Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de outubro 2009

As 10 cidades mais poluídas do mundo

30 de outubro de 2009 0


A revista Mundo Estranho de outubro trouxe a lista das 10 cidades mais poluídas do mundo. A pesquisa foi elaborada pelo Blacksmith Institute, organização ambientalista internacional. Além do “Top 10 da sujeirada”, a lista traz outras informações interessantes. Confira:

10- Haina, República Dominicana
Tipo de poluição
– Chumbo
População Afetada – 85 mil pessoas
Quem acha que no Caribe só rolam praias paradisíacas e ar puro está muito enganado. Em Haina, na República Dominicana, o pessoal respira é chumbo! O ar por lá é carregado de partículas desse metal, herança de uma fábrica de reciclagem de baterias que fechou as portas em 1997.
Consequências da podreira – Sérios danos oculares e problemas neurológicos, deformidades de nascimento e até a morte.

9 – Kabwe, Zâmbia
Tipo de poluição – Chumbo e outros metais
População Afetada – 255 mil pessoas
Décadas de mineração e fundição pesada espalharam pó de chumbo e de outros metais pra tudo quanto é lado na cidade de Kabwe. Para piorar, o mesmo rio que serve de hidrovia para o transporte de resíduos da fundição é o local onde as criancinhas do lugar se banham…
Consequências da podreira – O nível de chumbo no sangue das crianças é de cinco a dez vezes mais alto do que o aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e, em muitos casos, está perto daquele considerado fatal.

8 – Sumgayit, Azerbaijão
Tipo de poluição – Produtos químicos orgânicos, petróleo e metais pesados
População Afetada – 275 mil pessoas
Um dos grandes centros industriais da era soviética, a cidade de Sumgayit tinha mais de 40 fábricas de produtos químicos e agrícolas, que lançavam até 120 mil toneladas de tóxicos por ano na atmosfera. Se a maioria das indústrias fechou, a podreira continua na ativa.
Consequências da podreira – A taxa de incidência de câncer em Sumgayit é até 50% maior do que no resto do Azerbaijão, sendo que o índice de mortes pela doença é 10% mais alto. Muitos bebês nascem prematuros e com defeitos genéticos, como falta de cérebro.

7 – Chernobyl, Ucrânia
Tipo de poluição – Radiação
População Afetada – 5 milhões de pessoas
O maior acidente nuclear da história, ocorrido em 1986, em Chernobyl, literalmente bombardeou a cidade, tendo liberado uma radiação cem vezes maior do que a das bombas atômicas jogadas sobre Hiroshima e Nagasaki. Até hoje a região em volta da usina está inabitável.
Consequências da podreira – De 1992 a 2002, na Bielo-Rússia, Rússia e Ucrânia, mais de 4 mil casos de câncer na tireoide foram diagnosticados entre crianças e adolescentes. Males como lesões de pele, doenças respiratórias, infertilidade e defeitos congênitos eram rotina nos anos seguintes ao acidente, e estima-se que os danos se propagarão para as gerações futuras.

6 – Norilsk, Rússia
Tipo de poluição
– Metais pesados no ar
População Afetada – 134 mil pessoas
Norilsk tem o maior complexo de fundição de metais pesados do mundo. Já o ar local tem odor de enxofre, e a expectativa de vida dos operários das fábricas é dez anos mais baixa do que a média no país. Tudo por causa das 500 toneladas de óxido de cobre e níquel e 2 milhões de toneladas de dióxido de enxofre lançados por ano na atmosfera!
Consequências da podreira – Altas taxas de câncer de pulmão, doenças respiratórias e nervosas, além de elevados índices de aborto. O ar poluído responde por quase 40% das mortes entre as crianças.

5 – Dzerzhinsk, Rússia
Tipo de poluição – Química
População Afetada – 300 mil pessoas
Há décadas, o forte de Dzerzhinsk é a fabricação de armas químicas. Mas o forte também é a poluição. Ao longo dos anos, cerca de 300 mil toneladas de resíduos químicos foram parar no lençol freático. Em alguns locais, a água virou uma lama esbranquiçada supertóxica.
Consequências da podreira – No cemitério local, há um número chocante de túmulos de pessoas abaixo dos 40 anos. A expectativa média de vida é de apenas 44 anos.

4 – La Oroya, Peru
Tipo de poluição
– Cobre, chumbo e zinco
População Afetada – 35 mil pessoas
Desde 1922, os moradores de La Oroya penam com os resíduos da mineradora americana Doe Run Corporation. A situação é tão grave que, vira e mexe, o governo local adota planos emergenciais aconselhando a população a não sair de casa até que o ar esteja minimamente respirável.
Consequências da podreira – 99% das crianças locais têm o nível de chumbo no sangue maior que os limites estabelecidos pela OMS, sofrendo, entre outras coisas, de sérios anos de desenvolvimento mental.

3 – Sukinda, Índia
Tipo de poluição – Cromo e outros metais
População Afetada – 2,6 milhões de pessoas
Com 97% dos depósitos de minério de cromita da Índia, o vale de Sukinda é quase uma mineração a céu aberto, com várias minas operando sem plano de gestão ambiental. O resultado: mais de 30 milhões de toneladas de resíduos de cromo e outros metais pesados são excretadas nas zonas vizinhas e às margens do rio Brahmani, única fonte de água “potável” dos moradores.
Consequências da podreira – Sangramento gastrointestinal, tuberculose, asma, infertilidade, defeitos congênitos e abortos.

2 – Tianying, China
Tipo de poluição – Chumbo e outros metais pesados
População Afetada – 140 mil pessoas
Tianying é uma das maiores bases produtoras de chumbo da China, sendo responsável por metade da produção total do país. Só que o baixo nível tecnológico, operações ilegais e a falta de medidas de controle ambiental levaram a uma situação calamitosa. A concentração média de chumbo no ar e solo é até dez vezes maior que os padrões aceitáveis!
Consequências da podreira – QI mais baixo, dificuldade de crescimento, problemas auditivos e visuais, dores de estômago, irritação do cólon, disfunção renal, anemia e danos cerebrais.

1 – Linfen, China
Tipo de poluição
– Mineração de carvão
População Afetada – 3 milhões de pessoas
O desonroso primeiro lugar da lista do Blacksmith Institute fica com a cidade chinesa de Linfen, um dos maiores centros de produção de carvão do planeta. O volume de pó de carvão no ar é tão grande que os moradores chegam a engasgar quando respiram! Para piorar, grande parte das minas não é regulamentada e desvia os escassos recursos hídricos da região para usar na mineração.
Consequências da podreira – Bronquite, pneumonia, lesões de pele, doenças vasculares, hipertensão e altas taxas de incidência de câncer. A arsenicose, doença causada pela ingestão de arsênio na água, está em níveis dramáticos na area.

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Bonito, talentoso e solidário

27 de outubro de 2009 0


Tiago Iorc também apoia o Portal Social!

Mais uma personalidade demonstrou seu apoio ao site Portal Social. O convidado dessa vez foi o músico Tiago Iorc, grande revelação da música jovem que está embalando temas de novelas como Malhação e Viver a Vida.

A Graziela, nossa estagiária de Relações Públicas aqui da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, foi quem convidou o Tiago a participar. O moço foi supersimpático e atendeu prontamente o pedido da Grazi, que, aliás, é fã do trabalho dele.

O vídeo ficou muito legal! Olha só:

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Para rir e aprender

26 de outubro de 2009 0

Se você é como eu e adora um filme de animação, vai gostar desse site: The Animals Save the Planet, produzido pela Animal Planet. É uma série de pequenos vídeos que ensinam as crianças a cuidar do meio ambiente com ações simples do dia a dia como evitar o uso de sacolas plásticas ou economizar energia.

Os vídeos são em inglês, mas as animações são bem didáticas e dá pra entender direitinho. O site ainda tem papeis de parede lindos. É uma forma de ensinar a garotada a cuidar do meio ambiente e ainda dar umas boas risadas. O vídeo da vaquinha, para mim, é o melhor!

Passa lá!

Boa semana a todos!

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Visite uma instituição social

21 de outubro de 2009 0

Dica do dia: visite uma instituição social. É uma experiência única. Conhecemos histórias e pessoas incríveis, que têm o poder de realmente mexer com você. É impossível sair de lá indiferente.

Hoje pela manhã, eu e minha colega Miriam visitamos duas instituições que captam recursos aqui no Portal: o Clube de Mães Bárbara Maix e a Casa do Excepcional Santa Rita de Cássia. Saimos de lá impressionadas com o trabalho realizado por aquelas pessoas, e ainda ganhamos uma avalanche de beijos, abraços e sorrisos das crianças.

É clichê, mas é verdade: quando você visita uma instituição, quem sai ganhando é você.

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Xixi na cama!

20 de outubro de 2009 0

Publicamos hoje uma notícia no Portal Social que deu o que falar: 89% das crianças que fazem xixi na cama são agredidas.

Esse número revela uma desinformação muito grande dos pais e responsáveis em relação a uma doença bastante comum, a enurese noturna. Essa doença nada mais é que o popular xixi na cama, mas pode (e deve) ser tratada de forma correta.

Fique atento se seu filho já passou dos 4 ou 5 anos de idade, é saudável, e molha duas ou mais vezes por semana. Ele pode estar com enurese noturna.

Para tirar suas dúvidas, confira uma entrevista com o Urologista Pediátrico Dr. Lionel Leitzke:


Até que idade é normal uma criança “molhar a cama”?
Existem diferentes conceitos sobre até que ponto pode ser considerado “normal” uma criança não ter controle noturno sobre o ato de urinar. A maioria dos estudiosos concorda que é aceitável que uma criança de até cinco anos sem querer molhe a cama no máximo uma vez por semana, desde que não tenha outros sintomas.


Quais outros sintomas a criança pode ter?
- Dores para urinar (nos órgãos genitais ou na barriga)
- Urgência para urinar – durante o dia quando “dá vontade” de urinar tem que sair correndo, porque senão urina na roupa.
- Perdas de urina involuntárias durante o dia.
- Infecções urinárias – com febre, ardência ao urinar, presença de sangue ou pus na urina.
Se seu filho tiver um ou mais dos sintomas acima, o problema pode ser mais complexo e deve ser acompanhado por um médico especialista.


Por que meu filho ou minha filha ainda urina na cama após os 5 anos de idade?
  
Existem vários estudos médicos, e diversas teorias sobre o assunto. As mais aceitas são: predisposição genética, produção de maior quantidade de urina durante o sono e fatores emocionais.


Se não for realizado tratamento, existe a cura espontânea da enurese?

Sim. Entre os 6 e 12 anos de idade, há um índice de resolução espontânea de 4 a 5 % ao ano. Após os 12 anos de idade a possibilidade de resolução espontânea diminui para 2% ao ano.


Por que a enurese deve ser tratada?

Porque o tratamento beneficia não só o paciente, mas também seus familiares.

Acesse a matéria no Portal Social!

 

Fonte da entrevista: site pipistop

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Pedofilia na internet é tema de audiências pública

19 de outubro de 2009 0

Representantes de instituições que trabalham na proteção à infância, prefeituras, conselhos, entre outros, estão marcando presença nas audiências públicas realizadas pela VII Jornada Estadual contra a Violência e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Os eventos vão até final de novembro. O tema dos encontros é “Sensibilização: um novo olhar e uma nova consciência” e visa a estimular a adesão de profissionais e universitários à causa da proteção à infância, em especial o combate à pedofilia na internet. Devido ao seu caráter regional, em média, 200 municípios têm sido representados nas audiências.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-seccional RS, Ricardo Breier afirma que a internet ampliou o alcance da pedofilia do mundo e, em 2005, os lucros desse “mercado” chegaram a 20 milhões de dólares. “Este lucro é maior que o da indústria de armas, sendo que os Estados Unidos estão em primeiro lugar em número de ‘consumidores’ de sites de pedofilia, seguido da Espanha, México, Argentina e Brasil”, declara Breier. Segundo o advogado, os sites mais procurados atualmente são aqueles que trazem cenas com crianças na faixa etária de seis meses a três anos, sendo 80% da preferência dos pedófilos em todo o mundo. “Estima-se que dois milhões de crianças estão em poder do crime organizado. Estas crianças invariavelmente morrem pelos abusos sofridos”, conclui.

As Jornadas têm o objetivo de sensibilizar as comunidades para a necessidade de enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes, e nesse sentido as audiências têm  tido um papel transformador de culturas, estimulando o rompimento do silêncio em nossa sociedade, sobre esse tipo de crime, diz o coordenador de Cooperação Técnica da FMSS, Jéferson dos Santos. Ele acrescenta que nos últimos três anos foram realizadas audiências em mais de cinqüenta cidades, atingindo público superior a dez mil pessoas. Além disso, as audiências permitem o levantamento de problemas nas cidades, a construção de redes de proteção à infância e até mesmo a identificação de focos de exploração sexual, entre outros crimes.

Nesta VII Jornada estão sendo visitados, até final de novembro, 11 municípios gaúchos. As cidades que já realizaram audiências públicas foram Santa Maria, Panambi, Frederico Westpalen, Novo Hamburgo, Bento Gonçalves, Rio Grande, Santo Ângelo. Em Soledade, o evento acontece dia 26/10, em Santana do Livramento, dia 09/11, Tramandaí em 16/11 e em Porto Alegre, encerrando as atividades do ano, dia 24/11.

As Jornadas Estaduais têm a coordenação da Assembleia Legislativa do RS, Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e Ministério Público e contam com a parceria de 23 organizações da sociedade civil.

Postado por Lisiane Nunes

Bookmark and Share

Você está com fome?

16 de outubro de 2009 0

Nessa semana foi divulgado um relatório da ONU que traz uma informação assustadora: mais de 1 bilhão de pessoas passam fome em todo o mundo. Ou seja, entre seis habitantes do nosso planeta, um simplesmente não tem o que comer. E a situação só tende a piorar: em 2050, o preço dos alimentos terá subido numa proporção gigantesca, e comer será muito, mas muito caro.

Para quem come hoje pelo menos três vezes ao dia, essa informação parece menos importante do que de fato é. Para termos uma ideia mais clara, o trigo vai aumentar cerca de 194% até 2050. Você acha que seu salário também vai crescer tanto assim em 40 anos? É, provavelmente, não. Ou seja, comer vai ser ainda mais difícil para todos, inclusive para você.

Mas esses números são apenas uma previsão, e nada disso pode, de fato, vir a acontecer. Pra evitarmos esse futuro nada agradável, o primeiro passo que temos que dar é cuidar melhor do nosso planeta. Se o aquecimento global não avançar, por exemplo, o preço dos alimentos subirá muito menos e a alimentação não será tão inacessível.

Outra forma de contribuir é evitando o desperdício de alimentos. Só aqui no Brasil, desperdiçamos mais de 25% daquilo que produzimos, e ao mesmo tempo, temos 15 milhões de crianças subnutridas. É comida sendo posta no lixo e gente morrendo de fome.

Cuide desse bem tão valioso que você tem: o alimento. E, nesse Dia Mundial da Alimentação, aproveite para pensar em quem não tem o que comer cada vez que sua barriga roncar.

Bom final de semana a todos!


Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Dica de site

15 de outubro de 2009 0

Li uma matéria esses dias na revista “Vida Simples” e encontrei lá uma dica de site bem bacana.

É o DreamAid, uma ideia de um empresário britânico chamado Peter McAteer. Ele fez uma viagem ao Quênia e ficou impressionado ao ver mulheres vendendo produtos artesanais a preço de banana para sustentar a família. Essa cena motivou Peter a criar um site que vendesse produtos artesanais de vindos de todas as partes do mundo (a preços justos, é claro!).

O site é superfácil de navegar e tem menu em português. Os produtos são lindos! Sem contar que é uma forma de valorizar esse trabalho tão rico feito com tanta paciência pelos artesãos mundo à fora.

Acesse!

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

Publicidade verde

14 de outubro de 2009 0

Recebi hoje um e-mail com anúncios publicitários inteligentes e divertidos. Todos têm como tema o meio-ambiente, e nos fazem pensar sobre a questão ambiental. Confira:

 

Essa campanha foi feita para a World Wildlife Fund. À medida que o papel acaba, o verde da América do Sul também vai embora, simbolizando o impacto ambiental que o uso de simples toalhas de papel é capaz de provocar, além de alertar para outros desperdícios que podem levar às mesmas consequências.

 

A Prolam Y&R, de Santiago, criou um enorme outdoor mostrando refugiados fugindo de uma enchente na Ásia, com dúzias de ar condicionados sobre a superfície do cartaz, que diz a seguinte frase: “O ar que esfria sua casa aquece o mundo”.

 

“Veja quanto monóxido de carbono você deixará de emitir se não dirigir por um dia”. Essa é a mensagem que aparece na gigantesca nuvem preta presa ao cano de escape de um carro depois de passar o dia sendo inflada pela fumaça expelida pelo automóvel.

 

Nesse anúncio, as árvores foram posicionadas para parecer pulmões. A área desmatada é um alerta, e a frase no canto diz: “Antes que seja tarde demais”

 

A campanha feita pela Sukle Advertising & Design, de Denver, tem como objetivo diminuir o desperdício de água. O slogan é: “A grama é burra. Regue dois minutos a menos. Seu gramado não vai notar”.

 

“A moda faz mais vítimas do que você pensa”. Da Agência O&M, da Índia.

 

Essa campanha traz um slogan que gerou muita controvérsia: “O tsunami matou cem vezes mais que o 11 de Setembro. O planeta é brutalmente poderoso. Respeito-o. Preserve-o”. O anúncio foi feito pela DDB Brasil e atribuído ao WWF, que negou qualquer tipo de participação na campanha, chamando-a de “ofensiva e de mau gosto”.

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share

O que temos a comemorar?

09 de outubro de 2009 1

O Dia 12 de Outubro deveria ser uma data para celebrar a alegria de ser criança. Mas, infelizmente, nem todos os nossos brasileirinhos podem se orgulhar de ter uma infância feliz. Sabemos que muitas crianças são privadas de direitos básicos como educação, igualdade e proteção.

Já faz 20 anos que o mundo adotou a Declaração Universal dos Direitos da Criança. Você conhece?

1. Direito à igualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade.
2. Direito à proteção especial para o seu desenvolvimento físico, mental e social.
3. Direito a um nome e a uma nacionalidade.
4. Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe.
5. Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente.
6. Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade.
7. Direito à educação gratuita e ao lazer infantil.
8. Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes.
9. Direito a ser protegido contra o abandono e a exploração no trabalho.
10. Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.

Nunca se esqueça da importância de cuidar da infância. Nosso sonho é que no futuro, as crianças possam viver em sociedade como bons adultos e contribuir para que outras crianças também vivam felizes.

 


 

Postado por Cândida Hansen

Bookmark and Share