Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Veja dicas para não cair em lugares perigosos usando aplicativos com GPS

05 de outubro de 2015 0

Os aplicativos com GPS se tornaram necessidade para quem precisa trabalhar de carro ou gosta de viajar. Esses dispositivos auxiliam com mapas – deixando mais fácil a locomoção para lugares que não conhecemos. Mas no último fim de semana, um fato envolvendo o uso desses recursos tecnológicos chamou a atenção. Um casal caiu em um lugar perigoso ao usar o app Waze e foi recebido a tiros por criminosos de uma favela – em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Regina Stringari Múrmura, de 70 anos, não resistiu e morreu. O marido, Francisco Múrmura, de 69, explicou que eles foram direcionados para dentro da favela do Caramujo – para uma rua que tinha o mesmo nome do destino que eles digitaram no app.

Em nota, ao G1 o aplicativo Waze lamentou o ocorrido, mas alertou que, “infelizmente, é difícil impedir que motoristas naveguem para uma região perigosa se este é o destino selecionado, pois pessoas que moram nestas áreas precisam chegar em casa.”  Ainda de acordo com o Waze, quando o governo de qualquer país ou cidade proíbe os habitantes de passarem por um determinado bairro ou região, o app é atualizado e o destino retirado da rota.

divulgação waze

Veja dicas para não cair em lugares perigosos e desconhecidos:

ANTES DE SAIR DE CASA
1. Sempre consulte um mapa e busque referências sobre o endereço com alguém que tenha ido ao local-destino. Antes de pegar a estrada, certifique-se de que o aplicativo ou o GPS – traçou a rota já pesquisada ou de referência mencionada.

APLICATIVOS COLABORATIVOS
2. Utilize aplicativos que mostrem atualizações sobre o estado das estradas. Na internet, é fácil encontrar esses dispositivos que informam ao usuário se há problemas nas rodovias.

PREFIRA ESTRADAS CONHECIDAS E MOVIMENTADAS
3. Dê preferência às rodovias principais; Usar estradas de maior movimento diminui os riscos de erros ou problemas com a falta de segurança; Usando rodoviais principais, o motorista fica menos sujeito a entrar em uma região de risco. Vias principais normalmente são utilizadas por mais usuários dos aplicativos com GPS, o que garante mais atualizações sobre possíveis problemas – já que a maioria tem um sistema de entrega de informações – são colaborativos (dica 2).

CAMINHO CONHECIDO
4. Dê preferência ao caminho conhecido, mesmo que seja o mais longo. O GPS pode sugerir rotas mais curtas. Se você não conhece a rota alternativa, não dê preferência por este trajeto. Lembre-se da (dica 1) – certifique-se de que o aplicativo ou o GPS – está te levando para o local já pesquisado ou de referência mencionada.

Comments

comments

Envie seu Comentário