Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Racha Tarumã tem pista liberada e show de Maserati na sexta-feira

20 de maio de 2016 0

283119_603131_dudu_leal__864_Os apaixonados por velocidade terão uma noite de muita adrenalina no Racha Tarumã de sexta-feira (20/05). A pista estará liberada para todos os carros inscritos. A dupla de pilotos Márcio Pimentel e Valter Marquetti agita o público com o Show das Cadeiras Elétricas. A noite ainda terá o show da nova Maserati do Autódromo de Tarumã.

A Maserati conta com um motor moderno, desenvolvido pela empresa Pro Tune, especializada em velocidade. A atração promete efeitos ainda mais radicais, com potência e som diferenciados

O Racha Tarumã foi criado com o intuito de poupar a vida de muitos jovens apaixonados por velocidade que se arriscavam de maneira ilegal nos rachas de rua. O ingresso para o Racha Tarumã custa R$ 20,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo de Tarumã. Mais informações através do site www.rachataruma.com.br ou pelo telefone (51) 3485.1510.

Serviço:
Racha Tarumã com a pista liberada para os carros inscritos
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 20 de maio, às 21h
Ingresso: R$ 20,00

Noite das Motos agita a sexta-feira dos apaixonados por velocidade em Tarumã

17 de maio de 2016 0

282840_602343_dudu_leal__68_O tradicional Racha Tarumã de sexta-feira (13/05) será dedicada aos apaixonados por motos e velocidade. A pista do Autódromo de Tarumã, que fica em Viamão (RS), estará liberada para todas as motos inscritas. A programação contará com o clássico Show das Cadeiras Elétricas com a dupla de pilotos Márcio Pimentel e Valter Marquetti levando o público a bordo do carro para manobras radicais na pista. A noite também terá show com manobras do Motoqueiro Fantasma, Luciano Rosa.

O valor do ingresso é R$ 20,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.rachataruma.com.br ou pelo telefone (51) 3485.1510.

Serviço:

Noite das Motos no Racha Tarumã
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 13 de maio, às 21h
Ingresso: R$ 20,00

Cirino, Rei de Campo Grande, ganha na Fórmula Truck

16 de maio de 2016 0

283090_603035_lff_6375Wellington Cirino ganhou a terceira etapa da Fórmula Truck, disputada na tarde deste domingo no Autódromo de Campo Grande. Esta foi a 26ª vitória do tetracampeão na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Agora, o piloto do caminhão Mercedes-Benz está a uma de igualar o recorde de Renato Martins, que tem 27 primeiros lugares. A emocionante prova na capital do Mato Grosso do Sul teve três líderes durante as duas fases da corrida. David Muffato, que largou na frente e terminou em primeiro a fase inicial, Felipe Giaffone e Cirino. Apesar dos bons resultados dos adversários, quem reduziu a diferença para o ainda líder Giaffone foi Diogo Pachenki, que repetiu o segundo lugar conquistado na segunda etapa, em Curitiba. Ele chegou a 119 pontos contra 129 de Giaffone, que levou os dois pontos de bônus por ter feito as duas melhores voltas rápidas.

Acompanhe depoimento de Wellington Cirino em: https://youtu.be/eWj3OK62wEg

Depois de largar na pole position, sua primeira na Fórmula Truck, o experiente David Muffato se manteve na ponta e fechou em primeiro na fase inicial da terceira etapa. Ele foi seguido de perto por Felipe Giaffone e por André Marques. Cirino ficou em quarto lugar. Na segunda fase, o forte ritmo dos líderes começou a cobrar o preço. Muffato, que tinha sido ultrapassado por Giaffone, teve problemas e acabou por abandonar, assim como Giaffone, logo depois. O então terceiro colocado André Marques também enfrentou dificuldades e deixou de pontuar.

283090_603040_lff_6489Cirino, que confessou ter economizado bastante seu caminhão nas primeiras voltas, assumiu a ponta e em não foi ameaçado por Pachenki, que tinha problemas de câmbio, nada tão sério que o impedisse de terminar a corrida num excelente segundo lugar. Quem também marcou presença no pódio, formado pelos que terminam na frente somente na segunda fase, foi Djalma Fogaça. O Monstro levou seu caminhão Ford ao terceiro lugar e foi seguido por Débora Rodrigues, que voltou a terminar entre os cinco primeiros depois de deixar escapar o pódio em Curitiba, quando seu caminhão quebrou na última volta.

Outro destaque foi Luiz Lopes, o quinto colocado que pela terceira vez na carreira conquistou o pódio. Ele e o bicampeão Beto Monteiro têm trabalhado muito para fazer seu caminhão Iveco mais competitivo. A próxima corrida está marcada para o dia 5 de junho no Autódromo de Goiânia, capital do Estado de Goiás.

Resultado da primeira fase da Fórmula Truck, em Campo Grande:
1) David Muffato (MAN TGX), 14 voltas em 25min33s017
2) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 0s307
3) André Marques (RM Competições-MAN), a 3s643
4) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 5s407
5) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 31s789
6) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 40s094
7) Régis Boessio (Boessio Competições), a 44s513
8) Jaidson Zini (Dakar Motorsports), a 49s366
9) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), a 53s763
10) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 57s372
11) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), a 1min23s339
12) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 2min00s550
13) Djalma Fogaça (DF Racing Fans), a 1 volta
14) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 2 voltas
15) Geraldo Piquet (DF Motorsports), a 2 voltas
16) Roberval Andrade (Ticket Car Corinthians), a 4 voltas
17) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 5 voltas
18) Leandro Totti (Clay Truck Racing), a 8 voltas
19) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 9 voltas
20) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 10 voltas

Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min48s064, média de 116,9 km/h

Resultado da segunda fase da Fórmula Truck, em Campo Grande:

1) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 9 voltas em 26min32s001
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s130
3) Djalma Fogaça (DF Racing Fans), a 3s922
4) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 11s817
5) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 19s791
6) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), a 30s349
7) David Muffato (MAN TGX), a 50s798
8) Jaidson Zini (Dakar Motorsports), a 2min27s985
9) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), a 2 voltas
10) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 2 voltas
11) André Marques (RM Competições-MAN), a 4 voltas
12) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 6 voltas
13) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 7 voltas

Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min48s957, média de 116,0 km/h

TEMPORADA DE 2016

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS)
5 de junho – Goiânia (GO)
3 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – a definir
4 de dezembro – Curvelo (MG)

João Vieira vai ao pódio em Adria e avança na classificação do Italiano de Fórmula 4

09 de maio de 2016 0

O piloto brasileiro João Vieira cumpriu jornada proveitosa na segunda rodada tripla do Campeonato Italiano de Fórmula 4, disputada no Adria International Raceway. Com um pódio pelo 2º posto na primeira corrida da programação (sábado, 7) e mais dois 4º lugares (um no sábado e outro no domingo, 8), o único representante do Estado do Tocantins no automobilismo europeu evoluiu na classificação, subindo de 9º para o 5º lugar na pontuação.
Num circuito de 2.702 metros, onde sabidamente as ultrapassagens são difíceis, o competidor de 18 anos começou a escalada já nos treinos livres, quando esteve sempre entre os primeiros. No qualifying, ratificando a performance, obteve o 3º melhor tempo em seu grupo e, a partir daí, não deixou de figurar entre os ponteiros em nenhum momento do fim de semana na província italiana de Rovigo.
O piloto da equipe Antonelli Motorsport reconheceu, porém, que faltou potência para garantir resultados melhores ainda. Destacou que o fato de o circuito ser travado minimizou um pouco a deficiência, mas não o bastante para impedir algumas ultrapassagens em reta.
“No miolo eu conseguia segurar e até abria um pouco, mas na reta dos boxes essa diferença ficava evidente”, comentou João Vieira, que terá um novo motor na próxima rodada, marcada para 28 e 29 de maio, em Imola. “Como manda o regulamento, na próxima etapa haverá novo sorteio de motor e centralina, então, existe a chance de esse problema ser resolvido”, explicou.
Vieira fechou a rodada com 58 pontos no cômputo geral, resultado de um 2º (Adria), dois 4º (Adria), dois 6º (Misano) e um 12º (Misano). Após duas rodadas e cumpridas seis corridas das 21 programadas, a classificação do Campeonato Italiano de Fórmula 4 é a seguinte:
1 – Marcos Siebert (ARGENTINA/Jenzer Motorsport) – 103 pontos
2 – Raul Guzman (MÉXICO/DR Formula) – 93
3 – Mauricio Baiz (VENEZUELA/Kfzteile24) – 81
4 – Mick Schumacher (ALEMANHA/Prema Power Team) – 62
5 – João Ricardo Queiroz Vieira (BRASIL/Antonelli Motorsport) – 58
6 – Simone Cunati (ITÁLIA/Vincenzo Sospiro Racing) – 51
7 – Job van Uitert (HOLANDA/Jenzer Motorsport) – 43
8 – Ye Yifei (CHINA/Kfzteile24) – 36
9 – Juri Vipa (ESTÔNIA/Prema Power Team) – 34
10 – Leon Shlom (RÚSSIA/RB Racing) – 34
15 – Giuliano Raucci (BRASIL/Diegi Motorsport) – 16

Autódromo de Tarumã abre sua pista para os apaixonados por velocidade

06 de maio de 2016 0

Acelerar nas voltas desafiadoras e tradicionais do Autódromo de Tarumã é o sonho de muitas pessoas. Por isso, o autódromo realiza, no sábado (07/05), edição inédita do Track Day Tarumã. O evento é ideal para aqueles motoristas que gostam de adrenalina, que podem fazer isto sem colocar a vida de pessoas em risco nas ruas e estradas. O Track Day ocorre das 9h às 17h, em três categorias: Tração traseira, Tração dianteira e 4X4. Os três melhores tempos de cada categoria recebem premiação.

As inscrições podem ser realizadas no Autódromo de Tarumã. Antecipadamente, o valor da inscrição é R$ 550,00. Na hora do evento, o valor é de R$ 650,00. O custo do piloto adicional é R$ 300,00. Para participar, é necessário ter a Carteira Oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo. É possível confeccionar a carteira no dia, com o valor de R$ 200,00.

Outra atração do dia é a cronometragem dos tempos durante todo dia, com divulgação do Time attack, com os cinco melhores tempos de cada categoria. Outras informações e pré-inscrição podem ser obtidas pelo telefone (51) 3485.1510 ou no e-mail autodromodetaruma@gmail.com.

"Encontro de V8" agita o Racha Tarumã na sexta-feira

04 de maio de 2016 0

282036_599391_217950_388448_racha_taruma_050O Autódromo de Tarumã recebe os apaixonados por velocidade e por motores V8 no seu próximo Racha Tarumã, na sexta-feira (06/05). A disputa promete ser acirrada na pista, enquanto nos boxes, cada piloto capricha no visual dos potentes e charmosos veículos. A atração extra fica por conta do Show das Cadeiras Elétricas, com a dupla de pilotos Márcio Pimentel e Valter Marquetti. A pista estará liberada para todos os carros inscritos. Haverá premiação de R$500,00 + troféu para o V8 mais rápido da noite. Motorista de V8 tem isenção do ingresso.

O Racha Tarumã conta com completa estrutura de segurança e há mais de uma década é o local certo para os rachas. O objetivo do evento é proporcionar que jovens acelerem com segurança evitando acidentes. O valor do ingresso é R$ 20,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.rachataruma.com.br

Serviço:
Encontro de V8 no Racha Tarumã
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 06 de maio
Ingresso: R$ 20,00

Raijan Mascarello vai de grão em grão na Fórmula Truck

27 de abril de 2016 0
Pódio em Curitiba provocou enxurrada de mensagens nas redes sociais de Raijan. (Luciana Flores)

Pódio em Curitiba provocou enxurrada de mensagens nas redes sociais de Raijan. (Luciana Flores)

Um dos grandes plantadores de soja do Brasil, o piloto Raijan Mascarello quer crescer na Fórmula Truck como na sua vida profissional: de grão em grão. Depois de ter feito seu primeiro pódio na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul e assumir a terceira colocação na classificação geral na segunda etapa do ano, disputada em Curitiba, agora ele sonha mais alto ainda na corrida do próximo dia 15 de maio em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que receberá a terceira etapa de 2016.

“Neste ano estou com um caminhão bem mais competitivo, com um grupo de pessoas trabalhando bastante para me dar um equipamento confiável, enfim, todos os detalhes estão perfeitos e tem tudo para dar certo. O pessoal da equipe ABF Racing Team trabalha demais e o Pipo (Miguel Ferreira) está ali para me ajudar mais ainda“, disse Raijan.

O primeiro pódio na Fórmula Truck levou Mascarello a pensar mais alto ainda e a sonhar com lugares melhores do que o terceiro degrau conquistado naquela que pode ter sido a última corrida no Autódromo de Curitiba, que foi vendido e deve deixar de funcionar.

“Essa mudança me deu novo ânimo para sonhar com vitórias, pois nas últimas provas do ano passado já estava me sentindo culpado pela falta de resultados. Temos seis ou sete pilotos com chances de vencer e estou ali, para lutar por uma. De grão em grão vou enchendo meu papo“, brinca o empresário da agricultura Raijan, que teme a grande abrasividade da pista de Campo Grande.

Apesar dos bons resultados nas duas etapas, Mascarello confessa que ainda precisa se adaptar melhor ao Mercedes-Benz, pois existem muitas diferenças entre o caminhão atual e o Ford que ele pilotava. O terceiro lugar em Curitiba mostrou que ele já começa a se sentir em casa no cockpit do novo bruto. Outro ponto que provocou mudanças na sua vida foi o inédito pódio.

Raijan Mascarello confia bastante na sua equipe e no caminhão Mercedes-Benz. (Luciana Flores)

Raijan Mascarello confia bastante na sua equipe e no caminhão Mercedes-Benz. (Luciana Flores)

“A repercussão desse pódio foi muito grande. Já corri em outras categorias, mas a Fórmula Truck tem muito público e em toda a minha região do Mato Grosso muita gente viu a prova e no domingo à noite, depois da corrida, tive de ficar um tempão respondendo mensagens me parabenizando pelo resultado. Foi cansativo, mas é uma experiência muito boa e quero que se repita em Campo Grande“, finalizou Raijan, que com 62 pontos ocupa o terceiro lugar na classificação geral, somente atrás do líder Felipe Giaffone e do segundo colocado Diogo Pachenki.

Semana de Chevettes e Opalas com premiação em dinheiro no Racha Tarumã

26 de abril de 2016 0
Noite especial para Chevettes e Opalas (Dudu Leal (arquivo))

Noite especial para Chevettes e Opalas (Dudu Leal (arquivo))

Apaixonados por Chevettes e Opalas têm uma noite especial no Autódromo de Tarumã, em Viamão. O Racha Tarumã de sexta-feira (29/04) tem premiação em troféu e dinheiro para o Chevette e o Opala mais rápidos. A pista desta semana é liberada para todos os carros inscritos e a inscrição pode ser realizada na hora. A direção do Tarumã salienta que os pilotos necessitam ter CNH e utilizar capacete.

A noite conta ainda com o Show das Cadeiras Elétricas, com as manobras radicais dos pilotos Márcio Pimentel e Valter Marquetti. O ingresso é R$ 20,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Motoristas de Chevette e Opala estão isentos. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.rachataruma.com.br ou pelo telefone (51) 3485.1510.

Serviço:
Encontro de Chevettes e Opalas
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 29 de abril, às 21h
Ingresso: R$ 20,00

Fórmula Truck: Eu corro pensando nele!, diz Felipe Giaffone

22 de abril de 2016 0
Felipe festeja a 25ª vitória. Faltam duas para igualar o chefe Renato Martins. (Luciana Flores)

Felipe festeja a 25ª vitória. Faltam duas para igualar o chefe Renato Martins. (Luciana Flores)

Eu corro pensando nele! Essa frase de Felipe Giaffone bem que poderia ser parte de uma dessas músicas sertanejas, mas, menos romântico, ele fala sobre as várias partes do seu caminhão Volkswagen Constellation que venceu as duas primeiras provas da temporada da Fórmula Truck. Mais do que ganhar em Santa Cruz do Sul e em Curitiba, Felipe fez 105 dos 106 pontos possíveis em disputa nas etapas. O único pontinho que deixou escapar ficou com Paulo Salustiano, que fez uma das duas melhores voltas na pista gaúcha, na abertura do campeonato. Agora, dia 15 de maio em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, Giaffone quer continuar na frente, mas a experiência o ensinou a não ir com tanta sede ao pote.

Vídeo de Felipe Giaffone após a vitória em Curitiba em: https://www.youtube.com/watch?v=9PIq7zkDmP0&feature=youtu.be

“Sem dúvida que este é o melhor começo de temporada que já tive. Apesar disso, sei que é importante, mas pode não significar muito. Veja que no ano passado ganhei quatro vezes e acabei em terceiro lugar no campeonato. Pode ser um momento em que a maré está do meu lado e sei que o jogo pode virar rapidamente. Por isso, mantenho a cautela e sei que não dará para brigar pela vitória em todas as corridas. Quero me manter ali entre os três ou quatro primeiros colocados“, diz Felipe, que tem um total de 25 vitórias na categoria.

Para conseguir chegar ao pódio nas corridas ele precisa tentar evitar acidentes e, algo que depende diretamente de sua pilotagem, economizar ao máximo o equipamento durante as oito provas restantes desta 21ª temporada da Fórmula Truck.

“Eu corro pensando nele! Claro que falo do equipamento. Sempre busco economizar o motor, o turbo, a suspensão, enfim tudo, para tentar chegar ao final em boas condições. Normalmente as quebras não acontecem pelo estilo de pilotagem, mas ser muito agressivo o tempo todo pode atrapalhar. Veja o turbo. A maioria das vezes não tem a ver com a maneira como se guia, mas sabemos que quanto mais alta a rotação, maiores são as chances de quebra. É uma peça sensível que é utilizada acima do seu limite e daí vêm os problemas. Pelo que a gente usa, o turbo até quebra pouco“.

Volkswagen Constellation do tricampeão Felipe Giaffone que venceu em Curitiba. (Luciana Flores)

Volkswagen Constellation do tricampeão Felipe Giaffone que venceu em Curitiba. (Luciana Flores)

Os dois excelentes resultados na abertura só serviram para comprovar que Felipe Giaffone é forte candidato ao tetracampeonato. E o resultado do campeonato mostra que ele acertou na previsão de que os caminhões Mercedes-Benz seriam seus principais adversários nesta temporada. O vice-líder, Diogo Pachenki, o terceiro colocado, Raijan Mascarello, e o quarto, Gustavo Magnabosco usam os caminhões da marca alemã.

“Claro que quero o título, pois faz tempo que conquistei o último, pois foi em 2011. Tenho um caminhão bem acertado e sei que posso estar ali entre os quatro ou cinco primeiros se nada de anormal acontecer. Fica claro que os MAN-Volks e os Mercedes estão um passo à frente, mas tenho certeza que quando o Leandro Totti acertar o Volvo dele virá igual ou até melhor. Tenho bom retrospecto em Campo Grande e vamos ver como meu caminhão se comportará lá“, finalizou Giaffone.

Leandro Totti faz a alegria de pequeno fã de Curitiba

20 de abril de 2016 0
Luiz Phillipe comemorou seus oito anos de idade ao lado do ídolo Leandro Totti. (Divulgação)

Luiz Phillipe comemorou seus oito anos de idade ao lado do ídolo Leandro Totti. (Divulgação)

Luiz Phillipe Canedo Nunes de Deus é um dos inúmeros fãs do piloto Leandro Totti. Na tarde do sábado, dia 9, no Autódromo de Curitiba, cidade onde ele mora, teve o privilégio de ver realizado o sonho de conhecer o tricampeão pessoalmente, pois sempre acompanha as corridas da Fórmula Truck pela televisão. Melhor de tudo foi que Luiz Phillipe atrasou em um dia a festa de aniversário e comemorou seus 8 anos ao lado do ídolo e de toda a equipe no box da Maistro Clay Truck Racing. Este foi seu primeiro contato pessoal com Totti.

“Foi muito legal ver a alegria dele. Quando eu era pequeno também passei por isso e sonhava ver meu ídolo, que era o Nelson Piquet, que não corria na Fórmula Truck, a categoria que eu acompanhava das arquibancadas. Eu também fiquei muito tempo do lado de fora, ali no alambrado, imaginando que um dia poderia estar ali dentro. Só entrei no box quando comecei a trabalhar como mecânico. Por isso tudo, sei o quanto é importante dar alegria para uma criança e isso me deixa feliz também“, finalizou Totti.

A paixão de Luiz Phillipe pela Fórmula Truck começou bem mais cedo. Aos quatro anos ele via a mãe, Dora Canedo assistir as corridas pela televisão e imediatamente se identificou com Totti. Coisa de criança, que ficou marcada pela vitoriosa carreira do piloto. Para a festa ser completa nos boxes, a mãe levou um bolo com um carro de corrida desenhado e, ao lado do ídolo, Luiz Phillipe teve os parabéns cantado por todos da equipe.

“Ele me disse que só não chorou de emoção quando estava lá cantando por ter ficado com vergonha, pois tinha muita gente, mas ele estava visivelmente emocionado e quase não falou nada. Até ficou sem jeito de abraçar o Totti. Desde que começamos a ver corrida, quando ele tinha quatro anos, só fala do Totti. Ele também gosta muito do Felipe Giaffone, mas a paixão é maior pelo Totti mesmo. Ele acompanha tudo, sabe que ele mudou de equipe, que trocou de marca de caminhão, sabe as cores, tudo. É um dos grandes fãs do Totti“, explica Dora.

280834_595249_totti_1

Leandro Totti recebeu Luiz Phillipe nos boxes da equipe e festejou o aniversário (Divulgação)

Mas esta não foi a única vez que Luiz Phillipe prestou homenagem ao seu ídolo. No ano passado, depois de contratempos durante o final de semana, não foi possível realizar o encontro. Mas na festinha de aniversário de 7 anos o tema foi, claro: Leandro Totti, como explica a mãe.

“Fiz um caminhão de papelão, ele ganhou um macacão igualzinho ao do Totti e como tinha uma marca de cerveja, coloquei outros logotipos para ficar o mais parecido possível com um macacão de piloto e fiz lembrancinhas com o caminhão dele e bonecos de pilotos com capacete. Tudo foi sobre o Totti. Até comprei uma faixa branca de judô usar na cintura e colocar a bandeira do Brasil“.

Na semana seguinte, quando voltou às aulas na Escola Municipal Germano Paciornik, em Curitiba, Luiz Phillipe fez questão de contar para a professora e para todos os amiguinhos a inesquecível experiência de encontrar seu grande ídolo e ainda por cima fazer seu aniversário no box do tricampeão, ao lado do caminhão Volvo dele, receber um abraço e ter os parabéns cantado por Totti. A festa estava completa e com o maior presente que ele poderia ganhar. Agora é\ torcer por Totti na terceira etapa, dia 15 de maio em Campo Grande, Mato Grosso do Sul