Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Blumenau: A cidade onde as árvores são ilegais

31 de março de 2014 32

A história parece até apropriada na véspera desse dia 1º de abril, o Dia da Mentira. Mas é uma triste verdade. Parece mesmo que em Blumenau as árvores são ilegais. Então, vamos começar contando essa verdade…

Há quase cinco anos eu faço um trajeto de cerca de um quilômetro do meu apartamento até o Terminal da Fonte. No caminho, sempre passei meio desavisado por uns quadrados na calçada de cerca de 1x1m com um pouco de barro e uma grama insistente. Na semana passada eu reparei um pouco mais nesses pedaços de terra porque o mato crescia ali de uma forma que eu nunca tinha visto. Imagina então a minha boa surpresa quando na manhã desta segunda-feira eu vi várias mudas de árvores, principalmente ipês, plantadas ali.

Comparação no mesmo trecho antes e depois do plantio das mudas.

Comparação no mesmo trecho antes e depois do plantio das mudas.

Assim como eu tinha fotografado aquele pedaço onde o mato crescia firme, fotografei também as alegres mudas ainda necessitadas de uma estaca para lhes garantirem firmeza. Ao chegar no jornal instiguei a curiosidade dos colegas e descobriram que a iniciativa era do pessoal do Machu Picchu Matte, uma pequena lanchonete de comida natural do Centro de Blumenau.

A partir da iniciativa deles, com o apoio de outras empresas e parceiros, foram plantadas cerca de 100 mudas de árvores no fim de semana. A ação ocorreu nas ruas XV, na 7, Alameda Rio Branco e Amazonas.

No fim da tarde, porém, um dos organizadores da ação e sócio do Machu Picchu Matte, Grégori Morastoni, postou no Facebook sobre uma visita que recebeu do presidente da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema), Jean Naumann. É aí que começa os exemplos da falta de sensibilidade e de prioridade do poder público.

arvore2

Segundo Grégori, o presidente da Faema avisou que eles precisam de autorização para plantar as árvores ou serão multados. Grégori concorda com a necessidade da autorização. Ninguém quer nada ¨ilegal¨. A falta de sensibilidade do poder público está exemplificada no tom da conversa.

É fácil pensar que ao invés de ter a conversa pelo lado do ¨não faz isso ou será multado¨ o melhor seria ter parabenizado os organizadores da ação, ter explicado a necessidade da autorização prévia (já que tudo no Brasil precisa dessa burocracia toda) e se colocado a disposição para ajudar.

Mas ao invés de incentivar, coloca-se empecilhos. Principalmente nesta questão da arborização Blumenau peca muito. Os morros ainda preservados ao redor de quase toda a cidade dá a falsa impressão de que vivemos em meio ao verde. Mentira. Há muita pouca árvore em locais públicos. Eu não consigo de maneira alguma enxergar como uma iniciativa como essa, apesar de ter sido feita ilegalmente, como avisou Naumann, pode gerar algum malefício.

Para se ter uma ideia, a ação não foi feita de forma impulsiva, de uma hora pra outra. Os organizadores buscaram apoio técnico e especializado. Sabiam o que estavam fazendo apesar de não ter ¨os papéis¨ para fazer.

Confira abaixo o relato da ação feita pelo Machu Picchu Matte:

¨+100 ÁRVORES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Nosso Projeto Árvore expandiu gigante!!!!!! Este final de semana plantamos 91 árvores em Blumenau, totalizando 100 desde quando começamos em novembro do ano passado. Foram plantadas 41 árvores pelo centro, Rua XV, Rua 7, Curt Hering e Alameda. E 50 ipês de cores variadas ao longo da Rua Amazonas!!!!!!!!!
Esta foi uma ação conjunta que contou com a colaboração de mais 9 empresas: Green Place, Keep IT, Spirit Walker, Centro Educacional Motiva Ação, Rockfeller, Restaurante Cheff Manu, Happy Bike, Blufisio e Projesan. Cada uma dessas empresas contribuiu com 10 árvores!!!!!!!!!!!!!!
Gostaríamos de agradecer também ao Pubrasil (Garcia) que alimentou os “jardineiros” que foram as ruas neste sábado de sol e domingo de chuva!!!!! Ao pessoal do Madeiras Bewiahn que ajudou com as estacas!!!!! Nosso muito obrigado também ao Mudas do Vale que colaborou com as árvores!!!!!!
Aos poucos postaremos fotos de onde as árvores foram plantadas. Mas, caso você passe por alguma dessas ruas hoje, vale a pena conferir ao vivo!!!!!!!!!!!

Plante e cuide!

Att,
Machu Picchu Matte – Dptm. de Reflorestamento Urbano¨

Comentários (32)

  • Marina Luiza Subtil diz: 1 de abril de 2014

    As árvores são imprescindíveis nas ruas de Blumenau. Apoio a iniciativa do plantio!

  • Morgana diz: 1 de abril de 2014

    a rua Curt Hering esta demais, fui no novo Correio, maior calor, e fiquei impressionada em ver como as árvores ali estavam grandes e bonitas, além de muito úteis – sombra, pássaros e renovação do ar – seria ótimo se todas as ruas de Blumenau fossem assim!!

  • Luiz diz: 1 de abril de 2014

    Bem provável que para roçar o capim que toma conta da cidade também precise de autorização. Hipocrisia pura.

  • Orlando Maas Junior diz: 1 de abril de 2014

    Apoio a iniciativa , conheço o pessoal do Machu Picchu Matte e alguns “jardineiros”
    que ajudaram no plantio. Valeu!!!!!!!!

  • juca diz: 1 de abril de 2014

    Esse Jean Naumann não tem o que fazer, porque não vai “carpina um lote” como dizia meu pai.

  • Denise Cristina Schmidt diz: 1 de abril de 2014

    Apoio completamente a iniciativa, porém, concordo com a necessidade de autorização. Neste caso específico os caras foram atrás de informações, mas caso algum desavisado inventasse de sair plantando pinheiros por aih, por exemplo, em pouco tempo teríamos um probelmão com as raízes. O “tom” da conversa é que realmente deveria ter sido outro.

  • Edmilson diz: 1 de abril de 2014

    JEAN NAUMANN, VOCÊ ME DA NOJO !
    É VOCÊ COM ESSA LEI RIDÍCULA QUE ESTÁ IMPEDINDO A PREFEITURA DE LIMPAR A CIDADE ?
    TENHO CERTEZA QUE DEVE TER MUITA COISA BEM MAIS IMPORTANTE PARA FAZER NA FAEMA DO QUE FICAR AMEAÇANDO QUEM FAZ O BEM PRA CIDADE.

  • Paulo Almeida Reis diz: 1 de abril de 2014

    Então, o mesmo Engo. Florestal que inaugurou o Parque São Francisco de Assis, a algumas semanas atrás, agora vem com esse tipo de grosseirismo, que bom alimentar a hipocrisia, sabemos de forma bem nítida o engodo político que foi a inauguração do Parque. Ninguém pode fazer nada pela cidade sem colocar o nominho medíocre de políticos para endossar seus “bem-feitos”. Iniciativas como estas ferem o ego político. Este grupo deveria pagar a tal multa e publicar, só para mostrar a baixaria destes senhores deselegantes.

  • kátia diz: 1 de abril de 2014

    MULTA POR PLANTAR ARVORES????????????? SÓ EM BLUMENAU KKKKKKKKKKKK
    POVO SEM NOÇÃO, AINDA TEM A CORAGEM DE IR AMEAÇAR COM MULTA, ISSO É RIDICULO, VERGONHOSO, COMO A FAEMA NÃO FAZ, O POVO CORAJOSO, LUTADOR ,PERSISTENTE DE BLUMENAU VAI A LUTA .PARABENS AOS QUE TIVERAM ESSA INICIATIVA,POIS SE FORMOS ESPERAR PELO PODER PUBLICO KKKKKKKKKKKKKK .

  • Orlando diz: 1 de abril de 2014

    Há uns 3 anos uma senhora me contou um ocorrido. Os canteiros em frente a sua casa, na região central da cidade, estavam abandonados, só no barro. Ela resolveu plantar uma muda de árvore e algumas plantas. Semanalmente ela limpava os canteiros, podava as plantas, arrancava as folhas mortas, enfim, fazia a jardinagem do local.
    Numa das ocasiões recebeu uma visita do pessoal da Faema e foi advertida que se continuasse a fazer o serviço de jardinagem receberia uma multa e, em caso de desobediência, poderia responder criminalmente.
    Resultado: parou com a jardinagem, a árvore está lá precisando de poda, as plantas morreram e flores e os canteiros estão tomados pelo mato.

  • Cindy diz: 1 de abril de 2014

    Plantar árvores gera multa? E quem corta uma árvore linda que não estava caindo, muito menos doente na rua 7 de setembro? Foram cortadas 2 árvores apenas para dar lugar a entrada de um estabelecimento (Próximo ao Balarotti, entrada da antiga Casa da 7). Tirei até foto! DETALHE: eles não foram multados e fizeram isso em pleno domingo. UM ABSURDO agora com essa iniciativa querem multar ? Ipê não tem problemas com raízes… o problema é que não foi a prefeitura que não fez e isso incomodou!!

  • alexandre diz: 1 de abril de 2014

    jEAN NAUMANN, VOCÊ não me representa como blumenau da nisso vergonha cargos de politica da nisso . mais um ponto napoleao bernades .

  • VieiraBlu diz: 1 de abril de 2014

    Então está explicado porquê Blumenau virou este matagal de capim … a Faema não deve ter autorizado a prefeitura a roçar os mesmos ….

  • Sabrina diz: 1 de abril de 2014

    Apoio sim, e parabenizo a esse pessoal pela iniciativa….

  • decio diz: 1 de abril de 2014

    Caramba, querer melhor o visual da cidade plantando uma arvore sem ter autorização pode dar multa? Puxa a que estágio chegamos. Se plantar uma arvore da multa, cortar como fica? Com a palavra os que “autorizaram o corte do tamarindo”.

  • Leandro diz: 1 de abril de 2014

    É de lascar que uma cidade que se entitula “Cidade Jardim” não deixar crescer árvores em sua área urbana.
    Em vez de nosso órgão ambiental do município promover a proliferação e aumento da área verde na cidade, o que se vê são podas (leia-se mutilações) das árvores que crescem gerando alguma sombra. Uma nobre iniciativa que deve ser tomada por muito mais empresas e pessoas nessa cidade.

  • Nati Rodrigues diz: 1 de abril de 2014

    Nossa gente, não acredito que tô lendo esses comentários. Na facul a gente aprendeu a avaliar os casos de corte e plantio de árvores nativas. O que me assusta é um monte de gente sem nenhum aprendizado na área querer saber mais que a Faema, e pior ainda, sair plantando árvore por aí sem nenhuma noção do que tão fazendo.
    Imagina se uma raiz de flamboyant (que eu vi que plantaram ali no centro, perto da minha casa) dessas atinge a tubulação de gás que passa por baixo da XV? Explode tudo e daí vão querer colocar a culpa em quem? Tenho certeza que nessa hora quem plantou vai ficar bem escondidinho.

  • Ximitão diz: 1 de abril de 2014

    Fui roçar o capim na frente da minha casa e a prefeitura me multou, pois não tinha autorização..

  • Alexandre diz: 1 de abril de 2014

    Podem até plantar árvores, ótima iniciativa, mas façam direito. Com o barro comprado por vocês ou conseguido com autorização, e também plantem com autorização da prefeitura…

    Vocês arrancaram uma parte do barranco do terreno da minha vó, para levar o barro pra plantar árvore. Poxa consigam o barro de outra maneira né, não saiam cavando no terreno dos outros, sem autorização. Agora está lá a obra de arte ridícula.

  • Rose diz: 1 de abril de 2014

    Muitos destes moram em aptos e não tem o prazer de se deleitar a sombra de uma árvore. Alguns até moram numa casa, rodeada de brita e coco de cachorro.
    Quem deve estar a frente desses órgãos são pessoas que amam o que fazem e neste caso, amar a natureza TÃO SABIAMENTE.

  • Maycon diz: 1 de abril de 2014

    Parabens aos meninos precisamos de outras 200000 mais!!!! Onde esta o projeto da prefeitura de arborização que se formos pela logica ja deveria ter sido feito a 100 anos atras!!??…. Da mesma forma que estamos cansados da violencia e estamos fazendo justiça com as proprias mãos, estamos cansados da falta de sombra e de viver em uma cidade horrorosa sem paisagismo e estamos fazendo nossa parte, ja que o poder publico é inexistente!!! Parabens aos que plantaram as arvores!!!

  • Tânia diz: 1 de abril de 2014

    Adorei a notícia de plantar árvores. Porém porque não plantar árvores frutíferas para que o povo possa se alimentar. Esse exemplo tem em Brasília. Cheio de pés de manga. Aqui podemos plantar outras árvores frutíferas em tamanhos menores. Basta pesquisar.

  • Ana diz: 1 de abril de 2014

    Acho que precisamos pensar com moderação nossos comentários. A iniciativa é perfeita, ótima!! Bom seria se outras empresas em Blumenau fizessem isso, apesar de arborização de Passeio PÚBLICO seja de responsabilidade da Prefeitura.
    Mas pra quem conhece um pouco sobre arborização sabe bem que realmente precisam ter critérios na hora de se plantar uma árvore num passeio. Observar a fiação elétrica, se existe ou não tubulação no local, se existe alguma restrição e principalmente qual espécie de árvore é indicada, conforme a altura e porte que poderá chegar e o tipo de raízes que ela possui.
    Pelo que diz a reportagem, a iniciativa foi feita com apoio técnico de uma empresa. Tomara mesmo!! Porque caso o que a Nati Rodrigues tenha falado sobre o plantio de um Flamboyant na Rua XV for mesmo verdade, acho que não houve tanta técnica assim.
    Mas na minha opinião, nada justifica a iniciativa do presidente da Faema de ameaçar com uma multa. Nessas horas cabe um bom senso de rever as árvores que foram plantadas, espécies e locais e ver se existe algum tipo de restrição.
    Caso haja, é só mudar a espécie e pronto!! Orientar é um DEVER da FAEMA, antes de TUUUUDOO.
    É uma falta de senso querer multar alguém por plantar uma árvore.

  • eu diz: 1 de abril de 2014

    “Segundo Grégori, o presidente da Faema avisou que eles precisam de autorização para plantar as árvores ou serão multados.”

    Avisou ou deu uma indireta pedindo propina?

  • Ivan diz: 1 de abril de 2014

    Ainda há esperança. Que a população de Blumenau tenha cada vez mais essa força de vontade em deixar a nossa cidade com a cara que merece ter.

  • Fernando diz: 1 de abril de 2014

    Isso! Aí quando começarem a quebrar as calçadas, a rachar os muros e danificar as redes elétricas e telefônicas mandem a conta para o Machu Picchu Matte!!!!!!!!
    Caras sem noção! Vão lá , plantem também figueiras, flamboyant, vão ver daqui alguns anos, bahhhhhhh.

  • Vanessa diz: 1 de abril de 2014

    Estão tirando o foco.
    Estão maqueando o que é errado, na tentativa de torná-lo certo.
    Imaginem plantar árvores, como Ipês e Flamboians, que facilmente atingem 15 metros de altura, em baixo da fiação elétrica!
    Imaginem troncos que facilmente chegam a 50-80 cm de diâmetro nas calçadas estreitas que temos por aqui.
    Imaginem o crescimento da cidade ser feito sem acompanhamento técnico.
    Imaginem vc cidadão que terá que arcar com mais essa conta, quando a prefeitura ter que pagar a conta da manutenção dos problemas que podem vir por essa negligência.

  • Helton diz: 1 de abril de 2014

    Sinto pena dos policiais, que tem que mandar primeiro um buquê de flores para prender infratores da lei.
    Sinto pena do Naumann que, como autoridade ambiental, também tem que mandar buquê para falar a verdade.

  • Patrícia Pacheco Campos diz: 2 de abril de 2014

    Parabéns pela iniciativa e por esta ação valiosa para o meio ambiente. Também para a arborização da nossa cidade, pois sofremos com o calor intenso e falta de sombra pelas ruas da cidade. Quanto ao Sr. Jean Naumann, um conselho: no dia da árvore leve o bloquinho de multas no bolso!

  • Paulo Volles diz: 2 de abril de 2014

    Parabéns à Machu Picchu Matte pela iniciativa. São iniciativas positivas destas que tornam nossa cidade um lugar melhor.

    Qualquer órgão público deve também incentivar e não só fiscalizar. Precisavam sim, (conforme o Gregori também comentou)elogiar, orientar e oferecer ajuda. Assim ganhariam uma boa reputação e usariam isso como exemplo. Ningué ali estava de má fé.

  • robson diz: 2 de abril de 2014

    Pessoal: Me parece que alguns ficam de olho nas notícias para ter um motivo para “descer a lenha”. Sem dúvidas, foi e é louvável a atitude de se plantar as mudas de árvores. A reportagem apresentada no santa, versão impressa, quis enfatizar a questão burocrática para se viabilizar o plantio. Contudo, lhes pergunto: vocês já pararam para olhar como estão muitas árovres adultas? já observaram a mutilação imposta pelas podas, necessárias para evitar problemas com a fiação? há a necessidade sim de um trâmite burocrático, pois plantar uma muda em espaço público tem quer ser planejado, para podermos usufruir dos seus benefícios. Vamos aproveitar o momento para construir um debate consistente e produtivo, para que todos aprendam com isto.

  • Christian Rafael Luciani diz: 2 de abril de 2014

    Pergunta que não quer calar!

    O referido passeio onde as árvores foram plantadas foi executado pela Prefeitura, como parte do Projeto de Reurbanização da Rua Amazonas. Logo entendesse que a arborização da via estava contemplada no projeto, e que as caixas de árvore implantadas no local estão de acordo com a legislação que trata dos passeios públicos municipais, Lei Complementar 550/05. Se foram executadas de acordo com a Legislação Municipal, respeitam as tubulações subterrâneas e as demais exigências.
    O Presidente da Faema foi infeliz ao citar que seria necessária autorização do município para o plantio, visto que o passeio foi executado pela Prefeitura, cabendo ao mesmo somente cobrar da empresa que realizou o plantio, a falta de consulta ao Órgão Ambiental sobre as espécies que poderiam ser plantadas.

Envie seu Comentário