Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Acidente na largada tira Vitor Genz da corrida em Curitiba

01 de junho de 2015 0

Foto: Vanderley SoaresO acidente logo na largada da primeira prova da Stock Car, em Curitiba, frustrou as expectativas do piloto Vitor Genz, que ocupava o 19º lugar no grid. Após a largada, o carro de Allam Khodair ficou atravessado na reta dos boxes provocando uma grande confusão e o piloto gaúcho da equipe não conseguiu escapar batendo e ficando de fora da corrida. Sem conseguir levar o carro até os boxes, Genz foi ainda mais prejudicado porque, segundo o regulamento, não obteve o direito de largar para a 2ª prova. Daniel Serra venceu a primeira corrida e Júlio Campos foi o primeiro colocado na segunda prova. 

O foco da equipe Boettger/Neugebauer, a partir de agora, é para corrida em Santa Cruz do Sul, prevista para o dia 28 de junho. Genz aposta no bom conhecimento da pista, no apoio da torcida e no potencial que o carro tem demonstrado em ritmo de corrida para obter um bom resultado.

Ambas as provas foram disputadas neste domingo (31/05) no Autódromo de Pinhais, em Curitiba. A categoria já havia passado por Goiânia, Ribeirão Preto e Velopark (RS). 

Classificação prova 1 

1. 29. Daniel Serra – Red Bull Racing – 49min44s527
2. 80. Marcos Gomes – Voxx Racing Team – 0s528
3. 21. Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – 9s239
4. 1. Antonio Pizzonia – Prati-donaduzzi – 10s959
5. 28. Galid Osman – Ipiranga-RCM – 16s033
6. 2. Rafa Matos – Schin Racing Team – 16s732
7. 0. Cacá Bueno – Red Bull Racing – 18s397
8. 4. Júlio Campos – Prati-donaduzzi – 19s052
9. 111. Rubens Barrichello – Full Time Sports – 28s068
10. 77. Valdeno Brito – Shell Racing – 28s968
11. 70. Diego Nunes – Vogel Motorsport – 29s055
12. 14. Luciano Burti – RZ Motorsport – 36s435
13. 83. Gabirel Casagrande – C2 Team – 37s119
14. 5. Denis Navarro – Vogel Motorsport – 37s708
15. 88. Felipe Fraga – Voxx Racing Team – 38s205
16. 51. Átila Abreu – AMG Motorsport – 41s635
17. 74. Popó Bueno – Cavaleiro Racing Sports – 44s055
18. 11. César Ramos – Cavaleiro Racing Sports – 45s790
19. 8. Rafael Suzuki – RZ Motorsport. 59s384
20. 3. Bia Figueiredo – União Química Racing – 1min03s749
21. 26. Raphael Abbate – Hot Car Competições – a 1 volta
22. 73. Sergio Jimenez – C2 Team – a 3 voltas
23. 25. Tuka Rocha – União Química Racing – a 5 voltas
24. 10. Ricardo Zonta – Shell Racing – a 9 voltas
25. 12. Lucas Foresti – AMG Motorsport – a 24 voltas
26. 72. Fábio Fogaça – Hot Car Competições – a 27 voltas
27. 90. Ricardo Maurício – Eurofarma RC – a 29 voltas
28. 46. Vitor Genz – Boettger Competições – a 33 voltas
29. 18. Allam Khodair – Full Time Sports – a 33 voltas
30. 65. Max Wilson – Eurofarma RC – não completou 
31. 110. Felipe Lapenna – Schin Racing Team – não completou

Classificação prova 2

1. 4. Júlio Campos- Prati-donaduzzi. -
2. 111. Rubens Barrichello – Full Time Sports – a 0s725
3. 74. Popó Bueno – Cavaleiro Racing Sports – a 18s654
4. 12. Lucas Foresti – AMG Motorsport – a 19s800
5. 0. Cacá Bueno – Red Bull Racing – a 19s860
6. 51. Átila Abreu – AMG Motorsport – a 25s434
7. 11. César Ramos – Cavaleiro Racing Sports – a 25s762
8. 26. Raphael Abbate – Hot Car Competições – a 26s423
9. 25. Tuka Rocha – União Química Racing – a 27s103
10. 3. Bia Figueiredo – União Química Racing – a 36s007
11. 1. Antonio Pizzonia – Prati-donaduzzi – a 36s412
12. 21. Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – a 39s366
13. 88. Felipe Fraga – Voxx Racing Team – a 40s767
14. 80. Marcos Gomes – Voxx Racing Team – a 42s249
15. 28. Galid Osman – Ipiranga-RCM – a 53s494
16. 14. Luciano Burti – RZ Motorsport – a 1min18s380
17. 70. Diego Nunes – Vogel Motorsport – a 1 voltas
18. 77. Valdeno Brito – Shell Racing – a 1 volta
19. 5. Denis Navarro – Vogel Motorsport – a 1 volta
20. 2. Rafa Matos – Schin Racing Team – a 3 voltas
21. 18. Allam Khodair – Full Time Sports – a 4 voltas
22. 8. Rafael Suzuki – RZ Motorsport – a 4 voltas
23. 83. Gabriel Casagrande – C2 Team – a 5 voltas
24. 90. Ricardo Maurício – Eurofarma RC – a 6 voltas
25. 29. Daniel Serra – Red Bull Racing – a 10 voltas
26. 72. Fábio Fogaça – Hot Car Competições – a 16 voltas
27. 10. Ricardo Zonta – Shell Racing – a 18 voltas
28. 73. Sergio Jimenez – C2 Team – não completou
29. 46. Vitor Genz – Boettger Competições- não completou
30. 65. Max Wilson – Eurofarma RC – não completou
31. 110. Felipe Lapenna – Schin Racing Team – não completou

Gaúcho Vitor Genz aposta na consistência para obter bom resultado em Curitiba

01 de junho de 2015 0

Foto: Vanderley SoaresA aposta do piloto gaúcho Vitor Genz, da equipe Boettger/Neugebauer, é na consistência para obter um bom resultado neste domingo nas provas da Stock Car. A categoria mais importante do automobilismo brasileiro está em Curitiba, no Autódromo de Pinhais, que possui características de alta velocidade na reta seguida de uma primeira curva em forma de chicane, que costuma provocar toques e acidentes. 

Para Vitor Genz, o 19º lugar no grid de largada obtido no treino classificatório não foi ruim, mas o piloto esperava um posto um pouco melhor.

- Foi uma disputa muito apertada. Apenas meio segundo separou diversos carros. Durante os treinos livres, fizemos uma sequência de corrida, o que nos mostrou que o carro está muito bom e competitivo o que nos dá esperança de fazermos uma boa primeira corrida para tentarmos ficar no TOP 10 e quem sabe alcançar algo ainda melhor na segunda prova – disse Genz.

A pole position ficou com Galid Osman, que larga pela primeira vez na posição de honra do grid, em sua carreira na Stock Car. Marcos Gomes tem o 2º lugar seguido de Thiago Camilo e Max Wilson. 

A 1° corrida inicia às 13h05min deste domingo, enquanto a 2° prova começa às 14h20min. O campeonato tem a liderança de Cacá Bueno com 62 pontos seguido de Júlio Campos com 59. Vitor Genz ocupa a 11a posição com 27 pontos.

Grid de Largada 

1º) 28 Galid Osman (SP/RCM-Ipiranga) – 1min18s272
2º) 80 Marcos Gomes (SP/Voxx Racing Team) – 1min18s279
3º) 21 Thiago Camilo (SP/RCM-Ipiranga) – 1min18s291
4º) 65 Max Wilson (SP/RC-Eurofarma) – 1min18s339
5º) 111 Rubens Barrichello (SP/Medley-Full Time) – 1min18s363
6º) 29 Daniel Serra (SP/Red Bull Racing) – 1min18s381
7º) 88 Felipe Fraga (TO/Voxx Racing Team) – 1min18s512
8º) 51 Átila Abreu (SP/Mobil Super Racing) – 1min18s566
9º) 0 Cacá Bueno (RJ/Red Bull Racing) – 1min18s596
10º) 12 Lucas Foresti (DF/AMG Motorsport) – 1min18s618
11º) 2 Raphael Matos (MG/Schin Racing Team) – 1min18s637
12º) 90 Ricardo Maurício (SP/RC-Eurofarma) – 1min18s652
13º) 73 Sérgio Jimenez (SP/C2 Team) – 1min18s653
14º) 77 Valdeno Brito (PB/Shell Racing) – 1min18s704
15º) 110 Felipe Lapenna (SP/Schin Racing Team) – 1min18s727
16º) 1 Antonio Pizzonia (AM/Prati-donaduzzi) – 1min18s762
17º) 83 Gabriel Casagrande (PR/C2 Team) – 1min18s767
18º) 18 Allam Khodair (SP/ Full Time) – 1min18s802
19º) 46 Vitor Genz (RS/Boettger Competições) – 1min18s857
20º) 4 Júlio Campos (PR/Prati-donaduzzi) – 1min18s865
21º) 5 Denis Navarro (SP/Vogel Motorsport) – 1min18s945
22º) 70 Diego Nunes (SP/Vogel Motorsport) – 1min19s039
23º) 14 Luciano Burti (SP/RZ Motorsport) – 1min19s047
24º) 26 Raphael Abbate (SP/Hot Car) – 1min19s150
25º) 11 César Ramos (RS/Cavaleiro Racing Sports) – 1min19s235
26º) 72 Fábio Fogaça (SP/Hot Car) – 1min19s307
27º) 25 Tuka Rocha (SP/União Química Racing) – 1min19s352
28º) 10 Ricardo Zonta (PR/Shell Racing) – 1min19s435
29º) 3 Bia Figueiredo (SP/União Química Racing) – 1min19s829
30º) 74 Popó Bueno (RJ/Cavaleiro Racing Sports) – 1min20s011
31º) 8 Rafael Suzuki (SP/RZ Motorsport) – 1min22s322

Beto Monteiro é o Rei do Velopark

01 de junho de 2015 0

Foto: Orlei SilvaBeto Monteiro tem duas recordações do Autódromo Velopark, onde no dia 14 de junho será disputada a quarta etapa da temporada da Fórmula Truck. A primeira é duplamente boa, pois até agora, em duas corridas da categoria no circuito gaúcho, foram duas vitórias: em 2010, ano da inauguração da pista de Nova Santa Rita, e em 2012. A lembrança desagradável é que, paradoxalmente, a segunda vez que terminou no lugar mais alto do pódio, ele passou mal. Muito mal. Ele e vários outros pilotos sentiram demais o forte calor daquele domingo, dia 4 de março, quando a temperatura externa chegou próxima dos 40 graus e dentro dos cockpits a cerca de 70 graus. Mesmo bem condicionados fisicamente, muitos sofreram com a desidratação e tiveram de ser auxiliados para sair dos caminhões.

“Sem dúvida esse foi um dos piores momentos da minha vida numa corrida. Mas depois tudo foi compensado quando subi no pódio, mesmo desgastado demais pelo calor. Agora não acredito que estará calor, pois estaremos às vésperas de começar o Inverno. Apesar das duas vitórias anteriores, neste ano não vejo ninguém com poder de fogo para brigar diretamente e nas mesmas condições com os Volkswagen. Se com o restritor já está difícil, imagine sem?“, disse Beto Monteiro.

Além de ser, até agora, o único vitorioso no Velopark, esse pernambucano tem outras boas lembranças da pista que agora tem 2.278 metros, pois foi ali, em 2010, que a Iveco conquistou sua primeira vitória, e com direito à pole. Dois anos mais tarde ele repetiu a dose e também fez barba e cabelo.

“Para conseguir isso foi preciso uma mistura de um bom acerto com um pouco de sorte, pois na segunda corrida briguei muito com o Totti. Agora, apesar da vantagem dos Volkswagen, estou otimista em conquistar outro bom resultado, pois estou acertando meu caminhão do jeito que gosto, pois tinha sido construído para outra equipe, e agora espero que esteja mais competitivo“.

Foto: Orlei SilvaO segredo para se vencer no traçado do Velopark, o mais curto de toda a temporada, é largar o mais na frente que puder, pois a pista dificulta muito as ultrapassagens, principalmente para caminhões, já que é um pouco estreita.

“No Velopark é preciso ter bons freios, pois temos duas retas e logo em seguida curvas de baixa. Nenhuma de alta velocidade. Além disso, o que é mais difícil, é ter boa tração, o que é a grande dificuldade“, completou Beto, que tem no currículo os títulos de campeão brasileiro e sul-americano em 2013.

A liderança do Campeonato Brasileiro está nas mãos de Leandro Totti (Volkswagen Constellation). Ele tem 123 pontos contra 106 de Felipe Giaffone, seu companheiro de equipe, e 101 de Djalma Fogaça, que corre com um Ford, que no Velopark deve ter um novo e mais potente motor. O quarto lugar é de Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), com 93 pontos, seguido pelo quinto colocado Jaidson Zini (Iveco), com 85 pontos, e por Wellington Cirino (Mercedes-Benz), que tem 75 pontos.

Acampamento liberado no Velopark

A próxima Fórmula Truck no Autódromo Velopark terá a área de camping liberada para a montagem de barracas. A partir da sexta-feira, dia 12 de junho, será possível escolher os lugares para ver a corrida. Para estacionar motos o preço é de R$ 5; carros R$ 10; vans R$ 24 e ônibus e motorhomes R$ 50. A área destinada para acampamento tem acesso pelo portão 5, com visibilidade para a reta oposta. Apenas neste local é permitido fazer churrasco, além de entrar com alimentos e bebidas. 

Ingressos à venda

Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

CALENDÁRIO DE 2015
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Campo Grande (MS)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Velopark (RS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

Mais informações www.formulatruck.com.br
facebook.com/formulatruckoficial
twitter.com/formula_truck
instagram.com/formulatruckoficial

Depois de um mês parado, piloto gaúcho está ansioso para prova de Curitiba da Stock Car

28 de maio de 2015 0

Foto: Vanderley SoaresO piloto gaúcho Vitor Genz está ansioso para a corrida do próximo domingo (31/05), que ocorre em Curitiba. Após um mês sem corridas, já que a anterior foi no dia 26 de abril no Velopark, o piloto, que corre pela equipe Boettger/Neugebauer na Stock Car, destaca que este tempo serviu para muita preparação e manutenção no carro.

- A Stock Car ficou um tempinho sem corridas e aproveitei para treinar bastante nos simuladores, andando para manter ritmo. Também aproveitamos este mês para mudar o carro em diversos aspectos. A pista de Curitiba não é fácil e estamos indo com alguns detalhes diferentes para ver se desencantamos no Paraná – afirma Vitor Genz.

Sobre a pista paranaense, Genz lembra que o carro não se encaixa muito bem. Por isto, a equipe fez modificações na suspensão (setup) para conseguir uma aderência melhor. 

- Nosso objetivo para o final de semana é seguir o planejamento do ano. Queremos ficar entre os dez primeiros no campeonato. Estamos visando um ano consistente, com bons resultados e não apenas uma prova. Para isto, temos que ter carro competitivo e acredito que conseguimos fazer as alterações necessárias – destaca Vitor Genz.

Foto: Vanderley SoaresVitor Genz está na 11° colocação no campeonato com 25 pontos. O treino classificatório do GP de Curitiba acontece no sábado às 12h. No domingo, (31/05), a 1° corrida inicia às 13h05min, enquanto a 2° prova começa às 14h20min.

Giaffone destaca importância da regularidade na F Truck

28 de maio de 2015 0

Foto: Orlei Silva“Nesta temporada da Fórmula Truck a vitória não é tão importante assim. O que vale mais ainda do que nos outros anos é a regularidade“. A frase ganha peso por ser dita justamente por Felipe Giaffone, ganhador de duas das três corridas de 2015 e, curiosamente, vice-líder do Campeonato Brasileiro, 17 pontos atrás do seu companheiro de equipe Leandro Totti, que venceu uma corrida. Totti tem 123 pontos contra 106 de Giaffone, 101 de Djalma Fogaça e 93 de Paulo Salustiano. Como ainda faltam sete etapas para o encerramento da 20ª temporada da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul, e estarão em disputa 371 pontos, muita água pode passar por baixo da ponte e, por isso, Giaffone confia no trabalho da sua escuderia também na próxima prova, dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul.

“Regularidade é a palavra-chave deste ano, mais ainda do que nos anteriores. Quem perde a primeira parte da corrida fica num prejuízo muito grande. Sei que teremos de descartar uma etapa (menos a última) e não é muito comum vermos alguém caindo fora logo no começo, mas acontece“, disse Giaffone que retornou dos Estados Unidos onde comentou as 500 Milhas de Indianápolis para a Rede Bandeirantes.

Para o tricampeão brasileiro (2007, 2009 e 2011) e uma vez sul-americano (2011), o traçado do Velopark favorece os três primeiros colocados (Totti, Giaffone e Fogaça), que serão obrigados a usar o restritor de potência, como prevê o regulamento deste ano. O motivo ele explica:

“Em Londrina e em Campo Grande, que possuem retas longas, deu para sentir bem a diferença com o restritor, mas no Velopark, apesar de ter duas retas, não creio que o peso seja assim tão grande. Outros pilotos têm falado que temos carta na manga, mas o que temos mesmo é muito trabalho e desenvolvimento. Todos sabem o que temos condição de fazer pela ajuda da fábrica (Volkswagen) e também pelo investimento do Renato (Renato Martins, dono da RM Competições)“.

Apesar de os caminhões dele e de Leandro Totti terem vencido as três provas disputadas até agora, Giaffone cita outros pilotos com condições de se aproximarem deles, darem trabalho e endurecer a disputa pelo título. O regulamento prevê o descarte de uma etapa até o final do ano, exceto a última da temporada e aquelas em que houver desclassificação ou exclusão.

Foto: Orlei Silva“Veja que os Mercedes não ficam muito para trás não. O Wellington Cirino poderia ter chegado mais caso não tivesse queimado o radar e recebido punição. Eles não estão muito longe, são os que soltam menos fumaça e têm um caminhão equilibrado. O Paulo Salustiano não ganhou e está em quarto lugar, bem perto da gente, o que comprova mais uma vez a importância da regularidade no campeonato“, finalizou Giaffone.

De acordo com o regulamento da temporada da Fórmula Truck, os três primeiros colocados na classificação geral utilizam restritores de potência, algo que em carros de corrida é conhecido como Lastro de Sucesso. O objetivo é equilibrar mais ainda o campeonato e reduzir a diferença dos ponteiros para o restante dos pilotos. O líder usa restritor de 74 milímetros e perde cerca de 70 cavalos de potência no motor; o segundo tem 76mm e deixa de usar algo em torno de 50 cv enquanto que o terceiro, pelo menos em tese, é o que menos sofre, pois tem entrada de ar de 78mm (o normal é 80mm) com aproximadamente 30 HP a menos.

Acampamento e churrasco liberados no Velopark

A corrida da Fórmula Truck no Velopark terá a área de camping liberada para a montagem de barracas. A partir da sexta-feira, dia 12 de junho, será possível escolher os lugares para ver a corrida. Para estacionar motos o preço é de R$ 5; carros R$ 10; vans R$ 24 e ônibus e motorhomes R$ 50. A área destinada para acampamento tem acesso pelo portão 5, com visibilidade para a reta oposta. Apenas neste local é permitido fazer churrasco, além de entrar com alimentos e bebidas. Esta é mais uma facilidade que a Fórmula Truck dá aos gaúchos, os mais fanáticos torcedores do automobilismo brasileiro.

Ingressos à venda

Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

CALENDÁRIO DE 2015
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Campo Grande (MS)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Velopark (RS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

Mais informações www.formulatruck.com.br
facebook.com/formulatruckoficial
twitter.com/formula_truck
instagram.com/formulatruckoficial

Truck: Djalma Fogaça pode ter novo motor no Velopark

27 de maio de 2015 0

Foto: Orlei SilvaDjalma Fogaça deve ter uma grande novidade na quarta etapa da Fórmula Truck, a ser disputada dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, cidade da Grande Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Seu Ford terá o novo motor de 10 litros—o atual tem oito litros -, o que pode melhorar seus resultados e levá-lo a lutar diretamente pela primeira vitória na temporada e a 13ª na carreira da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Fogaça, que estreou em 1997, terminou 12 vezes na primeira posição.

“Posso estrear o novo motor no Velopark, pois é só correr para montar, colocar no caminhão e acelerar. Não será preciso muita adaptação, mas temos de reconhecer que os Volks estão muito na frente. Eles têm um domínio semelhante, ou maior ainda, ao da Mercedes na Fórmula 1. Eles podem largar em último que ainda assim ganham a corrida, e olhe que eles têm carta na manga“, diz Fogaça, numa referência às três vitórias do Volkswagen Constellation, uma com Leandro Totti e duas com Felipe Giaffone, respectivamente líder e vice-líder da Fórmula Truck.

Apesar de ser um dos mais experientes pilotos brasileiros em atividade, Djalma Fogaça, de 52 anos, fará sua estreia no Autódromo Velopark. Ele, que já guiou em praticamente todos os autódromos brasileiros nessas mais de três décadas de automobilismo, nunca andou nos 2.278 metros do curto traçado inaugurado em 2010 na cidade de Nova Santa Rita, próxima de Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul.

“Por incrível que pareça, nunca andei no Velopark, pois nos anos em que a Fórmula Truck andou lá (2012 e 2013) eu não corria. Depois de 33 anos de automobilismo, finalmente vou estrear lá onde até o meu filho, Fábio Fogaça, já andou de carro e foi bem. Hoje não existe uma pista que favoreça meu Ford. A gente pode igualar em algumas, como Guaporé e Tarumã, que neste ano nem está no calendário. Nas demais, os Volks estão bem na frente“.

Foto: Orlei SilvaSempre muito sincero, Fogaça reclama da punição que sofreu em Londrina por excesso de fumaça e o levou a largar na 19ª posição. Numa grande corrida de recuperação, ele ainda terminou em 11º lugar na primeira fase e em oitavo na segunda. Depois de cerca de 15 dias da prova, nem esses bons resultados, que o levaram a continuar entre os três primeiros do campeonato, o fizeram esquecer a penalização.

“Foi uma desclassificação absurda, pois acabou com a nossa corrida. Mostrei as imagens do meu caminhão, que tinha uma câmera ao lado do escapamento, e não apresentava excesso de fumaça. O Ford vai bem se largar lá na frente, pois precisa de embalo. Se tiver alguém puxando, andando rápido, a gente consegue acompanhar. Agora, se pegar gente lenta, perde o ritmo. A injusta desclassificação influiu no psicológico de todos na equipe e eu queimei o radar logo de cara também por isso“, completou Fogaça, que acabou punido com um drive-through, uma passagem pelos boxes dentro do limite de velocidade.

Ingressos à venda
Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

CALENDÁRIO DE 2015
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Campo Grande (MS)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Velopark (RS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

Mais informações www.formulatruck.com.br
facebook.com/formulatruckoficial
twitter.com/formula_truck
instagram.com/formulatruckoficial

Fórmula Truck libera acampamento no Velopark

27 de maio de 2015 0

Foto: Orlei SilvaA corrida da Fórmula Truck no Autódromo Velopark, a quarta etapa da 20ª temporada da mais popular categoria continental, terá a área de camping liberada para a montagem de barracas. A partir da sexta-feira, dia 12 de junho, será possível escolher os lugares para ver a corrida. Para estacionar motos o preço é de R$ 5; carros R$ 10; vans R$ 24 e ônibus e motorhomes R$ 50. A área destinada para acampamento tem acesso pelo portão 5, com visibilidade para a reta oposta. Apenas neste local é permitido fazer churrasco, além de entrar com alimentos e bebidas. Esta é mais uma facilidade que a Fórmula Truck dá aos gaúchos, os mais fanáticos torcedores do automobilismo brasileiro.

Os moradores de Nova Santa Rita e da região terão a oportunidade de ver o retorno da Fórmula Truck ao Autódromo Velopark, onde a categoria só esteve duas vezes: 2010 e 2012. Agora, os fãs verão de perto novos caminhões e novos pilotos, além daqueles já bastante conhecidos do grande público.

Foto: Orlei SilvaA liderança do Campeonato Brasileiro está nas mãos de Leandro Totti (Volkswagen Constellation). Ele tem 123 pontos contra 106 de Felipe Giaffone, seu companheiro de equipe, e 101 de Djalma Fogaça, que corre com um Ford, que no Velopark deve ter um novo e mais potente motor. O quarto lugar é de Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), com 93 pontos, seguido pelo quinto colocado Jaidson Zini (Iveco), com 85 pontos, e por Wellington Cirino (Mercedes-Benz), que tem 75 pontos.

Ingressos à venda

Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

CALENDÁRIO DE 2015
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Campo Grande (MS)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Velopark (RS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

Mais informações www.formulatruck.com.br
facebook.com/formulatruckoficial
twitter.com/formula_truck
instagram.com/formulatruckoficial

Racha Tarumã tem Campeonato de Som como atração da semana

27 de maio de 2015 0

Foto: Dudu Leal (arquivo)O Autódromo de Tarumã promove mais uma edição do Racha Tarumã na noite de sexta-feira (29/05). Nesta semana, o tradicional local destinado à velocidade e adrenalina, em Viamão, terá o vibrante Campeonato de Som Automotivo, para carros tuning e rebaixados. A pista será liberada para todos os carros inscritos. A noite contará ainda com o Show das Cadeiras Elétricas, com apresentações das manobras radicais dos pilotos Márcio Pimentel e Valter Marquetti.

O valor do ingresso é R$ 15,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Outras informações podem ser obtidas pelos sites www.rachataruma.com.br ou www.twistercarfest.com.br, e pelo telefone (51) 3485.1510.

Serviço:

Campeonato de Som Automotivo – Twister Car Fest
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 29 de maio, às 22h
Ingresso: R$ 15,00

Líder da Truck, Leandro Totti destaca trabalho da equipe

25 de maio de 2015 0

 Foto: Orlei SilvaLíder do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, Leandro Totti garante que o trabalho dos engenheiros, da equipe e dos pilotos é o grande segredo da RM Competições que tem levado ele e seu companheiro, Felipe Giaffone, que também corre com o caminhão Volkswagen Constellation, a dominarem as três corridas da temporada. Felipe venceu na abertura, em Caruaru (PE) e a última em Londrina (PR), enquanto Totti ganhou em Campo Grande (MS). Para provar a força da escuderia, André Marques chegou duas vezes no pódio.

“Essa disputa interna, principalmente entre eu e o Felipe, acaba puxando a equipe para cima. Nós dois buscamos tirar o máximo dos caminhões e isso ajuda muito. Tem muita gente que fala que a nossa vantagem é devido ao investimento, mas se esquece que ali na briga estão dois pilotos arrojados que ajudam muito. O Felipe é um bom acertador e eu entendo pra caramba de mecânica. E tem também o André (MAN TGX), a Débora e o Jardim, que são pilotos rápidos e auxiliam demais“, disse Totti.

Bicampeão da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul (2012 e 2014), Leandro mostrou sua força na terceira etapa, disputada em Londrina. Seu caminhão apresentou problemas de excesso de fumaça no treino classificatório, o que o levou a largar na 18ª posição. Mesmo assim, ele ainda terminou em segundo lugar, numa excepcional corrida de recuperação.

“O trabalho da equipe nunca para. No início do ano, assim que vimos o regulamento, começamos a trabalhar para tentar melhorar o caminhão que perderia potência com o uso do restritor. A gente perde de um lado, mas ganha do outro, numa demonstração do profissionalismo e do trabalho da equipe. Mesmo usando o redutor, esse comprometimento tem ajudado a fazer a diferença“.

Para Leandro, o ideal, seria se os cinco pilotos da RM Competições pudessem chegar brigando diretamente pelo título na última corrida da temporada. No ano passado ele e Giaffone lutaram até o fim e ele se sagrou campeão pela segunda vez. Sua primeira conquista tinha sido em 2012.

“Pensando no time como um todo gostaria que o André, a Débora e o Jardim também pudessem chegar brigando pelo primeiro lugar. Fora deles temos o Djalma Fogaça (Ford), que não foi tão bem na última prova, mas vem aí surpreendendo. Tem o Wellington Cirino (ABF-Mercedes-Benz), que sempre está pontuando, o Paulo Salustiano (ABF-Mercedes-Benz), a quem tem faltado um pouco de sorte, mas pode brigar pelo título, além do Beto Monteiro (Iveco), que busca equilibrar o caminhão, e o Roberval (Scania), que tem quebrado muito“, disse.

Foto: Orlei SilvaTotti tem 123 pontos contra 106 de Giaffone, 101 de Fogaça, 93 de Salustiano, 85 de Jaidson Zini, 75 de Cirino, o sexto colocado. A próxima etapa será disputada dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul. Com 2.278 metros, essa é a mais curta pista da 20ª temporada da Fórmula Truck.

Ingressos à venda

Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

CALENDÁRIO DE 2015
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Campo Grande (MS)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Velopark (RS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

Mais informações www.formulatruck.com.br
facebook.com/formulatruckoficial
twitter.com/formula_truck
instagram.com/formulatruckoficial

Racha Tarumã tem Desafio de Gigantes como atração da semana

21 de maio de 2015 0

Dudu Leal (arquivo)O Autódromo de Tarumã promove mais uma edição do Racha Tarumã na noite de sexta-feira (22/05). Nesta semana, o tradicional local destinado à velocidade e adrenalina, em Viamão, terá o Desafio de Gigantes, com disputas vibrantes e a pista liberada para todos os carros inscritos. 

O primeiro colocado levará para casa um prêmio em dinheiro de R$3.000 e um troféu. O valor do ingresso é R$ 15,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.rachataruma.com.br ou pelo telefone (51) 3485.1510.