Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de maio 2014

Dia dos Mortos animado

30 de maio de 2014 0
Crédito: Fox Filmes

Crédito: Fox Filmes

Vejam que coisa mais bonitinha o trailer da animação The Book of Life, com previsão de estreia para outubro deste ano (mês de Halloween e tal…). A estética do filme homenageia a incrível celebração mexicana do Dia dos Mortos. Com direção de Jorge R. Gutierrez, o longa acompanha a jornada de Manolo, que fica dividido entre a vontade se tornar músico e a pressão para que seja um toureiro, como todos seus antepassados. O personagem vai acabar conhecendo três diferentes mundos: o os vivos, dos eternizados e dos esquecidos.

Ah, é bom lembrar que Guillermo del Toro também está no projeto. Ele é um dos produtores do filme.

Achei o trailer bem competente (além de uma fofura completa), e vocês?

Curso gratuito Docperformance

29 de maio de 2014 0

Olha aí pessoal, tem oportunidade legal sendo oferecida lá no Teatro Moinho da Estação (Rua Coronel Flores, 810, sala 103, bairro São Pelegrino), em Caxias. Nos dias 9, 14, 16 e 21 de junho haverá um curso gratuito de Docperformance com o ministrante Felipe Gue Martini. As aulas serão realizadas nas segundas, das 13h30min às 18h30min, e nos sábados, das 8h às 13h.

A ideia é oferecer experiência prática com base na teoria do documentário reflexivo e na performance artística. Conforme o material de divulgação do curso, “o ponto de partida é perceber a realização e o registro audiovisual documental como performance contemporânea cotidiana (televisão, cinema experimental, selfies, câmeras de segurança)”.

E aí, ficou curioso? Dá para se inscrever neste link. Informações pelos e-mails guemartini@gmail.com e  teatromoinhodaestacao@gmail.com.

'Alabama Monroe' e novo projetor

28 de maio de 2014 0

alabamaa

alabamab

alabamad

alabamae

Olá, nesta quinta-feira, estreia o filme Alabama Monroe lá na Sala de Cinema Ulysses Geremia. Eu gostei muito, – chorei rios – e escrevi este pequeno texto abaixo. Nem entrei nos questionamentos que o longa belga levanta sobre fé e religião, mas acho que dá para ter uma ideia da temática e estrutura da produção.

Outra coisa bacana é que a sala do Cenmtro de Cultura estará inaugurando justamente esta semana um projetor em 35mm doado pela rede Cinépolis, que digitalizou suas operações por completo.

Vale a pena pintar por lá e conferir esse filmaço com qualidade de som e imagem superior a que os frequentadores da sala estavam acostumados.


Círculo das desilusões

Drama belga ‘Alabama Monroe’ estreia no Ordovás amanhã
Numa conversa qualquer, o músico Didier (vivido por Johan Heldenbergh) cita Tony Rice “Manzanita”, um cantor que perdeu a voz. O diálogo se dá justamente quando a história do filme Alabama Monroe – estreia desta quinta na Sala de Cinema Ulysses Geremia, no Ordovás – volta sete anos no tempo. E serve como uma espécie de prelúdio para o desfecho do próprio personagem.

Como numa alegoria a Manzanita, que ficou impossibilitado de seguir cantando sem forças sobre a voz, Didier se verá às voltas com perguntas do tipo “como seguir a vida quando não se tem mais o que ama, quando o círculo se quebra?”. Não é subjetivo como possa parecer e o espectador entenderá logo nos minutos iniciais do filme. Alabama Monroe é sobre perdas, e a forma diferente como cada um lida com elas. O longa concorreu ao Oscar 2014 na categoria filme estrangeiro e fica em cartaz até 8 de junho, com sessões de quinta a domingo
.
O bluegrass é um personagem e integra o tal círculo que dá o nome original do longa belga, The Broken Circle Breakdown. A história começa em cima do palco, com uma apresentação da banda de Didier, cantor e tocador de banjo. Em seguida, um corte nos manda para o cenário esbranquiçado de um hospital, sem as cores quentes e a alegria do bar de segundos antes. Ali vemos Didier e a esposa, Elise (vivida por uma perfeita Veerle Baetens), ambos tentando conter as emoções ao lado da filha doente, Maybelle (Nell Cattrysse, em atuação surpreendente).

A estrutura do filme dirigido por Felix Van Groeningen lembra a do cult Namorados para Sempre, com as sequências indo e voltando no tempo. Da mesma forma que o espectador acompanha a euforia de um amor improvável que nasce, entre um músico caipirão e uma tatuadora cool, também enxerga a dupla enfrentando a doença grave da filha e tudo que um momento pesado como esse pode acarretar no relacionamento, ou na vida.

Leve o lencinho ao cinema, não há como sair ileso das emoções que Alabama Monroe provoca.

Quem tem medo da Regina?

27 de maio de 2014 2
Vejam que belo enquadramento Crédito: Polifilmes

Vejam que belo enquadramento
Crédito: Polifilmes

Já estreou nos cinemões do Brasil Gata Velha Ainda Mia, drama de Rafael Primot que flerta com o horror. O que mais chama atenção com relação ao longa é a presença de Regina Duarte no papel principal de uma escritora decadente que decide conceder uma entrevista com o intuito de voltar à mídia. O papel parece diferente de tudo que a atriz — conhecida como a namoradinha do Brasil por causa de seus trabalhos na tevê — já fez. O rosto sofrido e as nuances de vilania e sadismo revelam-se como uma bela surpresa com relação a este trabalho de Regina.

No papel da jornalista está a talentosa Bárbara Paz. O orçamento contou com pouco mais de R$ 100 mil, o que me deixa com mais curiosidade ainda para assistir.

Drive in em Caxias

26 de maio de 2014 0
Crédito: Gregory Elia Debaco

Crédito: Gregory Elia Debaco

Rolou no sábado à noite uma iniciativa bem original do pessoal que produziu o filme Ia Dizer que Voltei (lembram que falei dele aqui né?). Pois eles organizaram uma sessão de cinema estilo drive in. Em Caxias do Sul.

Isso mesmo, exatamente daquele jeito popularizado nos anos 1960, nos Estados Unidos. Acho que só não tinha meninas de saia rodada peti poá tomando milkshake, mas o resto estava lá. Os guris, inclusive, organizaram um sistema para o áudio sair diretamente no rádio de cada carro. Ah, e claro que não ia faltar a clássica pipoca… Demais né?

A sessão rolou num estacionamento na Rua Moreira César, para 18 carros. Tomara que outras venham..

Trailers dos vencedores de Cannes

24 de maio de 2014 0

Pois bem, se foi mais uma edição do festival de Cannes e você confere os vencedores aqui. A Palma de Ouro foi para o filme turco Winter Sleep, de Nuri Bilge Ceylan. A maravilhosa Juliane Moore levou prêmio por sua atriz decadente em Maps to the Stars, de David Cronenberg. Já Timothy Spall conquistou troféu de melhor ator vivendo o pintor romântico inglês William Turner, em Mr. Turner, com direção de Mike Leigh.

Separei o que consegui de trailers para vocês terem uma ideia dos filmes vencedores. Só o de Party Girl não é bem um trailer, mas dá para ter uma ideia.

Palma de Ouro
Winter Sleep

Melhor Ator
Timothy Spall – Mr. Turner

Melhor Atriz
Juliane Moore – Maps to the Stars

Melhor Diretor
Bennett Miller – Foxcatcher

Melhor Roteiro
Andrewy Zvyagintsev e Oleg Negin – Leviathan

Prêmio do Júri
Dividido entre Mommy e Goodbye to Language

Grand Prix
Alice Rohrwacher – The Wonders

Câmera de Ouro
Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis – Party Girl

Na mostra...

23 de maio de 2014 0

boca do lixo1

Friozão na Serra Gaúcha e o bom mesmo é aproveitar o clima numa sala de cinema, com um balde de pipoca em mãos. Se liga que o especial Eduardo Coutinho segue nesta sexta (sessão às 20h) e sábado (sessão às 18h) lá no UCS Cinema. As exibições integram a programação da Mostra de Cinema Brasileiro. Neste final de semana, o documentário de Coutinho exibido será Boca do Lixo, de 1992.

O cenário é um ponto de escoamento de lixo em São Gonçalo (RJ). Ali, o que foi rejeitado por uma pessoa serve como fator de sobrevivência para outra.

Na mostra infantil, o filme da semana (sexta e sábado às 16h) é O Cinderelo Trapalhão, clássico da trupe de Didi Mocó lançado em 1979 e dirigido por Adriano Stuart.

A entrada na Mostra de Cinema Brasileiro é franca. Apareçam.

Nolan e McConaughey

22 de maio de 2014 0
Crédito: Warner

Crédito: Warner

Em sua primeira incursão como diretor pós Batman, Christopher Nolan resolveu se embrenhar na ficção científica. Para ajudar, chamou Matthew McConaughey (que tem um Oscar ainda quentinho em mãos) para viver o protagonista do longa Interstellar. Tem gente comentando que o ator deve receber novas indicações com este trabalho.

No filme, um grupo de exploradores faz uso de um buraco negro recém-descoberto para superar as limitações de uma viagem espacial humana e conquistar as grandes distâncias relacionadas a uma viagem interestelar. Hummm, vejamos o trailer.

A previsão de estreia no Brasil é 6 de novembro.

No interior do Maranhão

21 de maio de 2014 0
Éverton (de azul à esquerda), Seu Zequinha (segurando a claquete) e Milton (de vermelho, à direita), com a equipe que trabalhou nas gravações no Maranhão. Crédito: Chica's Produtora

Éverton (de azul à esquerda), Seu Zequinha (segurando a claquete) e Milton (de vermelho, à direita), com a equipe que trabalhou nas gravações no Maranhão
Crédito: Chica’s Produtora

Além de estar à frente do documentário sobre a história do Bar do Joe, em Garibaldi (falamos sobre essa produção aqui no blog, lembram?), o realizador audiovisual Éverton Rigatti embrenhou-se recentemente em outro projeto bem legal. Ele foi até a cidade de Icatú, no interior do Maranhão, para trabalhar como diretor de fotografia do documentário Bendito de São Benedito.

O filme acompanha o personagem José Tomás dos Santos, mais conhecido como Zequinha de Militão, de 92 anos, figura importante para as expressões populares do lugar. O filme será exibido nas cidades sede da Copa do Mundo.

Rigatti contou para o blog como foi a experiência de quatro dias na cidade.

— Foi uma experiência incrível tanto no sentido da produção em si, trabalhando com uma equipe super profissional e bastante jovem, quanto na questão de conhecer culturas de um Brasil que nos parece tão diferente. Os maranhenses são um povo extremamente acolhedor e vou guardar para sempre o carinho com que fomos tratados por lá — comenta Rigatti, da produtora caxiense La Fábrica.

A direção do filme fica por conta do maranhense Milton Martins, que conheceu Rigatti durante especialização em cinema na Universidade de Caxias do Sul.

Gravações em Farroupilha

20 de maio de 2014 0
Crédito: Ana Mendes

Crédito: Ana Mendes

Farroupilha vai servir de locação para as gravações do filme Mãos de Cavalo, baseado no livro homônimo de Daniel Galera. O diretor Roberto Gervitz e sua equipe chegam na Serra nesta sexta-feira e pretendem utilizar o Salto Ventoso, ponto turístico da cidade, como cenário das escaladas em rocha do personagem Hermano, vivido por Armando Babaioff. O set deve ficar em Farroupilha até a próxima terça (dia 27).

Na foto você vê imagens captadas em Porto Alegre, onde boa parte do longa se desenvolve. Na história, Hermano parte para uma escalada de alto risco na Terra do Fogo, mesmo sabendo da gravidez de risco de Adri (Mariana Ximenes), com quem vive há 7 anos. O filme vai discutir os caminhos trilhados na luta pela liberdade individual e o preço que se paga para concretizá-la.

O projeto tem co-produção da Globo Filmes e Telecine e é financiado pelo Fundo Setorial Audiovisual.