Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Quem é Ted Sarandos, o cérebro do Netflix que quer dominar o mundo do audiovisual

25 de maio de 2015 0

(por Müller)

ted-sarandos
Há uns 10 anos, um amigo que morava nos Estados Unidos me contou sobre o Netflix.  Disse a ele que uma locadora grande de São Paulo entregava DVDs em casa e já tinha alguns filmes no catálogo on line. Hoje, grande parte das locadoras fecharam, inclusive essa que tentou ser um Netflix brasileiro.

Ted Sarandos, o cérebro do Netflix, esteve em Cannes na semana passada, onde foi recebido como uma espécie de midas. Pelo tom da palestra, ficou claro que sua empresa pretende dominar o mundo do audiovisual, não só com a compra de catálogos dos grandes estúdios, mas como grande produtor de conteúdo — inclusive filmes de longa metragem.

Produto ou arte?

O que deixa o cinéfilo em dúvida é que Sarandos parece preferir o “filme” ao “cinema”. É que ele acredita num modelo de distribuição simultânea, em que a obra seja lançada nas salas e no Netflix ao mesmo tempo. Sarandos falou também sobre um acordo de produção com o ator Adam Sandler.

Difícil imaginar que filmes com o humorista não tragam retorno financeiro, mas se o Netflix pretende produzir cinema, poderia reservar parte do investimento para autores, cineastas que se destacam em festivais como Sundance e mesmo nas mostras paralelas de Cannes. Assim poderíamos mesmo escolher o que assistir.

Leia mais:

“Não assisto nem Gugu nem Ratinho. Eu gosto de ver Netflix”, diz Sílvio Santos
Vídeolocadoras tradicionais se reinventam para enfrentar a concorrência da tecnologia
Confira as novidades do Netflix em maio

Envie seu Comentário