Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

A nova revolução industrial

11 de fevereiro de 2016 0

Carlos Chiodini, Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável

Recentemente, o presidente do México, Enrique Peña Nieto, publicou um artigo sobre a nova revolução industrial, impulsionada pela inovação, cujo o ritmo acelerado desestruturaria setores econômicos inteiros. A publicação vem de encontro com temas discutidos no Fórum Econômico Mundial, em Davos, de como preparar a economia para essa nova realidade, concentrando foco em educação, ambiente de negócios e conectividade.

Em Santa Catarina, também vemos o desenvolvimento econômico alavancado nesses pilares. Contínuos programas de capacitação visam suprir a demanda por profissionais qualificados, com a formação gratuita de técnicos, e juntam-se a qualidade de nossas universidades na formação em áreas de transformação, tecnologia e engenharia.

O Estado cumpre seu papel ao oferecer oportunidade para jovens e adultos entrarem no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), com o Geração TEC. O programa oferece cursos gratuitos e de curta duração, com encaminhamento para vagas no setor, e já formou mais de 6 mil pessoas.

Com o advento do novo marco de inovação, nosso desafio é simplificar ainda mais o processo de aproximação entre governo, indústria e universidade, tornando a pesquisa e o desenvolvimento parte da nossa cultura de produção tecnológica. Pensando nisso, o governo está investindo na construção de 13 centros de inovação distribuídos pelo Estado, que contarão com critérios claros de desempenho e governança, de modo a implementar o Programa Catarinense de Inovação (PCI).

Outra ação que aproxima poder público da iniciativa privada é a Agência de Investimentos de Santa Catarina (Investe SC), que busca estimular a abertura de novas frentes de negócios, apoiando o investidor, fornecendo informações estratégicas e melhores oportunidades. Do micro e pequeno negócio às grandes empresas, a premissa é única: prestigiar o empreendedorismo e a inovação.

Com essas medidas, Santa Catarina se prepara para a nova revolução industrial. Temos potencial para conduzir tais mudanças, com o pioneirismo que característico dos catarinenses, imprimindo o DNA da sua gente, o seu melhor valor.

Envie seu Comentário