Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A que ponto chegamos!

09 de maio de 2012 47

O desrespeito ao pedestre ganhou uma cena emblemática na terça-feira. A motorista do carro da foto acima simplesmente atravessou-o sobre a calçada da Avenida Júlio, entre a Borges e a Alfredo Chaves, no agitado horário das 13h20min.
Conta o autor do flagrante, que está identificado mas tem o nome preservado, que a situação perdurou por sete minutos. Ele relata que a motorista desceu e foi à fruteira.
– As pessoas passaram a utilizar a rua. Impressionante! E a fruteira possui estacionamento próprio ao lado. Olhei para todos os lados e não vi guardas de trânsito – testemunha ele.
Os pedestres? Ora, que desçam para a rua, o que é que tem!
A cena é alarmante. Um indicativo do grau de desrespeito que vigora na cidade.

(Foto: Divulgação)

Comentários (47)

  • jones otavio stecanella diz: 9 de maio de 2012

    é Lamentavél…..Mais Em Caxias Está Assim….Pior tbm é nos corredores de ônibus os Carrões anda no corredor bem tranquilos..sem levar multas…desrespeito….TOTAL..

  • Juliana Dos Santos Chepp de Oliveira diz: 9 de maio de 2012

    Mas não é só na Julio,quem fiscaliza as garagens de estacionamento rotativo no centro, pois na rua Garibaldi não da mais temos que esperar os manobristas tirarem os carros de cima das calçadas para poder passar. Assim não dá eles só querem dinheiro e não se preocupam com as pessoas.Auguem pode me responder pois eu passo por la todos os dias.

  • Carla diz: 9 de maio de 2012

    Eu por ninguém e todos por mim. Imagine se essa criatura tem filhos ou netos, o exemplo que está dando.

  • Luciana diz: 9 de maio de 2012

    O mundo esta cada vez mais repleto de pessoas “espaçosas”!!!
    Em Caxias tem aqueles que estacionam na calçada, e aqueles que param no meio da rua (Sinimbu por exemplo) as 6 da tarde, em pleno horário de fluxo intenso.

  • João Batista diz: 9 de maio de 2012

    Acho que a motorista, se é possível assim afirmar, não seja habilitada, ou se for, conseguiu a CNH na sorte. Digo isso por que é estranho alguém que seja habilitado, cometer esse tipo de infração de trânsito. Espero que a Senhora repense sua conduta e não se coloque mais na condição que tudo pode, que é alguém superior, e não deve respeito as leis, as normas, aos pedestres. Por fim, um conselho à Senhora do veiculo flagrado na foto, caso não seja habilitada, que providencie a sua habilitação com urgência, se quiser continuar dirigindo veículo.

  • ELOAR LIMA diz: 9 de maio de 2012

    SEU CIRO. PORQUE COMPLICAR COM UMA CENA COMUM DO NOSSO COTIDIANO?
    SE VC PRESTAR ATENÇÃO ALI EXISTEM FAIXAS. PROVAVELMENTE ELA NÃO RESISTIU E PAROU EM CIMA. TALVEZ NEM FOSSE COMPRAR COISA ALGUMA.
    OU VC NÃO CONSEGUE ENTENDER QUE UMA PESSOA ESTEJA COM PRESSA.
    SE ELA PAROU NA FRUTEIRA E PORQUE ELA PRECISA DE ALIMENTOS. OU VC ACHA QUE PESSOAS MAL EDUCADAS NÃO COMEM.

  • Anderson diz: 9 de maio de 2012

    Comum, se não fosse corriqueiro e natural hoje em dia.
    Afinal de contas, essas coisas nunca resultam em nada. Então, o cidadão está tranquilo ao praticar tal ato.

  • Luiz diz: 9 de maio de 2012

    Onde estão agora os guardas de transito, que incansavelmente percorrem a avenida Júlio aplicando as tão famosas multas para quem que por alguns minutos deixa de pagar o parquímetro… Isso é o retrato da ignorância que perdura na nossa sociedade cada vez mais ignorante e imbecil…

  • Samira diz: 9 de maio de 2012

    Aqui isto é bastante comum.Fui visitar meus pais,que moram na cidade de Viamão(e olha que é uma cidade bem ruinzinha,diga-se de passagem), mas me impressionei com o respeito à faixa de pedestres.É so tu colocar o pé para atravessar que TODOS os carros param.Em Caxias, é possível que passem por cima de alguém,qualquer dia.

  • Janice diz: 9 de maio de 2012

    É BEM COISA DE CAXIENSE MESMO. É bem coisa dessa gente que chama o espaço dos outros de SEU e quer ter esse espaço a todo custo, mesmo se estiver prejudicando. Aí vocês devem afirmar: mas por todo lugar é assim! Não, gente! Não! Eu corri esse país e esse mundo, aqui a coisa é de uma proporção realmente lamentável. Questão cultural. O caxiense (e arredores) tem que parar de se achar o melhor, de ser tão narizinho empinado, porque na verdade, atitudes como essa só retratam mesmo a falta de tudo em um ser humano, principalmente de humildade e inteligência.

  • Samuel Werner diz: 9 de maio de 2012

    É lamentável que tenham pessoas que não se importam com os outros e que quem deveria fiscalizar não se faz presente.O que está acontecendo com os seres humanos,estão querendo voltar pra a idade da pedra.Puxa!Vamos começar a dar bons exemplos,o que vai ser no futuro se essa falta de educação persistir?

  • Paulo Lopes diz: 9 de maio de 2012

    Se você acha isso um descaso para com o pedestre, dá uma passada narua Vereador Mário pezzi entre a Bento e a Pinheiro e olha o que o Tapume de uma obra deixou aos pedestres.Para quem usa carrinho de bebês só resta dividir a pista de rolamento com os carros.

  • Analista diz: 9 de maio de 2012

    NÃO LAMENTEM!! Exemplos diferentes de má educação no transito ocorrem simultaneamente em TODAS as esquinas, início e fim das nossas ruas…Dúvido que vcs liguem o pisca alerta, nunca estacionaram em fila dupla ou na vaga do deficiente?
    Fazem auto escola só para comer a merenda…NÃO APRENDEM NADA!
    Criem vergonha e comecem por vcs!!
    Eu já comecei!

  • Gislaine Anunciação diz: 9 de maio de 2012

    Se fosse um carro velho chamariam a POLICIA, fariam um alarde ate aparecer um azulsinho, mas como era carrão deixaram, tenho ate pena dessa pessoa imagina como deve ser no dia a dia!!! ODIADA POR TODOS!!!

  • Cristian MArquesan diz: 9 de maio de 2012

    Realmente esse não é o único caso de desrespeito, minha esposa é deficiente, e muitas vezes não conseguimos estacionar nas vagas destinadas aos deficientes, pore terem carros sem a licença da Secretária de Transito e o adesico que identifica veículo de portador de deficiência, na frente do BB da Praça Dante, há uma camionete Ford Ranger com um reboque, e com adesivo da Secretária de Transito, porém este veículo, junto com seu reboque ficam o dia inteiro na vaga em questão. Onde esta a fiscalização que não coibe estas ocorrencias, bem como a placa de estacionamento na Praça Dante, que fora retirada para os desfiles da Festa da Uva e até o momento não foi recolocada, em frente a FSG, que motoqeiros ocupam a vaga e a faixa de segurança. Alguem por favor fiscalize, pois assim não precisa destinar vaga para PPD, se estas qualquer um pode ocupar.

  • Vinicius diz: 9 de maio de 2012

    Ter um carro mais ou menos ou uma conta bancária mais ou menos não te dá o direito de agir como um estúpido nem faz o mundo girar ao redor da sua necessidade.

  • julio lins diz: 10 de maio de 2012

    Eu tenho certeza que o autor da foto e digno…pois bem voce tinha que se apresentar fez a sua parte de fotografar a cena ridícula dessa pessoa se quiser coloco meu nome na foto.JULIO LINS.

  • Luis Carlos diz: 10 de maio de 2012

    E os amarelinhos, onde andam? Opa desculpe, com certeza estavam em alguma blitz, afinal o que representa ($$$$) uma multa por estacionar sobre a calçada, se compararmos com o que RENDEM ($$$$$) as famosas blitz? Mas e o cidadão, como fica nesta história? Bem, o cidadão que se exploda……. o que importa é o $$$$$$$$$$

  • Juliano Gusatto diz: 10 de maio de 2012

    Essa cena é algo comum oque se vê nas ruas de caxias, passo todos os dias no centro e vejo que tem muitos que deveriam perde a carteira de motorista por má conduta.
    A policia que só servem pra multar carros por causa de rebaixado,pelicula e xenon em blitz esquece de da uma passadinha no centro da cidade pra se ver as barbaridades de alguns cidadão.

  • Maria Goretti diz: 10 de maio de 2012

    INFELIZMENTE CAXIAS FICOU PEQUENA PARA TANTA GENTE E CARROS, OS PEDESTRES TAMBÉM SÃO MAL EDUCADOS E NÃO RESPEITAM O SINAL, E SE ATRAVESSAM NA FRENTE DE QUALQUER CARRO.

  • DAIR diz: 10 de maio de 2012

    e uma vergonha para nossa cidade aqui nimgem respeita nimgem e a fiscalizaçao onde esta as autoridades estão omissas se e que existem?

  • Edson diz: 10 de maio de 2012

    Acho que ela está pensando:
    “Se posso comprar um carro de 100.000, tenho grana, tenho poder, comigo ninguém pode….” então eu estaciono onde eu quero.

  • Edson diz: 10 de maio de 2012

    Agora todos tem carro, todos tem carteira, daí para ter educação e respeito existe uma longa distância.
    Isto também é reflexo da falta de fiscalização que se concentra só nas blitz da quinta, sexta e sabado.

  • Luciano diz: 10 de maio de 2012

    Eu comparo esta falta de respeito com os motoristas que não ligam o pisca de seu veículos quando vão entrar a direita ou a esquerda, ou será que os veículos fabricados nos últimos anos não têm esta opção?

  • Alberto Luis Cemin diz: 10 de maio de 2012

    Trânsito é o tema que mais me revolta em ter de falar.A falta de educação é observada a todo momento,a cada rua,a cada quadra,em cada cruzamento.Pouquissimos motoristas sinalizam suas intenções ao transitar,cinto de segurança;prá que se é só pra ir na padaria,prá que se eu não vou pegar estrada?Cortadas e atravessadas então,fazem parte do dia a dia do motorista caxiense.onde
    o inteligente e MAIS SEGURO é dirigir DEFENSIVAMENTE.Prever as situações,identificar o mau condutor e tentar manter-se a distância,não confiando na sua forma de conduzir.

  • Cassi diz: 10 de maio de 2012

    Lamentável! Valores se perdendo cada dia mais…educação então, algo em extinção!

  • Gerson Bisol diz: 10 de maio de 2012

    Porque preservar o nome? Se o ser humano é capaz de usar a calçada p/ estacionar o auto , porque não usa o nome dele para aparecer e botar a cara p/ todos ficarem sabendo quem é a figura.

    Nota do blog:
    Caro Gerson, o nome que está preservado é o de quem fez a foto.

  • Lucas Assumpção diz: 10 de maio de 2012

    Não há motivo de tanto espanto. Observamos as faixas de segurança que diariamente não são respeitadas pelos motoristas. Não é por menos que se cometa tal tipo de infração como esta.

  • Claudia diz: 10 de maio de 2012

    A pergunta que fica: Onde estão os guardas de Trânsito?
    Sei que eles não podem estar em todos os lugares, mas se fossem mais eficientes e aplicassem as multas, “motoristas” mal educados iriam sentir no bolso e quiça perderem a CNH (se é que a possuem).

  • Thiago Ferreira diz: 10 de maio de 2012

    Será que um proprietário de um carro velho faria isso? Acho que não. Mas pessoas que têm um poder aquisitivo melhor, na maioria das vezes, se acham no direito de desrespeitar a lei, pois se sentem superiores aos outros por achar que podem mais por “possuir mais”, ao invés de se preocuparem em “ser” mais. Mais educados, mais humildes. #FICADICA.

  • Roberto Ribeiro diz: 10 de maio de 2012

    É lamentável, onde está a fiscalização? que imagem para o mundo, volto a perguntar
    onde está a fiscalização?

  • CIDADÃO diz: 10 de maio de 2012

    Ciro,
    Em primeiro lugar os motoristas,em grande maioria de Caxias,não respeitam o próximo (veículos e pedestres):
    *ônibus alguns não andam na faixa dos ônibus e só ficar cuidando na sinimbu no horário de pico.
    *carros andam na faixa de ônibus para tirar alguns metros de vantagem.
    *qunado vc esta de carro estacionado a maioria não deixa vc entrar na rua, mesmo com pisca ligado e sinaleira fechada e disfarça que não lhe viu olhando para o lado oposto.
    *o sinal de amarelo na sinaleira é a oportunidade de passar, consegui!!!carros e ônibus.
    * bem me esqueci dos pedestres…..sinal verde dos motoristas não significa que os pedestres irão respeitar…..

    *pessoas com celular ligado nos veículos em movimento,,a lei deve permitir, pois virou rotina.

    * Desculpe!!!! me esqueci dos que devem coibir estas infrações???? Onde estão….

    Cidadão Caxiense

  • Mario Chaves diz: 10 de maio de 2012

    Comum, como comum também está se tornando uma prática que acarretará em muitos atropelamentos…. Na saída de garagens no centro e arredores, de estacionamentos pagos ou não, os motoristas estão saindo embalados e dão uma buzinada, sem diminuir a velocidade. Ora, não bastasse o risco em si nessa atitude, vale lembrar que a calçada é espaço do pedestre. Eu não dou um grito e saio correndo para atravessar uma rua…

  • Leandro Barbosa da Silva diz: 10 de maio de 2012

    Educação e senso de comunidade é o que falta a muitos caxienses, este cidadão com certeza acha que esta só no mundo, tomara quer em sua família não exista nenhum cadeirante e que este não ache no seu caminho alguém tão mal educado quanto ele.

  • Rudinei diz: 10 de maio de 2012

    Só esqueceram um detalhe colocar ai a placa desta criatura, para quando vermos por ai nos cuidar-mos para não ser-mos atropelados na própria calçada.

  • val diz: 10 de maio de 2012

    Cade os amarelinhos só servem para multar quem ultrapaça o horário do estacionamento.

    Não são só os carros que faltam com orespeito ,Na rua tronca próximo ao nº 1150 existe uma construção ao qual tirou a calçada e deixou algumas pedras , pessoas de idade ou com qualquer que seja a deficiencia não consegue passar pelo passeio publico tendo que andar pelo meio da rua , onde o movimento de carros é grande e o perigo de atropelamento á constante , sera que a prefeitura ou órgão responsável vai esperar alguem ser morto naquele local para tomar providencia ?

  • Gilberto Gaiardo diz: 10 de maio de 2012

    Que bom que estacionou em obliquo…nota-se que é uma pessoa ciente das normas e regras que regulamentarizam o trânsito….teve sorte pois seria feriado na fiscalização…ou melhor para quê esta fiscalização???????? A resposta é sempre a mesma , não podemos estar em todos os pontos………quando se necessita, eles nuca aparecem , agora quando é para cobrar o parquimetro , nossa surgem como um raio.

  • Alcir Sadi Machado. diz: 10 de maio de 2012

    Infelizmente isso é comum em Caxias, sou idoso, tenho licença de estacionamento para idoso e tive que ficar rodando por várias quadras até encontrar uma vaga normal e estacionar, isso tudo porque em frante a um cartório na esquina das ruas 18 com borges tem uma vaga destinada a idosos mas esta estava ocupada por uma camionete identificada como sendo de uma conhecida Empresa, detalhe, sem tiket de estacionamento e sem licença para estacionar ali, agora vem o pior, encontrei uma moça funcionária da Empresa que administra as vagas e reclamei tal não foi a minha surpresa quando ela deu de ombros e seguiu seu caminho sem nada fazer. Conclusão minha: talvez o motorista devido a frequencia com que vá ao cartorio seja amigo dela.

  • julia diz: 10 de maio de 2012

    Isso sim tem que haver punição…que os ógãos público vejam essa cena ai..

  • Clau diz: 10 de maio de 2012

    Aposto que se fosse um carro mais pobre, teria sido multado e escorraçado pelo dono da fruteira. Acontece que aqui nesta triste cidade, o dinheiro e o poder mandam e as pessoas de alto pode aquisitivo acham que o dinheiro lhes tornam superiores.
    A população dessa cidade é mal educada, não só no trânsito. E essa foto é reflexo do que vemos no nosso dia a dia.

  • Cristiane Arnholdt diz: 10 de maio de 2012

    Mais um pouco, teremos que andar pelos telhados, porque todo espaço pertencem aos carros!

  • Ernesto diz: 10 de maio de 2012

    Os motoristas, a grande maioria, não respeitam os pedestres nem na faixa de segurança. Em Loudes na frente da Igreja, passar pela faixa de segurança é um ato de bravura.

  • Sonia Januzzi diz: 10 de maio de 2012

    Lamentável. A desculpa de que há muitos carros e poucas vagas não é suficiente. Sou motorista já rodei mais de meia hora procurando vaga e nem por isso estacionei em cima da calçada. Deixo o carro onde é permitido ainda que tenha que andar duas ou três quadras para chegar ao meu destino. Isso é questão de cidadania, educação e acima de tudo de não achar que o que é público não tem dono. A coisa pública é de todos e não deve servir ao uso particular de quem quer que seja.

  • DIAS diz: 10 de maio de 2012

    Educação leva tempo…No Japão as pessoas evitam cruzar as pernas quando andam de metrô para que o cidadao ao lado nao se sinta desconfortado ou incomado pela atitude. Aqui, nao temos a minima noção da consciência coletiva. O que dizer daqueles que vislumbram uma vaga pra estacionar (minina e que exigirá alguma manobra para tal) em ruas movimentadíssimas e não liga pra fila imensa que se forma atrás esperando que a beldade consiga estacionar. É muito desrespeito a todo um fluxo que tem que parar que que a criatura estacione…ao invés de procurar outro local para estacionar, mesmo que seja mais longe. Não há esta consciência do respeito ao coletivo , na qual deveria prevaler o respeito à maioria e não a simples satisfação dos interesses pessoais.

  • Cristina diz: 10 de maio de 2012

    Às vezes lamento o fato de ser motorista e não poder fotografar os absurdos que presencio no trânsito em Caxias. Ontem à tarde, qdo estava saindo do estacionamento atrás do bloco M e terminando de contornar a rotatória do acesso principal à UCS em direção ao bairro Petrópolis, fui obrigada a dar a preferência ã motorista de um carro que vinha pela contramão na rotatória em direção ao ambulatório geral. Pelo retrovisor, pude acompanhar a confusão que ela continuou gerando, pois seguiu seu trajeto em direção ao ambulatório (ou à Vila Olímpica) na pista contrária. Ou será que Caxias agora tem mão inglesa?

  • Luiz diz: 10 de maio de 2012

    É comum se observar este tipo de situação em nossa cidade, especialmente carros, entulhos, mercadorias de lojas e outros trecos, mas o mais impressionante é o deesrespeito às placas de sinalização e aos semáforos, pois amarelo virou símbolo de aceleração dos carros ao invés de redução. O nosso trânsito, bem como a omissão das autoridades “responsáveis” virou sinônimo de “terra sem lei”.

  • Sandra Maria diz: 16 de maio de 2012

    Boa noite Ciro, falando em trânsito, acho que vale um elogio aos “amarelinhos” que estão quase que diariamente controlando o trânsito na saída da escola São José. O trânsito flui que é uma maravilha. A comunidade nos critica, mas muitas vezes a fila dupla é por causa dos motoristas que não respeitam o horário de estacionamento e nos fazem atrapalhar o trânsito porque não podemos seguir a fila no cordão da calçada. Dia desses, em que os “amarelinhos” não foram, às 17:15 uma mãe aguardava seu filho sair às 17:30 e resolveu estacionar no meio da quadra e a fila que entrava na escola tinha que desviar da “bonitona”, que não moveu um músculo para sair dali. São os abusados da hora, que só respeitam o trânsito sob autoridade, consciência zero. Igualzinha a fulana desta crônica.

Envie seu Comentário