, pela conversa calculei algo em torno de 5 a 7 quilômetros, chegaram a inteligente conclusão que uma bicicleta seria ideal. Afinal de bicicleta esse trecho pode ser feito em velocidade de passeio, em menos de 30 minutos.

Sim, a bicicleta nova, foi dada pela patroa, muito legal essa atitude.
Um simples gesto dela, conferiu saúde. economia e muita mobilidade urbana para esta senhora simpática, sorridente e “Cycle-chic”.

PS. Cycle-chic = pessoas normais, em roupas normais, pedalando normalmente!

ciclovia-de-coqueiros-em-florianc3b3polis

 

Via Amiga do Ciclista

08 de maio de 2017 1

viaamigadociclistadatas

Neste domingo dia sete de maio de 2017, estreou a Via Amiga do Ciclista. Uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Florianópolis, Associação Comercial de Florianópolis e vários ciclistas e assessorias esportivas.

Antes do seu lançamento, como tudo aquilo que tira um pouca da “rotina” de alguns, quem sabe da zona de conforto, algumas reclamações nas redes sociais, de todos os lados. Que iriam gerar congestionamentos, que era muito cedo, enfim, sem muito conhecimento de tudo o que envolve ações deste tipo, reclamações, algumas claro construtivas, outras por desconhecimento e poucas pelo simples costume de reclamar!

Mas venho aqui deixar meu relato e positividade para esta ação. Acordei ansioso, as quatro da manhã, saí as para me dirigir até o local de encontro. Confesso que ao sair, fiquei um pouco preocupado, pois a chuva insistia em cair. Acessei a passarela da Ponte Pedro Ivo e ao sair da mesma, entrei na ciclovia da Beira Mar, chuva e “uma coisa” que sempre chama minha atenção; -por que tem tanto acumulo de água (poças) na ciclovia?
Enquanto pedalava olhava para a avenida e alguns carros em alta velocidade passavam (o limite é elevado para uma via urbana, aqui é 80Km/h?). Em minutos chegavam viaturas e servidores da Guarda Municipal de Florianópolis, que colocavam os cones sinalizando o caminho para os motorizados, fechando as faixas que seriam exclusivas para os ciclistas das 6 as 9 horas.

Pouco a pouco, ciclistas chegavam e começavam a pedalar na avenida. Eu também, pedalei devagar, pedalei rápido, pedalei e com uma sensação muito boa, quase fantástica…..sensação de “copiar o asfalto” sem me preocupar com aquilo que mais nos assusta, os MALtoristas. Meio que automaticamente, os ciclistas pedalavam em pequenos pelotões, em pares, sozinhos sempre pela faixa da direita, deixando a faixa central para ultrapassagens. Na região do Trapiche e do Koxixo´s, uma placa fazia o papel de “rótula” como se fosse uma prova ou evento de ciclismo. Como disse antes, haviam ciclistas de todos os tipos e velocidades, inclusive famílias, crianças pedalando e sorrindo.

Em virtude de um outro compromisso, tive que sair antes das nove horas, contra minha vontade, que naquele momento era ficar pedalando na avenida.

Enfim;
“Cidades com maior número de bicicletas nas ruas (todos os dias), apresentam uma melhor qualidade de vida, é fato!”
Foi lindo ver todos pedalando,
Gratidão a todos os envolvidos…..e vamos pedalando, por uma Floripa cada vez melhor! 


Mais de mil ciclistas pedalaram na Via Amiga do Ciclista!


18402969_1647556768592173_200970580621354370_n

 

Foto retirada de Via Amiga do Ciclista no Facebook
Link aqui

Via Amiga do Ciclista

03 de maio de 2017 0

viaamigadociclistadatas

Com o esforço de muitos ciclistas e simpatizantes.

Uma parceria com a PMF, ACIF e profissionais do ciclismo, começando neste domingo dia sete, das seis as nove horas da manhã, um trecho da Av. Beira Mar Norte será aberta apenas para ciclistas e suas bicicletas.

Uma iniciativa, de devolver o espaço público para as pessoas. Ok, ainda é horário restrito mas, imaginemos um dia toda avenida exclusiva para as pessoas. Tens alguma dúvida? Veja o exemplo da Av. Atlântica em Copacabana no Rio de Janeiro! (5 vias para o lazer)

Assim teremos um espaço para o convívio, encontro, lazer e saúde para todos da população. Cidades inteligentes que priorizam a Qualidade de Vida, devolvem os espaços dominados pelo motorizado. E não é uma questão de ser contra ou a favor do carro, e sim de priorizar as pessoas, Cidades para as pessoas.

Então sonho com o dia em que domingos e feriados a Av. Beira Mar Norte seja isso, um local de vida e encontro entre as pessoas!

 

Participe, venha pedalar e sentir a cidade como deve ser, mais informações na página Via Amiga do Ciclista no facebook;

https://www.facebook.com/ViaAmigadoCiclista/

Atropelado...

29 de abril de 2017 0

Não gostamos de trazer notícias ruins.
Por sorte meu amigo Audálio, sofreu apenas (apenas?) um grande susto e algumas escoriações. E perdeu seu veículo!!!

Na verdade esta postagem, é para mais uma vez EXIGIR RESPEITO ao CTB e baixas velocidades de motorizados transitar em nossas ruas!

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Posted by BBB – Beach Biker Blog

Infelizmente hoje fui vítima de um atropelamento, onde o MAUtorista saiu em fuga, em alta velocidade e sem prestar atendimento.

Vinha pedalando pela marginal da SC-403, próximo ao meio-fio, quando um MAUtorista (ruim de volante), dirigindo? uma parati branca modelo “bolinha” (antiga), vindo em alta velocidade da principal da SC-403, me atropelou, pouco depois da sub-estação Ilha Norte da Celesc (veja imagem). Horário: entre 18:55 e 19:00.

Não sei precisar o que aconteceu, mas acredito que tenha voado sobre o carro, quando o mesmo acertou violentamente a roda traseira da bike. Para minha sorte, caí sentado, sobre meus glúteos :). Ainda tentei ver a placa. Infelizmente, nem eu e nem os 3 guris que estavam próximos e viram o atropelamento, conseguimos anotar a placa. Eles disseram que o motorista, ao invés de virar à esquerda ou à direita, já que havia entrado na marginal, provavelmente com esta finalidade, seguiu adiante no cruzamento próximo, em direção aos Ingleses.Provavelmente deve ter amassado a parte frontal do veículo.Ou o quase assassino (motorista) perdeu o controle do veículo devido a alta velocidade, ou estava sem atenção (usando celular?) ou bêbado. Eu estava com sinalização, camisa colorida com faixas refletivas e próximo ao meio fio.

Deitei no asfalto e comecei a procurar sentir pernas, dedos dos pés, das mãos, braços. A princípio tudo bem. Somente uma dor na coluna que já estava passando e na panturrilha direita, que parecia ter ralado bastante.

Um rapaz logo chegou perguntando se eu estava bem e se estava sentindo muitas dores. Falei que estava tudo bem. Um motociclista parou e começou a sinalizar para os carros desviarem. Pediram para eu não mexesse e aguardasse o atendimento do SAMU que já havia sido acionado e estava prestes a chegar, pois tinha uma base bem perto dali.

Chegaram, fizeram os procedimentos para detectar possíveis fraturas e verificaram meu estado geral. Como estava bem, apenas sentido dores devido aos ralados e pancadas, me liberaram e logo foram embora.

Pedi para minha esposa me resgatar e, algum tempo depois, chegava em casa. Vários raladinhos e um raladão que até parecia precisar de pontos. Mais tarde fui a uma clínica e, após a limpeza do raladão, ficou constatado que não precisaria ser costurado. Ainda bem! :)

Infelizmente, o guidão entortou e a roda traseira da bike Papa-Léguas deu PT (perda total; espero que o restante tenha ficado inteiro).

Pode ser que não tenha nada a ver, mas também pode ser que tenha. O fato é o seguinte: apesar de ter sido um acidente que tinha tudo para ter consequências bem piores, no final das contas sofri apenas ferimentos leves… Será que camisa que eu estava usando, de uma Pedalada para Nova Trento, terra da Santa Paulina, pode ter servido de escudo?

CicloAbraços!

Retirado, postagem original ; www.pedalafloripa.com

Uma foto, para reflexão.

24 de abril de 2017 0

ponteblog

Por que apenas os carros tem direito de transitar?
Se as vias foram feitas para termos mobilidade urbana, por que impedimos outros veículos ou até mesmo de caminhar por elas?

Deixo para reflexão de todos.

Mas como priorizamos as altas velocidades, em detrimento da segurança de todos, criamos este “problema”.
Mobilidade urbana é o cidadão poder se deslocar para onde quiser, independente do modal escolhido.
Percebem porque temos índices tão ruins de mobilidade urbana?

Simplesmente pela priorização das altas velocidades, acima de qualquer outra coisa.
Esta coisa é a segurança, a mobilidade, o custo de poder se deslocar pela cidade, ou mesmo entre cidades.

Precisamos de cidades para as pessoas, cidades onde a vida seja a prioridade.

Fica o post para reflexão.
Queremos segurança para todos?

29 Prova Ciclística Subida do Morro da Cruz

24 de março de 2017 0

 

 Neste domingo dia 26 ocorre a 29ª edição da prova ciclística mais tradicional de Floripa.

A programação pode ser vista na imagem aqui na postagem.

Convidamos a todos (venham com com suas bicicletas) a nos concentrar no trapiche da Av. Beira mar Norte.
Para as 10;30 pedalar até o topo do Morro da Cruz e acompanhar a chegada. Aproveitaremos para mostrar ao atual Prefeito, que deverá estar presente, que Floripa tem muitos ciclistas no seu dia a dia (além da demanda reprimida), e assim lembrar de nossas reivindicações para a efetiva melhoria na Mobilidade Urbana da cidade, priorizando o transporte ativo, como regra a Política nacional de Mobilidade Urbana.

 

 O ritmo de pedalada será de passeio, com muitos ciclistas experientes, venha passear, verificar como é a subida do Morro da Cruz em bicicleta e se divertir com saúde.

image001

Ciclofaixa de domingo

19 de março de 2017 0

Ciclofaixa de domingo, dia 19-032017.

Pensei em escrever sobre ela.
Escrever sobre sua importância.
Resolvi escrever apenas uma frase.

 

“Família pedala feliz,
pela ciclofaixa de domingo.”

 

Não precisa escrever mais, né?

ciclodedomingo1

Curiosidade Honda

09 de março de 2017 0

O Pai de Soichiro Honda, consertava Bicicletas, e este aos oito anos já tinha montado uma.

Em 1948 investiu todo o dinheiro que tinha, criando a Honda Motor Company.

Após a segunda guerra, o “único” veículo usado pela população eram as bicicletas, que circulavam por todas as cidades. Soichiro Honda queria um veículo barato, útil e muito eficiente acessível para todos.
O primeiro “produto” Honda foi um motor para bicicleta.

Digamos assim, que por causa da bicicleta, surgiram, as motocicletas Honda.

primeiraHonda

E esta primeira Bicicleta a motor Honda.
Em 1948, Tipo A, com 1 HP, nascia assim a marca.

solução

24 de janeiro de 2017 0
seta bike

Ciclista sai da Via Expressa – BR-282, e entra numa marginal da via principal. Bastante utilizada por muitos ciclistas, mesmo assim não “possui nada” de infraestrutura para a Mobilidade Urbana

A Bicicleta sozinha não é a solução para os problemas de Mobilidade Urbana.
Mas com certeza as soluções precisam da Bicicleta, um modal extremamente eficiente e não poluente.
Fica a seta, aliás fica a dica!
E vamos pedalando….cicloabraços…

Pneu furado!

15 de janeiro de 2017 0

pneufuradocaco3

caco1

 

 

caco2

Fotos antigas de minha autoria em pedaladas pela Grande Florianópolis.

Domingo de sol, saí para caminhar. Muitas Bicicletas nas ruas.

Percebi um garoto escorado em sua bicicleta, o pneu traseiro vazio. Cruzei a via, e não pude ajudar. Se estivesse com minha bicicleta poderia.

-Como assim?

Sempre (quase sempre!) que saio para pedalar, levo comigo ou preso na Bicicleta, um kit composto basicamente de:
-duas câmaras reserva
-bomba de encher pneu
-kit remendo
-chaves allen
-chave inglesa
-espátulas
-alicate

Claro que são ferramentas adequadas (pequenas, mas funcionais) para transporte na bolsa de selim, por exemplo.

Voltando ao início. se estivesse com meu veículo poderia ter ajudado o garoto, como já fiz inúmeras vezes. Seja consertando o furo ou como algumas vezes cedendo uma câmara para a troca. Quase sempre o ciclista ajudado quer comprar a câmara de mim (pagar pela mesma), nunca aceitei, apenas pedi que no dia que eu estiver em “apuros”, que pare e me ajude!
Com um cumprimento nos despedimos e cada um pedala o seu caminho….

Infelizmente para o garoto de hoje, eu estava a pé. Conversamos e achamos que o melhor seria ele empurrar e ir até em casa. Pelo relato dele uns seis quilômetros. Escrevo este post, para recomendar a todos os ciclistas que tenham um kit básico de de “sobrevivência”.
E para conscientizar que não joguem rejeitos nas ruas, principalmente garrafas e outros vidros. Pela minha experiência na Grande Florianópolis, quase todas as vezes que furei um pneu, foi devido aos CACOS de vidro nas ruas (ver fotos)

E vamos pedalando….Cicloabraços…

 

Precisamos de RESPEITO.

07 de janeiro de 2017 0

Assisti a reportagem (Como Será – link) sobre a cidade de Vancouver,
me impressiona como é fácil termos um ambiente urbano agradável e com Qualidade de Vida.

Resumindo, PRECISAMOS DE RESPEITO.

A cidade precisa de atitudes individuais que pensem no coletivo.

Para nossa reflexão. 

Para ver a reportagem, clique na imagem.
vancouver 1

Pedal com sol, chuva, frio...dá sim....

06 de janeiro de 2017 0

Feliz 2017,
mais feliz e saudável se estivermos pedalando!

Se está sol reclamamos…
Se está chovendo reclamamos…
Se está frio reclamamos…

Faco este post “irônico” pois neste início de 2017, o clima tem pego alguns ciclistas que saem de manhã para pedalar, ir a praia ou simplesmente ir ao trabalho. Acontece que cedo o dia está lindo, mas esquenta muito, o sol no capacete (ainda bem que é de isopor, isola o calor), aqueles que curtiram a praia ou o passeio, e aqueles que trabalharam, agora retornam. Principalmente para os que foram ao trabalho, ao sair naquele dia de sol e quente, agora está abafado e chovendo!

Faz parte, as mudanças do clima fazem parte. Temos que nos adaptar e continuar a pedalar……

PS.Você leitor que começar a pedalar, mas ainda não “sabe como”?
     Procure nas redes sociais, no seu bairro, com seus amigos, existem diversos grupos de pedal na Grande Florianópolis e em quase todas as cidades do Brasil (?), se integre e venha pedalar, tenho certeza vais amar!

rain 1

Subida e descida da Serra do Rio do Rastro. Um dia frio, chovendo e com muita neblina, sim dá para pedalar com qualquer clima, basta boa vontade. E vamos pedalando…..

Paz no trânsito em 2017

31 de dezembro de 2016 0

Que em 2017,
a Mobilidade Urbana seja;
“planejada e pensando”
na Mobilidade Urbana das Pessoas!

 

 

Feliz 2017,

com muita Paz no trânsito e,
muitos quilômetros pedalados
com o veículo inteligente,

a BICICLETA!

IMG_6531

Foto;DanielCosta na Lagoa do Peri/Ilha de Santa catarina/SC

Sucesso neste show de Bicicletas!

20 de dezembro de 2016 0

confraternizacao2016 Na segunda feira dia 12, ocorreu a Terceira Edição do Pedal dos Grupos da Grande Florianópolis, a proposta feita em convites pela rede social era apenas de juntar os ciclistas em um pedal bem tranquilo para confraternizar e juntar os vários grupos que temos pedalando diariamente ao longo do ano. Pouco antes da 19;30 começam a chegar os primeiros ciclistas na Passarela nego Quirido, onde “foodbikes” estacionadas serviam  ‘comes e bebes’ aos presentes.

Em minutos a passarela estava cheia de veículos sustentáveis, de todas as cores e com pilotos de todas as idades. Com achegada da Guarda Municipal, houve uma conversa com os capitães dos grupos e acordos feitos para conferirmos um fluxo adequado ao passeio e a todos os veículos nas ruas. Aqui queiro deixar um registro muito importante de ser feito, Bicicletas não atrapalham o trânsito, elas simplesmente transitam em velocidade segura, mas concordo que para manter o grupo de centenas de ciclistas unidos, o auxilio da GMF é fundamental.

Um pouco de ansiedade de todos e um pequeno atraso de 30 minutos a pedido da GMF e com concordância de todos, 21 horas os ciclistas partem para o passeio pelas ruas da cidade. No momento da saída um grupo ensaiva uma batucada e o ciclista Audálio filmou o momento da ‘largada’, assim o registro ficou “ao vivo, a cores e com sonorização in loco”. (veja o vídeo clicando AQUI)

Assim que a massa de ciclistas entrou na rua, uma linda fileira de bicicletas se formou, com um contador manual foi feita a contagem, 553 bicicletas, alguns ciclistas a mais, pois haviam bicicletas duplas e algumas crianças nas cadeirinhas. Fato curioso é que alguns ciclistas contestaram minha contagem (hehehe), entendo esta “frustração” pois a massa dava uma “ideia maior” e o desejo de todos era de conseguir os milhares de ciclistas que temos, aliás deixo o registro aqui;
Aguardamos ansiosos o dia em que conseguiremos reunir 1ooo bicicletas ou mais em uma pedalada pela cidade!
E tenho certeza, mil ciclistas é pouco, diante de todos que pedalam na grande Florianópolis.

…e vamos pedalando, por uma cidade onde a Paz e o respeito sejam a regra…cicloabraços!

Clima bom, vamos pedalar?

09 de dezembro de 2016 0

O clima vai ser bom (sem chuva), por isso vamos aproveitar e ir ao trabalho ou afazeres do dia, de bicicleta, para depois juntos celebrarmos as ruas com nossos veículos  no pedal de confraternização dos Grupos de Pedal….importante mesmo é que venham TODOS, vamos colorir e encher de alegria e saúde, as ruas de Floripa
A presença de cada ciclista é especial, e se além de especial for solidário, a festa ficará mais feliz….tragam a contribuição para o Natal das crianças do centro comunitário da Tapera 

Evento no Face, clique aqui

climabom

Pedal de confraternização

02 de dezembro de 2016 0
Pedal unificado de 2009 Foto: Jonatha Junge

Pedal unificado de 2009
Foto: Jonatha Junge


Pedalada de confraternização de todos os grupos da Grande Florianópolis,
nesta segunda feira, dia 12 de dezembro de 2016,
19:30 horas na Passarela Nego Quirido.

Mais uma vez, vamos todos pedalar, celebrar a rua e perceber a cidade em cima de nossos veículos inteligentes.

 

A descrição do evento abaixo e link para o evento no facebook;

E chegamos à terceira edição do pedal mais aguardado do ano: o Pedal de Confraternização dos Grupos da Grande Florianópolis!
O pedal para todos os níveis (leve, médio, pró), para todos os grupos, para celebrar mais um ano de saúde e amizade!
Os grupos cresceram e a celebração também: nosso encontro será na Passarela do Samba Nego Quirido, para onde voltaremos após uma volta de 11,5km pelo belo Centro da cidade, já decorado para o Natal, em ritmo passeio e com apoio da nossa GMF e PMSC. No final, haverá Food Bikes para a festa ser completa!
Também vamos aproveitar o clima de união para arrecadar brinquedos e fazer mais feliz o final de ano das crianças carentes do Centro Comunitário da Tapera. Tragam suas doações!

DESCRITIVO:
Concentração: a partir das 19:30
Saída prevista: 20:30
Mapa do percurso: https://goo.gl/maps/DianatpHdGF2


Recomendamos o uso de equipamentos de segurança (capacete, farol dianteiro e luz traseira)

Convidem os amigos, tragam as crianças, venham todos!

Registros de mais uma luta por respeito

01 de dezembro de 2016 0

Em virtude do ciclone subtropical e alguns problemas de logística com a exposição, o evento foi adiado.


Em 2006 fui atropelado nesta via, enquanto me deslocava no sentido Centrinho da Lagoa para o Porto da Lagoa.
Voltei a pedalar apenas em 2008, e voltei com muito mais “luta” para que esta via e toda a cidade tivesse RESPEITO com o transporte ativo (pedestres e ciclistas).

Agora uma exposição para relembrar e continuar a “luta” por uma cidade mais humana e com respeito para a Mobilidade Urbana.

E vamos pedalando…..cicloabraços….

registrosciclovianalagoaja
MOVIMENTO CICLOVIA NA LAGOA JÁ comemora 7 anos com exposição e reinicia a luta pela continuidade da obra

Para comemorar os 7 anos de existência do MOVIMENTO CICLOVIA NA LAGOA JÁ, com a parceria da ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO PORTO DA LAGOA – AMPOLA –, será realizada exposição de fotos, cartazes e registros  de criação do ativista, designer e fotógrafo Gilson Ruiz que mostram a cronologia da luta pela construção desta importante obra para a comunidade.

http://movimentociclovianalagoaja.blogspot.com.br/

https://www.facebook.com/pages/Movimento-Ciclovia-na-Lagoa-J%C3%A1/420082104751660

Pedalada do Coração.

27 de novembro de 2016 0

Um domingo no fim de novembro, uma pedalada havia sido combinada por um pequeno grupo de ciclistas.

O grupo saiu do Campeche, seguindo pela ciclofaixa da Av. Pequeno Príncipe, depois pela ciclovia da SC-405, detalhe esta ciclovia está tão ruim, tão inclinada, ondulada, esburacada e ainda com carros estacionados sobre ela, que os os ciclistas seguem pelo estreito acostamento, como regra o CTB, mas uma tentativa de melhorar a mobilidade urbana e que realmente aumentou um pouco a segurança, foi a implantação das “lombofaixas” ou travessia de pedestres elevadas. Depois entramos em uma das melhores ciclovias de Floripa, que fica paralela a via expressa sul, onde paramos e fizemos um rápido “bike fit” ajustando o veículo para o tamanho do piloto, aliás este ciclista é o foco desta postagem. Seguimos pelo José Mendes/Prainha trecho apenas com placas instaladas pelos ciclistas informando o uso desta via por inúmeros ciclistas. Depois entramos na Av. Edu Vieira, via complicada pelo excesso de carros nas ruas, mas relativamente tranquila para nós ciclistas. Chegamos no Córrego Grande e fomos até a cachoeira do Poção, onde conversamos, fizemos um lanche e rimos bastante. no retorno resolvemos ir pelo Morro da Lagoa, dois ciclistas fariam o morro pela primeira vez, o Pai e o filho! Depois do morro o centrinho da Lagoa da Conceição e provavelmente uma das mais belas ciclovias de Floripa na Rua Osni Ortiga, uma parada para tomar um caldo de cana no Porto da Lagoa, em seguida a SC-406, via problema pelo desrespeito de muito motoristas que não conhecem o CTB e chegamos de volta ao Campeche. Chegamos rindo e já pensando na próxima!

Enfim depois desse breve relato dos 40 quilômetros pedalados, com muita alegria celebrando as ruas, como só a Bicicleta faz e “descobrimos” quando um dos ciclistas baixou o trajeto do GPS que formou um coração, a pedalada do coração!

O coração do Lucas bateu e bate feliz, o ciclista de 11 anos em companhia dos amigos cilistas e seu pai, completou a pedalada sem problemas e com certeza teve nesta “iniciação” a felicidade da “conquista” e uma lembrança para toda a vida.

15135930_1450662284948290_404129397291016563_n

 

lucas

Lucas, 11 anos e 40 Km pedalados!

E você amigo leitor, quer pedalar e sentir a cidade de uma forma sustentável?
Quer perceber a cidade e suas “atrações”?

Vamos pedalar?

Cor e vida no teu deslocamento

23 de novembro de 2016 0

Coloque mais cor,
Coloque mais vida em teu deslocamento pela cidade!
Vai de bicicleta,
Mobilidade urbana sustentável,
É muito mais saúde para você e para a cidade!
 

coloque mais cor

 

Demanda dos jovens

22 de novembro de 2016 0

Muro da E.B. João Gonçalves Pinheiro no Rio Tavares/Floripa/Ilha de Santa Catarina, pintura feita pelos alunos(as) com pedidos e desejos, ou seja, a “demanda” do que eles sentem  falta na cidade.

Assegurando segurança para que nossos filhos possam ir a escola em Bicicleta, é dar autonomia no deslocamento com um veículo sustentável que confere saúde e qualidade de vida.

E na foto do canto inferior esquerdo; PAZ no TRÂNSITO !!!

escolajgp

Fotos do muro da Escola em 20 de novembro de 2016