Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Coisa de Gordo - 568

25 de junho de 2015 0

568 – Pedalar é preciso

A coisa veio meio assim por acaso. Eu andava às voltas com mais uma tentativa de emagrecer, moderando a alimentação, usando shakes, e precisava uma atividade física que me ajudasse nisso.
Já houvera tentado o vôlei, comecei a participar de um grupo aqui da cidade, parceria das mais alegres, turma acolhedora. Só que os joelhos pediram socorro. Muito peso, um esporte de impacto. Não deu para continuar.
bici01Aí lembrei da minha boa e velha bicicleta. Parada lá na garagem, empoeirada, esperando por mim. Revisão feita na oficina (Keko Ciclo), tudo pronto, então vamos lá, vamos começar mais uma empreitada em busca de uma vida mais saudável.
Um dia de cada vez, um trajeto aqui, outro ali, assim fui escalando essa montanha.
No início não conseguia cumprir todo trajeto, cansava, acabava empurrando a bicicleta na chegada. Aos poucos fui adquirindo condicionamento físico, logo já não precisava descer da bicicleta. As distâncias igualmente foram sendo ampliadas, comecei a desbravar estradas rurais ao redor de Santo Antônio, cada passeio mais lindo que o outro. Assim, conseguia conciliar atividade aeróbica com lazer anti-stress.
Os resultados começaram a aparecer, o peso veio baixando e minhas “proezas” pedalando foram ficando mais “ousadas”. Tudo isso dentro do meu universo, do meu mundo, das minhas capacidades.
Andar de bicicleta foi virando um hobby, um lazer, um relax, um exercício, tudo junto. E aí a gente vai pondo uma coisinha aqui na bici, um velocímetro ali, isso vira um brinquedo, uma diversão. A gente começa a se desafiar, quer bater recordes de distância, de velocidade, andando cada vez mais e melhor.
bici02Estou muito feliz com isso tudo. Após anos e décadas de tentativas frustradas, finalmente eu consegui sair do patamar da obesidade, agora sou sobrepeso! Para você isso talvez não signifique muito, para mim é uma verdadeira conquista.
Ando sempre em segurança, uso capacete, roupa reflexiva, respeito muito o trânsito de automóveis e também os pedestres. São cuidados para que a coisa dê certo. Até agora está dando!
Então cito o poeta português para lembrar que pedalar é preciso. Viver não é preciso.
E vamos nessa estrada.

Silvano – o impossível

Crédito das fotos: Silvano Marques

Bookmark and Share

Envie seu Comentário