Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 26 janeiro 2008

Grandes momentos do cinema

26 de janeiro de 2008 0

 

A cena de hoje é uma entre as tantas espetaculares que tornaram antológica a atuação de Marlon Brando em Uma Rua Chamada Pecado (1951), adaptação de Elia Kazan para a peça Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Wiliams - esse título em português é tão sem noção que já não incomoda mais. Bom, o filme ganhou quatro dos 12 Oscar que disputou, três deles para seu elenco principal: Vivien Leigh (atriz), Kim Hunter (atriz coadjuvante) e Karl Malden (ator coajuvante). Mas Brando ficou sem a sua estueta – perdeu para Humphrey Bogart, por Uma Aventura na África.

Era apenas seu segundo filme. Brando mostrou uma forma de interpretação nunca antes vista, com uma entrega total e passional a seu personagem, o bruto pavio curto Stanley Kowalski. Influenciou toda uma geração de atores, entre eles James Dean. Era o início da popularização do %22método%22, estilo de interpetação nascido no Actor%27s Studio, de Nova York, escola de atores a qual Kazan foi um dos fundadores - Brando já havia sido dirigido por ele na versão teatral, em 1947.

A cena abaixo traz o intenso Kowalski  tentanto se reconciliar com a mulher, Stella (Kim), depois que a chegada da irmã dela, Blanche DuBois (Vivien), carregou a casa de enorme tensão, sobretudo sexual. À época, a censura impôs cortes ao filme (tem estupro e referência a abuso de menores). Esta seqüência, de forte apelo erótico, foi uma das mutiladas. Felizmente, a ediçao em DVD duplo traz a versão completa do filme e muitos extras sobre os bastidores da polêmica realização desse clássico do cinema.

 

Postado por Marcelo Perrone