Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Berlim dos chineses

17 de fevereiro de 2014 0

black-coal-thin-ice1

Bah, tive uns três tipos de colapsos só vendo esse teaser de Black Coal, Thin Ice, o longa chinês que venceu o Urso de Ouro no Festival de Berlim. Demais aquela câmera no caminhão, demais ver o pacote estranho se transformando em braço, demais os diálogos, demais a cena da garrafa numa fotografia tão obscura quando linda.

Bem, mas parece que o filme dirigido por Yinan Diao não foi tão aclamado pela crítica presente no Festival de Berlim. Mesmo assim, o júri oficial concedeu a ele não só o principal prêmio da noite, como também o Urso de Prata de Melhor Ator, para Liao Fan, protagonista de Black Coal, Thin Ice. Ele vive um detetive alcoólatra que tenta desvendar o mistério dos pedaços de corpos que surgem em fábricas.

Outro chinês também levou um prêmio importante nesta edição, ainda que também não tenha empolgado a crítica especializada presente por lá. A fotografia do longa Blind Massage, de Lou Ye, conquistou o Urso de Prata de Contribuição Artística.

O único brasileiro na competição oficial, Praia do Futuro, não levou prêmios.

Veja a lista dos principais premiados:
Urso de Ouro: Black Coal, Thin Ice, de Diao Yinan
Urso de Prata de Prêmio Especial do Júri: The Grand Budapest Hotel, de Wes Anderson
Urso de Prata de Direção: Richard Linklater, por Boyhood
Urso de Prata de Melhor Ator: Liao Fan (Black Coal, Thin Ice)
Urso de Prata de Melhor Atriz: Haru Kuroki (The Little House)
Urso de Prata de Melhor Roteiro: Stations of the Cross (Dietrich Brüggemann)
Urso de Prata Prêmio Alfred Bauer (novas perspectivas): Life of Riley, de Alain Resnais
Urso de Prata de Contribuição Artística – Fotografia de Blind Massage, de Lou Ye
Urso de Ouro de Curta-Metragem: As Long as Shortguns Remains, de Caroline Poggi, Jonathan Vinel
Prêmio Especial do Júri de Curta-Metragem: Laborat, de Guillaume Cailleau

Envie seu Comentário