Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pesquisa indica que uso excessivo de celular deixa o cérebro lento

20 de maio de 2015 0

Estudo canadense apontou correlação entre o uso de pesquisas rápidas usando o celular e a menor capacidade de resolver problemas de forma analítica.

A possibilidade de pesquisar rapidamente uma informação não tão importante e que não foi memorizada é uma dos motivos apontados pela pesquisa. O celular com acesso a internet nos traz praticidade.

cérebro

Estudo canadense feito com usuários de telefones com acesso à internet mostrou que, quanto mais as pessoas recorrem a esses aparelhos, mais elas podem ser prejudicadas nas tomadas de decisões. Os autores do trabalho, publicado no jornal Computers in Human Behavior, acreditam que o uso excessivo dos dispositivos deixa o cérebro preguiçoso.

A pesquisa é da  Universidade de Waterlloo e sugere que a comodidade de ter várias ferramentas que auxiliam em tarefas do cotidiano pode ser um problema para a saúde.  “Nós pedimos às pessoas para indicar quanto tempo elas gastam usando o smartphone para procurar informações. Também perguntamos sobre quanto tempo é gasto usando os telefones para fins de entretenimento e mídia social”, contou um dos autores da pesquisa ao jornal.

Os participantes da pesquisa também foram submetidos a testes que avaliaram diferentes habilidades cognitivas: como a capacidade intuitiva e analítica e as habilidades verbais e matemáticas. Ao todos, foram testadas 660 pessoas. Os voluntários realizaram uma série de exercícios lúdicos, como resolução de problemas lógicos. Após os testes, os pesquisadores notaram que os participantes que tinham habilidades cognitivas mais “afiadas” e uma maior disponibilidade para pensar de forma analítica não usavam ou gastavam menos tempo usando a função de busca dos smartphones.

Embora os pesquisadores tentam concluído que pode haver prejuízos, o estudo traz dados que ainda não são suficientes para comprovar déficits cognitivos reais ligados ao uso dos smartphones. O ideal é que mais pesquisas sejam feitas.

O estudo da Universidade de Waterlloo terá continuidade, buscando explorar outros reflexos da tecnologia no desenvolvimento cognitivo. “Nosso plano é explorar a forma como a dependência de smartphones interfere na criatividade, bem como no tempo que as pessoas perseveram ao tentar resolver problemas difíceis”, adiantou Gordon Pennycook, um dos autores da pesquisa.

Comments

comments

Envie seu Comentário