Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2010

Cufa movimenta o Costão do Santinho

26 de julho de 2010 1

A Central Única das Favelas mexeu com a rotina do resort Costão do Santinho, em Florianópolis, neste sábado. O resort gentilmente abriu suas portas para a entidade mostrar seu trabalho e divulgar suas ações ligadas à campanha Crack, Nem Pensar.

Foi uma festa e tanto. Nossa colega de Santa Catarina, a Regina, acompanhou tudinho. Dá uma olhada no que ela nos contou:

“A ação da CUFA no Costão do Santinho no sábado foi muito boa. O público gostou, participou e interagiu. Foram realizadas oficinas de basquete de rua, grafite, DJ e mágica. A programação estava prevista para encerrar às 17h, mas eu sai de lá às 18h e ainda tinha público!”

Nosso agradecimento mais que especial a todo o pessoal do Costão do Santinho, que está apoiando a campanha Crack, Nem Pensar e incentivando seus hóspedes a fazer doações. Estamos muito felizes e orgulhosos com a parceria. Mobilizações como esta são muito importantes nesta luta de combate ao crack!

E você, já fez sua doação? Clique aqui e faça sua parte!

Bookmark and Share

Crianças veem, crianças fazem

22 de julho de 2010 0

Sou formanda do curso de Jornalismo e, neste semestre, chegou minha vez de produzir a tão falada, temida e esperada monografia. Escolhi um tema que me interessa muito e que tem tudo a ver com meu trabalho no Portal Social e aqui no ClicSolidariedade: Mídia e Infância.

Pesquisando na internet sobre o tema encontrei este vídeo e resolvi compartilha-lo com vocês. O nome dele é “Crianças veem, crianças fazem” e resume bem a ideia.

O vídeo não fala da relação de mídia e infância, mas tem tudo a ver com o tema. As crianças não reproduzem somente o que veem seus pais fazendo. Reproduzem também o que assitem na TV, o que escutam nas letras das músicas, o que veem nas propagandas.

Uma pesquisa realizada em 2007 pelo Ibope revelou que as crianças brasileiras, entre quatro e onze anos, passam, em média, quase cinco horas por dia assistindo televisão. São cinco horas diárias de ensinamentos que, de uma forma ou de outra, serão reproduzidos pelas crianças.

Infância é uma etapa da vida de contante aprendizado, de formação de caráter e de identidade e tudo que ensinamos às crianças merece cuidado e atenção. Portanto, eu acredito ser também responsabilidade dos profissionais de comunicação refletir sobre o que está sendo ensinado para os pequenos nas produções midiáticas.

Claro que nenhuma criança vai cometer um crime só porque viu na televisão. A mídia não é o único meio de aprendizado infantil, não é a única palavra que as crianças escutam. Mas é importante lembrarmos que ela também cumpre esse papel, que ela também está ensinando algo para as nossas crianças.

Afinal, crianças veem, crianças fazem.

Bookmark and Share

Resultado da promoção Grupo Tholl

06 de julho de 2010 0

A promoção para assustir ao Grupo Tholl no @portalsocial foi um sucesso! Veja o nome dos três felizardos:

@carine_santos
@fernandinho_poa
@nandualvarenga

Parabéns aos ganhadores e muito obrigada a todos que participaram!

Bookmark and Share

Quer assistir ao espetáculo do Grupo Tholl?

05 de julho de 2010 0

O Portal Social está realizando mais uma promoção!

Desta vez, três pessoas serão contempladas com um par de convites para assistir ao espetáculo Exotique, do Grupo Tholl, no Teatro São Pedro – Porto Alegre.


Foto: Divulgação / site oficial

Para levar os convites você só precisa seguir o @portalsocial no Twitter e ser uma das três primeiras pessoas a responder corretamente, a partir do horário previsto no regulamento, a seguinte pergunta: “Quantos artistas compõem o espetáculo Exotique?”


A promoção acontece amanhã, dia 06 de julho. Fique ligado!


Foto: Divulgação / site oficial

Leia o regulamento e participe!

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RELÂMPAGO
“Grupo Tholl”

1. Esta promoção relâmpago é realizada pela Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, inscrita no CNPJ sob o nº 88.593.181/0001-58.

2. Para participar da promoção relâmpago “Grupo Tholl”, todas as pessoas interessadas e seguidoras do Portal Social no Twitter (@portalsocial) residentes na cidade de Porto Alegre, deverão, a partir das 13h do dia 06 de julho de 2010, responder, via Twitter, à pergunta “Quantos artistas compõem o espetáculo “Exotique”?”.

2.1. Somente as mensagens postadas a partir do horário previsto neste regulamento estarão participando da promoção para fins de premiação.

2.2. A Realizadora dará um reply, via twitter, para o contemplado validando-o como ganhador, divulgando, ainda, no dia 06 de julho de 2010, no Twitter do Portal Social.

2.3. Os contemplados, além de receber o reply via twitter, receberão também contato via direct message solicitando seu nome completo, RG, CPF, e-mail e telefone.

3. As 3 (três) primeiras respostas corretas de acordo com a pergunta disposta no item 2, nos termos deste Regulamento, ganharão como forma de premiação 02 (dois) convites para assistir ao espetáculo “Exotique” do Grupo Tholl, no Theatro São Pedro, válido para o dia 14 de julho de 2010 às 21h. Cada convite corresponde a 1 (um) ingresso numerado que deverá ser trocado na bilheteria do teatro até 12 horas antes do início do espetáculo.

4. Para o recebimento do prêmio os 03 (três) contemplados deverão comparecer portando seu RG, no endereço Rua Rádio e TV Gaúcha, nº 189, Porto Alegre-RS, no período de 07 de julho de 2010 a 13 de julho de 2010, exceto sábado e domingo, em horário comercial, 8h30min às 12h e das 14h às 18h.

4.1. O prêmio deve ser recebido, impreterivelmente, pelo contemplado da promoção, não sendo permitido o resgate do prêmio por terceiros, mesmo com autorização do contemplado.

5. O prêmio é pessoal e intransferível, não sendo permitido ao contemplado trocá-lo por dinheiro ou qualquer outro produto.

6. Estão impedidos de participar da Promoção os empregados da RBS, seus parentes até terceiro grau ou pessoas que de alguma forma participem, direta ou indiretamente, da produção da promoção, bem como parentes até terceiro grau destas pessoas.

7. A Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho não se responsabiliza por twittes atrasados, enviados erroneamente, incompletos, incorretos, inválidos ou imprecisos, nem será responsável por problemas, tais como, mas sem excluir outros semelhantes a estes: falhas ou funcionamento técnico, de qualquer tipo, em redes de computadores, servidores ou provedores, equipamentos de computadores, hardware ou software, ou erro, interrupção, defeito, atraso ou falha em operações ou transmissões para o correto processamento de inscrições, incluindo, mas não se limitando, a transmissão imprecisa de inscrições ou falha do promotor em recebê-las, em razão de problemas técnicos, congestionamento na internet ou no site ligado a esta promoção relâmpago, vírus, falha de programação (bugs) ou violação por terceiros (hackers).

Porto Alegre, 05 de julho de 2010.

Bookmark and Share

Fala aí, Maicon!

01 de julho de 2010 0

Recebemos este texto de um internauta do Portal Social. O nome dele é Maicon Veríssimo, ele mora em Novo Hamburgo e é técnico em segurança do trabalho. O Maicon escreveu sobre o que pensa a respeito do crack. Confere aí!

Meninos do Crack

Nossa sociedade está sobre alerta geral, estamos convivendo com uma era destruidora. A família nunca esteve tão vulnerável como agora. Veja quantos problemas que acontecem na rua e vem parar dentro de nossas casas. Hoje, além de crimes, ataques terroristas e catástrofes naturais, encontramos e nos deparamos com uma droga avassaladora e cruel, o CRACK, popularmente conhecida como “pedra” que afeta boa parte da população.

Quando constatado o envolvimento de um familiar com o uso dessa droga entramos em colapso, questionamos a nós mesmos, perguntando como foi possível acontecer? E por quê?

Diante desse caos, precisamos ser coerentes e eficazes no trabalho de prevenção e conscientização de nossos filhos. Hoje nas escolas as crianças também recebem orientações sobre o assunto, além de terem acesso as mais diversas campanhas espalhadas pelo mundo. Continuam valendo as regras de antigamente, onde recebíamos o lembrete de nossos pais todos os dias… “Não aceitar nada de estranho”, “Cuida por onde e com quem andas”… Precisamos manter esse quadro educacional, a educação é dever de todos.

Deparo-me todos os dias, quando saio para o trabalho, com meninos de uma média de idade de 5 a 8 anos. Chamo-os de meninos do Crack, não por que são usuários, mas por conviverem diariamente com o tráfico.

Vejo-os brincando e até mesmo correndo nas ruas sem a supervisão de seus pais, que estão preocupados com o negócio irregular.  Essas crianças vão a casas de vizinhos e pedem comida e roupas, prontamente são atendidas. Nessas ocasiões me pergunto: é dever de quem cuidar dessas pessoas que alí estão se formando? Governo? Escola? Pais? Nós? Será que não temos nada a ver com isso? Deixamos de lado, pois cada um cuida da sua vida? Então, o que é sociedade? Vivemos em comunidades e realizamos trabalhos voluntários em busca de que?

Se não houver a união de todos para com essa guerra, na qual enfrentamos batalhas derradeiras contra essa droga que assombra nossos lares, não quero que anunciem “o crack matou mais um”. Devemos repensar e reavaliar a nossa metodologia educacional, respeito, ética, moral será resultado dessa união, é bom refletir no que estamos vivendo, caso necessário, voltamos ao passado para buscar os bons modos.

Maicon Kruel Veríssimo

Bookmark and Share