Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prêmio Cinelatino

29 de setembro de 2014 0

Depoimento

por Ivo Müller
colunista do Anexo e ator de O Tempo que Leva.

O que mais me marcou na experiência ao gravar O Tempo que Leva, dirigido por Cíntia Domit Bittar, foi a força do coletivo reunido em torno daquele projeto. Era algo contagiante.

Assim que o Anexo me pediu um depoimento, dei uma olhada na foto de equipe, tirada assim que terminamos as filmagens. É uma imagem impressionante: o retrato do cansaço intenso de quem virou algumas noites, misturado a uma vontade de permanecer mais tempo com o grupo, compartilhando aquela alegria. Creio que era um sentimento comum a todos naquele momento.

Depois daquela convivência intensa, que só o cinema proporciona, todos se separam e nunca se sabe o que vai acontecer com o filme.

Mais de um ano e meio depois, O Tempo que Leva acaba de ser eleito melhor curta-metragem no Festival de Cine Latinoamericano de La Plata, na Argentina. Ser escolhido melhor filme é uma honraria coletiva, que reconhece o esforço que cada um colocou no trabalho.

Aspecto importante é a maneira independente como o filme foi produzido. Nenhum edital público, mas verba que a própria produtora ganhou em prêmios com o curta-metragem anterior, Qual Queijo Você Quer? somado à mão de obra dos coprodutores.

Olho a foto novamente enquanto escrevo e parece que todos foram premiados, naquele momento. Sim, o maior prêmio foi ter feito o filme.

 Leia resenha sobre o curta.

equipe do filme/foto Lucas de Barros

equipe do filme/foto Lucas de Barros

Envie seu Comentário