Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2014

Longas alemães no Sesc

30 de setembro de 2014 0
Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

O Sesc Caxias está promovendo a mostra Encontro com o Cinema Alemão, com bons títulos sendo exibidos às 12h30min, com entrada franca. Começou na segunda, mas ainda dá tempo de conferir, o ciclo vai até sexta. A iniciativa de oferecer cinema no horário do intervalo de almoço é bem legal e tem se sustentado como prática recorrente ali no Sesc (Rua Moreira Cesar, 2462).

Dá uma olhadinha na programação:

Dia 01/10: Sonnenallee (foto)
Dia: 02/10: Todos os Outros
Dia 03/10: Berlim Fica na Alemanha

Roteiro no foco

29 de setembro de 2014 0
Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Oi pessoal, estou voltando depois de uns diazinhos de férias, ainda meio por fora das novidades, mas, aos poucos, vou dividindo com vocês o que está rolando de mais legal no mundo do cinema e das produções locais.

Queria comentar que, no último fim de semana, fui espectadora de um curso promovido pela Escola de Roteiro, uma iniciativa bem legal da produtora Bigode de Gato. O realizador audiovisual Marcelo Andrighetti analisou a estrutura narrativa a partir do roteiro do filme Ela (premiado no último Oscar), de Spike Jonze. Deu para ter uma ideia muito prática sobre os elementos que um bom roteiro deve integrar.

Legal ver iniciativas como essa e muitas outras que têm pintado em Caxias (oficinas da Semana do Audiovisual, cursos promovidos pela Unidade de Cinema e Vídeo da Secretaria da Cultura, Alfaiataria Itinerante, etc.), principalmente por causa da nova lei das tevês pagas, que prevê cotas de produção nacional e tem aumentado muito o mercado das séries brasileiras. O espaço tem se expandido, mas requer profissionalização da área, justamente onde cursos assim pretendem atuar.

No caso da Escola de Roteiro, haverá novidades em breve. Uma parceria da escola com a Casa de Cinema de Porto Alegre vai oferecer curso com o montador cinematográfico Alfredo Barros, previsto para chegar em Caxias em novembro. O cineasta Lissandro Stallivieri, da caxiense Spaghetti Filmes, também deve se envolver no projeto em breve.

Até lá, já dá para ir tirando aquelas velhas ideias da cachola e começar a se arriscar no mundo dos roteiros. Que acham?

De volta ao Joe

13 de setembro de 2014 0

joe1

Muito massa a iniciativa do pessoal da produtora La Fábrica, que está produzindo um documentário sobre a história do icônico Bar do Joe, de Garibaldi. Eles “intimaram” a primeira banda que tocou no palco do bar a se reunir novamente para um show. Os caras do Casa de Fundos (assim era chamada a banda) toparam e começaram a ensaiar há alguns dias. A esperada volta ao palco do Joe, quase 30 anos depois da primeira vez, será neste sábado, tudo com registro do diretor Éverton Rigatti e equipe, claro.

Vai ser no mínimo interessante né…

PS: pessoal, estou saindo de férias e ficarei uns dias sem aparecer por aqui. Nos vemos a partir do dia 29/09. Abraço!

Selecionados do Cineserra

12 de setembro de 2014 0
Crédito: Bruno Polidoro

Crédito: Bruno Polidoro

Olha aí gente, foram divulgados os filmes que integrarão a mostra da segunda edição do festival Cineserra, que ocorre em Caxias, Bento e Garibaldi entre os dias 21 e 26 de outubro. Dos 64 trabalhos inscritos, 43 foram selecionados, 19 regionais e 24 estaduais.

Tem muito título bacana na lista abaixo. Me chamou atenção a ficção Linda, Uma História Horrível, dirigida por Bruno Gularte Barreto e que abocanhou cinco kikitos no Prêmio Assembleia Legislativa do último Festival de Gramado (inclusive de melhor ator e atriz para a dupla de protagonistas Rafael Régoli e Sandra Dani (foto). É, parece que a disputa será grande.

ESTADUAL

Documentário
Papel Cidadão, de Paulo Messa – Santiago
Boca de Rua – Vozes de Uma Gente Invisível, de Marcelo Andrighetti – Porto Alegre
Heranças, de Maicon Dewes – Caxias do Sul
Cine Brasília, de Boca Migotto – Porto Alegre
O Homem Que Conserta Estrelas, de Denise Marchi – Porto Alegre
15ª Jornada Nacional de Literatura, de Carlos Teston – Passo Fundo
Rui de Paula, de Marcos Borba – Santa Maria

Ficção
Ao Teatro, de Marcelo Andrighetti – Caxias do Sul
Abre Aspas, de Nicole Fischer – Caxias do Sul
Lobos, de Abel Roland e Emiliano Cunha – Porto Alegre
Tomou café e esperou, de Emiliano Cunha – Porto Alegre
Kassandra, de Ulisses da Motta Costa – S&atild e;o Leopoldo
Linda, Uma História Horrível, de Bruno Gularte Barreto – Porto Alegre
Outro Lugar, de Walesca Timmen e Geison Sommer – Rolante
A Princesa, de Rafael Duarte e Taísa Ennes Marques – Porto Alegre

Videoclipe
Projeto CCOMA – Cosmopolita, de Robinson Cabral – Caxias do Sul
Rosa Tattoada – Rezar Não Vai te Livrar Do Fim – Vídeo Oficial, de Alex Milesi – Caxias do Sul
Lugh – Sete Mares, de Carlos Donaduzzi – Santa Maria
Projeto CCOMA – Bukowina, de Luciano Balen – Caxias do Sul
General Bonimores – Dia Feliz, de Carlos Teston – Passo Fundo
Paula Araujo – Forgive Me, de Carlos Teston – Passo Fundo
Luciano Leães – Tit For Tat, de Renata Heinz – Porto Alegre
Velocetts – Porto, de Matheus Piccoli – Porto Alegre
Tequila Baby – Contando Estrelas, de Deivis Horbach – Porto Alegre/Caxias do Sul

REGIONAL

Documentário
Um vale chamado Galópolis, de Isadora Guerra – Caxias do Sul
Heranças, de Maicon Dewes – Caxias do Sul
Appomba, de Breno Dallas – Caxias do Sul
Piloto, de Róbber Galiotto, Samantha Hunoff, Vitória Lovat e Yasminne Borges – Caxias do Sul

Ficção
A Lágrima, de Rafael Moschen – Caxias do Sul
Filme Surdo, de Robinon Cabral – Caxias do Sul
Parasitas do Lodo, de Fernando Menegatti – Bento Gonçalves
Três Quartos e Um Terço, produção colaborativa – Caxias do Sul
Ia dizer que voltei, de Mateus Frazão – Caxias do Sul
Perspective, de Luis Rech, Nicolas Tessari e Rodrigo Machado – Caxias do Sul
Crianças, de Ruy Fritsch – Caxias do Sul

Videoclipe
Projeto CCOMA – Cosmopolita, de Robinson Cabral – Caxias do Sul
Lacross – Até o Dia Acabar, de Juliano Calabró e Fernando Lemes – Caxias do Sul
Rotlen Penetration – Pathologic Porn Gore Splatter (Official), de Fernando Menegatti – Bento Gonçalves
Projeto CCOMA – Bukowina, de Luciano Balen – Caxias do Sul
Mindgarden – Up in the Sky, Daniel de Bern – Caxias do Sul
Spangled Shore – I Hang My Head, de Danni Rossi – Caxias do Sul (Fazenda Souza)
Yangos Quarteto – Sereno, de Ramon Munoz – Caxias do Sul/Cambará
Marcos De Ros – Pinóquio, de Alex Milesi – Caxias do Sul

A gauderiada e o cinema

10 de setembro de 2014 0

charrua1

Farroupilha resolveu se aproveitar da temática que movimenta o Estado nesta época e organizar uma programação de cinema alusiva à Semana Farroupilha. As sessões ocorrem no acampamento Farroupilha da cidade, sempre às 18h e com entrada franca.

Entre os filmes escolhidos para a mostra, um ainda é inédito. Trata-se do documentário Charrua: A História de um Campeão, sobre o CTG farroupilhense que venceu o Enart em 2013. Falamos deste filme por aqui, lembram? Pois neste domingo vai dar para conferir como ficou.

Dá uma olhadinha na programação:

Dia 13.09 – Para Pedro:  em 1969, José Mendes atuou no filme baseado em sua música homônima, sendo esse o primeiro longa metragem colorido produzido no Rio Grande do Sul. O filme foi grande sucesso, permanecendo em cartaz por 23 semanas no RS, antes de ser lançado no Rio de Janeiro.

Dia 14.09 – Charrua: a história de um campeão: a história dos campeões serranos do maior festival de arte amadora da América Latina. O filme conta a preparação para o Encontro de Arte e Tradição (Enart) de 2013, que consagrou a invernada adulta do CTG Ronda Charrua vencedora.

Dia 16.09 – Anahy de Las Misiones: a saga de uma mulher e seus filhos lutando pela sobrevivência durante o período mais convulsionado da história do Rio Grande do Sul, a Revolução Farroupilha (1835-1845).

Dia 18.09 – Netto Perde sua Alma: Antônio de Sousa Netto é um general brasileiro que é ferido no combate na Guerra do Paraguai. Sua recuperação é no Hospital Militar de Corrientes, na Argentina. Lá ele rememora suas participações na guerra e ainda o encontro com Milonga, jovem escravo que se alistara no Corpo de Lanceiros Negros, além do período em que viveu no exílio no Uruguai.

Dia 19.09 – O Tempo e o Vento: Bibiana recebe a visita de seu falecido esposo, o capitão Rodrigo. Juntos eles relembram a história não apenas de seu amor, mas de como nasceu a própria família Terra-Cambará.

Três coisas

08 de setembro de 2014 0

Oi, três coisas que devo comentar aqui.

1) Leão de Ouro do Festival de Veneza foi para o sueco A pigeon sat on a branch reflecting on existence (algo como Um pombo sentado em um galho refletindo sobre a existência), do diretor super comentado Roy Andersson. O trailer revela que é a parte final de uma trilogia sobre ser um ser humano. Trata-se de uma comédia e, pelo que deu para ver, repleta de humor negro e personagens absurdamente simples. Andersson também dirigiu o elogiado Vocês, os Vivos, em 2007.

2) Já votou no seu filme preferido para o Pesadelo Coletivo, que ocorre nesta sexta, às 23h59min, lá na Sala de Cinema Ulysses Geremia? Antecedendo o curso sobre Slasher Movies (falamos dele aqui), que será no domingo, esta edição do Pesadelo vai exibir dois clássicos do gênero. Estão concorrendo: O Massacre da Serra Elétrica (The Texas Chainsaw Massacre, 1974), Halloween – A Noite do Terror (Halloween, 1980), Sexta-Feira 13 (Friday the 13th, 1980), Dia dos Namorados Macabro (My Bloody Valentine, 1981), Chamas da Morte (The Burning, 1981), Quem Matou Rosemary (The Prowler, 1981),
Pague Para Entrar, Ree Para Sair (The Funhouse, 1981), A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street, 1984), O Pássaro Sangrento (Stage Fright, 1987), Acampamento Sinistro (Sleepaway Camp, 1988), Brinquedo Assassino (Child’s Play, 1988) e Pânico (Scream, 1996).

Os dois mais votados serão exibidos na madrugada de sexta para sábado. Dê sua opinião aqui: https://www.facebook.com/events/845651285459841/?fref=ts

3) O pessoal do festival Cineserra está comemorando as inscrições. Foi assim: 64 produções, sendo 17 documentários, 21 obras ficcionais e 26 videoclipes. Oba!! A programação vai de 21 a 26 de outubro, em Caxias, Bento e Bento Gonçalves.

 

Cinema no cinema

03 de setembro de 2014 0
Crédito: Anderson Brasil, Pavirada Filmes

Crédito: Anderson Brasil, Pavirada Filmes

O cinema dentro do cinema, quase sempre uma boa pedida… de Cine Paradiso a Saneamento Básico.

E parece que mais um bom exemplo vem por aí. Em O Último Cine Drive-In, primeiro longa de Iberê Carvalho, o mestre Othon Bastos vive o dono do último cinema ao estilo drive-in brasileiro, em Brasília. O cinema que serviu como cenário é real e tem 40 anos de existência.

Na sinopse, Marlon e a mãe se veem obrigados a voltar a Brasília por conta da doença dela. Assim, ele acaba se aproximando novamente do pai (o dono do cinema) que não via há 20 anos.

O Último Cine Drive-In está concorrendo na mostra competitiva de longas de ficção do Festival do Rio. Compartilho aqui esta materinha da Revista do Cinema Brasileiro sobre a produção.

Olhares sobre o Rio

02 de setembro de 2014 0
Crédito: Warner Bros.

Crédito: Warner Bros.

Estreia aqui no Brasil no dia 11 de setembro o filme Rio, Eu Te Amo. A produção integra a franquia cinematográfica Cities os Love, que já passou por Paris e Nova York. São várias histórias dirigidas por cineastas como José Padilha, Fernando Meirelles, Paolo Sorrentino, Vicente Amorim, Carlos Saldanha, Andrucha Waddington, Stephan Elliott, Guilhermo Arraiga, Sang-soo Im e Nadine Labaki.

No elenco, uma mescla de sotaques de gringos e brasileiros, com gente do naipe de Vincent Cassel, Harvey Keitel, Wagner Moura, Fernanda Montenegro, Rodrigo Santoro, etc.

Dá uma olhadinha no trailer. Eu curti!

A telona e os Ramones

01 de setembro de 2014 0

Ok, a notícia já está velha e eu fiquei uns dias sem passar por aqui. Mas como Ramones é minha banda do coração, ainda tá valendo né… Pois bem que a próxima empreitada do mestre Martin Scorsese vai ser um filme sobre o quarteto nova-iorquino ícone punk.

Parece que a produção não será no formato de documentário, o que me deixou mais curiosa ainda. Porque, convenhamos, seria demais uma ficção que recortasse algum período da trajetória impressionante dessa banda. São tantas histórias internas que renderiam. Exemplos: o início de tudo, com Joey Ramone passando por sua fase glam e andando de colant por aí até ser absorvido no que se tornaria a maior banda punk do mundo; a briga de amor que dividiu os Ramones em dois lados; a “vida lôca” de Dee Dee; as passagens pelo CBGB’s (porque aquele filme do Randall Miller não aprofundou muito); as histórias com o tour manager Monte Melnick, que há pouco rendeu o livro Na Estrada com os Ramones; enfim….

Certo que já estamos na expectativa. Aqui, uma listinha com alguns “contatos” dos Ramones com a sétima arte:

* Uma palhaçadinha clássica dirigida Allan Arkush em 1979 e a estreia do quarteto nas telonas:

* A trilha para o filme Cemitério Maldito (1989), que marcou para sempre qualquer setlist dos Ramones:

* Um documentário que dá uma boa noção sobre a história da banda, lançado em 2003: