Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 29 junho 2008

Condomínio no clima Gre-Nal

29 de junho de 2008 3

A disputa Gre-Nal não fica somente dentro de campo. Vizinhos, amigos e parentes não perdem a chance de dar uma corneta no “adversário”. No meu condomínio, não é diferente. Neste domingo gravei trechos de como é a disputa do clássico por aqui. Confiram as reações nos gols de Inter e Grêmio.

Gol do Inter

Gol do Grêmio

 

 


Nos seus bairros também é assim?

Postado por Cíntia Hohmann

Tudo igual no Gre-Nal

29 de junho de 2008 30

Magrão colorado e Magrão gremista na bola/Daniel Marenco

O favorito era o Grêmio, pelo menos no que dizia respeito à campanha no Brasileirão. Mas também dizia-se que o Inter, por precisar vencer e espantar o rótulo de “má fase”, iria com tudo para ganhar o jogo.

E, no fim das contas, nenhum ganhou. Deu empate. O Inter estava bem melhor, jogando com velocidade, enquanto o Grêmio era envolvido em campo. No segundo tempo, Roth mudou o time, e as coisas mudaram. Até com a sorte o Tricolor contou. O gol gremista surgiu de um pênalti do goleiro Renan em cima do atacante Rodrigo Mendes. Renan foi expulso e Clemer entrou. Roger cobrou e fez, com paradinha e tudo. Os colorados não queriam aceitar, mas o bandeirinha viu e o árbitro confirmou a irregularidade.

Tudo igual no Olímpico. O primeiro Gre-Nal do ano terminou empatado em 1 a 1 com direito, claro, a lances polêmicos que vão seguir na boca do povo nas discussões durante toda a semana…

Postado por Tati Lopes

1958: Quando a vitoriosa caminhada começou

29 de junho de 2008 1

Divulgação CBF

Hoje, 29 de junho, comemora-se 50 anos da conquista da primeira Copa do Mundo pelo Brasil. A partir daquele momento, o Brasil começava a ser reconhecido como figura importante no cenário do futebol mundial. Com um público pagante de 49.737 pessoas, em Estocolmo, a Seleção fez 5 a 2 na Suécia, considerada a grande seleção da época. Os gols foram de Nils Liedholm aos 3, Vavá aos 9 e 32, Pelé aos 55 minutos e 90, Zagallo aos 23 minutos e Agne Simonsson aos 80.

As escalações:

BRASIL: Gilmar (Corinthians-SP), Djalma Santos (Portuguesa de Desportos-SP), Bellini (Vasco-RJ), Orlando Peçanha (Vasco-RJ) e Nílton Santos (Botafogo-RJ); Zito (Santos-SP) e Didi (Botafogo-RJ); Garrincha (Botafogo-RJ), Vavá (Vasco-RJ), Pelé (Santos-SP) e Zagallo (Flamengo-RJ). Técnico: Vicente Ítalo Feola.

SUÉCIA: Karl Svensson, Orvar Bergmark, Bengt Gustavsson e Sven Axbom; Rejno Borjesson e Sigvard Parling; Kurt Hamrim, Gunnar Gren, Agne Simonsson, NIls Liedholm e Lennart Skoglund. Técnico: George Raynor.

FOTOS

Na primeira foto: O técnico Vicente Feola, Djalma Santos, Zito, Bellini (com a taça), Nílton Santos, Orlando, Gilmar; Garrincha, Didi, Pelé, Vavá, Zagallo e o preparador físico Paulo Amaral

Na segunda foto: O capitão Bellini, o técnico Vicente Feola e o goleiro Gilmar

Postado por Cíntia Hohmann

Números da rivalidade

29 de junho de 2008 1

É hoje o primeiro Gre-Nal do ano. A cidade já está fervendo com a expectativa do clássico. Selecionei aqui alguns números sobre essa rivalidade, talvez a maior do Brasil.

Números totais:
- 369 partidas
- 137 vitórias do Inter
- 118 vitórias do Grêmio
- 114 empates
- Maior goleada do Grêmio: 10 a 0, em 18 de julho de 1909
- Maior goleada do Inter: 7 a 0, em 17 de setembro de 1948

Últimos 100 confrontos
- 37 vitórias do Grêmio
- 27 vitórias do Inter
- 36 empates

No Século 21 (desde 1º de janeiro de 2001)
- 8 vitórias do Inter
- 7 vitórias do Grêmio
- 7 empates

Postado por Isabela Vieira