Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A Revolução das Mídias Sociais

22 de junho de 2011 0

A gente sabe muito bem que a internet está mudando o modo como são feitos os negócios, as relações interpessoais e, principalmente, o modo como as pessoas veem o mundo.

Erik Qualman, o autor do livro Socialnomics, produziu uma série de vídeos chamada Social Media Revolution para mostrar a importância da rede no dia a dia das pessoas.

O último filme dá uma mostra do que aconteceu no mundo on-line entre o fim de 2010 e o primeiro semestre de 2011.

É rapidinho, tem só dois minutos. Como não encontrei nenhuma versão legendada, segue também a tradução das informações:

“As mídias sociais são sobre pessoas.
Mais de 50% da população mundial tem menos de 30 anos.
Facebook ultrapassou Google em tráfico de dados por semana, e isso tem impacto em nosso comportamento off line.
Um em cada cinco casais se conheceu na internet.
Três em cada cinco casais gays se conheceram na internet.
O Facebook é a principal causa de um a cada cinco divórcios.
O que acontece em Vegas fica no Facebook, Twitter, Flickr, Youtube…
Estudantes do jardim de infância estão aprendendo com iPads, não com lousas.
Se o Facebook fosse um país, ele seria o terceiro maior do mundo.
Mas o Facebook, o Twitter, o Youtube e o Google ainda não são aceitos na China.
O LinkedIn ganha um novo membro a cada segundo.
Lady Gaga, Justin Bieber e Britney Spears tem mais seguidores no Twitter do que a população inteira de países como Suécia, Israel, Grécia, Chile, Coreia do Norte e Austrália.
Cerca de 50% do tráfego de internet móvel do Reino Unido é usado para o Facebook, agora imagine se isso for utilizado por usuários com más experiências.
Mais de 37 milhões de pessoas assistiram o comercial do Volkswagen Darth Vader que passou no intervalo da final do Super Bowl de 2011 (dos Estados Unidos) – no Youtube.
E o garotinho que interpretou Darth Vader nunca assistiu Star Wars.
O Ford Ecplorar Lauch gerou mais visualizações no Facebook do que um comercial do Super Bowl.
As gerações Y e Z consideram e-mails ultrapassados, alguns universitários pararam de distribuir suas contas de e-mail.
Os leitores de eReaders ultrapassaram o número de leitores de livros.
Jogadores de mídias sociais irão comprar U$6 bilhões de bens virtuais em 2013.
Frequentadores de cinema comprarão apenas U$2,5 bilhões em bens reais.
O Youtube é a segunda maior ferramenta utilizada no mundo.
Se o Wikipedia fosse um livro, ele teria mais de 2,25 milhões de páginas e levaria mais de 123 anos para ser lido.
90% dos usuários on-line confiam em recomendações de produtos.
Apenas 14% confiam em comerciais.
93% dos marketeiros utilizam mídias sociais para os negócios.
Bem-vindo à Revolução das Mídias Sociais.”

Olhando todos esses números e estatísticas surpreendentes, fica cada vez mais clara (e óbvia) a força da internet e das redes sociais. Portanto, o ClicSolidariedade deixa um convite: vamos usar toda esta força para fazer o bem!

Mobiliza-se, faça trabalho voluntário on-line, promova um mutirão entre seus amigos, compartilhe informações sobre o tema, ajude instituições no Portal Social. Vamos fazer uma revolução também na forma de ajudar as pessoas.

Com informações de EcoDesenvolvimento

Bookmark and Share

Envie seu Comentário