Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Sem patrocínio, João Vieira corre riscos de interromper a carreira no automobilismo europeu

01 de fevereiro de 2016 0

Piloto tocantinense de 18 anos correu dois anos de Fórmula 4 na Itália e busca apoio para avançar agora para a Fórmula Renault

O piloto tocantinense João Vieira, 18, já completou o planejamento para o terceiro ano consecutivo no automobilismo europeu. A temporada 2016 prevê agenda cheia, com 14 eventos e 37 corridas, em 10 países. Mas tudo isso corre o risco de não sair do papel se ele não fechar com os patrocinadores com os quais negocia até o início de fevereiro. Depois de competir 985f40d4-acf1-4669-ac06-c0a94754d1daem 2014 e 2015 no Campeonato Italiano de Fórmula 4, o campeão brasileiro de kart avançará dos motores 1.4 para os 2.0 da Fórmula Renault, disputando paralelamente o Eurocup Formula Renault 2.0 e o Renault Northern European Cup.

Para que tudo isso pudesse ser organizado de maneira meticulosa – e também visando economia de recursos -, João Vieira passou o Natal e Ano Novo na Itália, onde reside desde 2014, longe da família residente em Palmas, capital do estado de Tocantins. A ceia de Natal e a passagem de ano ele passou na casa de seu manager, o mundialmente conhecido Gian Carlo Minardi, que fundou uma das mais tradicionais equipes de Fórmula 1. Nos outros momentos, porém, o trio (formado também pelo filho de Gian Carlo, Giovanni, que é o executivo da carreira do piloto) se debruçou sobre as alternativas e se esforçou para fechar um planejamento que proporcionasse o melhor custo-benefício: maior desenvolvimento do piloto pelo menor orçamento possível.

Mas se no automobilismo o chamado “menor orçamento” na prática nunca é realmente pequeno, visto as peculiaridades do esporte e da necessidade de viver em outro continente, some-se a isso o atual momento econômico. A consequência é que tudo mais difícil, principalmente em termos de equipe. A escolhida foi a JD Motorsport, equipe italiana na qual João Vieira fez testes no ano passado, mas ainda não houve assinatura de contrato em razão da falta de recursos.

“No papel, está tudo pronto e ficou muito legal o planejamento. A Fórmula Renault aqui na Europa é bem competitiva e faz parte de um evento grande d Renault. Se tudo der certo, vou conhecer muitas pistas fora da Itália e gostei muito do pessoal da JD, mas se a gente não conseguir patrocínio até o início de fevereiro, nada disso vai acontecer’, disse João Vieira, que tem definido inclusive o programa de testes na Alemanha e Holanda.

Na prática, João Vieira precisará nesta temporada de algo em torno de R$ 1,5 milhão. Em conjunto com os Minardi, na Itália, o grupo de apoio do piloto no Brasil tem trabalhado sem parar e é formado pelo empresário e dirigente Antonio Vieira, pai de João, e pelo membro da FIA Giovanni Guerra, que também é presidente da Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão. “Eu estou disposto a fazer qualquer sacrifício pessoal para o João continuar correndo, mas é impossível bancar tudo sozinho. É por isso que se não tiver apoio, não sei o que vou fazer”, lamentou Antonio Vieira, cuja fé o mantém otimista. “Tenho fé em Deus que a carreira do João vai continuar”.

 

Truck Kids arrecada 1 tonelada de alimentos em Praia Grande

01 de fevereiro de 2016 0

A garotada, que ainda aproveita as férias, fez a festa ao dar voltas nos caminhõezinhos da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Campeonato começa dia 13 de março em Santa Cruz do Sul.

O Truck Kids realizado na tarde desta quarta-feira no estacionamento do Litoral Plaza Shopping, em Praia Grande, cidade do Litoral Paulista, foi um sucesso. Foi arrecadada uma tonelada de alimentos não perecíveis e a garotada deu voltas nos coloridos minicaminhões da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. O Truck Kids é uma programação que acontece nas cidades onde acontecem corridas da Fórmula Truck. Todos os alimentos foram doados à APAE da Praia Grande (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Praia Grande), cidade do Litoral paulista.

Pais aproveitaram a tarde em Praia Grande e levaram os filhos para dar uma volta

Pais aproveitaram a tarde em Praia Grande e levaram os filhos para dar uma volta

Mas as atrações no centro de compras não terminaram ainda. Até a próxima sexta-feira (dia 29) estará à mostra a Galeria Fórmula Truck, que apresenta um pouco da sua história de mais de duas décadas. Entre os objetos estão o macacão e o capacete usados por Aurélio Batista Félix, o idealizador e fundador da Fórmula Truck. O público também pode ver de perto o caminhão de Volta Rápida, exposto na entrada principal do Shopping, que até sexta-feira abre às 10 horas e fecha às 22 horas.

A primeira corrida de 2016 está marcada para o dia 13 de março em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Djalma Fogaça faz sua última temporada na Fórmula Truck

01 de fevereiro de 2016 0

Ex-Caipira Voador, hoje conhecido como O Monstro, piloto de 52 anos está na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul desde 1997. Ele prepara o filho, Fábio Fogaça, para assumir seu cockpit.

Um dos maiores nomes do automobilismo brasileiro, Djalma Fogaça faz, neste ano de 2016, sua última temporada como piloto profissional. Assim, no próximo dia 13 de março no Autódromo de Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, ele dá o primeiro passo rumo ao final da carreira e, ao mesmo tempo, dá início à preparação de Fábio Fogaça, seu filho, como o sucessor no cockpit do seu caminhão Ford.

“Estou preparado para parar. Em 2009 me preparei, fiquei fora 2010, 2011 e 2012, mas tive de voltar porque precisava trazer dinheiro para a equipe. Reconheço que está sendo difícil correr, pois fico com dores em todo o corpo depois das corridas e ainda tenho de parar de tomar meu remédio cerca de 15 dias antes por causa do antidoping. Tudo isso judia bastante devido à tensão do final de semana”, explica Djalma.

Fábio Fogaça começa a se preparar para substituir o pai nas pistas do Brasil

Fábio Fogaça começa a se preparar para substituir o pai nas pistas do Brasil

Fábio Fogaça, que já pilotou carros de corrida, será o chefe da Fábio Fogaça Motorsports neste ano e também aproveitará para fazer os testes com os caminhões Ford. Com isso, ganhará experiência também nas pistas, pois vai aprender um pouco como guiar os brutos. Até o ano passado Fabinho pilotava somente carros.

“Em 2017 ele assume como piloto no meu lugar e eu fico somente na coordenação de tudo. Neste ano ele, comandando a equipe, ele vai aproveitar e andar nos treinos e estará preparado também como piloto. Ser competitivo com 30, 35 anos é uma coisa e com cinquenta e poucos é outra totalmente diferente”, analisa Fogaça, que continua no caminhão 72 da DF Motorsport agora ao lado de Geraldo Piquet.

Para os dois caminhões Ford que eram da equipe de José Maria Reis, os pilotos da equipe Fábio Fogaça Motorsport devem ser definidos em breve. Djalma garante ter mantido contato com vários interessados e está aguardando a definição oficial, que deve acontecer até o final de fevereiro.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Salustiano continua na Truck na ABF/Mercedes-Benz

01 de fevereiro de 2016 0

Vice-campeão da temporada passada busca neste ano seu primeiro título da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Primeira corrida será dia 13 de março na cidade de Santa Cruz do Sul (RS).

A temporada de 2015 foi a melhor nos seis anos de Paulo Salustiano na Fórmula Truck. O vice-campeonato, dois pontos atrás (369 a 367) de Leandro Totti apresentou para a torcida, para as equipes e para os patrocinadores um Salustiano mais focado, mais determinado e, acima de tudo, mais experiente. A soma desses fatores o levou ao título de vice-campeão. Agora, seus objetivos são mais elevados ainda e ele espera começar a colocar em prática na abertura deste 21º ano de existência da Truck: dia 13 de março na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul.

“Pode não estar no papel, mas me considero campeão de 2015. Fiz um campeonato limpo, bonito, honesto e lutamos até o final pelo título. No final o Felipe Giaffone e o Totti trocaram de posições, algo que considero absolutamente normal, pois eram da mesma equipe, e eu perdi. Mas não perdi o título ali. A dificuldade foi que teve influência da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), como disse no ano passado. Mas agora só quero pensar na abertura e brigar pelo título“, disse Salustiano.

O piloto Paulo Salustiano continua com caminhão Mercedes em busca do título

O piloto Paulo Salustiano continua com caminhão Mercedes em busca do título

Esta será sua sexta temporada na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Nas duas primeiras andou de Volvo e de Iveco e, pelo quarto ano seguido, estará de Mercedes-Benz, sempre na ABF. Mais do que conhecer o caminhão e os integrantes da equipe ABF/Mercedes-Benz, Salustiano conta com importante apoio do engenheiro Miguel Ferreira, conhecido como Pipo e que vem de uma família muito ligada ao automobilismo.

“À presença do Pipo, que além de um grande profissional é um amigo pessoal, se juntaram outros fatores. Tive um amadurecimento ao longo desses anos e o regulamento, que passou a distribuir muitos pontos nas duas fases, mostrou que tinha hora para acelerar e hora para segurar. Fui obrigado a correr mais com a cabeça e, para mim o ponto chave foi o da regularidade de o caminhão não quebrar e não dar problema“, avalia o vice-campeão.

Outro dos pontos principais que Paulo Salustiano destaca como decisivos em suas performances em 2015 e que o levaram às três vitórias na temporada (Velopark, Santa Cruz do Sul e Londrina 2) foi o trabalho constante em busca de melhorar o rendimento do Mercedes-Benz.

“Não paramos de trabalhar na suspensão do caminhão nem por um minuto. Estudamos muito e melhoramos. Isso é algo que precisamos fazer também neste ano. Quero repetir a dose nesta temporada, de preferência com a conquista do meu primeiro título da Fórmula Truck“.

A primeira corrida de 2016 está marcada para Santa Cruz do Sul, justamente uma das pista aonde Salustiano venceu no ano passado.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Traçado tradicional do Autódromo de Tarumã está no calendário da Stock Car em 2016

01 de fevereiro de 2016 0

Autódromo de Viamão recebe o campeonato no dia 26 de junho

O Autódromo de Tarumã está confirmado no calendário da Stock Car em 2016. A corrida no traçado mais tradicional do estado ocorre no dia 26 de junho, na 5° etapa do campeonato. Assim, como no ano passado, as disputas do ano iniciam em Curitiba, com a Corrida de Duplas, no dia 6 de março. Também repetindo a competição de 2015, a última etapa acontece em Interlagos, no dia 11 de dezembro.

Stock Car em Tarumã na temporada 2015

Stock Car em Tarumã na temporada 2015

A principal inovação no Stock Car em 2016 é a inclusão do autódromo Circuito dos Cristas, em Curvelo (MG), no dia 20 de novembro. Além de Tarumã, o Rio Grande do Sul recebe o campeonato no dia 10 de abril, no Velopark, e no dia 5 de junho, em Santa Cruz do Sul. Já a disputada Corrida do Milhão será no dia 11 de setembro, em Interlagos.

Na primeira corrida do ano passado em Tarumã, que ocorreu no dia 8 de novembro, Allam Khodair foi o vencedor, seguido pelos pilotos Felipe Fraga e Marcos Gomes, na segunda e na terceira colocação, respectivamente. Já a segunda prova do dia foi vencida pelo piloto Cacá Bueno, com Rubens Barrichello em segundo, e Daniel Serra em terceiro lugar.

Calendário 2016:
1a etapa – 06 de março: Curitiba (PR) Corrida de Duplas
2a etapa – 10 de abril: Velopark (RS)
3a etapa – 22 de maio: Goiânia (GO)
4a etapa – 05 de junho: Santa Cruz do Sul (RS)
5a etapa – 26 de junho: Tarumã (RS)
6a etapa – 17 de julho: Cascavel (PR)
7a etapa – 11 de setembro: Interlagos (SP) Corrida do Milhão
8a etapa – 25 de setembro: Londrina (PR)
9a etapa – 16 de outubro: Goiânia (GO)
10a etapa – 30 de outubro: Brasília (DF)
11a etapa – 20 de novembro: Curvelo (MG)
12a etapa – 11 de dezembro: Interlagos (SP)

André Marques continua na Fórmula Truck

20 de janeiro de 2016 0

Ele vai decidir se mantém o caminhão MAN ou se troca pelo Volkswagen que era do tricampeão Leandro Totti, agora na Maistro Clay Truck Racing. Temporada começa em março na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul

Em sua sétima temporada na Fórmula Truck, o piloto André Marques tem como grande objetivo vencer uma prova em 2016. Ele já fez vários pódios com os caminhões Scania, quando guiou pela equipe de Roberval Andrade, com o Volvo, da ABF e com o MAN, no ano passado, quando ficou cinco vezes entre os cinco primeiros colocados na segunda fase. Em algumas delas, a sonhada vitória acabou escapando pelos dedos devido, principalmente, a problemas mecânicos. Ele espera que a situação mude já na primeira corrida, marcada para dia 13 de março em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul.

Chegar ao lugar mais alto do pódio é o grande objetivo de André Marques em 2016.

Chegar ao lugar mais alto do pódio é o grande objetivo de André Marques em 2016.

“Está tudo acertado para eu permanecer. Se eu continuar de MAN ou for andar de Volkswagen Constellation, que ficou livre com a saída do Leandro Totti, não vai mudar nada. O motor é o mesmo, a única diferença é estrutural e aerodinâmica entre outros pontos. Isso ora favorece os Volks, ora os MAN. Neste ano quero muito buscar minha primeira vitória, pois já bati na trave várias vezes“, disse André Marques.

Renato Martins, dono da equipe RM Competições e o maior ganhador da história da categoria com 27 vitórias, diz que a escolha do caminhão será do próprio piloto:

“Ele é que decide se vai continuar de MAN ou se vai para o Volkswagen Constellation“, disse o ex-piloto que deixa aberta a possibilidade de voltar a correr.

Em 2015 André Marques, o piloto do caminhão 77, chegou cinco vezes no pódio e teve quatro quebras que atrapalharam muito sua vida, além do acidente na finalíssima de Londrina, quando, quase no final da corrida, capotou e a prova foi encerrada com bandeira amarela.

“Venho na luta pela minha primeira vitória. Em Guaporé era mais rápido do que o Cirino e estava deixando mais para o final a tentativa de ultrapassagem, quando o acidente com o Luiz Lopes levou a prova a terminar com bandeira amarela. Em Curitiba estava liderando quando, no finalzinho, estourou o turbo na reta, e também bateu na trave“, relembra.

Com isso, ele ficou em sexto lugar na classificação geral com 268 pontos. No final do ano ele e a equipe fizeram as contas e chegaram à conclusão de que poderia ter chegado a Londrina brigando pelo título caso tivesse concluído essas provas.

“Sem dúvida que essas posições na frente me ajudaram a continuar na RM Competições. O regulamento distribui muitos pontos e mesmo se eu não tivesse vencido uma corrida no ano passado, poderia ter chegado à briga e até ser campeão. Hoje, a regularidade é mais importante do que ganhar“, finaliza André Marques.

No dia 13 de março começa a temporada da Fórmula Truck. Os caminhões de seis montadores diferentes (MAN, Mercedes-Benz, Ford, Volvo, Scania e Iveco) estarão na pista da cidade de Santa Cruz do Sul, interior do Rio Grande do Sul, para a largada do 21º ano da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul e que em 2015 teve média de 38.817 pessoas por corrida, a maior do continente.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Pista do Racha Tarumã está liberada para todos os carros inscritos

20 de janeiro de 2016 0

Tradicional evento ocorre na sexta-feira (22/01)

O Autódromo de Tarumã promove mais um clássico Racha Tarumã na sexta-feira (22/01). Nesta semana, os apaixonados por velocidade terão a pista liberada para todos os carros inscritos. O valor do ingresso é R$ 15,00 e pode ser adquirido nas bilheterias do Autódromo. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.rachataruma.com.br ou pelo telefone (51) 3485.1510.

Serviço:
Pista liberada no Racha Tarumã
Local: Autódromo de Tarumã, em Viamão
Data: Sexta-feira, dia 22 de janeiro, às 21h
Ingresso: R$ 15,00

Encontro de apaixonados por velocidade

Encontro de apaixonados por velocidade

Galeria Fórmula Truck quinta-feira na Praia Grande

19 de janeiro de 2016 0

Mostra da história de mais de duas décadas da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul será apresentada ao público no Litoral Plaza Shopping, na cidade do Litoral paulista.

Os fãs de corridas, especialmente os da Fórmula Truck, não podem perder a oportunidade de ver de perto praticamente toda a história da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul a partir desta quinta-feira (dia 21) no Litoral Plaza Shopping, em Praia Grande, Litoral de São Paulo. A Galeria Fórmula Truck, a mesma que foi apresentada durante a temporada 2015 nas pistas pelo Brasil, estará à mostra, mas agora atualizada com imagens de Leandro Totti, o campeão de 2015.

Existem caminhõezinhos para todos os gostos e de várias cores na festa do Kids.

Existem caminhõezinhos para todos os gostos e de várias cores na festa do Kids.

Entre os objetos à mostra estará o macacão e o capacete usados por Aurélio Batista Félix, o idealizador da Fórmula Truck. O público também poderá ver de perto o caminhão de Volta Rápida, que ficará exposto na entrada principal do Shopping, que durante a semana abre às 10 horas e fecha às 22 horas e no domingo das 11 às 22 horas. A exposição da Galeria Fórmula Truck ficará à mostra até a sexta-feira, dia 29 de janeiro.

Para a garotada fazer a festa completa, na quarta-feira, dia 27, das 14 horas às 18 horas, acontece o Truck Kids. A meninada de até 12 anos poderá dar uma voltinha pilotando um dos coloridos e bonitos minicaminhões da Fórmula Truck. Os pais não devem se preocupar, pois tudo é feito com muita segurança, já que ao lado dos pequenos fica uma pessoa que tem o controle do caminhãozinho construído especialmente para eles. Para dar esse passeio é preciso levar um quilo de alimento, menos sal.

O Litoral Plaza Shopping fica na Avenida Ayrton Senna da Silva, 1511 – Bairro Tude Bastos, em Praia Grande.

Temporada começa em março

No dia 13 de março começa a temporada da Fórmula Truck. Os caminhões de seis montadores diferentes (MAN, Mercedes-Benz, Ford, Volvo, Scania e Iveco) estarão na pista da cidade de Santa Cruz do Sul, interior do Rio Grande do Sul, para a largada do 21º ano da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul e que em 2015 teve média de 38.817 pessoas por corrida, a maior do continente.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Diogo Pachenki quer brigar pelo título da Fórmula Truck

19 de janeiro de 2016 0

Piloto de Cascavel sonha em se tornar campeão da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Abertura da 21ª temporada da Fórmula Truck será dia 13 de março na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul.

Em seu quarto ano na Fórmula Truck, Diogo Pachenki já se considera em condições de brigar pelo título da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Nesta temporada, que começa dia 13 de março em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Pachenki garante ter um caminhão Mercedes-Benz (bicudo) em excelentes condições e quer buscar a essencial regularidade para se chegar ao final de 2016 brigando por uma inédita conquista.

Equipe que trabalha unida, permanece unida em busca da primeira vitória na Truck

Equipe que trabalha unida, permanece unida em busca da primeira vitória na Truck

“No ano passado tive notória evolução. Trabalhamos bastante no meu Mercedes e depois das duas primeiras corridas estar longe de ser competitivo, melhoramos muito e terminei o ano em quarto lugar, largando três vezes entre os três primeiros e fazendo seis pódios em dez corridas, um índice muito bom“, diz Pachenki.

Mas o piloto da cidade paranaense de Cascavel quer mais ainda. Agora, com o caminhão na mão e a experiência de três temporadas, ele espera fazer os ajustes mais específicos no seu Mercedes-Benz e não só andar entre os primeiros, como terminar na frente e conquistar uma inédita vitória.

“Para chegar disputando o título no final, é preciso um caminhão confiável, que quebre pouco (em 2015 foram três quebras) algo possível com o monitoramento de todo o equipamento. Isso é algo que dá para melhorar mesmo. Quero ver se chegamos próximo do zero, algo possível, para melhorar nossa performance“, completa.

Um dos pontos que Diogo Pachenki cita como importantes na evolução do seu caminhão no ano passado foi a troca do câmbio, como ele mesmo destaca.

“Realmente esse foi o ponto chave, pois quando tiramos o outro que a gente usava e mudamos, passamos a ser competitivos. São detalhes como esse que podem me levar a brigar pelo título. Neste ano estou empolgado e bastante confiante. Que venha Santa Cruz do Sul!“.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações

Wellington Cirino atrás do penta da Fórmula Truck

19 de janeiro de 2016 0

Piloto renova contrato com a equipe ABF e demonstra empolgação com a reformulação na escuderia que tem sede em Santos. Abertura da 21º temporada será dia 13 de março na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul.

Com quatro títulos no currículo da Fórmula Truck, Wellington Cirino, além de ser um dos maiores ganhadores com 25 vitórias e liderar o ranking com 29 poles positions, também é um dos pilotos com maior número de corridas na história da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Neste 21º ano da F Truck, Cirino só ficou fora na primeira temporada, em 1996. De lá para cá, foram somente seis corridas ausente, três em 2011, quando esperou a montagem do caminhão Mercedes-Benz e ainda assim foi campeão, e outras três quando sofreu um acidente em 2005.

Wellington Cirino tem acompanhado todos os trabalhos na montagem do seu bruto.

Wellington Cirino tem acompanhado todos os trabalhos na montagem do seu bruto.

Mas não estão somente nos números as esperanças de mais um título de Cirino, que em 2015 ganhou uma corrida e terminou o ano na sétima posição. Ele acredita que com a reestruturação da equipe da ABF Mercedes-Benz a situação vai melhorar bastante.

“Estou muito contente por a Mercedes-Benz ter continuado com a gente por mais um ano e agora é tentar seguir os passos do Paulo Salustiano, que foi vice-campeão em 2015 e fez um excelente campeonato. O objetivo é chegar à decisão com os dois caminhões brigando pelo título. Nossa dupla é bem forte“, disse Cirino.

Um dos pilotos a ser batido nesta temporada, que começa no dia 13 de março em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, é justamente o tricampeão Leandro Totti. No entanto, Cirino garante que mais seis ou sete pilotos estarão na briga direta pelo título de 2016.

“Tem o Felipe Giaffone, que é um piloto muito forte, além, claro, do Totti, do Salu, e eu, que podem ter certeza, vou disputar este título, que será um dos mais disputados dos últimos tempos“.

Para isso Wellington Cirino espera ter maior regularidade do que no ano passado, quando enfrentou dificuldades para terminar algumas corridas.

“Das dez fiz somente três boas. A da vitória em Guaporé, a do segundo lugar na abertura do ano em Caruaru, e a de Cascavel. Esta reestruturação na equipe me empolga demais e vamos buscar ter mais constância neste ano. Com o regulamento atual, o caminhão precisa ser confiável para terminar as duas fases da etapa e marcar o maior número possível de pontos. A corrida é vencida na oficina. Na pista são meros detalhes de acerto“, diz Cirino.

Pré-calendário de 2016 *

13 de março – Santa Cruz do Sul (RS)
10 de abril – Curitiba (PR)
15 de maio – Campo Grande (MS) ou Brasília (DF)
12 de junho – Goiânia (GO)
10 de julho – Londrina (PR)
31 de julho – Interlagos (SP)
4 de setembro – Guaporé (RS)
9 de outubro – Cascavel (PR)
6 de novembro – Brasília (DF) ou Campo Grande (MS)
4 de dezembro – Curvelo (MG)

* Sujeito a alterações