Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de outubro 2013

Coisa de Gordo - 557

18 de outubro de 2013 0

557 – SAMUCA DO ACORDEON

Por uma dessas coisas do destino, essas voltas que a vida dá (como diz o poeta), recebi das mãos do próprio artista este DVD que vai ser lançado agora em Porto Alegre e que se chama FALA AGORA. O artista? Samuca do Acordeon! O fato de que moramos na mesma cidade propiciou o que descrevi ali acima. Morar em Santo Antônio da Patrulha faz dessas coisas.

Para quem não conhece poderia imaginar que se trata de um DVD de música gaúcha, música bagual, música rancheira, chame como quiser. Ledo engano. O Samuca transita por ambientes bem mais amplos do que a música regional. Já na faixa de abertura, um choro chamado FALA AGORA, a gente fica sabendo disso. Se fosse classificá-la em algum rótulo diria que é jazz puro. Jazz instrumental suave, amoroso, sensível, jazz de arrepiar. O Samuca se faz acompanhar de baixo, teclado e bateria. E em cada trecho um dos músicos faz sua improvisação, seu delírio, um passeio pelas notas para nos encantar.

samuca03Antes de cada faixa o artista aparece dando um depoimento pessoal, contando como compôs a música, ou como adaptou uma outra música de alguém. Fala de encontros, de festivais, fala de artistas e nesse narrar ele demonstra a sua simplicidade como pessoa, o seu jeito despojado. A sua genialidade.

A segunda faixa é um chamamé chamado IPÊ, onde ele conta de como compôs a melodia, explicando por fim que o nome se deve a uma árvore que o pai dele plantou em casa. Coisa de gente como a gente, coisa de quem tem família, os referenciais sentimentais transbordando da vida do artista para dentro de sua obra. Essa música em especial me fez recordar discos que ouvi do Keith Jarret tocando com o Jan Garbarek, citações musicais e melódicas aqui e ali.

Depois vem o MELADO COM FARINHA, que ele conta ter composto junto com Arthur Bonilla. O título alude a uma expressão regional. É o que autor chama de um choro gostosinho, agradável de se ouvir. Um deleite. Ainda com o mesmo parceiro ele conta a história de O QUE MAIS TU QUÉ? , a música seguinte. Os dois duelam acordeon versus violão, dando lições de arte. Um diálogo agitado, marcado, espirituoso.

Mais adiante vem ERA SÓ O QUE FALTAVA, ele explica que estava no Mato Grosso do Sul, onde compôs esse vanerão em parceria de novo com o Arthur Bonilla. Na entrada da música você se sente num baile de CTG, o ritmo acelerado e o peso do acordeon conduzindo a música vão dando o tom. Até que brota a veia jazzística do artista, a música fica lenta, sentimental. Para renascer mais ao final, com a agitação esperada. Aparece até um trechinho de ASA BRANCA dentro das variações jazzísticas, acredite! Um delírio.

PENSEI QUE FOSSE EM VÃO é o nome da música seguinte é de novo um choro, composto pelo Samuca e um paulista, com arranjo só para teclado e acordeon. Permita-se escurecer a sala e curtir essa música. Sinta as notas, os sons, o arranjo melódico, perceba a elevação de sua alma ao escutar isso. Sinta as lágrimas que teimarão em brotar aqui e ali, ao ver-se, você, diante de tanta magia. Tem traços de Astor Piazzola, tons de uma coisa meio portenha, mas enfim é um choro então você vai lembrar também das ruas cariocas e seus ritmos.

A faixa seguinte é uma obra-prima do Geraldo flach, tornada famosa pelo Renato Borghetti que o Samuca traz a nossos ouvidos com uma roupagem totalmente nova. O nome é RANCHEIRINHA. E essa aqui de fato vai lhe fazer se emocionar. Linda música. Outra leitura dessa bela composição. Jazz total, jazz lindo, jazz brasileiro, sul-americano, jazz universal. O Samuca com essa música adentra as portas de qualquer salão, qualquer conservatório, qualquer auditório em qualquer parte do mundo! Os quatro instrumentistas dão vazão à sua arte, o teclado suave, a bateria, a guitarra e acima de tudo o acordeon do Samuca conduzindo e dando o caminho. Sensacional! Linda! Excitante. Emocionante! Sinta as lágrimas lhe escorrerem dos olhos desta vez. Abra o peito e permita que seu coração escute isso! Embarque nesta viagem!

Seguem-se CHORO PRO RUI, uma homenagem do Samuca ao Rui Biriva, artista gaúcho já falecido, que sempre apoiou o artista. O Samuca fala de emoções e outras coisas. Aqui entram em campo os músicos do Regional Fala Agora para nos encantar. Aqui sim, você será levado às vielas da Lapa no Rio, a batida do pandeiro, a melodia doce e suave. Um lindo choro, uma linda homenagem.

Vem então TRANÇA EM PINGO D’ÁGUA, onde o autor executa sozinho e em ritmo rápido a música.

Mais uma faixa e dessa vez vem outra homenagem a outro artista, o Luis Carlos Borges, músico gaúcho veterano. O nome alude a isso e é DE NOVO PRÁ VÉIO, homenagem do novo artista ao mais antigo. Nos extras do DVD aparece uma conversa dos dois onde esse assunto é citado. É um vanerão e de novo você será levado a um ambiente de CTG, o ritmo gaúcho que alegra as festas tradicionalistas. No transcorrer da música o Samuca “duela” com um banjo delicioso do Rafael Ferrari.

samuca01VAI E VÉM, outra música do Geraldo Flach que aqui sofre nova interpretação, é a faixa seguinte. É um choro, e mais uma vez as notas serenas e a sequência de acordes vão encantá-lo.

Por fim vem O BREQUE É TEU, outro choro que o Samuca compôs em homenagem a outro choro. O homenageado Sivuca deve ter gostado disso, lembra bem as coisas que ele tocava. É um choro em ritmo rápido, alegre, voluntarioso. Notas de jazz aqui e ali, virtuoses, passagens interessantes, tudo vem aos seus ouvidos.

Nos extras tem o Luiz Carlos Borges na musica PEGA RATÃO , os créditos, e o agradecimento do Samuca onde ele cita uma série de coisas, e conclui … “agradeço a Deus e a Jesus Cristo (…) que me deram o dom da música e a capacidade de levar felicidade aos ouvidos de todos aqueles que apreciam este som divino que sai do Acordeon.”

Som divino que agora vai estar ao alcance de nós, mortais, através deste DVD. O lançamento em Porto Alegre vai ser no dia 29 de outubro de 2013, às 20:30h, no Teatro Renascença, ali pertinho da Zero Hora. Imperdível! Espera-se que todo patrulhense cruze a Free-way e vá lá prestigiar o nobre filho desta terra.

Um arraso de DVD!

Silvano – encantado !

Crédito da imagem: reprodução do site do artista

www.samucadoacordeon.com.br

samuca02

Bookmark and Share