Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Técnico Argel revela projetos para a carreira

01 de April de 2010 6

Félix Zucco

O técnico do São José-PA, Argel, foi o entrevistado desta sexta do Clube da Bolinha. O treinador contou detalhes da campanha do Zequinha no Estadual, revelou bastidores da carreira e um objetivo: quer um dia treinar a dupla Gre-Nal.

– Tanto faz Inter ou Grêmio. Mas eu possuo um perfil mais semelhante ao do Grêmio, até pelo clube ter a tradição de apostar em técnicos jovens – comentou Argel.

O treinador assumirá o Criciúma após o Gauchão. Confira a entrevista completa na Bolinha TV:

 

Postado por Ana Acker e Débora Pradella

Comentários (6)

  • Samuel Ritter diz: 1 de April de 2010

    O Grêmio deveria ficar esperto com esse técnico pois, a exemplo de Felipão e Mano, o interior gaúcho tem muitos bons treinadores que podem fazer a diferença para o tricolor. Argel é um e Gilmar Iser é outro.

  • Tiago Pacheco diz: 1 de April de 2010

    Espero que nunca treine o Inter! Mal-educado, tá começando agora e se acha no direito de sair xingando jogador adversário! Só tem capacidade de treinar times como o Sao José e Criciúma (Séries C e D).

  • Vitor diz: 1 de April de 2010

    Argel é um GRANDE cara! Fez milagre com o Caxias e está fazendo com o São José. Espero que um dia venha treinar o GRÊMIO!

  • Marco Antônio Bitencourt da Rosa Júnior diz: 1 de April de 2010

    Argel se tornará em poucos anos um grande treinador, suas equipes sempre são muito competitivas e jogam para frente não esquecendo da marcação. Creio que logo logo assumirá uma equipe de maior porte que as que já treinou.

  • Rodrigo Tonietto diz: 1 de April de 2010

    Realmente fez um milagre com o Caxias. Conseguiu levar 8 do Inter e ainda deu risadinha depois. Não deixou saudade.

  • André diz: 1 de April de 2010

    Pra quem não sabe, o Argel era gremista fanático na infância, veio de uma família de gremistas, tanto é, que começou no tricolor, mas foi dispensado e foi parar no Inter, onde recebeu apoio e criou uma gratidão muito grande pelo clube, corretamente. Claro que hoje ele é profissional e tem um sentimento especial pelo Inter, mas que era gremista na infância, isso era.

Envie seu Comentário