Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2014

Tem clipe quentinho

28 de agosto de 2014 1
Crédito: Reprodução

Crédito: Reprodução

oitavos2-ok

A banda caxiense Os Oitavos lançou, nesta quinta, o clipe da música Frases Feitas. Trata-se do primeiro vídeo extraído do álbum Armas de Distração em Massa. O roteiro e a direção são de Marcelo Andrighetti, da produtora Bigode de Gato.

— Encontrei em Frases Feitas uma forma de fazer arte com a arte que já existe, que são as pichações, as mensagens deixadas ao acaso. Encontrei algo que me aguçou a percepção, uma música que grita em silêncio, grita sem chamar a atenção. Como pichação, como o cinema em que acredito, que toca e é profundo, mas não grita, não quer se destacar, quer apenas existir. Porque precisa, porque é feito de coração — comenta o diretor, sobre o tom da produção.

A equipe que trabalhou no clipe ainda inclui Filipe Mello (direção de fotografia), Bruno Kriger, Arthur Bovo e Greg Kuhn (imagens), Jonatas Rubert (montagem) e Ricardo Tonet Dini (direção de produão).

Dá uma olhadinha no resultado.

Reconhecimento a 'Faroeste Caboclo'

27 de agosto de 2014 2
Crédito: Europa Filmes

Crédito: Europa Filmes

Fui assistir Faroeste Caboclo cheia de medo. Essa coisa de transformar em filme uma música, da qual todo mundo já havia criado as mais diversas imagens mentais, era mesmo arriscada. Mas que bom que alguém assumiu a bronca. Eu curti muito o resultado! A história ganhou dinamismo e cenas tão épicas quanto os refrões de Renato Russo.

Mas estou falando só para introduzir os sete troféus que o filme de René Sampaio conquistou no 13º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, na noite de terça. Entre os principais, Melhor Fotografia (Gustavo Habda) e Ator (Fabrício Boliveira – foto). O prêmio de atriz, no entanto, Maria Lúcia/Isis Valverde não conseguiu tirar de Gloria Pires, pelo sensível trabalho em Flores Raras.

O competente Serra Pelada, que liderava o número de indicações ao lado de Faroeste Caboclo, levou três troféus para casa. Entre eles, o de Ator Coadjuvante para Wagner Moura, como o impagável Lindo Rico, dono da minha cena preferida do filme — esta aqui embaixo (“precisava isso?”).


Veja a lista completa de ganhadores

Melhor longa-metragem de ficção
“Faroeste caboclo”, de René Sampaio.

Melhor longa-metragem documentário
“A luz do Tom”, de Nelson Pereira dos Santos.

Melhor longa-metragem de animação
“Uma história de amor e fúria”, de Luiz Bolognesi.

Melhor longa-metragem infantil
“Meu pé de laranja lima”, de Marcos Bernstein. Produção: Katia Machado por Pássaros Films do Brasil Audiovisuais Ltda.

Melhor longa-metragem de comédia
“Cine Holliúdy”, de Halder Gomes. Produção: Halder Gomes e Dayane Queiroz por ATC Entretenimentos

Melhor direção
Bruno Barreto, por “Flores raras”

Melhor atriz
Gloria Pires, como Lota de Macedo Soares, por “Flores raras”

Melhor ator
Fabrício Boliveira, como João de Santo Cristo, por “Faroeste caboclo”

Melhor atriz coadjuvante
Bianca Comparato, como Carmem Tereza, por “Somos tão jovens”

Melhor ator coadjuvante
Wagner Moura, como Lindo Rico, por “Serra Pelada”

Melhor direção de fotografia
Gustavo Habda, por “Faroeste Caboclo”

Melhor direção de arte
José Joaquim Salles, por “Flores raras”

Melhor figurino
Marcelo Pies, por “Flores raras”

Melhor maquiagem
Siva Rama Terra, por “Serra Pelada”

Melhor efeito visual
Daniel Greco e Bruno Monteiro, por “Uma história de amor e fúria”
Robson Sartori, por “Serra Pelada”

Melhor roteiro original
Kleber Mendonça Filho, por “O som ao redor”

Melhor roteiro adaptado
Marcos Bernstein e Victor Atherino, por “Faroeste caboclo”,– adaptado da música “Faroeste caboclo”, de Renato Russo, Legião Urbana

Melhor montagem (ficção)
Marcio Hashimoto, por “Faroeste caboclo”

Melhor montagem (documentário)
Marília Moraes e Tina Baz, por “Elena”

Melhor som
Leandro Lima, Miriam Biderman, ABC, Ricardo Chuí e Paulo Gama por “Faroeste caboclo”

Melhor trilha sonora
Paulo Jobim, por “A Luz do Tom”

Melhor trilha sonora original
Phillipe Seabra, por “Faroeste caboclo”

Melhor curta-metragem de ficção
“Flerte”, de Hsu Chien

Melhor curta-metragem documentário
“A guerra dos gibis”, de Thiago Brandimarte Mendonça e Rafael Terpins

Melhor curta-metragem de animação
“O menino que sabia voar”, de Douglas Alves Ferreira

Melhor longa-metragem estrangeiro
“Django livre”, de Quentin Tarantino. Distribuição: Sony Pictures

Selton Mello procura locações em Garibaldi

26 de agosto de 2014 0
Selton Mello com a produtora Vânia Catani e a secretária Ivane Fávero. Crédito: Alexandra Ungaratto

Selton Mello com a produtora Vânia Catani e a secretária Ivane Fávero. Crédito: Alexandra Ungaratto

Olha aí, que legal, pouco tempo depois do longa Mãos de Cavalo ter usado Farroupilha como cenário, é bem provável que a Serra volte a abrigar equipes de produção audiovisual em breve. O ator e diretor Selton Mello está em Garibaldi procurando locações para seu próximo trabalho, O Filme da Minha Vida. A história é adaptada do livro Um Pai de Cinema, do chileno Antonio Skármeta, mesmo autor que inspirou o premiado O Carteiro e o Poeta (1994).

Selton já havia visitado a Serrra no início do ano e trocou ideias com Ivane Fávero, secretária de Turismo e Cultura de Garibaldi e coordenadora da Garibaldi Film Commission.

Ao que consta, a trama do longa acompanha um professor de uma escola de interior e o seu rito de amadurecimento. As gravações estão previstas para abril e maio de 2015.

Itália no audiovisual gaúcho

25 de agosto de 2014 0
Crédito: Marcelo Casagrande

Crédito: Marcelo Casagrande

Olha que legal, três filmes de Caxias do Sul vão integrar a Festa do Cinema Italiano – 8½, que está chegando pela primeira vez a Porto Algre. Nesta terça, haverá uma mostra chamada L’Italia del Rio Grande do Sul, com a exibição de Heranças, de Maicon Dewes, De Outros Tempos, de Éverton Rigatti, e Proibido Falar Italiano, de Robinson Cabral. A ideia é mostrar produções que retratam influências da cultura italiana ou que discutem a cultura local de alguma forma.

Quem estiver pela capital pode conferir os filmes a partir das 19h30min desta terça, na Cinemateca Paulo Amorim. Todos valem muito a pena!

Curso sobre slasher movies

21 de agosto de 2014 2
Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Dias atrás falei do Felipe M. Guerra por aqui, lembram? Depois do filme A Maldição do Sanguanel ter ganho sessão em Caxias, agora é o cineasta que aparecerá aqui pela cidade. Ele vai ministrar o curso Slasher Movies – Virgens, Mascarados e Litros de Sangue (adorei o nome).

Os interessados poderão acompanhar todo o conhecimento de causa do cineasta (que assina mais de 10 produções independentes) em subtemas como rastreando as origens, o que é um slasher movie?, os avós dos slasher movies, Halloween e o início da era de ouro, o início do fim da era de ouro, por trás dos slashers, a estreia de Pânico e um novo ciclo, e quando o subgênero vira piada

A aula é promovida pela produtora cultural Cena Um, de Porto Alegre, e será no dia 14 de setembro, na Sala de Cinema Ulysses Geremia, das 9h30min às 12h, e das 14h às 16h30min. Inscrições estão abertas pelo e-mail cenaum@cenaum.com. O investimento é de R$ 35 e R$ 30 (pagamentos por depósito bancário).

Tríade que promete

19 de agosto de 2014 0
Crédito: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Crédito: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

O livro semiautobiográfico de Xico Sá, o talento do diretor pernambucano Cláudio Assis (Amarelo Manga, Baixio das Bestas, Febre do Rato) e a versatilidade do ator Matheus Nachtergaele. Essa tríade promete hein, por isso estou bem curiosa com o que virá do filme Big Jato.

O longa está sendo rodado no agreste de Pernambuco, com roteiro baseado no livro Big Jato, de Xico Sá. O nome refere-se a um caminhão que limpa fossas, conduzido pelo personagem de Nachtergaele. O guri que trabalha ao lado do pai no serviço sujo é o alter ego do escritor Xico Sá.

O diretor Claudio Assis disse que este será o seu primeiro filme com classificação liberada para menores de 18 anos.

— Não é infantil, é sobre infância — disse o diretor, à Folha de S. Paulo.

Louca para ver o resultado…

Corra para garantir vaga

18 de agosto de 2014 0

Curso 1: estão abertas as vagas do tão esperado curso O Cinema de Quentin Tarantino, que a Sala de Cinema Ulysses Geremia vai sediar no dia 30 de agosto, às 14h, com entrada franca. A atividades faz parte da Trilogia Grandes Diretores, que já abordou o cinema de Tim Burton, e ainda vai falar de Pedro Almodóvar, no mês que vem.

O curso é ministrado pelo crítico de cinema Robledo Milani. Para se inscrever é preciso mandar email para o endereço saladecinema@caxias.rs.gov.br, pois as vagas são limitadas.

Curso 2: Antes do curso do Quentin Tarantino, a Sala de Cinema recebe uma aula de ordem mais prática. Neste sábado, dia 23, a cineasta colombiana Isa Molina ministra curso sobre fotografia. Ela vai abordar tópicos como triangulação básica de luz, luzes quentes e frias, iluminação para cinema digital, filtragem de luz, uso de fotômetro, luzes reflexivas, etc e etc.

O curso da Isa também é gratuito e faz parte da programação da Semana da Fotografia em Caxias. A aula será das 9h às 12h e das 14h às 18h. Inscrições igualmente pelo email saladecinema@caxias.rs.gov.br. Informações pelo (54) 3901.1316.

isa

Vencedores em Gramado

17 de agosto de 2014 0
Crédito: Europa Filmes

Crédito: Europa Filmes

A Estrada 47, de Vicente Ferraz, saiu consagrado como melhor filme nacional do 42º Festival de Cinema de Gramado. O longa sobre um grupo de brasileiros lutando ao lado das tropas aliadas na Segunda Guerra Mundial também levou o kikito de Melhor Desenho de Som, para Branco Neskov.

O filme A Despedida, do qual já havíamos mostrado algumas belas imagens aqui, rendeu prêmio de Melhor Ator, para Nelson Xavier, e Melhor Atriz, para Juliana Paes — que desbancou a franca favorita Fernanda Montenegro, de Infância. Além disso, o longa também levou kikitos de Melhor Diretor (Marcelo Galvão) e Fotografia (Eduardo Makino).

A estreia de Alceu Valença na direção rendeu troféus de Melhor Trilha e Melhor Direção de Arte, para a A Luneta do Tempo.

Veja todos os vencedores da noite de sábado aqui:

CURTAS-METRAGENS

DESENHO DE SOM: Guga Rocha, por História Natural
TRILHA MUSICAL: Sem Título #1: Dance of Leitfossil
DIREÇÃO DE ARTE: Caio Ryuichi Yossimi, por O Coração do Príncipe
MONTAGEM: Carlos Adriano, por Sem Título #1: Dance of Leitfossil
FOTOGRAFIA: Giovanna Pezzo, por La Llamada
ROTEIRO: Caio Ryuichi Yossimi, por O Coração do Príncipe
ATRIZ: Rafaela Souza, por Carranca
ATOR: Guilherme Silva, por Carranca

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: O Clube, Allan Ribeiro
MELHOR FILME / Júri Popular: A Pequena Vendedora de Fósforos, de Kyoko Yamashita
MELHOR DIRETOR: Gustavo Vinagre, por La Llamada
MELHOR FILME: Se Essa Lua Fosse Minha, de Larissa Lewandowski

PRÊMIO CANAL BRASIL: A Pequena Vendedora de Fósforos, de Kyoko Yamashita

PRÊMIO DOM QUIXOTE: Las Analfabetas, de Moisés Sepúlveda

LONGAS-METRAGENS LATINOS

MELHOR FOTOGRAFIA: Arnaldo Rodriguez, por Las Analfabetas
MELHOR ROTEIRO: Manuel Nieto, por El Lugar Del Hijo
MELHOR ATRIZ: Paulina Garcia e Valentina Muhr, por Las Analfabetas
MELHOR ATOR: Felipe Dieste, por El Lugar Del Hijo
MELHOR FILME / Júri Popular: Esclavo de Dios, de Joel Novoa
MELHOR DIRETOR: Moisés Sepúlveda, por Las Analfabetas
MELHOR FILME: El Lugar Del Hijo, de Manuel Nieto

JÚRI DA CRÍTICA

MELHOR CURTA / Júri da Crítica: La Llamada, de Gustavo Vinagre
MELHOR LONGA LATINO / Júri da Crítica: El Crítico, de Hernán Guerschuny
MELHOR LONGA BRAS. / Júri da Crítica: Sinfonia da Necrópole, de Juliana Rojas

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

MELHOR DESENHO DE SOM: Branco Neskov, por A Estrada 47
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Andrea Buzato, por Os Senhores da Guerra
MELHOR ATOR COADJUVANTE: Paulo Betti, por Infância
MELHOR TRILHA MUSICAL: Alceu Valença, por A Luneta do Tempo
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE: Moacyr Gramacho, por A Luneta do Tempo
MELHOR MONTAGEM: Tina Saphira, por Infância
MELHOR FOTOGRAFIA: Eduardo Makino, por A Despedida
MELHOR ROTEIRO: Domingos Oliveira, por Infância
MELHOR ATRIZ: Juliana Paes, por A Despedida
MELHOR ATOR: Nelson Xavier, por A Despedida

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (1): Os Senhores da Guerra, de Tabajara Ruas
PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (2): Fernanda Montenegro, por Infância
MELHOR FILME / Júri Popular: O Segredo dos Diamantes, de Helvécio Ratton
MELHOR DIRETOR: Marcelo Galvão, por A Despedida
MELHOR FILME: A Estrada 47, de Vicente Ferraz

Noite de kikito

16 de agosto de 2014 0

 

Crédito: Divulgação Festival de Gramado

Crédito: Divulgação Festival de Gramado

Então, se você não poderá estar em Gramado acompanhando a tradicional noite de entrega dos kikitos, neste sábado, o lance é ligar a TV na TVCOM. A partir das 21h, o canal vai transmitir tudo de mais importante que ocorre na premiação do 42º Festival de Cinema de Gramado, diretamente do Palácio dos Festivais. A apresentação será feita por Simone Zuccolotto, com comentários dos críticos de cinema Roger Lerina e Luiz Zanin Oricchio. 

Imperdível, hein.

Ah, depois eu coloco a lista com os premiados aqui…

Roteiristas selecionados

16 de agosto de 2014 0
Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Foram divulgados os selecionados em Caxias do Sul para o projeto Alfaiataria Itinerante, promovido pela produta de roteiros audiovisuais Coelho Voador. Foram 107 inscritos de seis cidades do interior. Aqui em Caxias este seleto quinteto abaixo vai trabalhar ao lado de Felipe Gue Martini na criação de um roteiro para uma série de tevê.

Parabéns aos escolhidos, conheço a maioria aí da lista e tenho certeza de que farão um ótimo trabalho. Boa sorte!

CAXIAS DO SUL


Breno Dallas

Caroline Weber Echer
Felipe Boff
Fernando Menegatti
Lara Klinger

Coordenador Local: Felipe Gue Martini