Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Nona Sinfonia e o cinema

07 de novembro de 2013 0
Reprodução

Reprodução

Minha colega Tríssia Ordovás Sartori fez uma matéria sobre a apresentação da Orquestra Sinfônica da UCS que ocorre nesta quinta. Eles vão tocar a emblemática Nona Sinfonia de Beethoven. Pois eis que veio a sugestão dela para colocar aqui pelo menos dois filmes que usam a obra como trilha. Então, segue aí embaixo o texto dela e os vídeos desses longas.

Seria absurdo colocar os filmes Laranja Mecânica (1971) e Duro de Matar 5 – Um bom dia pra morrer (2013) em uma mesma lista, é fato. Mas, por mais estranho que pareça, a obra cult de Stanley Kubrick e a produção hollywoodiana de John Moore, estrelada por Bruce Willis, têm algo em comum: ambas elegeram a Nona Sinfonia de Beethoven (1770-1827) como trilha sonora. Além de ser pop, a composição é considerada uma das maiores obras da literatura coral sinfônica e a mais conhecida do alemão.

- A Nona Sinfonia é um grande desafio e novembro é o mês do nosso aniversário (da orquestra) – afirma o maestro Manfredo Schmiedt, que rege a Orquestra Sinfônica da UCS na apresentação desta quinta, às 21h, na Igreja dos Capuchinhos.

Em Laranja Mecânica, de 1971, o jovem Alex comete uma sequência de delitos. Após ser preso, é escolhido para submeter-se a um tratamento que o torna incapaz de qualquer ato de violência. Como efeito secundário, também não consegue ouvir a Nona Sinfonia de Beethoven — sua favorita. Ao longo do filme, diversas referências são feitas ao compositor.

Confira

Em fevereiro de 2013 estreou Duro de Matar 5 – Um bom dia pra morrer, de John Moore. Mas o que o filme de ação do Bruce Willis teria a ver com música clássica? Pois bem, o longa passaria longe se não fosse a trilha sonora que dá destaque à Nona Sinfonia de Beethoven. De cara, no trailer, ela já é destaque.

Confira

Envie seu Comentário